MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA DENÚNCIAS DE IRREGULARIDADES NA FAEPA E FUNDEPEC

Xavier, presidente do Fundepec: pecuaristas cobram prestação de contas Luciano Guedes, vice da Faepa, pediu bloqueio de repasses Maurício Fraga, presidente da Acripará: “me sinto lesado” O núcleo de combate à corrupção e à improbidade administrativa do Ministério Público do Pará começou a investigar denúncias de irregularidades no Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Estado do Pará (Fundepec) e na Federação da Agricultura do Estado do Pará (Faepa), ambos dirigidos por Carlos Xavier há mais de 20 anos. Essas denúncias, segundo apurou o Ver-o-Fato, incluiriam a montagem de empresas em nome de familiares de Xavier e dele próprio, que utilizaria funcionários da Faepa como “laranjas”. O MP já tem pronto um relatório e aguarda a designação de um promotor para cuidar do caso. Associados do Fundepec cobram transparência nas contas da entidade, que não tem fins lucrativos, mas é sustentada por recursos públicos e privados. O Fundo é constituído pelo Sindicato da Indústria da Carne e Derivados (Sindicarne), Sindicato dos Pecuaristas de Corte (Sindicorte), Superintendência Federal de Agricultura no Pará (SFA), Sindicato Nacional das Empresas Leiloeiras, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e Pesca (Sedap), Conselho Regional de Medicina – Veterinários (CRMVZ/PA) e Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará ( Adepará). De 2014 ao primeiro trimestre de 2017 mais de R$ 22 milhões caíram na conta do Fundepec. Xavier tem se negado a prestar contas ao conselho fiscal e ninguém se atreve a cobrá-lo. Com média anual de repasses de R$ 7 milhões, a ausência dessa prestação de contas, nos últimos vinte anos,…

Justiça Eleitoral apreciará em breve denúncias de conduta vedada contra o vereador Miguelito

Denunciado pelo Ministério Público Eleitoral por conduta vedada durante o processo eleitoral de 2016, o vereador Miguel Gomes Filho (PP), da Câmara Municipal de Marabá, deve ir a julgamento em breve, segundo fonte da Justiça Eleitoral. Miguelito, como é mais conhecido, é acusado de ter influenciado na contratação de servidores para a Secretaria Municipal de Agricultura, então gerida pelo irmão dele, Pedro Torres da Silva, e também de, durante a campanha para a reeleição, ter se utilizado desses servidores e até de equipamentos da secretaria. Se comprovadas as denúncias, o vereador pode perder o mandato.

Porém, segundo o advogado Renan Lopes, que defende Miguelito, tudo leva a crer que seu cliente será absolvido das acusações pelo fato de, segundo ele, não haver provas de que o vereador cometeu esse tipo de conduta.

“Nós acreditamos na inocência dele, pois nada evidencia que tivesse influência na secretaria nem que tenha usado servidores ou equipamentos públicos na campanha”, afirma Renan, antecipando, porém que, caso o juiz entenda diferente e condene Miguelito, ele imediatamente ingressará com recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Belém, o que gerará um efeito suspensivo da sentença, podendo o vereador seguir no mandato até decisão do Pleno daquela corte.

Segundo o Advogado de de defesa de Miguelito, o  processo encontra-se na fase final da instrução, onde serão feitas algumas diligências requeridas pela defesa,após as diligências será aberto prazo pra alegações finais, e por fim, virá a sentença do juiz.

Compartilhe:

UTILIDADE PÚBLICA: Cosanpa informa que abastecimento será restabelecido às 18h na Velha Marabá

A Cosanpa informa que, devido a uma queda de energia que queimou o motor de bombeamento que fica no flutuante na beira do Rio Tocantins, o abastecimento está interrompido na Velha Marabá. Porém os técnicos já estão trabalhando na troca do equipamento e, até às 18 horas deste domingo, 4, o sistema deve voltar ao normal.

Compartilhe:

Pró-Saúde abre vaga para supervisor de Enfermagem em Marabá (PA)

A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar está com vaga aberta para o cargo de supervisor de Enfermagem no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA). Os interessados devem cadastrar o currículo no site www.prosaude.org.br/trabalheconosco, até o dia 5/6, às 16h. Cargo: supervisor de Enfermagem Número de vagas: 01 (uma). Descrição das atividades: garantir disponibilidade dos serviços de Enfermagem nas unidades assistenciais, nos padrões internos de qualidade e agilidade na assistência; interagir com a equipe e visitar os pacientes mais graves, analisando a classificação e possíveis intercorrências para priorização adequada; assegurar a continuidade dos indicadores estratégicos e assistenciais, acompanhando e buscando alternativas para melhoria dos mesmos; criar estratégias visando melhorar os custos e condições de trabalho das unidades hospitalar, dentre outras. Pré-requisitos: ensino superior em Enfermagem; registro profissional no conselho de classe, ativo e regular; conhecimento em Informática; disponibilidade de horário; domínio da sistematização da assistência e sua aplicação; experiência técnica e assistencial em Unidade de Internação e, no caso de Unidade de Terapia Intensiva, experiência de, no mínimo, seis meses; liderança e postura de trabalho voltada para o alcance de resultados; ter, no mínimo, dois anos de experiência em assistência hospitalar e vivência com planejamento estratégico. Benefícios: salário + VT. Horário: 220h mensais. Escala de trabalho: integral. Forma de candidatura: cadastre o currículo no www.prosaude.org.br/trabalheconosco, até o dia 5/6, às 16h. A Pró-Saúde tem 50 anos de história, promove e valoriza a diversidade, igualdade de direitos e de oportunidades. A instituição contrata profissionais experientes, pessoas com…

QUATRO DETENTOS FOGEM DA CADEIA EM ITUPIRANGA

Na madrugada desta sexta feira (2) quatro detentos de alta periculosidade fugiram da carceragem de Itupiranga-PA, quem tiver informações a respeito dos foragidos pode entrar em contato com o Disque Denuncia Sudeste do Pará.
 
 
​Quem tiver informações que possam localizá-lo, Denuncie! ANONIMATO GARANTIDO!

Disque Denúncia Sudeste do Pará
(94) 3312-3350 / (94) 3346-2250

Whatsapp: (94) 98198-3350

Compartilhe:

Hospital Regional de Marabá orienta sobre prevenção de acidentes de trabalho

Para alertar os colaboradores sobre os riscos a que estão expostos na assistência ao paciente e os cuidados que devem ser tomados durante as suas atividades, ao longo desta semana, o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, realiza a ‘IX Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho’. Com o tema ‘Prevenção, um ato de amor à vida’, o evento envolve os mais de 600 colaboradores que atuam na unidade, que é gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A programação aborda assuntos como acidentes de trânsito, cuidados com material biológico, descarte correto de resíduos hospitalares, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e uso de equipamentos de proteção individual (EPIs). O evento, que se estende até a próxima sexta-feira, 2/6, também integra as ações do programa ‘Direção Viva’, iniciativa da Pró-Saúde que incentiva atitudes seguras no trânsito. Para o presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), Murillo Luz, a programação ajuda a sensibilizar os profissionais sobre o autocuidado. ‘Cuidamos de vidas, porém, muitas vezes, não temos o devido cuidado com a gente mesmo. Por isso, esse evento é importante para mostrar ao colaborador que é preciso cuidar da saúde sempre. No hospital, realizamos várias ações nesse sentido. A Cipa promove mensalmente inspeções nos setores, com o objetivo de identificar possíveis riscos aos colaboradores e saná-los, e realiza palestras educativas para prevenir acidentes e doenças ocupacionais’, disse ele. Posse  A segurança do trabalhador…

Encontro de Enfermagem reúne hospitais e debate segurança de pacientes em Belém

Um dos maiores desafios impostos aos hospitais em todo o mundo, na atualidade, é a adoção e manutenção de protocolos que garantam segurança no atendimento a pacientes – com medidas e padrões de rotinas que têm impactos profundos sobre os resultados dos cuidados em saúde. No próximo dia 7/6, esse cenário, e também os caminhos para que estabelecimentos de saúde alcancem patamares de qualidade de atendimento cada vez melhores, serão discutidos em Belém (PA) pelo II Encontro de Enfermagem dos Hospitais da Pró-Saúde Belém/Pará-Região Metropolitana, que acontece no Belém Hall – Computer Hall, no bairro do Umarizal. Com o tema “Escolhas certas para um ambiente seguro”, o II Encontro de Enfermagem dos Hospitais da Pró-Saúde de Belém será dirigido a enfermeiros e técnicos de Enfermagem que atuam hoje em três instituições públicas de saúde geridas pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar na Grande Belém, mediante contrato firmado com o Governo do Estado e Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa): o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), e o Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo. O evento reunirá mais de 120 profissionais. Serão 40 vagas oferecidas para inscritos em cada um dos três hospitais. Juntos, os três estabelecimentos de saúde que atuam na Grande Belém (HPEG, Metropolitano e Oncológico) somam, atualmente, um universo de 917 profissionais contratados na área de Enfermagem. No Hospital Metropolitano, voltado à urgência e emergência e atendimento de média e alta complexidades em traumas e queimados, são 368 técnicos de Enfermagem e 112…

UTILIDADE PÚBLICA – Fornecimento de água será suspenso, nesta sexta-feira (2), das 13h às 18h nos Núcleos Nova Marabá e Cidade Nova

A Cosanpa informa que, devido a serviços emergenciais na adutora de distribuição da Estação de Tratamento da água da Nova Marabá, o abastecimento será suspenso nesta sexta-feira, dia 2 de junho, nos Núcleos Nova Marabá e Cidade Nova, das 13h às 18h, com previsão de restabelecimento total do abastecimento por volta das 2oh.

Compartilhe:

Ministro da Saúde lança aplicativo para conectar o cidadão ao SUS

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse hoje (1º), em São Paulo, que a informatização e conectividade nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) são indispensáveis para melhorar a agilidade e o aproveitamento de oportunidades no setor. Barros participou do evento Dados Abertos sobre a Saúde no Brasil, do Google, no qual apresentou o aplicativo e-Saúde, um novo canal de comunicação entre o Ministério da Saúde e o cidadão. A nova ferramenta estará disponível nos próximos dias para os principais sistemas operacionais do mercado, Apple iOS e Google Android, e poderá ser acessada por tablets e smartphones. Segundo Barros, a informatização eliminará grandes desperdícios no sistema. “As pessoas não comparecem a 30% das consultas, e não temos agilidade para chamar outras para ocupar o espaço. Temos 50% de exames que não são retirados. Para utilizar melhor a estrutura que já temos, precisamos informatizar, ter conectividade, falar com o cidadão e receber dele a avaliação do serviço que recebe do SUS.” A ferramenta criada pelo Departamento de Informática do SUS (DataSUS) oferece, de formaonline, informações em saúde de uso pessoal e restrito a cada cidadão brasileiro, como o acesso aos dados do cartão nacional de saúde, lista de medicamentos retirados nas unidades de saúde, acompanhamento do cartão de vacinação, lista de exames realizados, além de outras informações. O sistema também será uma forma de controlar a eficiência do trabalho prestado. “O papel do novo aplicativo é conectar as pessoas com o SUS, dar informações sobre o serviço, disposição de serviços, lugar na fila, serviço mais…

Conta de luz vai ficar mais barata em junho

Em junho, a conta de luz vai ficar mais barata. Isso porque a bandeira tarifária de energia elétrica será verde para o mês, o que significa que não haverá custo extra na conta cobrada aos consumidores.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a redução se dá devido ao aumento das chuvas nos reservatórios das usinas hidrelétricas e, também, perspectivas de diminuição do consumo.

Junho interrompe dois meses seguidos de bandeira vermelha, acionada quando os reservatórios estão mais vazios, o que deixa a conta de luz mais cara.

Compartilhe: