Reaproveitamento de água gera economia no Hospital Regional de Marabá

Engajados em promover a sustentabilidade, hospitais públicos do Pará, gerenciados pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), desenvolvem ações que contribuem para a redução do uso de recursos naturais, como água e energia. No Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, a reorganização do funcionamento da bomba do sistema a vácuo ajudou a economizar 357.000 litros de água por mês, quantidade equivalente ao consumo médio de, pelo menos, 19 residências. Além da economia de água, a mudança também representou uma redução mensal de R$ 6.000 na conta de energia, garantindo o retorno do investimento já nos primeiros 30 dias. Isso foi possível porque a instituição adotou o uso de uma caixa d’água que permite o reaproveitamento do líquido por um período de 20 dias. A água circula da caixa d’água para a bomba, criando o vácuo que é armazenado em frascos coletores nas Unidades de Internação, de Terapia Intensiva, Acolhimento e Centro Cirúrgico, para aspirar substâncias de pacientes. Após alimentar a bomba, a água retorna para o reservatório, livre de qualquer contaminação. Anteriormente, como a água era retirada diretamente do poço artesiano, a bomba do sistema era acionada a cada cinco minutos, o que resultava em um consumo médio mensal de 360.000 litros de água. Após a transformação, o disparo varia entre 20 a 30 minutos, dependendo do uso do sistema a vácuo. E, dessa vez, ela é acionada para fazer o processo de reaproveitamento da…

Pró-Saúde participa de congresso internacional com a exposição de 20 trabalhos científicos

Experiências exitosas e novas práticas de humanização, com foco no paciente e no colaborador, desenvolvidas em hospitais do Pará, gerenciados pela Pró-Saúde Associação Beneficentes de Assistência Social e Hospitalar, foram expostas no Congresso Internacional de Qualidade em serviços e Sistemas de Saúde, QualiHosp 2017, em São Paulo, nos dias 20 a 23. No total, 20 trabalhos científicos foram selecionados, sendo 19 projetos desenvolvidos no Hospital Público Estadual Galileu, de Belém, e o projeto “Amor de Mãe”, do Hospital 5 de Outubro (HCO), de Canaã dos Carajás (PA). Segundo o diretor-geral do Hospital Galileu, Saulo Mengarda, a instituição emplacou trabalhos desenvolvidos dentro de todos os eixos temáticos do evento, sendo eles: empreendedorismo, gestão em saúde, avaliação em saúde/qualidade do cuidado, segurança do paciente e gestão do cuidado. “A gente conseguiu expor diversos trabalhos, com foco administrativo e também no paciente, abrangendo todo o funcionamento do hospital” explica. Entre os trabalhos selecionados está o projeto “Visita Virtual Hospitalar”, implantado no Hospital Galileu em 2015. Por meio dele, familiares e amigos de pacientes que não podem realizar visitas presenciais podem se comunicar por vídeo e telefonia, utilizando notebooks e celulares. “A exposição dos trabalhos funciona como um estímulo para o colaborador, que desempenha a sua função positivamente na unidade, e ainda ganha o reconhecimento, divulgando o trabalho em um evento como este”, diz Saulo Mengarda. Entre os trabalhos apresentados, tiveram também exposição de relatos de experiências de usuário satisfeitos com o resultado do procedimento cirúrgico no hospital, assim como a assistência prestada e a prática inovadora da visita…

MARABÁ:Empresa de Engenharia deve gerar até 600 vagas de emprego em Marabá

Eugênio Alegretti, vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá, a ACIM, falou ao Zeca News sobre a duplicação da ferrovia. A novidade é que está se instalando na cidade a ECB Engenharia, empresa sólida que tem capital nacional e português. A empresa é responsável pelo trecho entre Marabá e Vila Itainópolis. A obra deve durar cerca de um ano e seis meses e gerar entre 500 a 600 empregos diretos, de acordo com informações da própria ECB.
“É uma ótima notícia para a região”, afirma Alegretti que ainda explicou que a seleção de empregos deve ocorrer através do Sine e empresas de recrutamento. “Outras empresas já passaram por Marabá em trabalhos deste tipo em outros trechos e isso significa gente experiente e qualificada na área”. Concluiu o vice presidente da Acim.

Compartilhe:

DIA MUNDIAL

Incidência da tuberculose cai 20,2% no Brasil em uma década Com o mote “testar, tratar e vencer”, campanha contra tuberculose é protagonizada pelo jogador de futebol Thiago Silva, diagnosticado com a doença e recebeu tratamento pelo SUS   Nos últimos 10 anos, a incidência de casos de tuberculose no Brasil reduziu 20,2%, passando de 38,7 casos/100 mil habitantes em 2006 para 30,9 casos/100 mil habitantes em 2015. Já a taxa de mortalidade passou de 2,2 óbitos para cada 100 mil habitantes, em 2014, contra 2,6 registrados em 2004. Os dados constam novo boletim epidemiológico, divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (24), Dia Mundial de Combate à Tuberculose. O Brasil conseguiu atingir as metas dos Objetivos do Milênio (ODM) de combate à tuberculose com três anos de antecedência e, no ano passado, aderiu ao compromisso global de redução de 95% dos óbitos e 90% do coeficiente de incidência da doença até 2035. Em relação ao número de casos novos, a redução nos últimos 10 anos foi de 12,5%. Em 2015, foram notificados 63.189 casos em todo o país, contra 72.213 em 2006. A tuberculose tem cura e o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza, gratuitamente, o tratamento, que tem a duração mínima de seis meses e deve ser realizado sem interrupção. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, atualmente, existam no mundo nove milhões de casos novos da doença. O principal sintoma da tuberculose é a tosse por mais de três semanas, com ou sem catarro. Qualquer pessoa com esse sintoma deve procurar uma…

Beto Salame critica operação do IBAMA que fechou frigoríficos no sul do Pará

Desde a terça-feira (21), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA, deflagrou a chamada “Operação Carne Fria”, nos estados do Pará, Tocantins e Bahia. Segundo o órgão, a operação tem o objetivo de combater a comercialização de gado proveniente de áreas nas quais foram praticados crimes ambientais. Como resultado da ação, nada menos que 20 fazendas e 15 frigoríficos foram embargados nos três estados. As multas podem passar de R$ 200 milhões e o prejuízo das empresas investigadas que atuam no Pará deve ser maior que R$ 20 milhões por dia em função da paralização das atividades. Apesar da Polícia Federal negar, o nome da operação contra os frigoríficos paraenses faz clara alusão à recente operação Carne Fraca, da Polícia Federal. A ação do IBAMA alarmou produtores e empresários paraenses. O Sindicato de Produtores Rurais de Xinguara criticou duramente a forma de atuação do Ibama na operação. Joel Lobato, presidente da entidade e diretor da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), afirma que não houve autuações, pedidos de documentos ou mesmo de informações sobre a forma como cada frigorífico monitora a origem dos animais que compra. “Não quiseram saber nada, chegaram, fecharam e pronto”, afirma. Segundo Joel, não há preocupação com os efeitos negativos dessa atuação na economia do Estado, que pode comprometer até mesmo a oferta do produto em açougues e supermercados. “É a decretação da pena de morte do setor produtivo rural inteiro”, disse Joel. O deputado Beto Salame (PP-PA) se manifestou contra a ação…

VOCÊ TAMBÉM É UM FISCAL: SMS DISPONIBILIZA ESCALA DE MÉDICOS NOS POSTOS DE SAÚDE

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por intermédio do Departamento de Atenção Primária (DAP), coloca à disposição da comunidade marabaenses a Escala de Atendimento dos Médicos nos Postos de Saúde, visando facilitar aos usuários do SUS os horários de atendimento de suas conveniências bem como as especialidades existentes no momento. Veja a seguir o nome do médico, especialidade e horário de atendimentos em 14 UBS – unidades básicas de saúde: UBS Amadeu Vivácqua (São Félix II): – Yanet Durive Peres – clínica geral – de segunda a quarta-feira, das 08h às 16 horas; – Daineris Sierra Fonseca – Clínica geral – de terça a quinta-feira, das 08h às 16 horas; – Jaqueline Miranda de Oliveira – Clínica geral – segunda a quarta-feira, das 07h às 15 horas; UBS Carlos Barreto (Morada Nova) – Fábio Castilho Barardinelli – Clínica geral – de terça a sexta-feira, das 14h às 18 horas; – Mirallys Valladares Soriano – Clínica geral – de Segunda a quarta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18 horas; UBS Demósthenes Azevedo (Cabelo Seco) – Marcelo Vitor F. Bernardes – Clínica geral – segunda a quarta-feira, das 13h às 17 horas. – Rafael Gomes Pereira – Clínica geral – de segunda a sexta-feira, das 08h às 12 horas – terça, quinta e sexta-feira, das 14h às 18 horas; UBS Maria Bico Doce (São Félix Pioneiro) – Jackeline Oliveira Cruz – Clínica geral – segunda a sexta-feira, das 08h às 12 horas; – Osaris Perdomo Torres – Clínica geral – segunda a sexta-feira, das 08h às 16 horas; – Mecenas…

OAB VAI PROMOVER SEMINÁRIO DE DIREITO AMBIENTAL DO TRABALHO

Acontece nos dias 7 e 8 de abril o Seminário “Direito Ambiental do Trabalho na Prática”, promovido pela OAB, Ordem dos Advogados do Brasil. O evento contará com a presença do Professor Doutor Ney Maranhão, Juiz do Trabalho, Professor da UFPA e Doutor pela USP. O evento será dividido em dois encontros que irão acontecer no auditório “Dr. Cândido Costa Neto”, subseção da OAB Marabá.
O primeiro encontro vai acontecer no dia 7 e tem como tema “Compreendendo o Direito Ambiental do Trabalho” vai falar sobre Meio Ambiente do Trabalho, Elementos Nucleares, Fatores de Risco Labor-Ambientais, Perspectivas Reducionistas, Abrangência Jurídica e Conceito Contemporâneo.
O segundo encontro acontece no dia 8 e terá o tema “Aplicando o Direito Ambiental no Trabalho” que vai tratar, entre outras coisas, Direito Ambiental do Trabalho – Princípios Específicos, Fundamento Jurídico, Princípio da Indisponibilidade da Saúde do Trabalhador.
Na ocasião, haverá também o lançamento do livro “Poluição Labor-Ambiental” do autor Ney Maranhão.
As inscrições são R$ 120 para profissionais e R$ 100 para acadêmicos.

