ILUMINAÇÃO PÚBLICA: SERVIÇO CHEGA A 9 MIL LÂMPADAS SUBSTITUÍDAS EM TODO MUNICÍPIO

No primeiro semestre do ano, a Prefeitura de Marabá, por meio do Serviço de Saneamento Ambiental, já realizou manutenção em 9.125 pontos de iluminação pública, nas ruas da cidade de Marabá e na Zona Rural, deixando a cidade muito mais bonita e iluminada.
O número de solicitações para manutenção do serviço vem caindo consideravelmente. No início da gestão, eram 150 ligações diárias, em maio o número de ligações havia reduzido para 12 pedidos/dia, agora está entre 8 a 10 solicitações.

Na Zona Rural o serviço já foi executado, na Vila Sororó, Vila 3 Poderes, Brejo do Meio, Capistrano de Abreu, Vila União, Vila Santa Fé, dentre outras.

Para solicitar o atendimento relacionado a correção de quaisquer falhas na iluminação pública a população deve entrar em contato pelos telefones (94) 99263-1919/ 98159-5050, das 08h às 12h e 14h às 18h, de segunda a sexta-feira. A reclamação será anotada na SSAM e repassada à empresa contratada para o devido conserto.

Compartilhe:

Helder libera recursos para desenvolvimento regional em cidades do nordeste paraense

Em vinte anos de história, Viseu nunca recebeu um investimento tão significativo como este em apenas um ato, que vai possibilitar a reforma e ampliação do nosso Mercado Municipal e do Mercado da Vila de Fernandes Belo, como também a construção da nossa tão sonhada Feira, obras que vão somar com a orla e o Memorial Dom Carlos para um grande embelezamento da frente da cidade. Sem contar com a pavimentação asfáltica das Vilas de Açaiteua e Km 74”, relatou Isaias Neto, prefeito da cidade de Viseu. O município foi contemplando com o investimento no valor de R$ 3,6 milhões, liberados pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, que na última semana, em três dias seguidos, percorreu oito cidades do nordeste paraense anunciando investimentos ligamos à pasta. Na última quinta-feira (28), o ministro esteve em Bonito, onde oficializou o repasse de R$ 1 milhão e em Santa Maria do Pará, R$1,5 milhão. Já na sexta-feira (29), foi a vez de Santa Luzia do Pará também receber o aporte de R$1,5 milhão, seguido de Cachoeira do Piriá com R$ 3 milhões e Viseu com o maior valor. Helder finalizou a rodada de anúncios de investimentos no sábado (30), em Curuçá que recebeu R$1,5 milhão, Marapanim também com R$1,5 milhão e Terra Alta com o repasse de R$ 1 milhão. Os recursos somam um total de R$ 14,5 milhões, liberados apenas nesta etapa para a reurbanização e pavimentação de vias urbanas e rurais nas localidades. Segundo o ministro Helder, a iniciativa faz parte de um pacote de…

Hospital Metropolitano atenderá romeiros no Círio de Nazaré

Trasladação foi uma das maiores romarias do Círio. (Foto: Tarso Sarraf)

 

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), participa pelo quinto ano consecutivo dos festejos do Círio de Nazaré. A unidade fará o atendimento aos romeiros que vêm a Belém (PA) pela rodovia BR-316, na sexta-feira, 6/10, a partir das 5h30.

A unidade terá uma equipe com 30 pessoas, entre colaboradores e residentes multiprofissionais. Na sexta-feira, 6/10, um posto de atendimento será montado na BR-316, em frente à unidade, para levar assistência aos romeiros vindos de outras cidades. Serão disponibilizados curativos, massagens, além de distribuição de lanches e água para ajudar na conclusão do trajeto até a Basílica Santuário, no centro de Belém, onde os romeiros costumam finalizar a caminhada.

No sábado, 7/10, o HMUE atuará no Círio Fluvial, com a balsa-hospitalar. Neste dia, a unidade disponibilizará equipamentos de urgência e emergência em contêineres refrigerados. Já no domingo, 8/10, os voluntários do hospital ficarão posicionados no posto de atendimento da Cruz Vermelha instalado na Caixa Econômica Federal na avenida Presidente Vargas. O local é considerado um dos pontos críticos da romaria, por reunir um grande público em uma parte estreita da via.

No local, serão realizados os primeiros atendimentos aos romeiros. E caso haja necessidade, será providenciado transporte para outras unidades de saúde.

Compartilhe:

Agricultores assentados em São Domingos do Araguaia (PA) recebem títulos

A Superintendência Regional do Incra no Sul do Pará realizou, na última sexta-feira (30/09), a entrega de 32 títulos definitivos de domínio para beneficiários do assentamento Belo Horizonte, no município de São Domingos do Araguaia (PA).

O evento foi realizado na sede da Maçonaria de São Domingos e contou com a presença de centenas de agricultores assentados pelo Incra, além de várias lideranças políticas e rurais da região. A assentada Eliomar Ferreira, presidente da Associação dos Pequenos Agricultores do Assentamento Belo Horizonte, expôs a sua satisfação em ver a entrega de títulos se tornar realidade. “Esses trabalhadores esperaram quase vinte anos por esses títulos. Até uns dias atrás eu mesma não acreditava que esses documentos seriam entregues. Mas hoje estamos aqui felizes neste ato de entrega”, afirma.

O superintendente regional do Incra no Sul do Pará, Asdrúbal Bentes, falou da importância do título. “A partir de agora, estes assentados terão segurança jurídica e facilidade no acesso ao financiamento de suas atividades produtivas. Lembrando ainda, que é necessário fazer o registro no cartório de imóveis, para que a propriedade seja plena”, reforça.

A meta da Superintendência Regional do Incra Sul do Pará é entregar 4.500 títulos definitivos até o fim do ano.

Compartilhe:

Caminhada alerta população para sintomas do câncer infantojuvenil

Mães, pais, e crianças atendidas pelo Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo saíram em uma grande caminhada pelas ruas de Belém, na manhã deste sábado, 30/9, alertando a população para os sintomas do câncer infantojuvenil e a importância do diagnóstico precoce. A caminhada, que foi da Basílica de Nazaré ao Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, encerra a campanha “Setembro Dourado” realizada, durante todo este mês, para chamar a atenção da comunidade para a doença, que não possui formas de prevenção, sendo o diagnóstico precoce a principal forma de combate, aumentando em 80% as chances de cura do paciente. Ana Saraiva, de 32 anos, foi uma das mães que fez questão de acompanhar a caminhada. Ao lado do filho, Izaack, de 7 anos –  diagnosticado com câncer aos 5 anos de idade -, ela contou que também teve dificuldades para detectar os sintomas no próprio filho. Por isso, hoje, faz questão de alertar outras mães e participar da campanha promovida pelo Hospital Oncológico Infantil, onde o filho recebe tratamento. “A gente quer que as mães e pais observem seus filhos, porque eu sei que às vezes a gente não percebe que aquela febre persistente, dores, perda de peso, manchas roxas, podem significar um câncer. São sintomas que muitas vezes não ligamos à doença”, ressaltou. A profissional autônoma, Maiara Araújo, de 29 anos, moradora de Novo Repartimento, também conta que só identificou os sintomas do filho porque tinha um médico na família. O filho dela, Marcus Henrick, foi diagnosticado com leucemia aos 9 anos de idade, e há…

Bazar Beneficente em prol do Hospital do Câncer de Barretos está recebendo doações

Acontece no próximo dia 7 de outubro, na Praça Duque de Caxias – Marabá Pioneira -, o Bazar Beneficente em Prol do Hospital do Câncer de Barretos, que realiza tratamento gratuito em todo o País. Para o sucesso da iniciativa, a organização está solicitando e recolhendo doações que possam aumentar a oferta no dia do evento e, assim, arrecadar mais recursos.

Podem ser dados: roupas de cama, mesa e banho, objetos de decoração, tapetes, lustres, luminárias, eletroeletrônicos, ferramentas, materiais de construção, móveis e utilidades domésticas.

Perfumaria, maquiagem, bijuterias e óculos, assim como vestuário feminino, vestuário masculino, vestuário infanto-juvenil, moda gestante/bebê, moda praia, moda fitness e calçados em geral também serão bem-vindos.

A base de apoio para recolhimento das doações é a sede da ACIM – Associação Comercial e Industrial de Marabá. Os interessados em fazer doações podem ligar para Kessiana Soares, (94) 99270-1964 ou 98113-0849 (também WhatsApp).

Compartilhe:

Setembro é mês com mais incêndios nos últimos 20 anos, revela Inpe

São Felix do Xingu é a cidade que apresentou o maior número de focos de incêndio em Setembro no Pará.
O Pará registrou no mês de agosto mais de quarenta mil focos de queimadas espalhados por 119 municípios, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Para ser exato os números de focos de queimadas registrados entre 1º a 30 de Setembro resultam em Os dados foram consultados por Zeca News  no site/meio-ambiente.

Altamira-continua-sendo-a-cidade-que-mais-causa-incendio-no-para Altamira, que sempre liderou  como o municípios que mais causa incêndio e queimadas no estado, no mês passado foi ultrapassado por São Félix do Xingu. Altamira registrou 4.110 focos, enquanto São Félix registrou/causou 4.923 focos de incêndios liderando todos os municípios paraenses.

Ainda segundo dados do Instituto, após São Félix e Altamira os município de Santa Maria das Barreiras (2474 focos), Novo Progresso (2390 focos), Portel (1638 focos) e Marabá (1515 focos) são os que apresentaram maior ocorrência de focos de queimada e incêndio florestal no período<p>Canaã dos Carajás fica em 42º posição com  215 focos no mês de Setembro.

O Município teve uma animadora queda, após aparecer no últimos meses entre os municípios mais causadores de queimadas

https://youtu.be/yXOz7SPQ5zg

Compartilhe:

LEILÃO “DIREITO DE VIVER” É UM SUCESSO EM MARABÁ

Maurício Fraga, Presidente da Associação dos Criadores do Estado do Pará, mostra os resultados positivos do “Leilão Direito de Viver”.
 
O evento foi realizado no último sábado (30), no Parque de Exposições e teve o objetivo de ajudar o Hospital de Câncer de Barretos, que atende pessoas do Brasil inteiro. Foram arrecadados até agora R$449 mil. De acordo com Maurício “a população entendeu bem a proposta e muitas pessoas fizeram doações, até compraram e doaram novamente, por isso, estamos muito contentes com os resultados”. 
O apoio da Associação Comercial e Industrial de Marabá, a ACIM, fez a diferença para o sucesso da iniciativa. “A ACIM viabilizou muitas arrecadações”, afirmou Maurício.
Um terreno de 324.000 m² foi doado por um empresário local e será vendido para reverter o valor ao Hospital de Câncer.
NO PRÓXIMO SÁBADO (07) ACONTECERÁ UM BAZAR AO LADO DA SEDE DA ACIM COM OS OBJETOS DOADOS. CASO VOCÊ QUEIRA DOAR ALGO ESPECIAL PARA SER REVENDIDO NO BAZAR, BASTA LEVAR À SEDE DA ACIM NA VELHA MARABÁ. OBJETOS DE MAIOR VALOR SERÃO VENDIDOS PELA INTERNET.

Compartilhe:

Começa hoje o Censo Agropecuário 2017

O trabalho será realizado por mais de mil pessoas no Pará. O último Censo Agro foi realizado em 2006.   Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) inicia nesta segunda-feira (2) o Censo Agropecuário de 2017, que ocorrerá em todo o território nacional. No Estado do Pará, o trabalho será realizado por mais de mil pessoas. A coleta encerra no final de fevereiro de 2018 e a divulgação dos primeiros resultados deve ocorrer a partir de maio. De acordo com o IBGE, o Censo Agropecuário é a mais completa investigação da estrutura e da produção agrícola, da pecuária, da silvicultura e da aquicultura no país. Cerca de 5,3 milhões de estabelecimentos serão pesquisados em todo o Brasil e o resultado mostrará as transformações nas atividades agropecuárias ocorridas nos últimos dez anos, tais como a ação de redistribuição de terras, a expansão das fronteiras agrícolas, as alterações no uso do solo, o uso das práticas agrícolas, de conservação do solo e de tecnologias que envolvem a agropecuária. Este será o primeiro Censo Agropecuário a ser feito integralmente por meio digital, mesmo nas regiões mais remotas do país. Os recenseadores devem visitar estabelecimentos que desenvolvam atividades agropecuárias, florestais e aquícolas para venda ou subsistência, independentemente do seu tamanho. Um questionário deverá ser respondido pelo produtor ou pelo administrador da unidade, seja ele o chefe de uma pequena unidade de agricultura familiar ou o proprietário de extensas terras do agronegócio. O último Censo Agro foi realizado em 2006 e apontava que o Pará possuía cerca de 196 mil…

Demora nas obras do Pedral do Lourenço afetam a economia no Pará

 Os rios do Pará, quando bem aproveitados, são um meio de transporte econômico, eficiente e sustentável. A hidrovia Araguaia-Tocantins, por exemplo, poderia cumprir essa função, mas há quase 10 anos um projeto para tornar o rio Tocantins navegável o ano todo caminha devagar, o que atrasa o desenvolvimento econômico do estado e ainda deixa uma obra bilionária sem utilidade. As eclusas de Tucuruí, no sudeste do Pará, são quase um elefante branco. Desde que foram inauguradas, em 2010, ao custo de R$ 1,6 bilhão dos cofres públicos, elas praticamente não funcionam. Em 2013, menos de 2% da sua capacidade foram utilizados. “Esse ano ainda foram feitas algumas eclusagens lá, pouquíssimas, no máximo 10, o que não significa nada para o potencial do rio e da região, então é quase zero isso, se falar que a gente pretende transportar por ali quase 20 milhões de toneladas”, afirma Eduardo Carvalho, diretor das Empresas de Navegação Fluvial do Pará. A função das eclusas é permitir que embarcações atravessem a barragem da usina de Tucuruí, superando o desnível de 70 metros entre o rio Tocantins e o reservatório da hidrelétrica. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) é o órgão responsável pelas eclusas, mas a operação é feita pela Eletronorte, que não informou quantas embarcações utilizaram o serviço este ano. Segundo especialistas, as eclusas vão continuar subutilizadas enquanto não houver uma obra complementar no rio Tocantins: a remoção do Pedral do Lourenço, um conjunto de rochas ao longo de 43 km do rio, no município de Itupiranga, entre…