Unesco aponta que 758 milhões de adultos não liam ou escreviam em 2015

Apesar do avanço nas políticas de aprendizagem e de educação de adultos nos últimos anos, 758 milhões de adultos, incluindo 115 milhões de pessoas com idade entre 15 e 24 anos, não tinham capacidade de ler ou escrever uma simples frase em 2015. É o que mostra o 3º Relatório Global sobre Aprendizagem e Educação de Adultos (Grale III), divulgado nesta quarta-feira pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

De acordo com o levantamento, a maioria dos 144 países signatários do Marco de Ação de Belém, assinado em 2009 no Brasil, informou não ter alcançado a meta da Educação para Todos (compromisso global firmado por 164 governos reunidos na Cúpula Mundial de Educação, em Dakar, em 2000), de atingir 50% de melhoria nos níveis de alfabetização de adultos até 2015.

 

Compartilhe:

Aneel reajusta valores de bandeiras tarifárias

As bandeiras tarifárias passarão por um reajuste de cobranças neste ano, segundo decisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com as mudanças, a bandeira amarela corresponde a uma tarifa de R$ 2 para cada 100 Kwh. Já a vermelha do patamar 1 teve o valor de R$ 3 para cada 100 Kwh mantido e, no caso da bandeira no patamar 2, a taxa caiu de R$ 4,50 para R$ 3,50 a cada 100 Kwh consumidos.

 

Compartilhe:

Agências da Caixa vão abrir em 4 sábados para saque de contas inativas do FGTS

Do G1 – Nesta semana, de quarta (15) até sexta (17), as agências da Caixa vão abrir 2 horas mais cedo para tirar dúvidas dos trabalhadores sobre os saques das contas inativas do FGTS. No próximo sábado (18), elas também vão estar abertas, mas apenas para tirar dúvidas. Segundo o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, dependendo da região do país, há diferença no horário de abertura das agências – vai de 9h às 11h da manhã. Independente disso, portanto, nesta semana elas vão abrir 2 horas antes, apenas para tirar dúvidas sobre o saque do FGTS.

Portanto, durante esta semana os trabalhadores vão poder apenas tirar dúvidas sobre os saques nas agências da Caixa. Os saques serão liberados a partir de 10 de março e seguem até julho, dependendo do mês em que o titular da conta nasceu.

As informações foram divulgadas nesta terça (14) pelo presidente da Caixa, Gilberto Occhi, em cerimônia no Palácio do Planalto para anúncio do calendário para os saques de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques serão liberados a partir de 10 de março, mas haverá períodos específicos para que as retiradas sejam feitas, de acordo com a data de aniversário do trabalhador. O prazo para os saques termina em 31 de julho.

 

Compartilhe:

SINTEPP E O PCCR

SINTEPP VAI APRESENTAR A PRÓPRIA VERSÃO DO PCCR
 
Após a Secretaria de Educação pedir oportunidade à Câmara Municipal de Marabá para a apresentação das alterações ao Plano de Carreira, Cargos e Remuneração, PCCR, o Sintepp, Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do Estado do Pará, pediu oportunidade para apresentar outra versão do PCCR, ainda esta semana aos vereadores.
.
Wendel Lima Bezerra, Secretário de Finanças do Sintepp, disse ao Zeca News que “há uma dívida deixada pelo governo anterior e até agora não há proposta de como isso será pago”. Wendel ainda disse que “os elementos apresentados são subjetivos, uma planilha foi apresentada com diminuição de gratificação de diretores e extinguir a gratificação de regência dos professores, mas o que mais nos preocupa é a proposta o governo de extinguir a promoção na carreira do servidor (…) é importante lembrar que o servidor tem uma carreira”.
Quanto a proposta do Sintepp para equilibrar as contas da Semed, Wendel afirma que “o salário do trabalhador da categoria é compactado, quase não há gratificações apenas a gratificação de regência e isso faz com que a carga patronal seja elevada e o salário do servidor também, a proposta é descompactar o salário, e assim, já haverá redução no salário e na folha. Dessa forma, quem mais ganha, perderá mais”.

A busca pelo diálogo tem sido reconhecida pelo Sintepp, pois, o Secretário de Educação, Luciano Dias, tem debatido o assunto e o Presidente da Câmara Municipal, Pedro Correa, tem aberto oportunidades para que um consenso seja alcançado.

Compartilhe:

Usuários contam com sistema eletrônico para registro de acidentes de trânsito

Desde 2015, a Polícia Rodoviária Federal disponibiliza aos usuários de rodovias o sistema e-DAT, Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito, que é um instrumento oficial para registro de ocorrências de acidentes em vias federais.

Podem ser registrados acidentes de natureza simples (aqueles com pequenos danos nos veículos, por exemplo, leves avarias nas partes externas que em geral estão relacionadas a acidentes de pequena monta); acidentes sem vítimas, que não tenham provocado dano ao meio ambiente ou ao patrimônio público; sem envolvimento de veículos oficiais, sem correlação com crime de trânsito (alcoolemia, por exemplo); que não tenham provocado interrupções de pista, entre outros requisitos.

 

Compartilhe:

Peugeot chama recall de quase 35 mil veículos

A Peugeot Citröen do Brasil Automóveis Ltda. chamou recall dos veículos Peugeot modelos 308 e 408, 2.0 Flex, informa a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senacon/MJSP). O chamamento é devido à possibilidade de vazamento de combustível no compartimento do motor, com consequente incêndio no veículo.

Mais informações podem ser obtidas junto à Peugeot, por meio do telefone 0800 703 2424 ou pelo site. Detalhes sobre a campanha também estão disponíveis no site do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Blog do Joabson Silva: http://www.joabsonsilva.com/#ixzz4YhktTKQk

Compartilhe:

PEC da vaquejada é Aprovada

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (14), em primeiro turno, por 55 votos a 8 (e 3 abstenções), uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que viabiliza a prática da vaquejada – entenda mais abaixo a polêmica em torno do assunto.

A PEC estabelece que “não são cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais”.
Com a aprovação do projeto em primeiro turno, o texto agora deverá ser analisado em segundo turno para, então, seguir para votação na Câmara, onde também deverá ser discutido em dois turnos.

Por se tratar de uma emenda à Constituição, a PEC precisa ter o apoio de, pelo menos, três quintos dos parlamentares (49 senadores e 308 deputados).

Entenda a polêmica

Em outrubo do ano passado, o STF derrubou uma lei do Ceará que regulamentava esse tipo de prática por entender que a atividade impõe sofrimento aos animais e fere os princípios constitucionais de preservação do meio ambiente.

Na vaquejada, um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros, montados em cavalos, tentam derrubar o animal pelo rabo.

Diante da decisão do Supremo, o Congresso aprovou, um mês depois, uma lei que tornou a vaquejada manifestação cultural nacional e patrimônio cultural imaterial. Ainda em novembro de 2016, o presidente Michel Temer sancionou a lei.

Portanto, se o Senado e a Câmara aprovarem a PEC, a levando à promulgação, a vaquejada e o rodeio estarão assegurados pela Constituição.

Compartilhe:

População rejeita 49 anos para aposentadoria integral, diz pesquisa

Folha de S. Paulo

Pesquisa encomendada pelo Palácio do Planalto sobre a reforma da Previdência deixou em alerta conselheiros do presidente Michel Temer. A ampla maioria dos entrevistados manifestou-se contra a exigência de 49 anos de contribuição para que o trabalhador tenha direito à aposentadoria integral. De posse dos dados e cientes da já declarada indisposição do Congresso em apoiar a medida, auxiliares presidenciais tentarão convencer a equipe econômica a flexibilizar a proposta.

A sondagem não trouxe só más notícias. A maior parte disse apoiar o tempo mínimo de 25 anos de contribuição para ter o benefício. A equiparação do prazo de contribuição entre homens e mulheres também agradou grande parte dos ouvidos.

Compartilhe:

IASEP RESTABELECE ATENDIMENTOS EM DIVERSAS CIDADES NO INTERIOR

Hospital Santo Agostinho, de Altamira, no sudoeste do Pará, voltou a atender, nesta terça-feira (14), os segurados do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado (Iasep). Em Itaituba, na mesma região, o Hospital Santo Antônio garante o retorno dos atendimentos na quarta (15). Além desses, outros credenciados estão informando sobre retomada e ampliação de serviços, em resposta à solicitação do Governo do Estado para melhorar o atendimento aos segurados do Iasep, principalmente no interior. “Na próxima semana, o Hospital Divina Providência deve voltar a atender os segurados do Iasep”, diz o diretor geral do hospital de Marituba, Gustavo Bonassi. Em Bragança, no nordeste do Estado, o Hospital Santo Antônio Maria Zacharias renovou o contrato com o plano dos servidores e garante a normalidade dos atendimentos. Em Redenção, no sul paraense, os hospitais São Vicente e São Lucas também estão normalizados. Em Tucuruí, sudeste do Pará, a Clínica Benstar está ampliando a oferta de serviços, com especialidade em clínica geral. Em Marabá, na mesma região, a Clínica ISA solicitou autorização para oferecer as especialidades de ginecologia, cardiologia e exames de laboratório. Em Monte Alegre, no Baixo Amazonas, o Laboratório Martins passa por reforma, mas em março estará atendendo os servidores públicos e dependentes no plano. “Além desses municípios, estamos buscando melhorias imediatas para os segurados de Marabá, Cametá, Parauapebas, Abaetetuba, Paragominas e outros municípios”, explica a presidente do Iasep, Iris Gama. Segundo ela, a melhora na rede de atendimento é possível após o compromisso do Iasep em pagar os prestadores de serviços com regularidade e dentro do prazo contratual…

AGENTES DE ENDEMIAS

SECRETÁRIO IRÁ BUSCAR FINANCIAMENTO PARA ABRIR PROCESSO SELETIVODurante reunião com vereadores, na manhã desta quarta-feira (14), o secretário de saúde do município, Marcone Leite, deu o prazo até o dia 20 de fevereiro para entregar o parecer informando a condição da Secretaria a respeito das contratações e pagamentos dos agentes de endemias, que não tiveram contrato renovado este ano e estão sem receber o pagamento desde agosto de 2016.
Marcone Leite foi contundente em afirmar que a possibilidade de contratação dos agentes de endemias só é viável se houver financiamento do Ministério da Saúde. “A prefeitura de Marabá não tem condições de fazer novas contratações por uma limitação financeira. Pra que haja essa contratação é preciso atender todos os regramentos do Ministério da Saúde, fazer o processo seletivo, dar o treinamento para que eu possa ter garantido o financiamento do pagamento dos salários desses servidores”, afirmou o secretário.
Marcone informou ainda que o Município e a Câmara Municipal precisam ir à Brasília para tentar buscar novos recursos para a saúde, visto que os recursos atuais não são suficientes para manter os serviços que já tem. “Somos um polo regional, temos uma maternidade que é regional e precisamos que isso seja financiado de alguma forma, seja pelo governo do estado ou federal para que tenhamos esse serviço funcionando”, disse o secretário.

Compartilhe: