Amat-Carajás apoia OIT na elaboração da Agenda Regional de Trabalho Decente

  A Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Associação dos Municípios do Araguaia, Tocantins e Carajás (Amat-Carajás) assinaram na última semana um Memorando de Entendimento para apoiar a elaboração e a implantação de uma Agenda Regional de Trabalho Decente na região de Carajás, no sul e sudeste do Pará. A cerimônia aconteceu no Escritório da OIT, em Brasília. Participaram o presidente da Amat-Carajás e prefeito de São Domingos do Araguaia, Pedro Patrício de Medeiros – Pedro Paraná -, do diretor Executivo da Amat-Carajás, Márcio Alessandro, do oficial de Programação da OIT, Luiz Machado, que representou o diretor da OIT no Brasil, Peter Poschen – e da oficial de Projeto da OIT, Thais Fortuna. “A promoção do trabalho decente é uma política fundamental para o desenvolvimento socioeconômico do estado do Pará e, em especial, da região de Carajás”, afirmou Machado durante o encontro. A parceria da OIT com a Amat-Carajás faz parte de um projeto de promoção do trabalho decente na região, que tem como objetivo elaborar de forma tripartite uma Agenda Regional de Trabalho Decente e um plano operacional para a sua implementação, além de fortalecer as instituições chave locais para garantir a sua sustentabilidade. “A OIT defende um trabalho decente para todas as pessoas. Com essa parceria, a Amat-Carajás vai facilitar a comunicação entre 38 municípios do sul e sudeste do Pará com a OIT. Isso é extremamente importante para garantir o progresso da região. Aderindo a esse projeto, a população só tem a ganhar”, disse Pedro Paraná ao assinar o acordo. A…

Uepa e Unopar promovem a 1ª Corrida Universitária de Marabá. As inscrições estão abertas

 

 

 

 

Acontece no próximo sábado, dia 28, a 1ª Corrida Universitária de Marabá, promovida pela Universidade do Estado do Pará (Uepa) – Campus local – e pela Universidade Norte do Paraná (Unopar), Pólo Marabá. O objetivo é fortalecer o exercício da cidadania, a promoção da saúde e o estímulo ao movimento esportivo. “Desta forma, contribuir para estimular a qualidade de vida por meio de incentivo à saúde e da prática desportiva entre os universitários e a comunidade marabaense”, definem os organizadores.
A corrida terá largada às 7h, na Praça Duque de Caxias – Marabá Pioneira -, percorrerá a orla do Rio Tocantins, passando pela Avenida Transmangueiras, Folha 23 e VP-8, encerrando no estacionamento do prédio da Unopar, na Folha 32, totalizando um percurso de 8 km.
As modalidades envolvem dois grupos: universitários (feminino e masculino, de qualquer instituição de ensino superior) e atletas (feminino e masculino, independentemente da experiência esportiva).
O valor da inscrição para os estudantes é de R$ 30, sendo necessária a apresentação de comprovante/declaração de matrícula; e, para os demais desportistas, R$ 50. As inscrições podem ser feitas na Uepa, Unopar, Academia Gol de Placa e Academia Supere.
Os participantes terão camisa para todos os inscritos, apoio Logístico de ônibus, medalhas para quem concluir o percurso, café da manhã na chegada, cobertura fotográfica, chip de cronometragem de tempo, pontos de hidratação e premiação em dinheiro. “Quem não corre, caminha”, avisam os organizadores para o caso de quem quiser caminhar, em vez de correr.

Compartilhe:

Hospitais públicos realizam campanha de vacinação

Colaboradores do Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, participaram da campanha de vacinação contra influenza. A imunização aconteceu na última semana, na própria unidade, sob a coordenação do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH). Outros hospitais públicos gerenciados pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), também realizam a campanha. No Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, a vacinação se estenderá até o dia 26/5 e oferta aos profissionais, além da vacina contra gripe, a dose para prevenção de hepatite B. Em Altamira, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT) realiza a campanha até esta segunda-feira, 22/5, incluindo vacinas para hepatite B, tríplice viral, febre amarela e influenza. No Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, a campanha contra os vírus da gripe H1N1 e influenza aconteceu nos dias 11 e 12/5. No Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, a ação de imunização foi agendada entre os dias 19 e 20/4. Influenza Os profissionais da saúde fazem parte do grupo recomendado pelo Ministério da Saúde como prioritário para esta etapa da campanha nacional contra gripe. Junto com eles estão as pessoas acima de 60 anos, professores, indígenas, crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), funcionários do sistema penal, pessoas privadas de liberdade e portadores de doenças crônicas não transmissíveis. A gripe causada pelo influenza é uma infecção transmitida por meio do…

Times paraenses no Brasileirão 2017

Série B
Na sexta-feira (19), o Paysandu empatou com o Paraná Clube, em Curitiba, em 0 a 0. O Papão é o 5º colocado, com 4 pontos. Próximo jogo, sábado (27), às 16h30, diante do Internacional, em Belém.

Série C
No sábado (20), o Remo perdeu de 1 a 0 para o ASA, em Arapiraca/AL. O Leão é o 4º colocado no Grupo A, com 3 pontos. Próximo jogo será domingo (28), diante do Cuiabá/MT.

Série D
Grupo A3
O São Francisco, de Santarém, empatou em 1 a 1 com o Gênus/RO, em Porto Velho. Classificação do grupo A3: Rio Branco/AC, 3, Vênus e São Francisco, 1, e São Raimundo/RR, 0. Próximo jogo será domingo (28), diante do Rio Branco/AC.

Grupo A2
O São Raimundo, de Santarém, venceu o Gurupi/TO, por 2 a 0, gols de Tiago e Dedeco. Classificação: São Raimundo/PA, 3, Baré e Fast, 1, Gurupi, 0. Próximo jogo, domingo (28) diante do Fast.

Compartilhe:

Um em cada três parlamentares eleitos recebeu dinheiro do Grupo JBS em 2014

O dinheiro da JBS, principal conglomerado brasileiro do setor de carnes, ajudou a eleger um em cada três dos integrantes da Câmara e do Senado. O grupo foi o principal financiador privado de candidatos na eleição de 2014.   Entre os documentos que os delatores da JBS entregaram à Procuradoria-Geral da República (PGR) está uma lista de deputados eleitos em 2014 e beneficiados por doações do grupo empresarial. Nela, há 166 nomes – 32% do universo de 513 deputados eleitos. No pacote de documentos também há uma relação dos atuais senadores, com um “ok” marcado ao lado do nome de cada parlamentar que recebeu recursos da JBS. A lista inclui 28 senadores, ou 35% do total de 81 parlamentares da Casa. O grupo dos irmãos Joesley e Wesley Batista fazia lobby no Executivo, no Congresso e também em governos estaduais para obter vantagens e ganhar mercado. Em ao menos um caso, houve compra de votos na Câmara para aprovar legislação que dava à companhia benefícios tributários, segundo confissão dos delatores. A existência dessa rede de influências pode provocar polêmicas futuras. Na hipótese de saída do presidente Michel Temer e eventual convocação de eleição indireta, um terço dos congressistas que elegerão o futuro presidente terá sido beneficiado por doações de campanha do causador da crise. Proporção Em números absolutos, o PP é o partido campeão de deputados eleitos conectados ao grupo empresarial: 27. Isso equivale a sete em cada dez eleitos. Em 2014, a legenda conquistou 38 vagas na Câmara. Em segundo lugar aparece o PT,…

Direção do CRRAMA abre procedimento para chegar a assassinos de detento do pavilhão B

O coronel Antônio Ferreira de Araújo, da reserva da Polícia Militar, que assumiu a direção do Centro Regional de Recuperação Agrícola “Mariano Antunes” (CRRAMA), no último dia 5, disse esta manhã ao Blog Zeca News que já abriu procedimento interno para apurar a morte do detento Nickivone Santana, de 30 anos, que cumpria pena de 19 anos, por homicídio. Ele foi assassinado por enforcamento, ontem, 21, na hora do banho de sol, no solário do Pavilhão B. Os agentes prisionais só perceberam que Santana estava morto na hora em que os 176 presos foram recolhidos às suas celas. Imediatamente a Polícia Militar foi chamada e, por volta das 16 horas, duas guarnições estiveram na penitenciária, mas não foi necessário que fizessem nenhuma intervenção, já que o clima estava calmo entre os detentos. Nickivone Santana, segundo os agentes, seria integrante do Comando Vermelho (CV) e foi transferido de Redenção para Marabá no último dia 12. De acordo com Araújo, que também vai aguardar o resultado das investigações da Polícia Civil para chegar ao autor ou autores do homicídio, disse que está tomando as providências para que o corpo do detento seja trasladado para aquela cidade. Indagado sobre como encontrou o Sistema Penal em Marabá, Araújo disse que está assumindo após uma intervenção de quase dois meses decorrida de problema de gestão. “Nessa intervenção foram coordenadas situações pendentes e nós vamos dar continuidade a esse trabalho”, resumiu o coronel, observando que está se situando quanto à situação da Casa Penal para tomar outras providências. “Nós queremos garantir…

De olho na improbidade, promotor Júlio César começa a colher frutos do seu trabalho

