A Prefeitura de Marabá iniciou nesta quinta-feira (22), o trabalho de recuperação da Orla da Marabá Pioneira, principal ponto turístico da cidade. A melhoria visa resgatar a beleza do local, que sofre a ação constante de vândalos, e deixar o local ainda mais atraente para as pessoas que visitam a cidade na temporada de veraneio, que começa agora no mês de junho.
A Secretaria Viação e Obras Públicas (Sevop) vai recuperar as grades de proteção, danificadas pela ação do tempo e também de vândalos, assim como bancos e guarda-sois. O local também vai receber pintura nova.
A equipe do Departamento de Serviços Urbanos vai retirar os detritos acumulados na parte debaixo da estrutura de concreto e o mato. Já a Secretaria de Meio Ambiente (Semma) fará a recuperação total do paisagismo, dando um visual ainda mais bonito a orla do Rio Tocantins, que encanta os visitantes.
Para evitar a ação de vândalos, a segurança também será reforçada, garantido mais comodidade e tranquilidade a quem frequenta o local, bastante movimentando principalmente aos finais de semana, movimento que triplica durante a temporada de veraneio.

Compartilhe:

Secretaria de Educação promove 1ª Mobilização em Prol dos Direitos das Pessoas com Deficiência

A ação foi desenvolvida pelo Departamento de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O evento reuniu mais de 500 alunos especiais, que receberam atendimento nas áreas educacional, de saúde, social, cultural, esporte e lazer. A Mobilização tem o objetivo de reafirmar os direitos das pessoas com deficiência, de maneira que a população seja sensibilizada a respeito das questões relacionadas à deficiência. “Queremos desvincular qualquer ação de estereótipos voltados à caridade, queremos na verdade mostrar que essas pessoas são ativas e precisam que seus direitos sejam respeitados”, disse Ingrid Fernandes, coordenadora do Depto. de Educação Especial da Semed. No evento, se apresentaram grupos de escolas e instituições de Marabá, com danças e mostra de arte, além de poderem receber atenção médica para aferir pressão arterial, glicose, além da vacinação contra a gripe nos grupos determinados. Corte de cabelo e venda de artesanato também foram oferecidos ao público durante toda a ação, que foi encerrada às 13 horas. O adolescente Alisson Silva Santos comemora nesta sexta-feira (23) seus 13 anos de idade. O jovem Elcklym Teixeira tem 20 anos de idade e comemora hoje a aprovação em cinco cursos na Universidade Federal do Pará (UFPA), onde optou por cursar Direito. O que ambos possuem em comum é a convivência diária com a distrofia muscular, que os confina a cadeiras de rodas adaptadas para suas deficiências. Todos os dias esses jovens se encontram no Instituto Alnair, fundado por Aledi Maria Silva e Nair Alves, mães que lutam para melhorar a qualidade de vida dos filhos com…

Fim da polêmica: Jobson de volta ao Brasil

Jobson foi destaque no time árabe

O atacante Jobson, ex-Botafogo, finalmente poderá deixar a Arábia Saudita. O atleta, que jogava pelo Al-Ittihad, teve o seu passaporte e o visto de saída retidos pelo clube, mas já conseguiu o documento e poderá voltar ao país.

O atleta publicou no Facebook uma comemoração após o fim da confusão com a equipe árabe. “Final da novela.Passaporte. Acabou. Chukram ala”, celebrou em árabe.

Jobson exibe o passaporte

O jogador havia sido emprestado ao clube pelo Botafogo e estava sem receber salários há quatro meses, o que o deixou sem ter onde dormir na cidade de Jedá. A alegação dos árabes é que o jogador havia se recusado a realizar um exame antidoping, mas a defesa afirma que o jogador não recebeu nenhum documento sobre o exame.

Jobson deverá chegar em sua cidade Natal, Conceição do Araguaia, no sul do Pará, na segunda-feira (26/05). Há informações que Jobson fará uma visita a Redenção, onde dará uma entrevista ao Nosso Jornal, e fará esclarecimento sobre sua passagem pela Arábia.

