Estado anuncia proposta a sindicatos

O governo do Estado vai reajustar em 23,25% o auxílio alimentação dos servidores estaduais. A faixa de R$ 425 irá para R$ 525 e algumas categorias passarão dos atuais R$ 650 a R$700. Também será incorporado o abono da diferença do salário mínimo para os de nível médio e fundamental cuja remuneração equivale a R$937,00. Essas medidas representam acréscimo de R$13 milhões na folha de pagamento. Os sindicatos pedem reajuste salarial de 11,6%; reposição inflacionária do período 2016/2017, de 5%; aumento de 3% na remuneração, referente ao reajuste do Plano Iasep; 60% de reposição de perdas históricas; incorporação do abono de R$100 dos servidores de nível médio; aumento de 47% no valor do auxílio alimentação; Planos de Carreiras e Remuneração com salários melhores para todos os servidores e progressão na carreira. A secretária de Administração do Pará, Alice Viana, o chefe da Casa Civil, José Megale, os secretários da Fazenda, Nilo Noronha; de Planejamento, José Alberto Colares; de Segurança Pública, general Jeanot Jansen; o procurador geral do Estado, Ophir Cavalcante Jr., e o presidente do Instituto de Gestão Previdenciária do Pará (Igeprev), Allan Moreira, anunciaram agora à tarde, em reunião com sindicalistas, que se o governo atendesse às reivindicações dos sindicatos o Pará entraria em colapso financeiro. Correria o risco de atrasar salários, paralisar obras, suspender investimentos e comprometer os serviços essenciais, como saúde, educação e segurança, o que prejudicaria toda a população. A folha do funcionalismo seria impactada em R$ 490 milhões, o que corresponde a 70% e uma despesa adicional, por ano, de R$ 5,8…

FCCM promove mostra cultural indígena

Nos dias 19 e 20 deste mês, a Fundação Casa da Cultura de Marabá (FCCM) realizará na área externa de sua sede a “XI Mostra Cultural Indígena” com a participação dos Indígenas Gavião (Parkatêgê) e Xikrin, que demonstrarão suas tradições por meio de danças, exibição de arco e flecha, burdunas, cocás, maracás, suas pinturas, vocabulário e, principalmente, orgulho de suas culturas.
Veja a programação:
Dia 19 – abertura às 9 horas
Apresentação dos índios Xikrin (canto, dança e pintura)
Dia 20 – abertura às 9 horas
Corrida de Tora (em frente a FCCM)
10h30 – apresentação dos índios Parkatêgê (coral e dança)
14 h – Palestra “Povos Indígenas no Brasil: Construindo Práticas de Respeito à Diversidade Étnica”

Compartilhe:

CULTURA: COMEÇA A REFORMA DA BIBLIOTECA.

Nesta terça-feira, 18 de abril, a Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop), por intermédio da construtora Ycel, iniciou a recuperação do prédio da Biblioteca Pública Orlando Lobo, com a reforma da cobertura e outros serviços que amenizem a umidade, muito prejudicial ao acervo literário.
Cerca de 40 mil livros e obras de arte, compõe hoje o acervo da biblioteca, que desde quando foi inaugurada em 2008, não passava por uma reforma estrutural.  Segundo engenheiro responsável pela obra, a primeira a ser licitado na atual gestão, o serviço orçado em R$ 28,85 mil consiste de revitalização do telhado, troca da calha (geral), recomposição e pintura do forro, revisão das instalações elétricas e outros serviços de acabamento. a entrega está prevista para o final de maio

Compartilhe:

MARABÁ:SINTEPP IMPETRA MANDADO DE SEGURANÇA DE NA JUSTIÇA PEDINDO URGÊNCIA NO PAGAMENTO DOS PROFESORES

  No dia 13 de janeiro de 2017, protocolamos o ofício nº 08/2017, na Semed reivindicando 30 pontos de pautas que são direitos dos trabalhadores em educação e nos balizam para a efetiva cobrança, fiscalização e transparência do poder público municipal em executar os serviços essenciais básicos na área da educação, entre eles, a primeira solicitação está a reivindicação do Piso do Magistério de 2017. Ofício do dia 13/01/17 em atenção ao Secretário de Educação Orlando Moraes. 1ª reivindicação do ofício do dia 13/01 é a pauta do Pagamento do Piso do Magistério de 2017, dívida do Governo Tião Miranda Já se passaram praticamente 4 meses, chegou  Abril, mais precisamente, dia 18/04, sem nenhuma novidade à respeito do que reivindicamos desde de o dia 13/01. Apenas, tivemos nesses três meses e meio de início de gestão do Governo Tião Miranda (PTB) proposições no sentido de enxugar a máquina na Folha de Pagamento. Segundo, o que foi noticiado pelos meios de comunicação, ontem 17/04 seria anunciado a forma de pagamento dos atrasados pelo governo, o que não ocorreu. Como forma também de garantir nossos direitos através da legalidade, impetramos o Mandado de Segurança Coletivo com Pedido de Tutela Antecipada de Urgência contra a Prefeitura para reivindicar o Piso Nacional do Magistério de 7,64% de 2017, conforme anuncio do MEC no dia 12/01/2017.   Assim, o que estamos reivindicando é direito líquido e certo  utilizando os meios judiciais para pleitear o cumprimento da legalidade sobre um direito inquestionável.   Veja a cópia do Mandado de Segurança protocolado no…

Cadastro Único de 11 milhões de famílias será atualizado

Cerca de 11 milhões de famílias serão convocadas para atualização dos dados do Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. Com início em abril, a ação é a maior já realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).

O Cadastro Único é porta de entrada para mais de 20 iniciativas do governo federal, entre elas, o Bolsa Família. A atualização ocorrerá em etapas e será executada pelos municípios.

Passarão pela Revisão Cadastral aquelas famílias que estão há mais de dois anos sem atualizar os dados. Já aquelas que apresentaram diferença entre a renda declarada ao Cadastro Único e o que consta em outras bases de dados do governo farão parte do processo de Averiguação Cadastral.

A atualização cadastral é um dos mecanismos de controle da qualidade do Cadastro Único, feito todos os anos, que reúne informações de mais de 27 milhões de famílias.

 

Compartilhe:

Pará: Professores da rede pública estadual fazem paralisação de dois dias

Docentes participam de reunião com representantes da Sead às 14h desta terça, 18. Pagamento de piso salarial e reforma de escolas estão entre as principais reivindicações da categoria.

Professores da rede pública estadual deflagram nesta terça-feira (18) uma paralisação de 48 horas nas escolas do estado do Pará.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), parte do docentes suspendeu as atividades nas escolas e outros professores decidiram promo

Compartilhe:

Pesquisa revela que diabetes no Brasil cresceu 61,8% em 10 anos

O número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos, passando de 5,5% da população em 2006 para 8,9% em 2016. A pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde, revela ainda que as mulheres registram mais diagnósticos da doença – o grupo passou de 6,3% para 9,9% no período, contra índices de 4,6% e 7,8% registrados entre os homens.

Segundo o estudo, o Rio de Janeiro é a capital brasileira com a maior prevalência de diagnóstico médico de diabetes, com 10,4 casos para cada 100 mil habitantes. Em seguida, estão Natal e Belo Horizonte (ambos com 10,1), São Paulo (10), Vitória (9,7), Recife e Curitiba (ambos com 9,6). Já Boa Vista é a capital brasileira com a menor prevalência de diagnóstico da doença, com 5,3 casos para cada 100 mil habitantes
 

Compartilhe:

Mundo em alerta: Coreia do Norte diz para jornalistas “se prepararem para um grande evento”

A Coreia do Norte acaba de colocar o mundo inteiro em alerta após a informação de que o governo local disse aos jornalistas estrangeiros no país se preparassem para um “grande evento”. A expectativa é que Kim Jong-un faça um novo teste nuclear nas próximas horas.

A imprensa estrangeira que está em Pyongyang foi instruída a preparar-se para um “grande e importante evento” nesta quinta-feira (13). Cerca de 200 jornalistas estão na capital enquanto o país comemora o 105º aniversário de nascimento de fundador, Kim Il Sung, em 15 de abril, o maior dia nacional da Coréia do Norte chamado “Dia do Sol”. Os funcionários do governo, porém, não deram qualquer indicação quanto à natureza do evento ou onde ele ocorreria.
 

Compartilhe:

Governo recua e reduz tempo para aposentadoria

O governo cedeu às críticas de que a reforma da Previdência forçaria o trabalhador a contribuir por 49 anos para ter direito ao benefício integral e aceitou mexer nos cálculos da aposentadoria. Segundo interlocutores, o parecer do relator, deputado Arthur Maia (PPS-BA), vai garantir já na largada 70% do valor do benefício para quem contribuir pelo período mínimo de 25 anos. E, para incentivar o trabalhador a ficar mais tempo na ativa, ele ganhará um percentual por cada ano adicional de contribuição.

Os percentuais deverão ficar em 1,5 ponto percentual (pp) por ano, a cada cinco anos; 2 pontos percentuais, no caso de o trabalhador esticar a permanência na ativa por mais cinco anos e mais 2,5 pontos percentuais, se ficar outros cinco anos. Ou seja, se além dos 25 anos, ele contribuir por mais 15 anos — somando 40 anos—, terá direito à aposentadora integral (de 100%).

Mais cedo, o presidente da comissão especial que analisa a reforma da Previdência, Carlos Marun, afirmou que o parecer do relator, deputado Arthur Maia, iria alterar a regra que fixa em 49 anos o tempo de contribuição para receber o valor máximo de benefício da aposentadoria. Ele afirmou, contudo, que não sabe em detalhes qual será a nova regra.
 

Compartilhe:

Crianças e adolescentes cumprem missão diária, colocando-se em situação de risco ao cumprir desafios retirados da internet

Desafio nasceu na Rússia, atravessou a Europa e se espalha por todo os estados do Brasil FOTO: GOOGLE Você, pai ou mãe de criança ou adolescente, conhece a “brincadeira” chamada Baleia Azul? Sabe se o seu filho está participando do desafio que pode resultar em morte? O jogo, que estimula o suicídio, teve início na Rússia, passou pela a Europa e pode ter chegado a Alagoas: “É o Blue Whale Challenge”. Diariamente, as crianças recebem os desafios por meio de um tutor digital, que ninguém sabe quem é. Mães alagoanas se mostram preocupadas com as consequências da brincadeira. A servidora pública do estado de Alagoas Desirrié Amaral tomou conhecimento há alguns dias que sua filha, de apenas 11 anos, estava participando dos desafios. Por meio de conversas no aplicativo Whatsapp, a mãe teve acesso a fotos, relatos e diálogos dela com as amigas, que se mostraram interessadas em inciar o perigoso jogo. São, ao menos, 50 passos que os desafiantes têm que cumprir até chegar ao final. “A gente só percebeu que havia algo errado após tomar conhecimento das conversas que ela matinha com algumas amigas em um grupo da escola onde estuda. Fomos juntando as peças do comportamento. Até então eram ações diárias de crianças que passavam despercebidas por nós. Depois disso, ofertamos ajuda psicológica para entender o porque de se desafiar e colocar a própria vida em risco”, considerou a servidora, que se juntou a outros pais para alertar os demais sobre os riscos. No começo, as tarefas dadas são mais simples: desenhar…