  O promotor Júlio César Souza Costa, titular da Promotoria da Improbidade Administrativa, começa a colher os frutos do trabalho árduo que vem desempenhando, tendo em vista o zelo pelo dinheiro do contribuinte e a forma como é ele usado pelo Poder Público. Apenas com o auxílio de uma assessora e de um servidor do Ministério Público Estadual (MPE), ele se desdobra para apurar denúncias novas e antigas. E os resultados já estão aparecendo. Recentemente, ele recebeu do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) as contas do Governo Maurino Magalhães, as quais foram reprovadas por aquela corte, por conterem inúmeras irregularidades. “Nós acionamos judicialmente os responsáveis, os ex-secretários de Educação, Assistência Social e Saúde e o próprio ex-prefeito Maurino, com base em vários processos do TCM”, afirma Júlio. O que ocorreu, conta o promotor, foi o bloqueio de bens de empresas e de ex-secretários. Em várias delas o TCM detectou que, pelo menos à primeira vista, essas empresas receberam dinheiro da prefeitura sem licitação. “Existem empresas que receberam, em valores atualizados, R$ 9 milhões, R$ 6 milhões e R$ 2 milhões. Em duas dessas ações, no último mês, o juiz bloqueou valores que alcançam a casa de mais de R$ 60 milhões”, informa o promotor. Confirmando a máxima de que “a Justiça tarda, mas não falha”, Júlio César Costa diz que, mesmo de modo lento, tem visto algumas pessoas serem punidas na área criminal, como uma ex-vereadora e um agente municipal de trânsito. Há dois meses, segundo Júlio, saiu a condenação, por improbidade administrativa, do…

Detran vai leiloar veículos retidos em no pátio de Marabá

  Leilão dos veículos ocorre na manhã desta segunda-feira 22, eles  estão há mais de 70 dias retidos   Departamento de Trânsito do Estado (Detran) vai leiloar os veículos que estão no pátio de retenção de Marabá nesta segunda-feira (22). O objetivo é leiloar os veículos que se encontram retidos há mais de 70 dias nos parques do órgão. São carros que foram apreendidos, recolhidos ou removidos pelo Detran, alguns conservados e outros já sucateados. Os donos dos veículos apreendidos já foram notificados sobre a situação dos bens e os procedimentos para recuperá-los antes do leilão. A relação dos veículos retidos pelo Detran também pode ser consultada no Diário Oficial do Estado e no site do órgão.   Antonio Moura, presidente da Comissão do Leilão, informa que o procedimento para a realização da venda pública cumpre o que determina o artigo 328, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). “Os lotes classificados como sucatas aproveitáveis não poderão mais circular, e somente poderão ser arrematadas por empresas do ramo do comércio de peças usadas, devidamente regulamentadas”, ressalta. Marabá No total são 724 veículos que estão nos parques de retenção dos municípios de Belém em Marabá, no sudeste do Estado, onde o leilão ocorre hoje dia 22 de maio.   Não podem participar do leilão os membros da comissão, servidores do Detran do Pará e aqueles que, a qualquer título, recebam numerários da instituição, incluindo terceirizados e temporários, além de pessoas físicas e jurídicas em suspensão temporária de participação em licitação. Os atuais proprietários dos veículos que serão…

Avião monomotor caiu em Parauapebas neste Domingo

Um monomotor pilotado pelo oftalmologista Hipólito Reis caiu  no bairro Ipiranga após uma suposta pane. O acidente foi registrado por volta das 18h30 da noite deste domingo (21) em Parauapebas.

Conforme informações, o médico foi socorrido às pressas e levado ao Hospital Geral de Parauapebas (HGP) com alguns ferimentos leves e passa bem. A informação desmente algumas informações falsas noticiadas nas redes sociais de que o médico teria morrido.

Logo que o avião caiu – chegando a acertar alguns postes de energia –, centenas de populares cercaram o local do acidente e tentaram ajudar de alguma forma o médico. Pilotar monomotores é um hábito de Hipólito, exercido geralmente, aos finais de semana.

Hipólito estava acompanhado de Leonardo Godoi, que quebrou o braço, mas não corre risco de morte.

Compartilhe:

JBS ajudou a financiar campanhas de 1.829 candidatos de 28 partidos

Apostando em um futuro bom relacionamento com prováveis candidatos que fossem eleitos em 2014, a J&F (holding controladora do grupo JBS) destinou mais de R$ 500 milhões para ajudar a eleger governadores, deputados estaduais, federais e senadores de todo o país, segundo os delatores. Em um dos depoimentos que prestou ao Ministério Público Federal (MPF), com quem firmou acordo de delação premiada já homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o diretor de Relações Institucionais e Governo da J&F, Ricardo Saud, entregou um levantamento detalhado em que aponta todos os candidatos financiados pela empresa. De acordo com Saud, o total em dinheiro repassado por meio de “pagamentos dissimulados” alimentou as campanhas de 1.829 candidatos. Destes, 179 se elegeram deputados estaduais em 23 unidades da federação e 167, deputados federais por 19 partidos. O delator não deixa claro quais pagamentos foram feitos via caixa 2 e quais foram doações oficiais. No depoimento, divulgado após a retirada do sigilo da delação, ele dá a entender que os valores citados se referem apenas às campanhas de 2014. Em outro depoimento, o dono da JBS, Joesley Batista, também afirmou que a maioria das doações feitas pela empresa tratava-se de propina disfarçada por contrapartidas recebidas. “Doamos propina a 28 partidos”, contou Saud, admitindo que os mais de R$ 500 milhões destinados a agentes públicos para as eleições de 2014 formavam um “reservatório de boa vontade”. “Era para que eles não atrapalhassem a gente”, afirmou. O delator cita ainda que foram distribuídas “propina para 16 governadores eleitos e para 28 candidatos ao…