Programa ‘Direção Viva’ orienta veranistas de Marabá sobre trânsito seguro

Veranistas que atravessaram a Praia do Tucunaré, em Marabá (PA), neste domingo, 16/7, foram orientados por colaboradores do Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP) sobre segurança no trânsito. A iniciativa fez parte da quarta edição do programa ‘Direção Viva: você consciente, trânsito mais seguro!’, realizado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, gestora do Hospital Regional sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) A auxiliar administrativo Marília Silva, de 23 anos, foi abordada dentro do barco, logo que embarcou no cais localizado próximo à Colônia dos Pescadores Z-30. ‘É sempre bom ter alguém que possa orientar sobre o assunto, ainda mais nessa época, em que as pessoas vão para a praia, bebem, dormem por lá e, depois, voltam para casa dirigindo. Meu primo já se acidentou de moto uma vez, depois de ingerir bebida alcoólica’, contou ela. Tiago Tenório Martins, de 32 anos, também foi sensibilizado. ‘É muito importante essa conscientização. As pessoas precisam ser responsáveis pela vida delas e pela dos outros também. É uma forma de demonstrar respeito à vida’, comentou o administrador. Caracterizada com um colar cervical, simulando um trauma de trânsito, a colaboradora Darlyanne Barroso foi uma das participantes da blitz educativa. Para ela, a programação foi um alerta não somente para veranistas, mas para a própria equipe que atuou na ação. ‘Nós mesmos estamos suscetíveis a acidentes, então valeu para todos’, argumentou a colaboradora. Segundo a coordenadora de Humanização do HRSP, Caroline Nogueira, a ideia de levar a ação…

Amigos do músico “Johnny Balada”, baleado por PM, pedem ajuda financeira para ele nas redes sociais

Até a tarde de ontem, segunda-feira, 17, seguia internado no Hospital Municipal de Marabá o músico Johnny Lima da Silva, baterista conhecido no meio artístico local como Johnny Balada. Na madrugada do último sábado, dia 15, ele passou por cirurgia de emergência para a retirada de uma bala das alças intestinais. O músico teria sido atingido acidentalmente por um disparo de pistola feito pelo policial militar Rodrigo Soares Cordeiro, durante um show de lançamento de uma rádio FM, na 31ª Expoama. Cordeiro contou na 21ª Seccional Urbana, para onde foi levado pela Polícia Rodoviária Federal, após se apresentar espontaneamente, que três indivíduos tentaram roubar a arma dele, inclusive acertando-lhe uma garrafada que lesionou o olho esquerdo. Ele, entretanto, entrou em luta corporal com os desconhecidos e, em desvantagem, sacou da arma para se defender. Foi quando ocorreu o disparo, não se sabe de proposital ou acidental, acertando o abdômen de Jhonny, que estava acompanhado da mulher dele, Delmaires Ferreira. Formada a confusão, ainda de acordo com o que foi registrado em Boletim de Ocorrência, os três agressores aproveitaram o tumulto para fugir. Enquanto isso, o Samu foi chamado para socorrer o músico e o PM procurou a PRF, se identificou e relatou o que havia ocorrido. Foi enquadrado por lesão corporal grave, mas, pela manhã, após audiência de custódia ao juiz de plantão no Fórum, foi liberado. Apesar de postagens que circularam em grupos de WhatsApp, dando conta de que o caso envolveria desrespeito para com a mulher do músico e por isso o PM…

Neném do Manelão avalia que 31ª Expoama superou as expectativas e diz que ainda está avaliando se sai candidato à reeleição em outubro próximo

