Ultimas Notícias
Página Inicial / Home / “Amiguinho do Metropolitano” reforça compromisso do HMUE com humanização e sustentabilidade

“Amiguinho do Metropolitano” reforça compromisso do HMUE com humanização e sustentabilidade

Quando se acidentou em um barco no rio Anapu, município de Igarapé Miri (PA), o menino L.J.S.S., de 11 anos, não imaginava que uma de suas companhias em um hospital seria um boneco terapêutico confeccionado com materiais prontos para serem descartados.

L. é um dos pacientes que recebeu o “Amiguinho do Metropolitano”, um boneco terapêutico lançado pelo Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), nesta quinta-feira, 20/7. A data, coincidentemente, também marca o Dia do Amigo.

O “Amiguinho” é a primeira Ação do Bem desenvolvida na unidade para comemorar os 50 anos da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, entidade gestora do Metropolitano sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

O lançamento do boneco aconteceu durante uma manhã festiva no HMUE para levar os pequenos de volta às brincadeiras típicas das férias de julho nas praias e balneários do Pará. A decoração temática trazia boias coloridas, guarda sol e muitas flores. Com o cenário montado, o colaborador Romilson da Conceição, do setor de Higienização e Limpeza, entrou na recepção do HMUE caracterizado como o “Amiguinho do Metropolitano”.

O colaborador e os diretores da unidade distribuíram os kits com o boneco terapêutico. O projeto que criou o “Amiguinho” foi concebido por colaboradores do setor de Processamento de Roupas com a orientação da Diretoria de Apoio. A iniciativa levou em consideração dois princípios praticados no HMUE: humanização e sustentabilidade. O brinquedo é feito com materiais que seriam descartados.

No corpo, o “Amiguinho” traz enchimento feito com pequenos pedaços de colchão piramidal, um material originalmente utilizado para prevenir lesões por pressão nos pacientes. As feições infantis no boneco foram desenhadas pelas costureiras da unidade, que vem acompanhado de uma gravatinha representada por um boto.

Cada peça foi entregue aos pacientes dentro de uma mochilinha feita com manta SMS. O material em polipropileno envolve as caixas de instrumentos cirúrgicos do hospital. Após a abertura das caixas, o tecido era descartado.

Durante a apresentação do projeto, o diretor de Apoio, Benjamin Ferreira Neto, destacou a iniciativa das colaboradoras da Costura em captarem a necessidade da criação de um projeto que contemplasse as crianças atendidas no Metropolitano e ao mesmo tempo aliasse princípios éticos como a sustentabilidade. O gestor destacou que o “Amiguinho” traz valor sentimental para as crianças que tiverem contato com o boneco terapêutico. “O ambiente hospitalar não é agradável para as crianças. O Amiguinho serve de auxílio a elas neste momento”, afirmou.

Quem também ressaltou a iniciativa dos colaboradores do Serviço de Processamento de Roupas foi a diretora Assistencial, Ivanete Prestes Roberti. Na opinião da gestora, uma ferramenta de humanização como o “Amiguinho” dá suporte emocional às crianças internadas na unidade e mostra que todos os colaboradores podem ter boas ideias para melhorar a assistência ao paciente.

“Nossas meninas estão de parabéns. Toda a equipe que organizou está de parabéns. É muito bom ver que todos os colaboradores se preocupam com os nossos pacientes”, disse Ivanete. A equipe responsável pelo projeto foi homenageada com a entrega de certificados, nos quais a Pró-Saúde agradeceu a participação dos colaboradores na criação do projeto.

O diretor-geral do HMUE, Rogério Kuntz, destacou o lançamento do ‘Amiguinho do Metropolitano’ como a primeira Ação do Bem da unidade para lembrar os 50 anos da Pró-Saúde. Ele lembrou que o tratamento dentro de um hospital costuma consumir o tempo do paciente e dos familiares. ‘Ninguém gosta de estar dentro de um hospital. Esperamos que o Amiguinho ajude no tratamento das crianças e que a iniciativa venha a amenizar um pouco a dor pela qual elas passam’, falou.