Presente do Dia dos Pais está garantido em Marabá, afirma o Sindicom

Ao contrário de pesquisa nacional divulgada nesta quinta-feira, 10, a qual afirma que no próximo domingo, 13, mais da metade dos filhos não darão presentes aos pais, em Marabá não será assim. Diferentemente do ano passado, quando muitos pais ganharam apenas lembranças, este ano eles ganharão presentes mesmo. É o que afirma Raimundo Gomes Neto, diretor-técnico do Sindicato do Comércio Varejista de Marabá (Sindicom), baseado no fato de que neste ano, com a prefeitura pagando em dia e a economia apresentando uma leve recuperação, os comerciantes trataram de se preparar para as vendas do Dia dos Pais e o consumidor recuperou o crédito. “O comerciante sabe que está entrando dinheiro na economia de Marabá. Então, com isso ele se preparou. Os presentes para este ano estão na faixa entre R$ 100,00 e R$ 125,00, são camisas, calças, sapatos, perfumes, bermudas, presentes relativamente baratos”, afirma Neto. Ele diz também que houve uma redução no preço desses produtos e o aumento da oferta. “A expectativa é das melhores, as vendas devem crescer entre 3% e 4% em relação ao ano passado. Não temos indústrias, mas temos o comércio que movimenta o dinheiro que circula internamente e um número considerável de empresas, sem falar nos grandes órgãos que injetam recursos”, afirma o diretor do Sindicom. Segundo ele, a prefeitura é o maior empregador, seguida dos setores do Estado e dos órgãos da União. “Eles são os maiores responsáveis pela movimentação da economia hoje em Marabá. Então, já se vê uma luz no fim do túnel, a economia já…

ENERGIA PELO PARÁ: Celpa faz mutirão de serviços nesta sexta e sábado. Em Marabá será no Ginásio da Folha 16.

Nesta sexta-feira e sábado, dias 11 e 12 de agosto, a Celpa fará um grande mutirão de serviços em todo o Estado. O projeto “Energia pelo Pará” estará em Marabá oferecendo vários serviços à população. Esta ação é inédita e vai integrar todos os serviços da Celpa em um dia só.

Na sexta, as equipes irão às escolas para realizar palestras sobre uso consciente e racional de energia, segurança com a rede e também como você pode solicitar os serviços da empresa, além de blitz e serviços de manutenção preventiva para melhoria no fornecimento de energia.

No sábado, dia 12, terá uma mega ação na frente do Ginásio Poliesportivo Renato Veloso, na Folha 16, de 8h às 12 horas, disponibilizando serviços como solicitação de ligação nova, troca de titularidade, negociação de débitos, cadastro na tarifa social e muito mais.

Não perca esta oportunidade. É a Celpa mais perto de você!

Compartilhe:

COMPAREÇA: Audiência Pública vai discutir o que o futuro reserva para Marabá e região

Acontece amanhã, sexta-feira,  11, na Câmara Municipal de Marabá, a partir das 9h, Audiência Pública para discutir o desenvolvimento socioeconômico do município e região. O evento visa trabalhar e dinamizar uma agenda proativa para o setor econômico da região, visando o crescimento e atracação de novas empresas, aumentando a ofertada de trabalho e combatendo o desemprego.
Vale salientar que, pela primeira vez, a bancada paraense, ou parte dela, estará presente em um evento desse tipo na cidade, o que é importante para dar respostas aos encaminhamentos e para dar um parâmetro sobre a situação de todos os temas debatidos.
É de suma importância que a comunidade participar da audiência e contribuir nas discussões sobre os temas propostos: Siderurgia, Hidrelétrica de Marabá, Hidrovia do Tocantins, Revitalização das BRs 222, 155 e 230, Reativação do Distrito Industrial de Marabá, Ferrovia Paraense (Fepasa) e Porto Público de Marabá.
A audiência pública contará com a participação de membros da Bancada Paraense no Congresso Nacional, com a presença de senadores, deputados federais e ainda deputados estaduais.

Compartilhe:

EVANGELIZAÇÃO: Vamos ajudar a Comunidade Católica Nova Aliança a levar a palavra mais longe

A Comunidade Católica Nova Aliança vem promovendo um projeto de evangelização que  leva os irmãos a saírem e avançarem em águas mais profundas, anunciando Jesus com testemunhos diários. Porém, para que tudo aconteça, precisa arrecadar fundos. Por isso,  promove uma ação solidária onde as pessoas podem ajudar com um valor simbólico de 10 reais e concorrer a três valiosos prêmios: um notebook, um celular e  uma bicicleta.

Compartilhe:

Sabotadores tentaram extorquir a Vale e acabaram presos pela PF

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (7), a Operação Extortore, durante a qual prendeu, em Parauapebas, dois responsáveis por mais de uma dezena de atos de sabotagem praticados naquela cidade e na Estrada de Ferro Carajás, a fim de obrigar a empresa a pagar valores milionários para que os ataques parassem. Além das duas prisões temporárias, três mandados de busca e apreensão, foram cumpridos. Na ocasião foram recolhidos materiais empregados na fabricação de explosivos. Em coletiva aos meios de Comunicações de Marabá, o delegado Igor Chagas, responsável pela operação, deu detalhes das investigações, na manhã de hoje. De maio a dezembro do ano passado, 12 torres de transmissão de energia, voltadas ao atendimento das atividades desenvolvidas pela Vale na região, foram alvo de ataques de criminosos, que desparafusavam as bases das torres, deixando-as na iminência de cair. Em maio deste ano aconteceu novo ataque e em julho passado, explosivos foram colocados nos trilhos da Estrada de Ferro Carajás, a exemplo do que aconteceu em outubro de 2016, quando uma carga foi colocada e detonada na ponte do Rio Jacundá, danificando os trilhos e interrompendo a circulação dos trens de minérios, cargas e passageiros. Em seguida, eles entravam em contato com um funcionário da área de segurança da empresa, indicavam as torres que foram atacadas e exigiam quantias que começaram com R$ 5 milhões, R$ 10 milhões e, em maio passado, R$ 15 milhões, para cessarem os ataques. A investigação, que teve início na Polícia Civil, foi assumida pela Polícia Federal após a constatação…

Refrigerantes não poderão mais ser vendidos em escolas

Projeto de lei que proíbe a venda de refrigerantes nas escolas do ensino fundamental, do 1° ao 9° ano, foi aprovado nesta terça-feira (8) pela CCJ (Comissão de Constituição e de Justiça da Câmara). O projeto está pronto para ser votado no plenário da Câmara e, se for aprovado, será encaminhado ao Senado para apreciação. As informações são da Agência Brasil. De autoria do deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), que é primeiro vice-presidente da Casa, recebeu parecer favorável do relator, Luiz Couto (PT-BA), e foi aprovado pelos membros da CCJ. De acordo com o relator, a proposta vem em bom momento, “tendo em vista os riscos relacionados ao excesso de consumo de bebidas açucaradas e o aumento dos casos de sobrepeso e de obesidade”. O relator afirmou que a lei que trata da alimentação escolar estabelece que a merenda deve seguir princípios de alimentação saudável e adequada. Na justificativa do projeto, Fábio Ramalho afirma que obesidade infantil vem crescendo e, com ela, as preocupações dos pais em fazerem com que seus filhos percam peso e evitem danos à saúde. “Um dos grandes vilões da obesidade infantil é o consumo indiscriminado de alimentos de alto teor energético e pouco nutritivos. Estudos demonstram que uma das maiores fontes de gordura e açúcar na dieta infantil vem dos lanches escolares, que cada vez mais se reduzem a alimentos industrializados e pouco saudáveis, quando não nocivos à saúde,” diz. Em outro trecho da justificativa, o deputado afirma que a obesidade infantil vem acompanhada, em muitos casos, de múltiplas complicações como…

Juiz decide não prorrogar prisão e determina soltura de policiais suspeitos de envolvimento em chacina no PA

juiz de Redenção Jun Kubota decidiu, nesta terça-feira (8), indeferir o pedido de prorrogação da prisão temporária dos 13 policiaissuspeitos de participação na chacina que resultou na morte de 10 trabalhadores rurais em Pau D’arco, sudeste do Pará, alegando que a prisão dos policiais não é necessária para a conclusão das investigações. De acordo com o Kubota, embora existam provas do envolvimento dos policiais na autoria dos crimes, estas provas são insuficientes para manter a prisão temporária dos 11 policiais militares e dois policiais civis suspeitos de terem executado os trabalhadores rurais na fazenda Santa Lúcia em maio de 2017. “Não basta a prova da materialidade e autoria do crime, devendo ser demonstrada a necessidade da medida para fins de investigação. Da mesma forma, a gravidade dos crimes investigados também não é fundamento suficiente para a decretação da medida (de prisão)”, disse o magistrado Jun Kubota na decisão. Com a negativa do pedido de prorrogação, o prazo de prisão temporária por 30 dias decretado em 7 de julho chegou ao fim, e por isso o juiz determina que os policiais sejam soltos.”Decorrido o prazo da prisão originariamente decretada, coloque-se os investigados imediatamente em liberdade”, afirmou o magistrado, cuja decisão vale como alvará de soltura. A chacina de Pau D’Arco, como o crime ficou conhecido, aconteceu no dia 24 de maio, na fazenda Santa Lúcia. Um grupo de policiais civis e militares foi até a fazenda para dar cumprimento a mandados de prisão de suspeitos de envolvimento na morte de Marcos Batista Ramos Montenegro, um segurança da fazenda que foi…

MabClin tem programas direcionados à segurança do trabalhador

A MabClin oferece vários programas especialmente direcionados para a prevenção de acidentes no ambiente de trabalho, propiciando assim um meio profissional saudável e seguro, além de evitar que as empresas sofram sanções por irregularidades. Marque agora mesmo uma consulta com nossos profissionais pelos números (94) 3324-3960 ou 98115-4968.

Compartilhe:

Vereadora defende manutenção da licença prêmio dos professores

O governo municipal decidiu retirar da pauta de votações da Câmara Municipal o projeto que alterava a licença prêmio dos professores de Marabá. Para a vereadora Irismar Melo (PR), não é justo que o servidor perca também esse direito, conquistado a cada cinco anos, sem que falte um dia de trabalho. “Temos de avançar nos direitos dos trabalhadores e não retirá-los”, disse ela ao Zeca News nesta terça-feira (8).

Sobre a polêmica do funcionamento da UPA da Cidade Nova, Irismar disse que o prefeito foi incisivo durante a reunião ocorrida na sexta-feira (4), à noite na Câmara Municipal, quando afirmou que não vai colocar a unidade para funcionar, argumentando que a estrutura física apresenta falhas.

Segundo Irismar, Tião Miranda disse  que vão solicitar uma perícia técnica no prédio para depois dar uma destinação a ele. “Se a UPA não tiver mesmo possibilidade de funcionar, que ali seja instalado um hospital para cirurgias eletivas”, disse a vereadora.

Ela afirmou ainda que  agora o grupo de vereadores pró-UPA vai se mobilizar entre a população e colhe assinaturas para um abaixo-assinado e, se a população quiser a UPA ela vai ter de funcionar.

Compartilhe: