Real é a 3ª moeda que mais perdeu valor

O real é a terceira moeda que mais se desvalorizou em relação ao dólar em abril, em uma lista de 47 moedas com cotações à vista ranqueadas pelo ‘Estadão/Broadcast’. A expectativa de um novo aperto nos juros nos EUA também tem pressionado outras moedas, mas no Brasil, esse movimento é acentuado diante das incertezas eleitorais. A moeda americana fechou nessa terça-feira, 24 em alta de 0,61%, a R$ 3,4706. Grandes bancos, como BofA Merrill Lynch e o Itaú Unibanco, reconhecem que há aumento das incertezas eleitorais. O desempenho do real só não foi pior que o bolívar venezuelano, que derrete com a crise humanitária, e o rublo russo, que sofre com a incerteza geopolítica. Abril tem sido ruim para a maior parte das moedas do mundo. A expectativa de que os juros americanos subam mais rapidamente que o esperado é o motor comum para a desvalorização de 33 moedas em todo o mundo neste mês. Isso reforça a perspectiva de migração de dinheiro de todo o planeta rumo aos EUA para se aproveitar dos juros, o que enfraquece as demais moedas. “Ao longo do ano passado, também foi caindo a diferença entre os juros americanos e a Selic, a taxa básica de juros do Brasil”, diz Julia Gottlieb, do Itaú Unibanco. “Essa diferencia está na mínima histórica, o que pode impactar no real.” O cenário externo, porém, é apenas uma parte da explicação. Problemas domésticos castigam algumas divisas mais fortemente e o Brasil está nessa onda. Em abril, o dólar ficou 5,2% mais caro na…

PA: Mutirão prisional acontecerá em setembro

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, anunciou terça-feira (24), que será realizado a partir de junho um convênio com as defensorias públicas de todo o país para analisar os casos da população carcerária e reduzir o deficit do sistema prisional. A expectativa é que, até o fim do ano, sejam atendidos pelo menos 50 mil presos, o que representa cerca de 7% da população carcerária do país.

No Pará, o mutirão acontecerá em setembro, que tem população prisional de 14,2 mil pessoas. Segundo a Superintendência do Sistema Prisional do Estado do Pará (Susipe) informou que, de janeiro a março de 2018, foram registradas 28 fugas, com 90 fugitivos e 30 recapturados. Foram registrados 7 homicídios entre detentos

Compartilhe:

Mulher é presa em Marabá acusada de incentivar vítimas a fazerem empréstimos e obter vantagem

Maria de Lourdes Ferreira Lima, de 45 anos, é acusada de estelionato. Ela se apropriava de documentações pessoais das vítimas, realizava empréstimos junto às agências financeiras e não repassava os valores sacados a elas. té o momento, 12 pessoas registraram boletim de ocorrência, em Marabá, no sudeste do estado, contra Maria de Lourdes Ferreira Lima, de 45 anos, acusada do crime de estelionato. Ela foi presa no último dia 19, após os policiais civis receberem denúncia anônima por meio do Disque-Denúncia de Marabá sobre a atuação de Maria de Lourdes. “Era costume dela ludibriar as vítimas para que realizassem empréstimos bancários e ela obtivesse vantagem financeira. A investigada se apropriava de documentações pessoais das vítimas, realizava empréstimos junto às agências financeiras e não repassava os valores sacados a estas, apropriando-se, de forma fraudulenta, do dinheiro”, explica a delegada Simone Felinto. Maria de Lourdes teve a prisão preventiva decretada pela Justiça de Marabá. Na noite desta terça-feira (24), a 12ª vítima da mulher esteve na Seccional de Marabá para formalizar o boletim de ocorrência de um fato ocorrido em 2016 após ter reconhecido a acusada por meio da imprensa. As pessoas vitimadas por Maria de Lourdes eram, em sua maioria, idosas com baixo grau de instrução, o que facilitava a perpetração do crime. A Polícia Civil realizou investigações e conseguiu localizar a acusada em um hotel no centro da cidade. Os agentes públicos efetuaram a detenção da investigada e fizeram a apreensão de vasto material usado nos golpes. O material serviu como prova para fundamentar a…

Tomates podem combater câncer de estômago, sugere novo estudo

 
Tais achados sugerem que o alimento poderia ajudar prevenir o câncer de estômago e ajudar nas terapias convencionais. Foram considerados extratos de variedades comuns, como San Marzano e Corbarino, que apresentaram capacidade de evitar que as células cancerosas se espalhassem pelo corpo. Com informações do Daily Mail.