às sexta-feira, maio 23, 2014 

Compartilhe:

Congresso Nacional vota a favor do piso salarial dos ACS

Depois da vitória na Câmara da dos Deputados, o Senado federal aprovou esta  semana piso salarial dos agentes comunitários de saúde e combate as endemias, no valor de R$ 1014, com jornada de trabalho de 40 horas semanais. A proposta segue agora para sanção da presidente Dilma Rousseff.
Com os Agentes Comunitários de Saúde, que ocuparam diariamente as instalações do Congresso Nacional, o deputado federal Domingos Dutra (SDD/MA) se esforçou durante toda a semana pedindo o apoio de todos os senadores para a aprovação do piso salarial. O parlamentar, que foi relator da matéria na Câmara dos Deputados comemorou o resultado.
“A luta valeu a pena. Depois de três anos como relator do projeto, conquistamos o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e combate as endemias, garantindo segurança jurídica e melhores condições salariais para essas duas categorias. Não foram os dois salários mínimos que propus, mas o resultado final representa avanço”, comemorou o deputado durante a votação no Plenário do Senado.

Compartilhe:

Prêmio britânico dará £10 milhões para quem solucionar um grande problema da humanidade

Criado originalmente em 1765, o prêmio agora tem seis desafios que podem melhorar a vida contemporânea.   No século 18, o governo britânico ofereceu um prêmio de 20 mil libras para quem descobrisse uma forma de determinar a longitude de uma embarcação em alto mar. O desafio, chamado Longitude Prize, foi criado em 1714, e algumas décadas depois, mais precisamente em 1765, o relojoeiro John Harrison apresentou o relógio marítimo H4, garantindo assim o prêmio. Três séculos depois, o primeiro ministro britânico David Cameron anunciou uma nova edição do Longitude Prize, que dará a cientistas até 10 milhões de libras para quem descobrir maneiras de melhorar o mundo. Em vez de um único desafio, agora o governo britânico definiu seis problemas – o público definirá qual deles é o maior, e o prêmio será dado para quem solucioná-lo. Em sua edição original, o Longitude Prize visava solucionar um problema que afetava diretamente a coroa britânica – muitos de seus navios naufragavam em alto mar, e descobrir a longitude deles ajudaria a evitar novos naufrágios. Desta vez, o prêmio oferecido pelo governo britânico não pensa apenas no Reino Unido, e sim em questões que afetam o mundo inteiro. As seis categorias são as seguintes: • uma tecnologia inteligente e de baixo custo que permite que pessoas com demência vivam de maneira independente • um avião zero de carbono escalável que consegue voar de Londres a Edimburgo em velocidades normais • um alimento inovador que permite que o mundo inteiro tenha uma dieta nutritiva, sustentável e de…

MARABÁ: SEMED PROMOVE 1ª MOBILIZAÇÃO EM PROL DOS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

O Departamento de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação, neste ano de 2014 incorpora o conceito de deficiência em sua totalidade, e abre espaço para esclarecimentos e prestação de serviços na área da saúde, educação, cultura, esporte e lazeras pessoas portadoras  de deficiências por meio desta iniciativa. A OAB Marabá é parceira do evento e vai ajudar no esclarecimento sobre os direitos do deficiente àqueles que precisarem, com a Comissão do Idoso e Pessoas com Deficiência da Marabá. O evento inicia às 9hs desta sexta-feira, dia 23 de maio, de às 13h, no Ginásio da Folha 16.

 

Compartilhe:

Política Nacional de Economia Solidária aprovada na CFT‏

 Nesta quarta-feira (21), a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4682/12, que estabelece as definições, princípios, diretrizes, objetivos e composição da Política Nacional de Economia Solidária e cria o Sistema Nacional de Economia Solidária.
O relator do projeto, deputado federal Claudio Puty (PT -PA), ressalta o pioneirismo da iniciativa no Brasil: “a importância deste projeto está relacionada ao fato de ser a primeira vez que criamos um marco regulatório que define em lei a economia solidária, com obrigações estatais para a formatação, fomento e apoio de sistema de economia solidária que terá repercussões positivas, ainda mais porque regulamentará a relação entre o Poder Executivo e o Terceiro Setor”, afirma Puty.
O relatório aprovado contemplou duas emendas sugeridas pelo Fórum Nacional de Economia Solidária – FNAES. Assim, ficou definido que os empreendimentos econômicos solidários poderão registrar-se no Registro Civil das Pessoas Jurídicas, independentemente de sua forma societária. O segundo ponto, institui o Cadastro Nacional de Empreendimentos Econômicos Solidários – CADSOL, com a finalidade de dar reconhecimento público aos Empreendimentos Econômicos Solidários para o acesso às políticas públicas nacionais de economia solidária e demais políticas, programas públicos de financiamento, compras governamentais, comercialização de produtos e serviços e demais ações e políticas públicas a elas dirigidas.
Para viabilização da aprovação da matéria na CFT, o relator usou de ferramentas regimentais como a inversão de pauta e ainda articulou acordos com o PSDB e DEM, opositores ao projeto.

Compartilhe: