Leilaõ de veiculos

A 2° Etapa do Leilão de Veículos está confirmada para o dia 09 de Maio de 2014 no Auditório da Faculdade Metropolitana as 10hs.Interessados poderão cadastrar -se on-line através do site www.vipleiloes.com.Para compra, os interessados deverão ter em mãos documentos pessoais, além da quantia em dinheiro à vista. Serão leiloados 250 bens, entre veículos e sucatas.O Pátio de Retenção abrirá as portas para visitação do veículos nos dias nos dias sete e oito de 2014

Compartilhe:

Prêmio Curtas

As inscrições para a segunda edição do Prêmio Curta Histórias foram prorrogadas para 29 de abril. O prêmio é uma iniciativa do Ministério da Educação e conta com o apoio da Fundação Vale, entre outros parceiros. O objetivo é incentivar jovens estudantes da rede pública de ensino a elaborar vídeos, de até um minuto, sobre as relações étnico-raciais, utilizando telefones celulares ou câmeras fotográficas digitais.

O tema desta edição é “Personalidades Negras”, homenageando o centenário de Abdias Nascimento. Mais informações podem ser obtidas no site http://curtahistorias.mec.gov.br/ ou pelo email

Compartilhe:

ACUSADO DE SER MANDANTE DO ASSASSINATO DE SINDICALISTA VAI JÚRI NO PARÁ

O fazendeiro e madeireiro Décio José Barroso Nunes, o Delsão, acusado de ser o mandante principal do assassinato do sindicalista José Dutra da Costa, o Dezinho, crime ocorrido em Rondon do Pará no dia 21 de novembro de 2000, vai a júri popular no próximo dia 29, em Belém do Pará. O julgamento foi transferido da comarca do Rondon para a comarca de Belém, por decisão do Tribunal de Justiça, em razão do poder econômico e político de Delsão na região, o que poderia influenciar na decisão dos jurados.

Delsão, foi preso pela polícia logo após o crime mas foi colocado em liberdade dias depois por decisão de um desembargador do Tribunal de Justiça de Belém. À época, a decisão foi duramente criticada como uma demonstração de favorecimento ao fazendeiro. A preocupação dos familiares do Sindicalista Dezinho e das entidades sindicais e de direitos humanos que acompanham o caso é que o imenso poderio econômico e a forte influência política que o fazendeiro e madeireiro possui na região possa influenciar no resultado do julgamento a seu favor.  Três dos principais promotores da capital que atuam no tribunal do júri se negaram a fazer a acusação do fazendeiro no julgamento do dia 29 alegando razão de foro íntimo.  Apesar de tudo isso, os familiares e entidades acreditam quem a impunidade não irá prevalecer e que a JUSTIÇA será feita.

 

Compartilhe:

Vereadores cobram da Superintendência de Polícia Civil solução ao caso Calixto Yaghi

Poder Legislativo também vai exigir do Executivo que conserte câmeras de vigilância com defeito.   Na manhã desta quarta-feira, 23, 13 dos 21 vereadores da Câmara Municipal de Marabá estiveram na Superintendência de Polícia Civil do Sudeste do Pará para cobrar empenho nas investigações e prisão para os responsáveis pela morte do odontólogo Calixto José Yaghi, encontrado em uma cova rasa em uma estrada vicinal, às proximidades da Vila Sororó, km 35 da BR-155, na quinta-feira, dia 19 de abril. A visita à Superintendência foi proposta pela vereadora Vanda Américo na sessão ordinária desta terça-feira, 22, quando foi feito um minuto de silêncio em memória a Calixto Yaghi. Os vereadores foram recebidos na Superintendência pela delegada Simone Felinto, que representava o superintendente Ricardo do Rosário, que está em viagem para Belém. Com ela, participaram da audiência o delegado Rayrton Carneiro, que preside o inquérito que investiga o assassinato de Calixto, mais o investigador Wallac França, que também atua no caso. A presidente da Câmara, Júlia Rosa, explicou à delegada Simone Felinto que os vereadores e a sociedade local estão preocupados com os recentes crimes contra homossexuais que vêm ocorrendo e disse que a Câmara está estendendo a mão para ajudar no que for preciso no aspecto político. “O Calixto era uma pessoa muito querida em Marabá e desconhecemos que houvesse uma pessoa que nutrisse ódio e sentimento de vingança contra ele. Apelamos para que a polícia se empenhe no esclarecimento dos fatos. Não podemos concordar que esse tipo de crime volte a acontecer”, disse Júlia…

Dilma sanciona Marco Civil da Internet.

  A presidente Dilma Roussef aprovou hoje pela manhã o texto do Marco Civil da Internet, que cria uma espécie de Constituição para o uso da internet no país, com direitos, deveres e garantias para usuários e empresas. O aval que transforma o documento em lei foi dado na abertura do NETMundial, encontro em São Paulo que reúne representantes da governança digital de 90 países, entre eles os “pais” da internet, Vint Cerf, e da web, Tim Berners-Lee, respectivamente. Este último considerou exemplar a iniciativa brasileira. “Direitos que são garantidos offline têm de ser garantidos online”, justificou a presidente com ênfase para a neutralidade da rede, ponto mais polêmico, que proíbe as operadoras de vender pacotes de internet pelo tipo de uso. Segundo Dilma, o Marco Civil é uma “experiência inovadora que ecoou das vozes das ruas, das redes e de diferentes instituições”. O texto do projeto já havia sido aprovado ontem à noite por unanimidade no Senado, 28 dias depois de ter passado pela Câmara. A decisão de Dilma põe fim a uma espera de anos entre idas e vindas até que o projeto fosse enfim ajustado à versão final. Goste você ou não, agora o Marco Civil da Internet é lei e precisá ser seguido por todos que fazem parte do mundo digital. Então, explicamos abaixo, em cinco pontos objetivos, as principais bandeiras do documento. Confira: DIREITOS O Marco Civil considera a internet uma ferramenta fundamental para a liberdade de expressão e diz que ela deve ajudar o brasileiro a se comunicar e se manifestar…