OAB suspende aplicação da segunda etapa do Exame da Ordem

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) suspendeu a aplicação da segunda fase do Exame da Ordem Unificado (EOU) que seria aplicado no próximo domingo (27). Segundo a OAB, o exame foi suspenso por conta das manifestações que estão interditando parcialmente rodovias do país.

De acordo com o comunicado anunciado na quinta-feira (24), a decisão vale para todo o território nacional. A medida, segundo a OAB, visa preservar a segurança e o deslocamento dos candidatos ao exame, já que não há condições logisticas para realizar o exame.

Ainda não há previsão para a realização do novo exame. A OAB disse que deve informar em breve quais providências serão adotadas.

Compartilhe:

CORPUS CHRISTI: IGREJA COMEMORA CORPO DE CRISTO NO PRÓXIMO DIA 31

A Diocese de Marabá já está divulgando a programação para o Corpus Christi, que acontece na próxima quinta-feira, dia 31 de maio. Nesse dia um grande evento no Ginásio Renato Veloso da Folha 16 vai acontecer para comemorar a data. Entre as ações, o tradicional tapete de serragem com desenhos coloridos na entrada do ginásio.

De acordo com o Padre Ademir Gramelik, Pároco do Santuário de Nossa Senhora de Nazaré na Folha 16, o tema deste ano será “Jesus Cristo que vem até nós para nos amar”. “E nais uma vez estaremos celebrando com muita dignidade a festa de nosso senhor Jesus Cristo, Jesus Eucarístico, iniciando as 15h do dia 31”, explicou ele.

Neste ano o evento acontece em dois momentos, primeiramente na Nova Marabá, que se concentra no ginásio da Folha 16 e na Cidade Nova que vai comemorar a data na Paróquia São Francisco. “Queremos convidar a todos da Nova Marabá para estarem junto conosco no dia 31 no ginásio da Folha 16, a partir das 15”, convida o padre Ademir.

Compartilhe:
FacebookWhatsAppFacebook MessengerTelegramTwitterGoogle+Compartilhar

Compartilhe:

Pau D`Arco (PA): Após um ano da chacina, fazenda Santa Lúcia volta ser ocupada por posseiros

A chacina que deixou 10 mortos em Pau D’arco, sul do estado, completa nesta quinta-feira (24) um ano. Cerca de 70 famílias voltaram a ocupar a fazenda Santa Lúcia e a situação é tensa no local. Os 15 policiais acusados de participar das mortes estão presos.

A área de quase seis mil hectares foi batizada como acampamento ‘Jane Júlia’, em homenagem a única mulher entre as dez vítimas da chacina. Muitos posseiros já começaram a transformar os lotes em pequenas propriedades rurais. No local foram feitas plantações de alguns grãos, um poço e até um criadouro de gado.

As famílias temem por novos conflitos. Após a execução de dez posseiros um ano atrás, outros dois sem terras foram assassinados. Os ocupantes afirmam que a principal causa de desentendimentos é a incerteza sobre a regularização das terras.

Os donos da fazenda Santa Lúcia aceitaram vender as terras para o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no valor de 22 milhões de reais, mas a negociação ainda está em análise pelo governo federal. Neste mês de maio a justiça determinou a reintegração de posse da fazenda, a ordem pode ser cumprida a qualquer momento. (G1/PA)

Compartilhe:

procon diz que prática de preço abusivo de combustível pode ser denunciada pelo 151

O órgão fiscaliza postos no Pará e diz que o objetivo é evitar que eles pratiquem preços abusivos como R$ 6 para a gasolina e R$ 5 para o diesel, por exemplo.   Para evitar a cobrança abusiva no preço do combustível, o Procon-PA começou uma operação nos postos de combustível nesta quinta-feira (24). É que algumas pessoas denunciam que alguns postos estão elevando os preços devido à grande procura após as interdições em rodovias em todo o país. Segundo o Procon, qualquer denúncia de cobrança abusiva de combustível pode ser feita pelo número 151. “A gente tá pedindo a ajuda da população para que nos mande informações caso veja algum preço abusivo como gasolina a R$ 6, por exemplo, e óleo diesel a R$ 5”, disse o diretor geral do Procon-PA Moysés Bendahan. Mesmo com a operação sendo realizada, ainda tem motorista pagando bem mais caro, como R$ 4,69 na gasolina, por exemplo. “Agora não deu pra procurar muito. Com a agonia de tudo, eu vim logo nesse posto aqui. Mas o preço tá absurdo”, avaliou o pastor Alfredo Ortis. Mantimentos Além dos combustíveis, os produtos alimentícios também ficaram mais caros por causa das interdições nas rodovias. Segundo as Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa), a média de aumento foi de 70% no preço da batata, cebola, tomate e banana. A Ceasa disse ainda que a saca da cebola, por exemplo, que custava R$ 50 ou R$ 60, está saindo por R$ 180. A Ceasa informou que recebeu somente 10% dos caminhões que costumam abastecer o…

Caminhoneiros do Pará não aceitam proposta do governo federal e continuam bloqueios nas rodovias

No Pará, caminhoneiros querem uma redução de 25% a 30% no preço do diesel, além da fixação do valor por pelo menos seis meses.   Caminhoneiros do Pará disseram que vão continuar bloqueando as rodovias nesta sexta-feira (25), mesmo após o anúncio do governo federal e de representantes de caminhoneiros com uma proposta de acordo para suspender a paralisação por 15 dias. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também confirmou que os protestos devem continuar em todo nos sete pontos de interdição no estado. Acompanhe em tempo real a situação do trânsito. Os caminhoneiros que estão no km-23 da BR-316, em Benevides, disseram que não vão aceitar a proposta do governo e que querem uma redução de 25% a 30% no preço do diesel. Eles querem ainda que o preço seja fixado por pelo menos seis meses e não apenas 15 dias. Caminhoneiros em Altamira também confirmaram que vão continuar os bloqueios. Motoristas de aplicativo de transporte interditam rodovia Artur Bernandes, em Belém (Foto: Trânsito 24h) Os motoristas de aplicativos de celular também informaram que vão continuar os protestos, independente da permanência ou não dos caminhoneiros nas rodovias. O objetivo deles é sensibilizar o Governo para a redução do preço da gasolina, já que a proposta apresentada é apenas para o diesel. Cerca de 200 taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos de viagem interditam a entrada do porto Miramar, na rodovia Arthur Bernardes, no bairro de Val-de-Cans, em Belém, para impedir a entrada de combustíveis na cidade. Esse é o principal ponto de recebimento e abastecimento do Pará. No…

Etapa Carajás dos Jeps reúne mais de 700 atletas em Parauapebas

24/05/2018 10:57h Ação esportivo-educacional que há mais de meio século propõe disseminar a cultura da paz e descobrir talentos esportivos, os Jogos Estudantis Paraenses (Jeps) chegam à sua 60ª edição. Até o dia 26 de maio, o município de Parauapebas, no sudeste do Estado, sedia a etapa Carajás, a quarta e última regional, que apontará os representantes da região que vão disputar a etapa estadual, em Belém. Mais de mil pessoas, entre atletas, comissão técnica e comunidade participaram da cerimônia de abertura, nesta terça-feira 23, no ginásio poliesportivo de Parauapebas. A última etapa regional também ocorre simultaneamente, em Portel, no Marajó. Nove municípios da região de Carajás participam desta etapa. São eles: Jacundá, Bom Jesus do Tocantins, Marabá, São Geraldo do Araguaia, Pacajá, Rondon do Pará, Nova Ipixuna, Canaã dos Carajás e Parauapebas. Nesta regional, cerca de 700 atletas vão competir nas modalidades basquete, handebol, futsal e vôlei, nas categorias “A”, de 12 a 14 anos, e “B”, de 15 a 17 anos. Jogar a etapa estadual é o objetivo dos atletas envolvidos nas competições. E chegar à etapa nacional é a constatação de que é possível realizar sonhos. Este é o caso da estudante Emylle Mota, 14 anos, aluna da Escola Fernando Pessoa. Ela e suas colegas do time de handebol foram campeãs na etapa estadual e puderam representar o Pará na etapa nacional, em 2017. “Foi incrível participar com várias delegações do país inteiro. Aprendi muito e pude aperfeiçoar minhas jogadas, pois me espelhei em vários atletas que vi jogar durante a competição.…

Últimos dias para assentados se inscreverem em curso de agroindústria no Sul do Pará

Serão finalizadas, em 28 de maio, as inscrições para o processo seletivo do Curso Técnico em Agroindústria Subsequente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), no Campus Rural de Marabá. A iniciativa é uma parceria com o Incra, por meio do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera). Podem se candidatar às 40 vagas ofertadas jovens e adultos provenientes de famílias de assentamento criados ou reconhecidos pelo Incra e do Programa Nacional de Crédito Fundiário. O interessado deve comparecer ao IFPA – Campus Marabá Rural, localizado na Rodovia BR-155, KM 25, Projeto de Assentamento 26 de Março, zona rural do município para realizar a inscrição. Entre os documentos necessários está a declaração de vínculo com a terra, fornecida pela equipe do Pronera do Incra em Marabá. Os demais estão listados no Edital Nº01/2018 (clique aqui para acessá-lo). Uma comissão avaliará critérios específicos para estabelecer a ordem de classificação dos interessados e o resultado será divulgado no dia 4 de junho. A matrícula ocorrerá entre 6 e 12 de junho e a previsão de início das aulas é o dia 6 de agosto deste ano. O Curso Técnico em Agroindústria Subsequente terá duração mínima de 18 meses e carga horária mínima de 1.480 horas. A parceria entre a Superintendência Regional do Incra no Sul do Pará e o IFPA – Campus Marabá Rural visa fortalecer a educação nas áreas de reforma agrária, utilizando metodologias voltadas para as especificidades do campo. O foco é contribuir para a promoção do desenvolvimento com base nos…

VIOLÊNCIA: EX-JOGADOR DE FUTEBOL É ASSASSINADO EM MARABÁ

O ex-jogador de futebol João Batista Zambrano, mais conhecido como João Babaca, 58 anos, foi assassinado a tiros no início da tarde desta quarta-feira (23). O crime ocorreu na própria residência da vítima, na Rua Espírito Santo, no Bairro Laranjeiras, no Núcleo Cidade Nova.

De acordo com informações levantadas pela polícia, dois homens entraram na casa da vítima e desferiram vários disparos contra João. Ele ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Os acusados de praticarem o crime estariam em um veículo preto com placa de Parauapebas. João Babaca fez muito sucesso nos campos de futebol de Marabá, nas décadas de 80 e 90, jogou como atacante nos tradicionais clubes da cidade como Sociedade Esportiva Amapaense, Clube Atlético Marabá e Estrela de Ouro. (Alessandra Gonçalves)

Compartilhe:

Municípios do Pará começam a ficar sem combustível

u

(

Municípios do Pará já sentem de forma intensa os efeitos da greve nacional dos caminhonerios, que estão há quatro dias paralisados e realizando bloqueios em rodovias do país, prejudicando o transporte de cargas. Um dos efeitos mais evidentes é a falta de combustível. Sem abastecimento nos postos, algumas cidades já estão com as bombas secas, prejudicando até o funcionamento de ambulâncias.
Leia também:

Falta comida! Greve dos caminhoneiros afeta supermercados da Grande Belém
A internet não perdoa: veja os memes sobre a alta dos combustíveis

A prefeitura de Castanhal, no nordeste paraense, emitiu um comunicado informando que diversos serviços do município estão com atendimento prejudicato devido à falta de combustível nos postos da cidade. O município é o primeiro do Estado a emitir um comunicado oficial anunciando que alguns atendimentos estão prejudicados pela falta de abastecimento.
Em nota, a prefeitura afirmou que “os postos que atendem os veículos da Prefeitura de Castanhal estão sem combustível, prejudicando diretamente os serviços municipais, inclusive nos essenciais, como ambulâncias”.

Compartilhe:

Pará segue com várias interdições em rodovias federais na noite desta quarta-feira

oito rodovias federais seguem interditadas por caminhoneiros no Pará na noite desta quarta-feira (23), segundo o mapa de interdições da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que mostra a situação das rodovias em todo o país. O mapa é atualizado minuto a minuto e, no início da noite, eram nove pontos de interdição. Acompanhe em tempo real boletins dos protestos na BR-316. A greve dos caminhoneiros entrou no terceiro dia em todo o país. A paralisação afeta 23 estados brasileiros e o DF. Correios suspenderam entregas agendadas, e companhias aéreas pedem que passageiros se informem sobre voos antes de ir para o aeroporto. Além disso, supermercados do Pará ficaram desabastecidos e faltam produtos como hortifrutigranjeiros, segundo a Associação Paraense de Supermercados. No Pará, são duas interdições em Benevides, uma em Santa Luzia do Pará, uma em Capanema, uma em Paragominas, uma em Eldorado dos Carajás e uma em Marabá. Segundo a PRF, apenas em Santa Luzia do Pará a via está completamente fechada. Nos outros pontos o bloqueio é parcial. Os caminhoneiros só deixam passar carros pequenos, ambulâncias e veículos com produtos perecíveis. O Km 25, em Benevides, foi liberado às 20h. Continuam apenas os quilômetros 27 e 23. No 27 há uma faixa ocupada com pneus. No Km 23, em Benevides, continua uma interdição parcial. Os caminhoneiros não estão na pita e sim estacionados no acostamento. O protesto feito por motoristas de ônibus de turismo na tarde desta quarta-feira na BR-316, próximo à barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Marituba, terminou na noite desta quarta-feira. No Km 12, em…