Ultimas Notícias
Página Inicial / DESTAQUE / PROJETO CORUJÃO DA SAÚDE DIMINUI A FILA DE ESPERA POR ATENDIMENTO

PROJETO CORUJÃO DA SAÚDE DIMINUI A FILA DE ESPERA POR ATENDIMENTO

A Primeira noite do Projeto Corujão no Centro de Saúde Enfermeira Zezinha, na Fl. 23, foi movimentada. Dezenas de pessoas procuraram o atendimento diferenciado. Seu Francisco Cândido da Silva, 48 anos, procurou a unidade de saúde porque está com coceiras pelo corpo e não tempo de buscar atendimento durante o dia. “Quem inventou isso aí, o prefeito, o secretário de saúde está de parabéns, é muito bom esse projeto pra quem trabalha o dia inteiro”, elogiou o mototaxista.

Já o pedreiro Adnael da Silva e Silva, 26 anos, há 10 dias teve a mão furada por um espinho e desde então, convive com o inchaço. Faltava tempo para procurar um médico, por isso, não pensou duas vezes em participar do Corujão da Saúde. “Eu achei legal o atendimento à noite. Pra quem trabalha ao dia vem se consultar a noite. Gostei, acho que deve continuar” disse o jovem.

Seu João Batista de Andrade Pereira também trabalha o dia inteiro e estava difícil cuidar da saúde, então, resolveu procurar a unidade para fazer um check-up. O funileiro de 49 anos, disse que o Projeto Corujão é uma ótima iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde. “ Espero que o projeto continue por muito tempo é muito bom”, ressaltou João Batista.

Quem também gostou da novidade foi a embaladora Joseane Ramos, 25 anos. Ela conta que há muito tempo precisava de uma consulta de rotina só para conferir se estava tudo bem, mas por causa do trabalho, a saúde acabou ficando em segundo plano. Por isso, aprova o Corujão da Saúde.

No Projeto Corujão da Saúde, os centros de saúde abrem em horário especial, das 18h a 00h, durante a semana e das 7h30 as 13h30 aos sábados. A enfermeira Andreia Rodrigues, idealizadora do Projeto e diretora da Atenção Primária na Secretaria Municipal de Saúde, explica que o objetivo é atender justamente os trabalhadores e também pessoas com sintomalogias mais frequentes, como febre, diarreia, vômitos e problemas respiratórios, além de vacinas e pequenos curativos, mas destaca que o serviço não deve ser confundido com Urgência e Emergência. “A Urgência e Emergência continuam sendo no Hospital Municipal até mesmo porque aqui não temos o suporte necessário para esse tipo de atendimento. Mas a população vem sendo bem orientada. O nosso objetivo é realmente atender aqueles casos especiais dentro da atenção primária, que durante o dia não conseguiu atendimento” destaca Andréia.

O projeto será realizado uma vez por semana, nas quartas-feiras e aos sábados, em sistema de rodizio. No sábado, 01/07, o Corujão está previsto para a Morada Nova. É disponibilizado aos pacientes, atendimento médico e de enfermagem. A Faculdade Carajás, é parceira coma participação de alunos do curso de enfermagem.

Compartilhe: