Julgamento do Caso Maria Eduarda entra no segundo dia em São Domingos do Araguaia

Segue na tarde desta quarta-feira, 21, no plenário da Câmara Municipal de São Domingos do Araguaia, a 72 km de Marabá, o julgamento do casal Maria Rodrigues Félix e José Soares de Oliveira, mãe e padrasto da menina Maria Eduarda Félix. Eles são acusados do assassinato, por asfixia, da garota, então com 10 anos de idade, em 21 de novembro de 2015. O julgamento começou ontem, terça-feira, 20, com o depoimento de 16 testemunhas, entre acusação e defesa. Na tarde de hoje acontecem os debates entre a promotoria e os advogados dos acusados.

O júri é presidido pelo juiz Luciano Mendes Scaliza, atuam na acusação os promotores Samuel Furtado Sobral e Francisca Suênia Fernandes Sá e na defesa dos acusados trabalham os advogados Wandergleisson Fernandes, Arnaldo Ramos, Marcel Afonso e Plínio Turiel, que defendem a tese de negativa de autoria.

O crime

Maria Eduarda saiu de casa para comprar pão, pela manhã, e desapareceu.  O corpo dela foi localizado dois dias depois em um loteamento, no Bairro Novo São Luís, em São Domingos. A menina estava de bruços, na mata, seminua com parte do corpo queimado e com cortes em várias partes. As investigações apontaram a mãe e o padrasto como os autores do crime, que causou grande comoção no município e na região, na medida em que foi noticiado.

Compartilhe:

Contagem regressiva: faltam 18 dias para a 31ª Expoama

O Sindicato Rural já está na contagem regressiva para a 31ª Exposição Agropecuária de Marabá (Expoama), que acontece de 8 a 16 de julho próximo. Os detalhes da segurança foram definidos em reunião recente com Polícia Rodoviária Federal, Departamento de Trânsito e Transporte Urbano, Guarda Municipal e polícias Civil e Militar.

Ouvido pelo Zeca News, o presidente do Sindicato Rural, Antônio Vieira Caetano – o Neném do Manelão – confirmou a presença de 30 comitivas na Cavalgada de abertura, que acontece no dia 8 (sábado) pela manhã, reunindo em torno d 2 mil cavaleiros e amazonas.

Neném voltou a anunciar que quem comprar o passaporte – um pacote de ingressos para os nove dias – concorre a oito motocicletas e a um carro na Expoama deste ano, mas deixou claro que a promoção não vale para quem comprar ingresso individual nem meio ingresso: “Só para quem comprar o passaporte”, reforçou.

Quanto aos convidados especiais, ele disse que ainda está sendo confirmada a presença de secretários de Estado e de representantes da Federação da Agricultura do Pará.

Na noite de abertura, o show será da Cantora Márcia Felipe e, no primeiro dia de rodeio, o espetáculo ficará por conta da dupla Jorge & Mateus.

Compartilhe:

Hospital Regional de Marabá sensibiliza usuários para a doação de sangue

Ao longo deste mês, o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, que é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), realizará palestras voltadas para usuários ambulatoriais, com o objetivo de conscientizá-los sobre a importância da doação de sangue. Referência em atendimento de trauma de média e alta complexidades, o Hospital Regional do Sudeste do Pará é uma das unidades que mais demandam a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará – Hemopa Marabá. Em 2016, a unidade realizou mais de duas mil transfusões em pacientes internados. Por conta dessa alta demanda, periodicamente, o HRSP conscientiza usuários e colaboradores sobre a necessidade de manter o estoque do banco de sangue da região. As ações são realizadas por meio de campanhas voluntárias de doação, que acontece três vezes ao ano na unidade, e do grupo ‘Amigos de Sangue’, composto por colaboradores responsáveis pela captação de novos doadores. Ana Carolina Chaves é uma das mais novas integrantes do grupo. Ela já doou sangue algumas vezes, mas, atualmente, por conta de um quadro anêmico, não doa mais. Porém, faz questão de continuar incentivando amigos e familiares a fazerem parte dessa corrente. ‘Doar sangue é como se estivesse dando um pedacinho da gente para salvar outra pessoa. Faz um bem muito grande’, diz a coordenadora do Serviço de Atendimento ao Usuário. De acordo com a hematologista do HRSP, Socorro Leão, doar sangue é um ato de cidadania. ‘Os doadores…

Carajás Handebol Clube é Campeão Masculino Adulto 2017 do Polo Sul e Sudeste

No último domingo, 18, a equipe do Carajás Handebol Clube (CHC) conquistou o Campeonato Paraense de Handebol Polo Sul e Sudeste Adulto Masculino 2017. As etapas iniciais da competição, organizada pela Federação de Handebol do Estado do Pará (FHEPA), aconteceram entre os dias 15 e 18 de maio, nos ginásios Padre Humberto e Jacundazinho, na cidade de Jacundá, a 102 km de Marabá. A equipe do CHC, de Parauapebas, disputou a competição estadual na categoria Adulto Masculino, mas, o campeonato envolveu ainda as categorias: Juvenil Masculino e Feminino, Júnior Masculino e Feminino e Adulto Feminino. Na primeira fase do Polo, disputaram as equipes: CHC (Parauapebas), RHC (Rondon do Pará), Aspef, Handfuturo, Unest (Tucuruí), Metropolitano (Marabá), AHX (Xinguara) e Jacundá (Jacundá). Entre as quatros categorias ocorreram 42 partidas durante os quatro dias de competição. O CHC, na fase classificatória, jogou contra a equipe do Aspef e venceu pelo placar de 36 a 12. No segundo jogo, contra Jacundá, também levou a melhor vencendo por 56 a 12 e encerrou a fase jogando contra a equipe do RHC, com a qual empatou em 30 a 30. Já na semifinal ganhou do Handfuturo pelo placar de 31 a 22 e, na final, jogou contra a equipe da Unest, vencendo por 27 a 24. Apesar do placar apertado, conquistou o título e a classificação para a fase final do Paraense.   Também já está confirmado nas finais em Tucuruí, o time juvenil masculino do Metropolitano Handebol Clube (MHC), que garantiu a vaga após vencerem o HandFuturo na final em…

