Ultimas Notícias
Página Inicial / Home / Dono da Fazenda Mutamba faz desabafo no Facebook e recebe manifestações de solidariedade

Dono da Fazenda Mutamba faz desabafo no Facebook e recebe manifestações de solidariedade

O pecuarista Sérgio Augusto Mutran, um dos donos da Fazenda Mutamba, propriedade invadida e depredada na manhã do último domingo, 23, ato que resultou num prejuízo avaliado em R$ 1 milhão, postou no início da manhã desta sexta-feira, 28, o seguinte desabafo:

“Mais uma noite sem dormir! Me sinto como se estivesse em Cuba nos anos 60, onde as propriedades eram tomadas pelo governo. As invasões foram todas articuladas para tomar a propriedade privada produtiva. As invasões ocorrem quando a Justiça está em recesso.

O juiz substituto nos negou a liminar da Reintegração! Na Polícia nada é apurado em relação aos envolvidos referente à destruição e aos roubos.

Desarmaram a população! Não temos condições de defender a propriedade, pois não temos poder de reação. Continua a tática de guerrilha. Depois da destruição dos prédios e maquinários, agora estão tocando fogo nas pastagens, destruindo a floresta e roubando o gado. Só Deus e as pessoas de bem podem nos ajudar neste momento”.

A situação narrada por Sérgio Mutran causou manifestação de revolta em outros pecuaristas da região, inclusive em quem já teve propriedade usurpada e destruída, a exemplo do que aconteceu na Mutamba.

Vários deles entraram em contato com o Zeca News, e desabafaram: “Não podemos mais suportar tal situação. Ontem foi a Mutamba, amanhã pode ser qualquer outra que, mesmo sendo produtiva e documentada, não escapará à cobiça desses grupos criminosos travestidos de camponeses”, escreveu pecuarista que pediu para ter a identidade preservada, “não por covardia, mas temendo pela segurança da família”.

Outro, que pelo mesmo motivo pediu para não ser identificado escreveu: “Chega de sermos reféns dos tais movimentos sociais, polícia neles. E, se a polícia não der jeito, vamos armar nossa própria defesa, mas aí o estado vai dizer que estamos formando milícia. Quer dizer, eles, os coitadinhos, podem. Nós, não!”.

O pecuarista Luciano Guedes, dirigente da Federação dos Agricultores do Estado do Pará (Faepa), ao saber que o ator Osmar Prado, da TV Globo, esteve em Marabá de passagem para Pau D’Arco, a fim de dar assistência às famílias dos camponeses mortos na Fazenda Santa Lúcia, também fez um desabafo ao Zeca News:Eles, esses defensores dos direitos humanos, deveriam também vir aqui, nessas fazendas invadidas e destruídas, ver o prejuízo que sofremos, assim como os nossos empregados. Todo o fruto de um trabalho de anos destruído. Temos de nos unir nessa causa”.

Ouvido no início desta semana, acerca da depredação da Mutamba, o pecuarista Maurício Fraga Filho, um dos diretores do Sindicato Rural de Marabá, fez desabafo semelhante, ao saber que a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado também iria a Pau D’Arco: “Agora, nós gostaríamos que essa mesma comissão fosse visitar a Fazenda Mutamba e avaliasse os danos causados, tanto para o proprietário da fazenda quanto para os trabalhadores”.