Ator de Kiko, do Chaves, fica triste por não ver a Copa do Mundo.

Carlos Villagrán foi nomeado “embaixador da Copa” em Porto Alegre.

O ator mexicano Carlos Villagrán, o famoso Kiko da série Chaves, não está tão feliz com a Copa do Mundo. Tudo porque ele não recebeu nenhum convite ou ingresso para acompanhar as partidas, mesmo tendo sido nomeado “embaixador do Copa” pelo prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT-RS).”Morreria para estar agora em Porto Alegre. Eu contava aos meus amigos: ‘Vou a Porto Alegre ver a Copa do Mundo’, e meus amigos me invejavam. Mas não me convidaram, nunca me mandaram passagens, nunca ninguém daí entrou em contato comigo”, afirmou o ator ao jornal Zero Hora.

 

Desde 2013, quando recebeu a homenagem do prefeito porto-alegrense, Villagrán sempre carregava uma placa de Porto Alegre em suas entrevistas dentro e fora do Brasil. “Não houve uma única entrevista em que deixei de mencionar Porto Alegre. Eu dizia que a cidade é muito bonita e que é uma sede da Copa do Mundo”, disse.Mesmo triste, o ator é “boa-praça” e evitou criticar a organização da Copa do Mundo e os gaúchos.  “Estou um pouquinho magoado, mas não diminui em nada o carinho que tenho por vocês. Sou fascinado por essa gente. Aproveitem a Copa, sejam felizes e não se misturem com essa gentalha”, exaltou “Kiko” com sua característica frase.

Compartilhe:

Atriz pornô oferece 18 horas de sexo de graça se Chile derrotar Holanda.

Santiago (Chile), 21 jun (EFE).- Marlen Doll, uma atriz pornô chilena que ganhou fama durante a Copa do Mundo ao divulgar seus trabalhos, informou neste sábado que realizará uma maratona de 18 horas de sexo de graça se o Chile derrotar a Holanda na partida da próxima segunda-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo.

A única condição para quem quiser acompanhar a “celebração” com ela é levar os próprios preservativos, avisou a atriz por meio de sua conta no Twitter.

Desde que começou o Mundial, Marlen Doll já protagonizou duas maratonas de sexo para comemorar triunfos chilenos: uma de 12 horas, depois que a equipe dirigida por Jorge Sampaoli derrotou a Austrália por 3 a 1, e outra de 16 horas, após a vitória sobre a Espanha por 2 a 0.

Segundo a estrela pornô, centenas de companheiros aderiram à segunda celebração e muitos deles foram registrados em fotos explícitas que ela publicou na rede social. Doll, que se autonomeia “a namorada de todos”, anunciou uma semana de celebração contínua se o Chile for campeão do mundo.

Compartilhe:

Partida entre Brasil e Camarões está sob observação da Fifa.

 

A Fifa está de olho na partida do Brasil contra Camarões, em Brasília. E o motivo não é a seleção brasileira. Os camaroneses estão sendo investigados por uma possível manipulação de resultado.

 

O comitê de manipulação de jogos da Fifa terá uma equipe especial para esta partida. Em entrevista no Maracanã, nesta sexta-feira (20), o chefe do comitê Ralf Mutschke garantiu atenção a partida do Grupo A e falou sobre o afastamento do assistente colombiano, Humberto Clavijo: ‘Não vou dizer nada até termos prova. No caso em curso pode ser caso disciplinar. Está sendo analisado e nenhuma providência foi tomada’.A suspeita em relação ao time de Camarões começou antes da Copa do Mundo. A equipe entrou em greve por causa da premiação e atrasou a viagem para o Brasil. Após a partida inicial dos africanos contra os mexicanos, dois gols foram anulados de forma errada e prejudicaram o time da América do Norte. Na sequência, confusão, goleada e expulsão contra a Croácia. E o que era apenas uma observação, passou a ter atenção especial da Fifa.“Estamos cientes que a remuneração de jogadores é sempre um tema importante, e olhando para o Leste Europeu, vemos que os jogadores podem estar mais sujeitos à manipulação de jogos. Os jogadores não são apenas atores, mas vitimas”, afirma Mutschke.Apesar de afirmar que o futebol mundial está sob ataque dos que tentam manipular resultados, Mutschke confirmou que cerca de 89 jogos amistosos internacionais foram monitorados desde o dia 15 de maio até agora e nada de suspeito foi detectado.

Compartilhe:

Cantor Álvaro José lança CD em Marabá dia de Junho na festa de aniversário dos 116 anos Bairro Francisco Coelho ao lado de artistas da terra.

O artista percorre as rádios da região. Em Marabá participou  do Só Brega com Levison Oliveira na 91 FM, e  se Ligue na Clube com Nonato Dourado. O artista fala ao ZECA NEWS  da expectativa para show no bairro cabelo seco na praça de São Felix no dia 7 de junho.

 

 

 

Compartilhe:

Paraense: Zapzap, versão brasileira do WhatsApp, roda até no navegador.

O Zapzap, “versão” brasileira do WhatsApp que pode ser usada via smartphone e navegador em qualquer PC, já pode ser baixada por usuários de Android. Mesmo com pouco mais de um mês de vida, o novo app já provoca a curiosidade dos usuários, especialmente por sua semelhança com o popular mensageiro comprado pelo Facebook. LG lança G3, top com o dobro de resolução do S5 e câmera com foco a laser.     Baseado no código fonte do Telegram, aplicativo russo que ganhou notoriedade quando o WhatsApp foi vendido à empresa de Marck Zuckerberg, o Zapzap oferece os mesmos recursos, incluindo compartilhamento de qualquer tipo de arquivo guardado no telefone ou no computador. Já o WhatsApp se limita a vídeos, fotos, áudio, localização e contato. O design se assemelha muito ao WhatsApp, assim como seu modo de funcionamento. Inteiramente em português, o app pede também o número de telefone para fornecer o código de ativação, para, então, permitir conversas com os contatos cadastrados na agenda que têm o Zapzap instalado. Sua interface na web é outro diferencial. Afinal, diferente do WhatsApp, que precisa de alguns hacks para rodar no PC, o mensageiro brasileiro usa a flexibilidade da nuvem do Telegram para sincronizar as mensagens trocadas em qualquer dispositivo. Além disso, o app promete ser ainda mais rápido que a versão russa, oferecendo o mesmo suporte a mensagens criptografadas. “Estudei o código do Telegram por três meses até que encontrei uma maneira de utilizar a nuvem deles em um outro aplicativo com interface modificada. Depois, consegui deixar o aplicativo mais rápido no…

Google pode ser uma ameaça no setor automobilístico, prevê GM

 

O Google revelou nesta semana seu primeiro protótipo de carro autônomo, capaz de dirigir sem qualquer tipo de intervenção humana. Foi o suficiente para causar rebuliço na indústria automobilística. Um executivo da GM, uma das maiores fabricantes de veículos do mundo, já vê a empresa como uma “séria ameaça competitiva” se continuar neste caminho.

“Qualquer um pode fazer qualquer coisa com tempo e dinheiro suficientes. Se eles decidirem se esforçar para isso, não tenho dúvidas de que eles se tornarão uma ameaça”, afirma Mark Reuss, chefe de desenvolvimento de produto na General Motors, em entrevista à Bloomberg.

A declaração se segue após o anúncio de que o Google produzirá 100 carros capazes de dirigir sozinhos para fins de testes. Por enquanto, os veículos irão se deslocar a uma velocidade máxima de 40 km/h.

No entanto, mesmo que o Google esteja produzindo seus próprios carros para testes, não há previsão se eles de fato lançarão os veículos para os consumidores. Eles podem simplesmente licenciar sua tecnologia para outras fabricantes.

A GM, por sua vez, também está testando seus próprios recursos para carros autônomos, com uma tecnologia chamada Super Cruise, com alguns comandos autônomos, como controle de velocidade, freio e direção seguindo as orientações da pista. Reuss crê que a tecnologia deve chegar em alguns anos, mas será uma transição suave.

“Será uma mudança gradual, nada que irá dobrar a mente das pessoas”, ele diz. No entanto, ele crê que as cidades não serão tomadas por carros autônomos por um bom tempo.

Via Mashable e Bloomberg

Compartilhe:

Com aval da Anatel, Virgin Mobile começa a operar no Brasil em 2015

 
No começo de 2015 o brasileiro terá mais uma operadora de telefonia móvel à disposição, agora que a Virgin Mobile recebeu aval da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para operar no país.
A operadora servirá como MVNO (operadora móvel virtual), o que significa que ela dependerá de uma rede emprestada – neste caso, a da Vivo.
Em comunicado, Phil Wallace, cofundador e atual presidente da Virgin Mobile Latin America, declarou estar satisfeito “com o tratamento dispensado pelas agências governamentais, como a Anatel, que demonstrou a clara intenção de estimular a competição no mercado e melhorar os serviços para os clientes”.

Compartilhe:

Prêmio britânico dará £10 milhões para quem solucionar um grande problema da humanidade

Criado originalmente em 1765, o prêmio agora tem seis desafios que podem melhorar a vida contemporânea.   No século 18, o governo britânico ofereceu um prêmio de 20 mil libras para quem descobrisse uma forma de determinar a longitude de uma embarcação em alto mar. O desafio, chamado Longitude Prize, foi criado em 1714, e algumas décadas depois, mais precisamente em 1765, o relojoeiro John Harrison apresentou o relógio marítimo H4, garantindo assim o prêmio. Três séculos depois, o primeiro ministro britânico David Cameron anunciou uma nova edição do Longitude Prize, que dará a cientistas até 10 milhões de libras para quem descobrir maneiras de melhorar o mundo. Em vez de um único desafio, agora o governo britânico definiu seis problemas – o público definirá qual deles é o maior, e o prêmio será dado para quem solucioná-lo. Em sua edição original, o Longitude Prize visava solucionar um problema que afetava diretamente a coroa britânica – muitos de seus navios naufragavam em alto mar, e descobrir a longitude deles ajudaria a evitar novos naufrágios. Desta vez, o prêmio oferecido pelo governo britânico não pensa apenas no Reino Unido, e sim em questões que afetam o mundo inteiro. As seis categorias são as seguintes: • uma tecnologia inteligente e de baixo custo que permite que pessoas com demência vivam de maneira independente • um avião zero de carbono escalável que consegue voar de Londres a Edimburgo em velocidades normais • um alimento inovador que permite que o mundo inteiro tenha uma dieta nutritiva, sustentável e de…

Mais de 100 usuários de software espião são indiciados em 18 países

Megaoperação do FBI investigou usuários do ‘Blackshades’. Software era destinado a criminosos sem conhecimento técnico. O FBI, em parceria com autoridades de 18 países, cumpriu mais de 90 mandados de prisão e mais de 300 mandados de busca e apreensão nesta segunda-feira (19). A ação resulta da investigação de usuários de um vírus chamado “Blackshades” criado para espionar usuários capturando teclas digitadas e vídeos da webcam, entre outras funções. Nenhuma prisão foi realizada no Brasil, mas o FBI listou o Chile como um dos países que cooperaram com a investigação. O Blackshades incluía funções que permitiam disseminar o vírus a partir dos computadores infectados, facilitando o uso do programa e desobrigando usuários de encontrar ferramentas próprias para espalhar a praga por redes sociais, por exemplo. Com isso, um criminoso estava “pronto” para agir após adquirir a ferramenta. Além de usuários do software, pessoas que ajudavam a promover o programa espião também foram alvo da investigação. Não há nenhum número sobre a quantidade de dinheiro ou prejuízos que teriam sido causados pelos indiciados da operação. O sueco Alex Yucel, de 24 anos, foi preso em novembro do ano passado acusado de ser o criador do software.   Hackers ‘novatos’ De acordo com o jornalista de segurança Brian Krebs, a operação do FBI envolveu um fórum on-line chamado “Carderprofit”. O fórum, que dizia ser um espaço para hackers, era na verdade mantido pela polícia norte-americana, que usava o local para recolher dados sobre os hackers. O Departamento de Justiça já havia realizado diversas prisões em 2012 usando…