Dez mil oitocentos e trinta reses vendidas em oito leilões, arrecadando R$ 12 milhões; venda de implementos, tratores e veículos, totalizando R$ 22 milhões; público estimado a cada dia de feira, 13 mil pessoas, somando quase 120 mil visitantes nos nove dias. Este foi o balanço positivo apresentado à Imprensa pelo presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá, Antônio Vieira Caetano – o Neném do Manelão, durante coletiva, um dia após a 31ª Exposição Agropecuária de Marabá (Expoama), que aconteceu de 8 a 16 de julho no Parque de Exposições. Neném do Manelão admitiu que os resultados surpreenderam a direção do Sindicato Rural, pois as perspectivas não eram boas, diante da crise que se instalou no setor com  a desastrosa Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, e depois das delações premiadas de diretores do Grupo JBS. Caetano também falou quanto a queixas sobre a cobrança, pela primeira vez, do estacionamento. Disse que, justamente devido à incerteza quanto ao que a exposição arrecadaria, por ocasião do planejamento da feira, quando não havia dinheiro em caixa, foi decidido que seria cobrado R$ 20,00. “Hoje [ontem] nós temos de pagar R$ 400 mil às 150 pessoas que prestaram serviços durante a exposição”, exemplificou. Ele avaliou ainda que a Expoama é um evento bom não só para os pecuaristas, mas para a cidade toda, pois movimenta bastante o comércio, que vende mais que no Natal e no Ano Novo, assim como a rede hoteleira e outros setores. Ele também fez um balanço de sua atuação à frente do…

Grupo RBA leva responsabilidade social e ecológica ao Veraneio 2017

A ação social “Grupo RBA – Verão Diversão Responsabilidade. Essa é a nossa praia”, sob a coordenação do gerente-geral Inaldo Antônio Silva, levou no domingo, 16, à entrada da Marabá Pioneira, os comunicadores das Rádios Clube e FM-91 e uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde. Em estande montado no local, aconteceu palestra sobre leishmaniose, distribuição de repelentes, vacinação de cães e gatos contra raiva animal e orientação sobre higiene bucal.

No local também teve feira de artesanato e troca de lixo colocado em sacolas ecológicas por brindes como camisetas e bonés, mostrando que o Grupo RBA também cumpre seu papel de preservar o meio-ambiente.

Paralelamente, aconteceu adesivação dos carros das cooperativas Rádio Taxi e Teletáxi com a marca da Rádio Clube de Marabá e da FM-91. Nos próximos domingos, as ações se repetirão em outros locais da cidade assim como blitze de brindes.

Compartilhe:

Hospital Regional de Santarém já reaproveitou mais de seis toneladas de lixo orgânico em 2017

Nos seis primeiros meses do ano, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, já reutilizou 6.491 quilos de lixo orgânico. Toda essa quantidade, que antes era destinada ao aterro sanitário municipal, foi reaproveitada no processo de compostagem realizado dentro da própria unidade de saúde. O composto é usado para a produção de verduras, legumes e frutas. Este ano, a horta do hospital já produziu quase 300 quilos de alimentos, foram cerca de 100 quilos só de hortaliças leves, como couve e cebolinha. Em junho, o HRBA que é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), reaproveitou 2.023 quilos dos 6.491 de resíduos orgânicos gerados pela unidade: um reaproveitamento de 33,6%. Mas o objetivo do projeto “Compostagem e Horta Orgânica” não é apenas reduzir a quantidade de lixo destinada ao aterro ou reduzir os custos na produção de alimentos. A ideia é beneficiar usuários e acompanhantes com alimentação mais saudável, livre de agrotóxicos. Os alimentos colhidos na horta da unidade são usados na alimentação do público interno. Macaxeiras e batatas-doces, por exemplo, viram opção para o lanche da tarde. “Eu gostei muito de servirem isso aqui. Além de ser gostoso, a gente sabe que é saudável”, conta Graciete Silva, de 41 anos, que acompanha o filho em tratamento há três meses no HRBA. “Nada melhor do que pensarmos na sustentabilidade, aproveitando esse resíduo para fazer o adubo e utilizá-lo na nossa horta. Assim, vamos produzir alimentos para termos variedade e qualidade, tanto para…

Hospital Regional de Marabá orienta sobre diagnóstico precoce do câncer de próstata

No Brasil, o câncer de próstata é o tumor maligno mais comum em homens acima de 50 anos. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), somente em 2017, cerca de 61 mil novos casos devem ser diagnosticados no País. Em geral, a doença é silenciosa e, em estágios mais avançados, provoca dificuldade para urinar, sensação constante de bexiga cheia e retenção urinária aguda. De acordo com o urologista do Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), Cassiano Barbosa, os principais fatores de risco para o surgimento da doença são idade e histórico familiar. ”Não há formas de prevenção da doença, como dieta ou remédio a ser tomado. Por isso é importante consultar o médico pelo menos uma vez ao ano, a partir dos 45 anos, e fazer o exame de sangue e o de toque retal. Assim é possível detectar precocemente possíveis alterações”, afirma o médico. Um dos principais fatores que impedem o diagnóstico precoce da doença é o preconceito em relação ao exame de próstata. Aliado a isso, historicamente, poucos homens procuram os serviços de saúde. Segundo o médico, uma das formas de vencer essa barreira é a informação. Pensando nisso, nesta sexta-feira, 14/7, o HRSP realizou um bate-papo sobre saúde do homem com os profissionais da instituição. A programação fez parte da agenda da ”I Semana do Homem”, organizada pela unidade para comemorar o Dia do Homem, que é celebrado neste sábado, 15 de julho. Durante o encontro, os colaboradores esclareceram dúvidas também sobre doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), ejaculação…

Brasil é pioneiro em política pública de profilaxia de HIV

Um novo método para reduzir o risco de transmissão do vírus HIV começou a ser implantado no País na quarta-feira (12). O projeto de Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (ImPrEP) foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De início, 7,5 mil pessoas do Brasil, México e Peru não infectadas serão atendidas. A medida torna o Brasil pioneiro na implementação de profilaxia enquanto política pública. Os remédios antirretrovirais serão administrados todos os dias para evitar a contaminação. Segundo a diretora do INI/Fiocruz, Valdiléia Veloso, o público-alvo da medida são homens que fazem sexo com homens e mulheres transsexuais e travestis. Nos locais de testagem para o HIV, a população alvo também vai ser informada sobre a ImPreP e convidada, se houver interesse, a participar. O Ministério da Saúde vai doar os antirretrovirais para os estados do Amazonas, de Pernambuco, da Bahia, de São Paulo, do Rio de Janeiro, Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. A partir de setembro, 3 mil brasileiros devem receber as doses. A ImPreP pretende reduzir as infecções no País, que chegam a 44 mil por ano. Em 2015, 830 mil pessoas viviam com HIV no Brasil, de acordo com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids). A duração do ImPrEP será de três anos, com a participação de instituições de ensino e pesquisa dos três países e financiamento de US$ 20 milhões da Unitaid, uma iniciativa global sem fins lucrativos que atua no incentivo de novos métodos para prevenção,…

Programa ‘Direção Viva’ orienta motoristas em ação em rodovia de Ananindeua (PA)

O programa ‘Direção Viva’ levou ação de conscientização aos condutores e pedestres que passaram pela rodovia BR-316, na Região Metropolitana de Belém (PA), rumo aos balneários do interior do Pará, nesta sexta-feira, 14/7. Colaboradores e residentes multiprofissionais do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) uniram esforços para falar da importância do uso de equipamentos de segurança e direção segura. Caracterizados com maquiagens que simularam fraturas expostas e outras lesões causadas por acidentes de trânsito, o grupo chamou a atenção de quem passou pela rodovia. A caracterização foi preparada pela residente de Enfermagem, Érica Borges. Itens do dia-a-dia como farinha de trigo, cola branca e açúcar foram usados na mistura que resultou em lesões realistas nos braços e na face dos colaboradores e residentes. Colaborador do setor de Higienização e Limpeza, Romilson da Conceição, chamou a atenção dos populares com uma maquiagem que simulava lesões na face decorrentes de acidente de carro. Para o profissional, participar da ação foi uma forma de levar educação a quem está no trânsito. ‘Acho muito importante mostrar aos motoristas que eles têm que ser prudentes no trânsito’, disse. A maquiagem elaborada pela residente de Enfermagem também impressionou condutores como o motorista de ônibus, Helianai Alfaia Cruz. O pai do condutor chegou a ficar cinco meses internado no HMUE após sofrer um acidente de motocicleta. O episódio deixou no motorista a certeza de que a prudência pode evitar sequelas que podem vir a acompanhar o acidentado para o resto da vida. “Nos meses que meu pai passou no Metropolitano acompanhei…

Acampamento “Hugo Chaves” está sob fogo cruzado desde ontem à noite

Informações do Acampamento “Hugo Chavez”, localizado na Fazenda Santa Tereza, a 27 km de Marabá, na divisa com o Assentamento 26 de Março – antiga Fazenda Cabaceiras -, dão conta de que desde a noite de ontem, sábado, 15, o local, ocupado por famílias ligadas ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), está sob fogo cerrado. O tiroteio teria começado por volta das 23h, quando uma caminhonete passou em frente ao acampamento e dela partiram vários tiros em direção à entrada do local. Neste domingo, 16, o tiroteio recomeçou às 13h e pistoleiros atearam fogo ao redor do acampamento. Eles usam uma caminhonete para bloquear o acesso. Várias mulheres e crianças estão passando mal no local, onde as famílias seguem em resistência. De acordo com Maria Raimunda César, líder do MST estadual, essa tragédia já era anunciada e de conhecimento das autoridades. Ouvido pelo Zeca News, o advogado da Comissão Pastoral da Terra (CPT), José Batista Afonso, disse que no início desta tarde teve informações muito vagas de que estava havendo conflito naquele acampamento e solicitou que a Delegacia de Conflitos Agrário de Marabá (Deca) verificasse a situação. José Batista contou que a situação no local é complexa. Segundo ele, anos atrás o Incra fez proposta de compra da área da Fazenda Santa Tereza, para assentamento de famílias sem-terra. A princípio, o proprietário, Rafael Saldanha Camargo, aceitou vender pelo preço oferecido pela União. Porém, antes de fechar o negócio, o Incra decidiu descontar o passivo ambiental e o preço caiu demais, fazendo com que…

Metropolitano Handebol Clube de Marabá disputa em Castanhal finais do Campeonato Paraense de 2017

Estão em Castanhal, desde a última quarta-feira (12), cerca de 40 atletas com idades entre 12 e 18 anos, integrantes do Metropolitano Handebol Clube (MHC), de Marabá. Eles vão disputar as finais das Categorias de Base do Campeonato Paraense de Handebol 2017, que estão sendo realizados na Cidade Modelo e encerram no domingo, dia 16. Os atletas são divididos em três equipes disputando as categorias Infantil Masculino e Feminino e categoria Juvenil Masculino. Até o momento da competição cada equipe realizou um jogo. O Infantil Masculino perdeu para o time de Salinas pelo placar de 22 a 13; e o feminino também perdeu para o time Chama, de Breves, atual campeão do Super JEPs, por 18 a 4. Já o Juvenil Masculino, um dos favoritos da competição, venceu o primeiro jogo contra a equipe de Abaetetuba, por 27 a 16. A equipe juvenil já joga junta há cerca de 4 anos, sob o comando do treinador Gilberto Júnior. Segundo o atleta Pedro Gustavo, os treinamentos são feitos com intensidade e seriedade. “A gente treina visando jogar bem. Caso a gente treine bem para jogar bem a gente vai conseguir um bom resultado. E ser campeão vai ser conseqüência”, afirmou o atleta”. Os treinamentos das equipes iniciaram no início do ano e no período de férias foram intensificados. A expectativa de Rafael Silva, treinador da Categoria de Base, é brigar pelo título. “A expectativa é muito boa nas três categorias”, ressalta ele. Para a atleta Ana Paula, de 14 anos, da equipe Infantil Feminino,  que participa…