Ultimas Notícias
Página Inicial / Home / Hospital Regional de Marabá incentiva a participação de familiares na recuperação dos pacientes

Hospital Regional de Marabá incentiva a participação de familiares na recuperação dos pacientes

Desde que sofreu um acidente vascular cerebral, Pedro Paulo Silva, de 69 anos, tem dificuldades para realizar tarefas como sentar e caminhar. Acostumado a fazer tudo sozinho, antes, a rotina de novos cuidados não tem sido fácil para ele, que está internado há uma semana no Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, no sudeste do Pará. As filhas revezam a atenção dada ao pai e, sempre que necessário, esclarecem dúvidas sobre as etapas do tratamento.

Nesta quinta-feira, 25/7, uma delas participou do encontro do Grupo de Apoio à Assistência (GAA), que reúne, semanalmente, os acompanhantes para informar sobre a rotina da unidade e como familiares podem colaborar para a recuperação do paciente. Segundo o gerente de Suprimentos, Murillo Luz, que repassou as orientações, um dos objetivos do encontro é disseminar medidas que promovam uma assistência segura, qualificada e humanizada ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).

A orientação deixou mais segura Giselle Silva, de 26 anos, filha de Pedro. ”Achei importante receber essas orientações. Assim a gente consegue cuidar melhor do papai. Quando fui visitá-lo na UTI [Unidade de Terapia Intensiva], antes de entrar no setor, fui informada sobre a identificação que o hospital usa para mostrar risco de queda e lesão. Isso faz com que a gente fique mais atenta”, contou ela.

A indicação a que ela se refere é uma etiqueta amarela fixada na pulseira de identificação dos pacientes avaliados com risco de queda. No caso de pacientes idosos e com quadros clínicos iguais ao de seu Pedro, por conta da dificuldade de mobilidade, a atenção deve ser redobrada, uma vez que eles estão mais suscetíveis a esse tipo de incidente.

De acordo com o diretor de Enfermagem do HRSP, Leisson Pinheiro, para reduzir o risco de quedas na unidade, todos os pacientes são avaliados diariamente pela Enfermagem. Todos os leitos têm grades e todo piso molhado é identificado.

Essas medidas integram o Protocolo de Prevenção de Quedas, estabelecido pelo Ministério da Saúde e adotado pelo Hospital Regional de Marabá – unidade pública de saúde gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Capacitação

A importância da prevenção e da redução dos riscos de quedas também foi tema de treinamento oferecido, ao longo desse mês, para enfermeiros e técnicos de Enfermagem do HRSP. Em agosto, as informações serão disseminadas também para os colaboradores administrativos da unidade.

Para o técnico de Enfermagem Ricardo Costa Cruz, o treinamento reforçou a ideia de que medidas simples podem tornar o ambiente hospitalar cada vez mais seguro. ”As informações nos levam a refletir sobre o cuidado. Dão segurança ao paciente e à equipe que está cuidando dele. Por isso foi muito bom”, avaliou o colaborador, que atua no Acolhimento, porta de entrada da unidade. É lá que os usuários recebem a primeira orientação sobre o risco de queda, depois de avaliados pelo enfermeiro.