Clima continua tenso na PA-275: MST não aceita proposta do dono da “Fazendinha” e ocupa a propriedade

Embora os manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) tenham desobstruído a Rodovia PA-275, por volta das 18h de ontem, segunda-feira, 19, o clima continua tenso naquela área, entre os municípios de Curionópolis e Parauapebas.  Tudo porque o movimento pretende que a Fazenda “Fazendinha” seja desapropriada para fins de reforma agrária.

De acordo com informações do superintendente regional do Incra, Asdrúbal Mendes Bentes, ouvido pelo Zeca News¸ o proprietário da fazenda, Darlon Lopes, propôs, com a presença do ouvidor agrário, ceder outra área para os sem-terra, proposta considerada favorável pelo Instituto.

“O superintendente não tem poderes para homologar esse acordo, que agora será enviado a Brasília a fim de obter parecer favorável”, explicou Bentes que, ao mesmo tempo se mostrou preocupado uma vez que o MST, como resposta, disse que não aceita a oferta, desobstruiu a estrada, mas ocupou a sede da Fazendinha.

“Agora, temos um clima de tensão, com o MST, de um lado, na propriedade, e os fazendeiros, armados, do outro lado e duas guarnições da Polícia Militar tentando evitar o conflito”, narrou Asdrúbal.  (Foto/ Pebinha de Açúcar)

Compartilhe:

Projeto Salobo tem alteamento de barragem para evitar que tragédia de Mariana se repita no Pará

Para evitar o que aconteceu na cidade mineira de Mariana, em 5 de novembro de 2015, quando o rompimento de uma barragem da mineradora Samarco provocou uma enxurrada de lama que devastou o distrito de Bento Rodrigues, deixando um rastro de destruição, na medida em que avançou pelo Rio Doce, a Vallum Engenharia está fazendo um tratamento de fundação para alteamento da barragem de rejeitos do Projeto Salobo, da Vale, no território de Marabá.

Os rejeitos são parecidos com o de Mariana e aqui a obra tem por objetivo evitar qualquer problema. A planta tem aproximadamente 250 km de distância de Marabá e 55 km de Parauapebas . Os rejeitos da Serra de Carajás também são depositados de forma parecida. (Com informações do Conjove)

Compartilhe:

MST INTERDITA PA-275 REUNIÃO ENTRE INCRA E JUSTIÇA FEDERAL BUSCA SOLUÇÃO PARA IMPASSE DA FAZENDINHA

A INTERDIÇÃO É PARA COBRAR O CUMPRIMENTO DE MANDADO DE DESAPROPRIAÇÃO DA ÁREA CONHECIDA POR FAZENDINHA
Integrantes do Movimento dos Sem Terras (MST) interditam desde as primeiras horas da manhã a PA-275, em trecho que liga os municípios de Parauapebas e Curionópolis. A interdição é para cobrar agilidade da justiça no cumprimento de uma desapropriação concedida pela  Justiça Federal da área conhecida por Fazendinha, de 78 alqueires, próxima ao Acampamento Frei Henri.
Segundo a direção do MST local, a interdição acontecerá durante todo o dia, mas de hora em hora os veículos que estiverem na pista serão liberados para seguir viagem.
Parte da direção do MST local está em Belém, em uma pauta para discutir a segurança no campo e cobrar das autoridades agilidade no inquérito que investiga as mortes em Pau D’Arco.
De acordo com o superintendente do Incra regional em Marabá, Asdrúbal Bentes, qualquer movimento de ocupação ou invasão é crime e como tal deve ser punido. Além disso, Asdrúbal esclarece que a fazenda ainda está em processo de discussão judicial e que o Incra precisa aguardar a decisão da justiça para então ingressar no feito.Hoje  a tarde tem reunião  na justiça federal para tratar da pauta da fazenda que se trata de terra publica segundo superintendente do Incra do sul do Pará.

Uma caravana com homens da Delegacia de Conflitos Agrários, Deca, o ouvidor agrário do Incra e a Polícia Militar foram enviados ao local para intermediar as negociações.
No momento ainda não há previsão para os ocupantes saírem do local.

Compartilhe:

Exército fecha junho e abre julho com o “Arraiá da Brigada” em Marabá

Nos dias 30 de junho e 1º de julho (sexta-feira e sábado), a 23ª Brigada de Infantaria de Selva (23ª Bda. Inf. Sl) realizará mais um “Arraiá da Brigada“, a partir das 19 horas. Neste ano, a festa acontecerá em um novo local, na área localizada ao lado da entrada da Vila Militar Presidente Castelo Branco. O evento contará com apresentações de quadrilhas e grupos folclóricos locais, além dos shows dos cantores Dedê Alves e Bilú Oliveira. A entrada é grátis.

Compartilhe: