Acusado pela execução do prefeito Tucuruí já teria matado 20 pessoas

A Polícia Civil apresentou, nesta terça-feira (5), um dos envolvidos na morte do prefeito de Tucuruí, Jones William, em julho deste ano. Bruno Marcos de Oliveira, 22 anos, foi detido na madrugada de hoje no Aeroporto Internacional de Belém, tentando fugir para São Paulo.
De acordo com a polícia, Bruno comete homicídios desde os 16 anos de idade e tem envolvimento em pelo menos 20 mortes. Ele tinha mandados de prisão já expedidos pela morte do prefeito de Tucuruí, além do assassinato de um empresário em Itaituba e outro em Sergipe.
Segundo a polícia, Bruno foi indicado como suspeito da morte de Jones William após a checagem de imagens de câmeras de segurança instaladas próximo ao local do crime. Bruno costumava praticar os assassinatos sem esconder o rosto, o que facilitou a ação da polícia na identificação.
Agentes da Divisão de Homicídios, com o apoio da Polícia Federal, realizaram a busca pelo suspeito e o encaminharam para a Delegacia Geral. Segundo a Polícia Federal, ele apresentou documentos falsos para viajar e já estava na sala de pré-embarque quando foi preso.
O Caso Jones William
Jones William foi baleado no dia 25 de julho, enquanto visitava uma obra no bairro Cristo Vive, em uma estrada que dá acesso ao aeroporto de Tucuruí. Dois homens chegaram ao local de moto, disparando diversas vezes contra o prefeito, fugindo em seguida. (Fonte: DOL)
 

Compartilhe:

IV Prêmio Jovem Empreendedor do Ano já tem indicados

O dois Jovens Empreendedores indicados são: Henrique Rocha, das Óticas Hellena e Triton; e Ricardo Pianho, da Maspara Corretora de Seguros. Um deles será eleito por votação entre os associados do CONJOVE – Conselho de Jovens Empresários de Marabá. A entrega do título será realizada no “Baile do Empresário” sob a liderança do SINDICOM – Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Marabá, no dia 14 novembro.

Compartilhe:

Deputado Dirceu ten Caten apresenta Moção contra a Cosanpa e exige providências para a falta de água em Marabá

O deputado estadual Dirceu ten Caten (PT) apresentou Moção na Assembleia Legislativa do Estado Pará (Alepa) contra a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), motivado pelas falhas de abastecimento de água que vêm ocorrendo na cidade nas duas últimas semanas.  “Trata-se de uma situação lamentável, que atinge o elemento mais importante da sobrevivência humana, que é agua. Sem água potável a população de Marabá entra em colapso, passando por todas as privações advinda de sua escassez” afirma o deputado, na Moção.

Mais adiante ele diz que é imprescindível que se tome medidas urgentes e definitivas para sanar esse grave problema. “E como parlamentar, residente nesse município, me solidarizo com a população atingida por essa falta de água”, afirma.

“Diante do exposto, nos termos art. 189 do Regimento Interno desta Casa, requeiro à Companhia de Saneamento do Pará – Cosanpa, que tome urgentes medidas para solucionar a falta de águas em bairros do Município de Marabá”, exige o parlamentar.

A Moção é datada de 5 de setembro de 2017 e cópia dela foi encaminhada aos 21vereadores da Câmara Municipal e ao prefeito de Marabá.

Compartilhe:

Brasil registrou 3,5 milhões de acidentes de trabalho em quatro anos. A MabClin pode ajudar a mudar esse quadro!

Descuido, falta de equipamentos de segurança e até exaustão provocam 700 mil acidentes de trabalho por ano em todo o país. Dados levantados pela Previdência Social e pelo Ministério do Trabalho revelam a seriedade do problema, que atinge trabalhadores de várias profissões. O Brasil é a quarta nação do mundo que mais registra acidentes durante atividades laborais, atrás apenas da China, da Índia e da Indonésia. Desde 2012, a economia já sofreu um impacto de R$ 22 bilhões, por conta de pessoas afastadas de suas funções após sofrerem ferimentos durante o trabalho. Se fossem incluídos os casos de acidentes em ocupações informais, esse número poderia chegar a R$ 40 bilhões.

De acordo com o Ministério da Fazenda, entre 2012 e 2016, foram registrados 3,5 milhões de casos de acidente de trabalho em 26 estados e no Distrito Federal. Esses casos resultaram na morte de 13.363 pessoas e geraram um custo de R$ 22,171 bilhões para os cofres públicos com gastos da Previdência Social, como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, pensão por morte e auxílio-acidente para pessoas que ficaram com sequelas. Nos últimos cinco anos, 450 mil pessoas sofreram fraturas enquanto trabalhavam. (Fonte: Correio Braziliense – 5/6/2017)

Compartilhe:

Corrida dos bancários, “Cãominhada” e Feira da Construção Civil mobilizaram a cidade no fim de semana

Três eventos mobilizaram Marabá no último final de semana: a corrida e caminhada dos bancários, a “cãominhada” e a feira de materiais para a construção civil. A primeira, no domingo, dia 3, reuniu 500 participantes que correram 7 km e caminharam 3,5 km, em homenagem ao Dia do Bancário, que transcorreu no dia 28 de agosto. O vencedor, com tempo de 20 minutos e 38 segundos foi Ismael Martins, que participou pelo segundo ano consecutivo e veio de João Lisboa, no Maranhão. Na categoria feminina, a vencedora foi Ione Vieira Guedes, que já venceu outras competições. A corrida e caminhada distribuiu R$ 4mil em prêmios. Cãominhada Também no domingo, no Bairro Novo Horizonte, na Avenida Tocantins, aconteceu uma “cãominhada”, em que donos de cães e gatos caminharam com seus bichinhos de estimação, com o objetivo de chamar atenção da comunidade para a prevenção contra a leishmaniose. Durante o percurso, que não foi muito extenso para não sacrificar os animais, devido ao forte calor, aconteceram sorteio de brindes, apresentações de adestramento, aconselhamento com veterinários e adoção de animais. O valor da inscrição era um quilo de ração para gato ou cachorro, cujo destino era a doação para a ONG Focinhos Carentes. Feira da construção No sábado, na Praça São Francisco, no Núcleo Cidade Nova, aconteceu o encerramento da 2ª Feira da Construção Civil de Marabá, quando 30 expositores mostraram durante três dias produtos e serviços e ainda fecharam negócios em tendas montadas no logradouro. Em exposição, muitas novidades para o mercado da construção civil, como forros…

Pró-Saúde oferta vagas para fonoaudiólogo e fisioterapeuta

A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar está com vagas abertas para os cargos de fonoaudiólogo e fisioterapeuta no Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira. Todos os cargos ofertados possuem disponibilidade para pessoas com deficiência (PCD).

Cargo: fonoaudiólogo (a)
Número de vagas: 01
Descrição das atividades: diagnosticar distúrbios de audição e da fala e desenvolver programas preventivos e ações corretivas tratando as funções estomatognáticas e da comunicação oral e escrita.
Forma de candidatura: cadastre o currículo no www.prosaude.org.br/trabalheconosco.
Pré-requisitos: Curso Superior de Fonoaudiologia e registro no Conselho Regional da classe.
Horário e escala de trabalho: 220 horas.

Cargo: fisioterapeuta
Número de vagas: 01
Descrição das atividades: atuar com orientações no pré-operatório (descrição da cirurgia, reconhecimento dos setores, esclarecimentos do procedimento) e pós-operatório (recebimento do paciente, monitorização, desmame, extubação, exercícios ativo-assistidos de coluna cervical, MMSS e MMII, exercícios respiratórios, compreendendo, técnicas reexpansivas, desobstrutivas e reeducativas).
Forma de candidatura: cadastre o currículo no www.prosaude.org.br/trabalheconosco
Pré-requisitos: Ensino Superior completo em Fisioterapia e registro no Conselho Regional da classe.
Horário e escala de trabalho: 180 horas.

Confira estas e outras vagas no Portal de Carreiras da Pró-Saúde: www.prosaude.org.br/trabalheconosco

Compartilhe:

Perícia e reconstituição em Pau D’Arco confirmam cenário de execução com indício de crime encomendado Fantástico mostra reconstituição do assassinato de 10 trabalhadores rurais em maio no Pará, em simulação com mais de 100 pessoas envolvidas; perícia não vê indício de confronto.

    A perícia e a reconstituição do assassinato de 10 trabalhadores rurais em Pau D’Arco, no Pará, confirmam um cenário de execução, e o inquérito agora apura possíveis mandantes de um crime encomendado. O “Fantástico” mostrou como foi a reconstituição do crime, ocorrido no dia 24 de maio. A reconstituição envolveu mais de 100 pessoas. Foram 50 atores e 50 policiais – ou como atores ou cuidando da segurança da simulação. e dois policiais que participaram da operação e decidiram colaborar com a Justiça. Um deles confessou, por exemplo, ter atirado em um homem ferido, mas ainda vivo, no chão. A reconstituição mostrou como os policiais usaram picapes para retirar os corpos do local antes da chegada de uma perícia inicial. A promotoria do caso diz que eles fizeram uma espécie de acordo para dizer que houve um cenário de confronto. De acordo com a versão dos policiais, os assentados tinham um arsenal de armas de fogo e reagiram à presença dos policiais, e houve troca de tiros, que resultou nas mortes A perícia, no entanto, não trabalha com a hipótese de que houve troca de tiros, e diz que não há elementos que mostrem que os acampados atiraram de volta. As marcas de balas nos corpos das vítimas, concentradas no tórax e no abdome, são compatíveis com o cenário de execução. O inquérito está sendo concluído e vai incluir estas demonstrações de que houve a execução. O próximo passo da investigação é apurar se as mortes foram encomendadas. A promotoria vê indícios de…

Dia Nacional do Voluntariado é comemorado com música e homenagens no Hospital Galileu, em Belém (PA)

Como forma de aliar saúde e educação, um grupo de acadêmicos de Enfermagem de Belém (PA) se reuniu, em 2015, para montar um grupo, que por meio da música, dança e artes cênicas levasse orientações sobre saúde e ao mesmo tempo conforto e bem-estar a pacientes e familiares que estivessem nos hospitais da cidade. Esse grupo se intitulou “Os Enfermágicos” e foram eles que se apresentaram neste sábado, 02, no Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), durante a comemoração pelo Dia Nacional do Voluntariado, celebrado no último dia 28 de agosto. “Os Enfermágicos” fazem parte do Programa de Voluntariado da unidade, assim como os grupos “Coletivo Clown”, “Geração Reservada”, o músico Wallace Lino, entre tantos outros. A comemoração organizada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, entidade que gerencia o hospital sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), buscou reunir e reconhecer o trabalho de todos os 50 voluntários que atuam dentro do Hospital Galileu, em Belém. Além de um café da manhã para todos, um momento de música, partilha e entrega de certificados também foi realizado. Para o músico e acadêmico de Enfermagem, Marcos Trindade, de 35 anos, o reconhecimento estimula os grupos para que esse trabalho continue. “Isso valoriza, estimula a gente, porque como voluntários nós nos doamos, não cobramos nada em troca, e quando recebemos esses aplausos é gratificante”, afirmou o integrante dos “Enfermágicos”. A voluntária e estudante de Veterinária, Ana Flávia Maciel, de 20 anos, integrante do “Coletivo Clown”, também se emocionou com o…

Presidente Michel Temer atende pedido do ministro Helder Barbalho e garante recursos para o Museu Emílio Goeldi

O presidente da República, Michel Temer, garantiu, depois de solicitação pessoal do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho,  recursos para manutenção de todas as atividades do Museu Paraense Emílio Goeldi, que estaria ameaçado de fechar as portas, ao final de setembro, devido a falta de orçamento para mantê-lo em funcionando. Temer, que está em visita oficial à China, disse ao ministro por telefone que vai atender a sua solicitação e que desconhecia a grave situação financeira que ameaçava o Goeldi. “Conversei com o presidente Temer e disse a ele sobre a importância do Museu Emílio Goeldi para a Amazônia, para o Brasil e para o mundo. O presidente ficou sensibilizado, disse que conhecia o trabalho do Museu, que é de grande importância e que está me garantindo o recurso necessário para a sua manutenção. Ele me confidenciou, inclusive, que iria fazer uma homenagem ao museu e falar dessa ação em suas redes sociais. O presidente já autorizou de imediato a liberação de recursos para a manutenção do Goeldi”, disse Helder. Segundo o paraense, Temer incumbiu o ministro do Planejamento, Dyogo de Oliveira, de acelerar a liberação dos recursos necessários para custear as despesas com o Goeldi.O Museu Paraense Emílio Goeldi existe há 150 anos e é uma instituição de pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação do Brasil. Suas atividades concentram-se no estudo científico dos sistemas naturais e socioculturais da Amazônia, bem como na divulgação de conhecimentos e acervos relacionados à região. A notícia de que ele continuará com suas atividades provocou…