Seminário “Direito Ambiental do Trabalho na Prática”
DATA: 7 e 8 de abril
LOCAL: Auditório “Dr. Cândido Costa Neto”, subseção OAB Marabá
Folha 26, Qd-01, Lt 17 18, Nova Marabá

Compartilhe:

MEIO AMBIENTE EM ALTA NOS DEBATES

Jorge Bichara não deixou a oportunidade passar na solenidade de posse dos novos membros do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Em seu discurso, Dr. Jorge foi firme e apontou problemas no Ibama e falta de estrutura nos órgãos de defesa do Meio Ambiente, além disso, denunciou os cortes financeiros da manutenção do tradicional Museu Emílio Goeldi.
Ainda no assunto do Meio Ambiente, Bernadeth Tem Caten assume a Secretaria de Meio Ambiente de Dom Eliseu, localizada a 220 km de Marabá. A nova Secretária de Meio Ambiente de Dom Eliseu é mãe do atuante Deputado Estadual Dirceu Tem Caten.

Compartilhe:

Câmara aprova terceirização de atividades nas empresas

Mesmo sob forte protesto da oposição, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, 22, o Projeto de Lei (PL) 4.302/1998, de autoria do Executivo, que libera a terceirização para todas as atividades das empresas. O projeto foi aprovado por 231 a favor, 188 contra e 8 abstenções. Ainda hoje serão votados alguns destaques. Após a votação dos destaques, o projeto, que já havia sido aprovado pelo Senado, seguirá para sanção presidencial. Desde o início da sessão, a oposição obstruía os trabalhos. A obstrução só foi retirada após acordo para que fosse feita a votação nominal do projeto e simbólica dos destaques. O acordo foi costurado entre o líder do governo, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e parte da oposição. Pelo projeto, as empresas poderão terceirizar também a chamada atividade-fim, aquela para a qual a empresa foi criada. A medida prevê que a contratação terceirizada possa ocorrer sem restrições, inclusive na administração pública. Atualmente a legislação veda a terceirização da atividade-fim e prevê a adoção da prática em serviços que se enquadrem como atividade-meio, ou seja, aquelas funções que não estão diretamente ligadas ao objetivo principal da empresa. Trabalho temporário O projeto que foi aprovado pelo plenário da Câmara também modifica o tempo permitido para a contratação em regime temporário dos atuais três meses para 180 dias, “consecutivos ou não, autorizada a prorrogação por até 90 dias, consecutivos ou não, quando comprovada a manutenção das condições que o ensejaram”, diz o projeto. Decorrido esse prazo, o trabalhador só poderá ser contratado novamente pela mesma empresa após…

Ação do Ibama contra desmatamento embarga frigoríficos da JBS no Pará

REDENÇÃO (PA)  –  Em operação de combate ao desmatamento na Amazônia, o Ibama embargou nesta semana dois frigoríficos da JBS e outras 13 empresas acusadas de comprar gado oriundo de áreas de desmate ilegal. Batizada de Carne Fria, a ação é resultado de uma investigação iniciada há três anos e não tem relação com a ação da Polícia Federal contra fcontra fraudes em frigoríficos, desatada na semana passada. Segundo o órgão ambiental, a JBS e outros frigoríficos nos Estados do Pará e de Tocantins desrespeitaram Termos de Ajuste de Conduta (TAC) assinados após negociação com o Ministério Público Federal, pelos quais essas empresas se haviam comprometido a não comprar gado de propriedades rurais com áreas embargadas por desmatamento ilegal. Ao todo, a investigação identificou a venda de 58 mil cabeças de gado (90% compradas pela JBS) vindas de 50,7 mil hectares embargados em território paraense, o equivalente a 229 Parques Ibirapuera. Essas áreas, segundo o Ibama, estão identificadas e disponíveis na internet para consulta pública. Na terça-feira (21), a reportagem acompanhou a operação do Ibama no frigorífico da JBS em Redenção, a 890 km ao sul de Belém. Durante a ação, sem incidentes, agentes do Ibama notificaram representantes da empresa sobre o embargo e inspecionaram o frigorífico. A outra unidade da JBS autuada pelo Ibama está localizado em Santana do Araguaia (PA). Houve ações semelhantes em empresas sediadas em outros municípios do Pará e do Tocantins. Com o embargo administrativo, a JBS e outras empresas foram multadas e passam a ser obrigadas a provar ao Ibama que…