Polícia investiga suposta tentativa de roubo a agência bancária em Marabá

Situação aconteceu na noite da última sexta-feira, 31. Grande volume de fumaça saiu de dentro da agência bancária.

polícia investiga uma suposta tentativa de assalto a uma agência da Caixa em Marabá, no sudeste do Pará. A situação aconteceu na noite da última sexta-feira (31), após a partida de futebol entre o time local, Águia de Marabá e o Paysandu.

Segundo testemunhas, dois homens entraram na agência e após a saída deles um grande volume de fumaça se formou dentro da agência. Bombeiros chegaram a ser acionados, na possibilidade de se tratar de um incêndio, que não foi o caso.

Homens da Polícia Militar também estiveram na agência, mas nada foi encontrado. A polícia vai analisar as imagens das câmeras de segurança da agência para verificar o que provocou a fumaça e se realmente houve alguma tentativa de roubo aos caixas eletrônicos.

Compartilhe:

Contas de energia elétrica terão bandeira tarifária vermelha em abril

No mês de abril, os consumidores de energia elétrica vão pagar R$ 3 a mais para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.
É que no próximo mês vai vigorar a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que é usada quando é preciso acionar usinas termelétricas mais caras, por causa da falta de É a primeira vez neste ano que a bandeira vermelha é ativada.
Em março, a bandeira tarifária em vigor foi a amarela, com adicional de R$ 2 para cada 100 kWh e, anteriormente, a bandeira era a verde, sem custo extra para o Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente.
As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

 

Compartilhe:

ANIVERSÁRIO DE 95 ANOS DO PC do B É COMEMORADO EM MARABÁ

O Presidente Estadual do PC do B, Jorge Panzera esteve em Marabá com comitiva para comemorar o aniversário de 95 anos do PC do B, o Partido Comunista do Brasil. O evento ocorreu no último dia 28, na Câmara Municipal de Marabá, organizado pelo Diretório do partido, liderado por José Edmilson Oliveira. O Deputado Estadual Lélio Costa também esteve presente na ocasião. O Zeca News entrevistou Jorge Pazera e José Edmilson. Acompanhe: O PC do B tem um longa trajetória. Como está sendo comemorada esta data tão importante para o partido? Pazera: Realizamos uma sessão especial na Câmara em homenagem a esta data. A direção local do partido promoveu este evento com o apoio de nossos dois vereadores, Gilson Dias e Ray Athiê. Foi um momento separado para comemorar e lembrar-nos da história do PC do B, mas também estamos sendo convocados a olhar para frente, para o futuro. O momento que o Brasil está vivendo é cheio de desafios. O PC do B é o partido mais antigo em atividade e sempre olhamos para o futuro com orgulho, pois, construímos esta história marcando presença nas transformações do Brasil. Temos orgulhos disso tudo. Mais do pensar na nossa história, estamos pensando no futuro do Brasil, do estado do Pará e dos municípios como Marabá. Queremos construir uma nova caminhada para o nosso Partido. Esta semana o assunto polêmico é a possível cassação da chapa Dilma-Temer. O caixa dois é assunto central desse processo. Qual o posicionamento do partido sobre o assunto? Pazera: Estamos vivendo um…

Trabalho infantil: Senador Paulo Rocha apresenta projeto de combate

A Anamatra lançou em (28/3), no salão nobre da Câmara dos Deputados, a sua Agenda Político Institucional. A solenidade contou com a presença de parlamentares, entre eles o senador Paulo Rocha, autor do Projeto de Lei que inclui no Código Penal, para caracterizar como crime a exploração do trabalho infantil. A proposta consta na agenda como prioritário para Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, e no momento tramita na CCJ da Câmara dos Deputados, sob o número (PL 6895/2017).

Pela proposta de Paulo Rocha, será considerado crime explorar, de qualquer forma, ou contratar, ainda que indiretamente, o trabalho de menor de 14 anos. Se o trabalho for noturno, perigoso, insalubre ou penoso, a pena poderá ser, de dois a oito anos de prisão, mais multa, além da pena correspondente à violência. Essa também será a punição para quem contratar jovem de 14 a 17 anos para trabalho noturno, perigoso ou insalubre

Compartilhe:

Juiz ameaça prender ocupantes

Fonte : CT Online O juiz Amarildo José Mazutti, titular da Vara Agrária de Marabá, afirmou em entrevista ao CORREIO, nesta sexta-feira (31), que pretende determinar a prisão de pessoas que voltaram a ocupar duas propriedades rurais desapropriadas em outubro passado, por determinação judicial, com apoio do Comando de Missões Especiais (CME), da Polícia Militar. De acordo com o magistrado, naquele mês foram reintegradas nove fazendas. “Tivemos reincidências em duas delas, que foram ocupadas novamente, a Mutamba e a Muriaé. Os processos dessas fazendas passaram a ser prioridade porque agora não é mais somente a situação da ocupação, fato é que estão descumprindo decisão judicial e a justiça existe para todo mundo. Atendendo ao Ministério Público do Estado do Pará, vamos mandar prender todas as pessoas que voltaram a cometer o crime de desobediência”, avisou. No caso da Mutamba, por exemplo, já há sentença do caso, ou seja, o processo já foi encerrado. “Foi feita a análise, o trabalho de pacificação e as pessoas saíram voluntariamente, mas quando o CME foi embora retornaram para a área. Tive reunião com eles ontem (terça) e estou em conversa com o Incra (Instituto Nacional Colonização Reforma Agrária) para que o órgão converse com o fazendeiro e quem sabe consigam comprar essa área para assentar este pessoal. Trata-se de pequeno agricultor, não é grileiro. São pessoas que produzem, estão há muito tempo lá e cada um com a sua área. Apesar disso, a justiça precisa ser cumprida”, declarou. Conforme ele, atualmente cerca de 30 processos que tramitam na Vara…

HMM CRIA SERVIÇO DE ATENDIMENTO PERSONALIZADO

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da diretoria Administrativa do Hospital Municipal de Marabá (HMM) vem trabalhando no sentido de melhorar todas as áreas daquela casa de saúde. Inicialmente promoveu a capacitação de servidores; recuperou e adquiriu móvel e utensílios; e, desde a semana passada, está humanizando o acolhimento de pacientes, ao adotar o “Atendimento Posso Ajudar?”, que torna a vida menos difícil para aqueles que procuram aquele hospital. No embalo de uma reforma e redimensionamento interno do primeiro bloco, que compreende o Pronto Socorro e Ambulatório, obras realizadas com auxílio da Justiça do Trabalho, Sidney Miranda Júnior, diretor administrativo do HMM, capacitou todos os servidores em “Qualidade no Atendimento”, primeiramente no geral e depois setorizado, de acordo com as prioridades de cada área. O novo serviço (Posso Ajudar?), no momento, não tem local fixo, vai da recepção à porta dos consultórios, feito nos dois turnos, com dois servidores pela manhã e outras duas pessoas à tarde. Consiste basicamente nos encaminhamentos para a triagem e depois, de acordo com o risco do paciente, para o médico. A triagem, feita por um enfermeiro (a), é baseada no sistema de cores, de acordo com o nível de risco (gravidade) do paciente: Vermelho – atendimento imediato; amarelo – avaliação médica em até 30 minutos; verde – aguardar para atendimento em até uma hora; e azul, para quem deve esperar até duas horas para ser atendido. Hoje, 31 de março, o atendimento no ambulatório do HMM estava tranquilo, diferentemente do início da semana, quando muita gente pediu socorro àquele…

BICHARA AVALIA GESTÃO MUNICIPAL

Jorge Bichara é uma das personalidades políticas e administrativas mais ativas em Marabá. Agora, o médico está ocupando importante espaço no Conselho Nacional do Meio Ambiente, CONAMA, como conselheiro. O Presidente da Unimed Sul do Pará e Presidente da Fundação Zoobotânica de Marabá faz avaliação do início da atual Gestão Municipal. O Sr. participou das últimas eleições municipais de Marabá como candidato à  gestão da Prefeitura pelo Partido Verde. Como o Sr. avalia o cenário atual da cidade? Primeiro, devo parabenizar a nossa cidade pelos seus 104 anos! É visível que Marabá já está com outra cara. Mudanças simples, mas que já dão outra cara para a cidade. Passamos oito anos sem perspectivas e esta atual gestão assumiu a Prefeitura em uma fase muito difícil por heranças malditas e pelas dificuldades da nação que todos conhecem. Nossa torcida (como participante do processo político, cheio de vontade de trabalhar pela cidade e reconhecedor que a vontade do povo é soberana) é para que o Prefeito Tião Miranda e o vice Toni Cunha tenham sucesso e ultrapassem as barreiras financeiras o mais rápido possível. Com a força de vontade que eles tem, que possam nos entregar uma cidade bonita e agradável de se viver. É o que desejo para a administração pública da nossa cidade. O momento político passou, os palanques foram desmontados e nós todos temos que colaborar. Estamos no período da quaresma e vem aí a Semana Santa e há muita procura pelo pescado. O Sr. é grande incentivador da produção do pescado na Zona…

NOITE DE TERROR EM DOM ELISEU

A noite da última sexta-feira, dia 31, foi de tensão na cidade de Dom Eliseu. Bandidos fortemente armados roubaram os recursos financeiros que seriam destinados ao pagamento dos servidores públicos municipais. A quadrilha é composta por cerca de dez pessoas que usaram duas camionetes para efetuar a ação criminosa. A ação começou por volta das 23 horas e resultou em duas explosões. A primeira foi na entrada da Agência e cerca de 25 minutos depois, mais uma explosão ocorreu no cofre da agência. Sete pessoas que estavam em uma pizzaria foram levadas como reféns e foram liberadas a 10 km da localidade. Houve troca de tiros com a Polícia Civil, mas o número de policiais era inferior e a polícia não pôde impedir a fuga. Cerca de R$3,5 milhões que estavam separados para pagar os servidores públicos municipais foram roubados. A ação terminou sem vítimas fatais. A fuga ocorreu no sentido Belém- Brasília e de acordo com informações da PM, os criminosos podem ter fugido por vicinais que ligam Dom Eliseu a Ulianópolis e Rondon do Pará. Os servidores estavam ansiosos para receber o salário, pois, se trata de um acordo com a Prefeitura para acertar o pagamento do salário de dezembro que está em atraso. O valor seria pago em três parcelas, portanto, os servidores receberiam o salário do mês mais a parcela do atraso de dezembro. Agora, não se sabe quanto tempo levará para regularizar a situação. O efetivo policial de Dom Eliseu é muito pequeno em relação à demanda. A cidade possui…