Tais resultados contradizem pesquisas anteriores que sugeriram que somente um produto químico, o licopeno, possui benefícios de combate ao câncer. “Os efeitos dos tomates parecem não estar relacionados a componentes específicos, como o licopeno, mas sugerem que os tomates devem ser considerados na sua totalidade”, explicou a autora do estudo Daniela Barone, do Centro de Pesquisas Oncológicas de Mercogliano.

Os pesquisadores analisaram extratos de tomate inteiros para verificar sua capacidade de combater as várias características do câncer gástrico. Eles descobriram que ambos os extratos (San Marzano e Corbarino) afetaram a capacidade das células cancerígenas de se espalharem e desenvolverem. Tais achados não têm somente implicações para prevenção, como também podem abrir caminho para novos tratamentos, de acordo com os cientistas.

“Nossos resultados estimulam a avaliação do uso potencial de nutrientes específicos não apenas no cenário de prevenção do câncer, mas também como uma estratégia de suporte às terapias convencionais”, disse o professor Antonio Giordano, outro autor do estudo. Os resultados do estudo foram publicados no periódico Journal of Cellular Physiology. O câncer de estômago, ou câncer gástrico, não é incomum, com cerca de 7.000 pessoas sendo diagnosticadas todos os anos apenas no Reino Unido.
 

Compartilhe:

Voluntários doam livros para biblioteca do Hospital Regional de Marabá

Os grupos que participam do Programa de Voluntariado da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar em Marabá estão realizando uma campanha de arrecadação de livros para doar ao Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA). A primeira entrega aconteceu nesta segunda-feira (23/4), data em que foi comemorado o Dia Mundial do Livro. Cerca de 40 títulos foram doados à biblioteca da unidade pelo grupo ‘Amor em Ação’. Fantasiada de Bíblia, um dos livros mais vendidos no mundo, a voluntária Berenice Ribas afirmou que a ação foi gratificante. ‘A leitura faz bem para a mente e leva o leitor a sonhar de novo e a querer viver. Por isso é bom ler’, disse ela. Até o final do mês, outros grupos doarão os títulos arrecadados. Atualmente, a biblioteca do Hospital Regional de Marabá conta com um acervo de mais de 200 livros de diversos gêneros literários, todos adaptados ao ambiente hospitalar. Eles ficam à disposição de pacientes e acompanhantes durante o período de internação. Biblioterapia O serviço de empréstimo funciona de forma itinerante, de segunda a sexta-feira, com a ida de uma colaboradora da Humanização até as unidades de internação, onde é disponibilizado um catálogo com os nomes dos livros para escolha dos pacientes. Após selecionados, os livros são levados em um carrinho que passa de leito em leito. Terminada a leitura, o usuário devolve o livro para ser higienizado para uso de outro paciente. O incentivo à leitura é um coadjuvante no tratamento médico dos pacientes…

PRÓ SAÚDE 50 ANOS

Agradeço exemplar enviado pelo diretor do Hospital Regional do sul e sudeste do Pará, Valdemir Girato. Esta obra resgata 50 anos de atividade da pró saúde desde a sua fundação em 1967 revelando aos leitores uma trajetória de desafios e conquistas empreendida em nome do amor ao próximo.

Valeu a parceria profícua com o site Zeca News ao longo de alguns anos.

Compartilhe:

Desembargador reintegra ao cargo prefeito de Tucuruí Arthur de Jesus Brito

Para que retorno ocorra, Arthur tem de derrubar o Decreto Legislativo que cassou o mandato dele no dia 19 de março, tendo o Tribunal Regional Eleitoral do Pará já marcado novas eleições para o dia 3 de junho deste ano.
 

esembargador Luis Gonzaga Neto, da seção de Direito Público do Tribunal de Justiça do Pará (TJE-PA), concedeu uma liminar nesta terça-feira (24) reintegrando ao cargo Arthur de Jesus Brito, o prefeito de Tucuruí, no sudeste do Pará.

Ele tinha sido afastado no ano passado por improbidade administrativa. Apesar da permissão para voltar à prefeitura, a Justiça manteve a indisponibilidade dos bens de Arthur Brito. A decisão de afastamento veio depois que o prefeito eleito em 2016, Jones Williams, foi assassinado em julho do ano passado e o vice, Artur de Jesus Brito (PV), assumiu o cargo.

O Ministério Público do estado deve recorrer da decisão de reintegração ao cargo.

Ainda há, entretanto, um único impedimento para que o retorno de Arthur aconteça. Ele tem de derrubar o Decreto Legislativo que cassou o mandato dele no dia 19 de março, tendo o TER-PA (Tribunal Regional Eleitoral do Pará) já marcado novas eleições para o dia 3 de junho deste ano.

Em sua decisão desta terça-feira, o desembargador Luiz Gonzaga considera que não há provas que deem sustentação ao afastamento de Brito.

Compartilhe:

Standard & Poor’s atribui rating ao Banco Cooperativo Sicredi

 

A agência de riscos Standard & Poor’s atribui rating ao Banco Cooperativo Sicredi. A instituição agora passa a ser classificada pela S&P com uma notação AA- em escala nacional. Este é o maior rating possível para entidades financeiras, dada a limitação em face da nota de risco do Brasil pela agência responsável pela publicação de análises e pesquisas sobre bolsas de valores e títulos. Recentemente, a também agência de classificação de risco Moody’s reafirmou o rating de 20 bancos do País, e o Banco Cooperativo Sicredi figura com a nota AA2. Além destas duas agências, o banco também está classificado pela Fitch Ratings, com AA+.

O Banco Cooperativo Sicredi compõe a estrutura do Sicredi, sistema cooperativo de crédito pioneiro neste segmento no Brasil e referência de atuação sistêmica, que se tornou modelo para o cooperativismo de crédito em âmbitos nacional e mundial.

Compartilhe:

Indústria do Pará se destaca no crescimento do PIB da região Norte

Os resultados alcançados pela indústria do Pará em 2017 estão entre os fatores que contribuíram para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Norte, a região que mais cresceu no ano passado, segundo levantamento feito pelo portal Governo do Brasil. A produção industrial paraense teve incremento de 10,1%, com destaque para a indústria extrativa mineral (13,2%) e a produção de produtos de madeira (3,2%). O levantamento se baseou no Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que tenta prever o comportamento do PIB nacional antes do resultado oficial ser divulgado.
Com mais produção industrial, também cresceu a movimentação de cargas com exportações e exportações, sobretudo no Aeroporto Internacional de Belém. Somente no primeiro trimestre deste ano, o transporte aéreo desses materiais quase dobrou no Estado. Além disso, o aeroporto se prepara para receber mais empresas aéreas – com a abertura de novos voos internacionais – e aumentar o número de passageiros e de cargas este ano.
O emprego na indústria paraense também deu um salto em 2017. Pesquisa do Departamento Interestadual de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com base nos números oficiais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, apontam geração de 1.276 vagas em onze meses de 2017, resultado das 27.745 contratações e 26.469 demissões registradas no período. Entre os Estados da região Norte, o Pará foi o segundo que mais gerou empregos na indústria, à frente de Amazonas, Amapá, Roraima, Tocantins e Acre.

Matéria completa na Agência Pará:
http://agenciapara.com.br/Noticia/166519/industria-do-para-se-destaca-no-crescimento-do-pib-da-regiao-norte

Compartilhe:

SINOBRAS abraça a campanha Abril Verde

 
Em alusão ao Abril Verde, campanha que tem o objetivo de trazer à sociedade questões da segurança e saúde do trabalhador, além de falar sobre temas relevantes com o objetivo de reduzir os acidentes de trabalho, a SINOBRAS realiza uma série de ações durante este mês chamando a atenção para o assunto. Estão sendo realizados Diálogos Diários de Segurança (DDS) e Diálogos Semanais de Segurança (DSS) com temas relacionados a campanha em todas as áreas da empresa e entregues laços verdes e mudas de planta aos colaboradores, simbolizando a vida.
Um dos principais valores da SINOBRAS é a segurança no trabalho. Nos últimos anos, a empresa conseguiu reduzir consideravelmente o número de acidentes, por meio do envolvimento da alta direção, atuação enérgica dos gestores e a maturidade das equipes operacionais, somados ao apoio de um Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho​ (SESMT)​ atuante.

Compartilhe: