Vale lança canal de podcasts

A Vale colocou no ar nesta quinta-feira, 9 de março,  no www.vale.com/podcast, o Projeto Podcast Vale. Com este canal, a empresa pretende ampliar a comunicação com seus diversos públicos. A partir dos conteúdos em podcast, a Vale quer ir além da divulgação de seus ativos e iniciativas. A empresa pretende estar inserida em temas como sustentabilidade, recursos humanos e negócios, que são relevantes para a sociedade.

O termo podcast é uma junção das palavras iPod e broadcast (transmissão via rádio), e surgiu em 2004. Trata-se de uma forma de transmissão de arquivos multimídia na internet criados pelos próprios usuários. É como se fosse um blog, em que a voz substitui o texto escrito. Com a possibilidade de se ouvir a qualquer hora, inclusive em um player portátil, os podcasts criam uma espécie de rádio digital direcionada a assuntos específicos.
Em breve, o usuário também poderá baixar gratuitamente os podcasts no celular por meio das lojas da Apple e do Google Play. A partir do site, também é possível cadastrar o e-mail no campo “Alerta de podcast” para receber alertas de atualização. O procedimento é simples e rápido.
Conheça um dos primeiros podcasts da Vale:
 

Compartilhe:

Hospital Regional de Marabá homenageia colaboradoras e usuárias no Dia Internacional da Mulhe

De mala pronta para retornar para casa com o filho, que estava internado há três dias no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, dona Glacilene Lopes, de 45 anos, aproveitou a sessão de embelezamento promovida pela unidade nesta quarta-feira, 8/3, para fazer um penteado antes da viagem para o município de Novo Repartimento. A iniciativa, que fez parte da programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, disponibilizou às usuárias e colaboradoras serviços como design de sobrancelha, corte de cabelo, escova e penteado. ‘Ficar em hospital não é fácil. A gente fica meio deprimido, sabe? Aí vem uma ação dessa para deixar a gente mais bonita e se sentindo melhor. É muito bom’, afirmou Glacilene. Nesta quarta-feira, no HRSP, que é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), além do embelezamento, as mulheres da unidade foram surpreendidas com a música dos voluntários ‘Filhos da Caridade’, que visitaram as unidades de internação e as áreas administrativas, levando mensagem de amor e chocolate. Para o líder do grupo de risoterapia, Zalex Ribeiro, a participação foi gratificante. ‘A gente trouxe alegria para o hospital, uma diversão, algo diferente que ajuda a amenizar o clima de doença. Para nós, a grande lição disso é que, doar um pouco do nosso tempo, é ajudar a si mesmo, pois estamos tornando o mundo melhor’, argumentou o professor. Segundo a coordenadora de Humanização do HRSP, Caroline Nogueira, a homenagem promove o bem-estar…

Polícia prende em Redenção suspeito de matar ex-exposa e sogra em Goiás

Homem cometeu crimes em 2012 e passou a usar nome falso no Pará.
Após a prisão nesta quinta, 9, suspeito foi conduzido para o estado de Goiás.
um homem foi preso nesta quinta-feira (9) no município de Redenção, no sul do Pará, suspeito de assassinar duas mulheres da mesma família no estado de Goiás, em 2012.

De acordo com a polícia, a prisão ocorreu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça de Carmo do Rio Verde, em Goiás. O suspeito teria assassinado a ex-sogra, Vera Lúcia dos Santos Faria, e a ex-esposa, Renata Santos Faria, porque não aceitava o fim do relacionamento. O duplo homicídio ocorreu em 2012.

Ainda segundo a polícia, após o crime, o homem fugiu para o Sul do Pará, onde passou a trabalhar em fazendas localizadas na região. Para tentar enganar a Justiça, o criminoso usava uma identidade falsa com o nome Carlos Dias da Silva. Após a prisão, o suspeito foi conduzido para o estado de Goiás.

 

Compartilhe:

MUNICÍPIO TERÁ DISTRITO INDUSTRIAL

Município do sudeste paraense que abriga um dos mais importantes projetos da mineradora Vale, o S11D, de extração de minério de ferro, com um investimento superior a US$ 6 bilhões, Canaã dos Carajás terá seu distrito industrial, assim como os municípios de Castanhal, Santa Bárbara do Pará, Abaetetuba e Tucuruí.

Na manhã desta quarta-feira (8), representantes da Prefeitura de Canaã entregaram a Olavo das Neves, presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado (Codec), a solicitação de apoio técnico para a instalação do distrito industrial no município. O próximo passo é a assinatura de um Termo de Cooperação, para firmar a parceria da Codec com a Prefeitura, voltada a incentivar o crescimento da atividade industrial na região.

As diretrizes do projeto de instalação do Distrito Industrial de Canaã dos Carajás, assim como estratégias de atração de investimentos, já haviam sido discutidas em reunião realizada em Belém na última terça-feira (7), com a participação do prefeito Jeová Andrade, do secretário Municipal de Indústria e Comércio de Canaã, Jurandir dos Santos, e do assessor Cláudio Humberto Barbosa – representando a Prefeitura -, do presidente da Codec, Olavo das Neves, dos diretores Raimundo Wanderley, Lucélia Guedes e Marinoel Manolo, e dos gerentes Ricardo Carneiro e Augusto Cesa

Compartilhe:

Mulheres Pablo Neruda

Elas sorriem quando querem gritar.
Elas cantam quando querem chorar.
Elas choram quando estão felizes.
E riem quando estão nervosas.
Elas brigam por aquilo que acreditam.
Elas levantam-se para injustiça.
Elas não levam “não” como resposta quando
acreditam que existe melhor solução.
Elas andam sem novos sapatos para
suas crianças poder tê-los.
Elas vão ao medico com uma amiga assustada.
Elas amam incondicionalmente.
Elas choram quando suas crianças adoecem
e se alegram quando suas crianças ganham prêmios.
Elas ficam contentes quando ouvem sobre
um aniversario ou um novo casamento.
Seus corações quebram quando seus amigos morrem.
Elas lamentam-se com a perda de um membro da família,
contudo são fortes quando elas pensam que não há mais força.
Elas sabem que um abraço e um beijo podem curar um coração quebrado.
O coração de uma mulher é o que faz o mundo girar!

Mulheres fazem mais do que dar a vida.
Elas trazem alegria e esperança.
Elas dão compaixão e ideais.
Elas dão apoio moral para sua família e amigos.
Mulheres têm muito a dizer e muito a dar.

Pablo Neruda

Compartilhe:

Oportunidade de trabalho em hospitais ajuda mulheres a superarem desafios

          A vida de Gilmara Gomes, de 32 anos, mudou desde que começou a trabalhar no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, onde é auxiliar administrativo do Serviço de Apoio à Diagnose e Terapia, há mais de três anos. Portadora da Síndrome de Turner, condição genética que afeta o crescimento, ela conta que, muitas vezes, duvidou da própria capacidade. Mas a partir da superação de desafios na instituição, Gilmara recuperou a autoestima e, às vésperas do Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta quarta-feira, 8/3, ela recebeu a notícia de sua aprovação no curso de Psicologia da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. ‘Depois que entrei no Regional, minha mente se abriu. Fiz faculdade de Recursos Humanos, me sinto muito melhor e confio mais em mim, agora. Aqui, sou valorizada e tratada sem diferença, como os demais colaboradores. Antes, eu não tinha coragem de sair de casa para procurar emprego porque me sentia inferior às outras pessoas e, graças a Deus, isso mudou’, conta a auxiliar administrativo. Gilmara é uma das 387 mulheres que atuam no Hospital Regional de Marabá. Juntas, elas correspondem a 73% dos colaboradores diretos da unidade. Mulheres são maioria nos hospitais da Pró-Saúde no Pará A prevalência da mão-de-obra feminina se repete nas outras cinco unidades públicas do Pará gerenciadas pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). No Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, 79%…

Mulheres conquistam maior participação no mercado de trabalho

Cargos de liderança, até então predominantemente masculinos, já fazem cada vez mais parte do universo feminino Um levantamento feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego constatou que a participação das mulheres no mercado vem registrando um crescimento em cerca de 14%. O dado reflete a participação cada vez mais efetiva do sexo feminino no exercício de grandes cargos e na busca pela independência pessoal e financeira. A peculiaridade desse cenário está associada a administração de várias atividades que muitas ainda desempenham e tem que conciliar, principalmente no que diz respeito às tarefas domésticas. Mas esses desafios vêm sendo superados com o passar dos anos. Um exemplo da escalada da participação feminina no quadro de funcionários das grandes empresas está na Celpa. A concessionária obteve um grande crescimento nos últimos quatro anos, desde que foi assumida por um novo grupo gestor. Atualmente, 33 mulheres ocupam cargos altamente estratégicos e de liderança na distribuidora. Para a gerente da área de Geração da Celpa, Giorgiana Freitas, é uma satisfação fazer parte do time de mulheres que se dedicam para garantir o seu espaço profissional. “Já estou na Celpa há 10 anos, e sempre gostei de trabalhar aqui, pois o tipo de responsabilidade que nós assumimos é um desafio constante. Mas eu me sinto muito recompensada e satisfeita pelo que eu faço. E as mulheres têm buscado se especializar ainda mais e investindo em suas carreiras, e isso vem garantindo uma postura para assumir cargos de liderança”, declarou Giogiana. Já a Controladora de Média Tensão do Centro de Operações…

PREFEITO GARANTE APRESENTAR CRONOGRAMA DE PAGAMENTOS DOS SALÁRIOS DA GESTÃO PASSADA EM ATÉ 30 DIAS.

O prefeito Tião Miranda recebeu nesta terça-feira, 7, uma comissão de vereadores, que intermediaram um diálogo com ex-servidores da Prefeitura de Marabá, os quais não receberam salários de alguns meses do ano de 2016, da gestão anterior. A reunião com Tião foi antecedida de outra, realizada na Câmara, da qual participaram os secretários municipais Karam El Hajjar (Planejamento) e Nilton Medeiros (Administração). O governo reconhece          que a pauta é justa e legítima e que vem trabalhando para tentar resolver o impasse. Para ele, a dívida é do município e tem que ser paga, e isso ninguém discute. O secretário de planejamento falou da realidade financeira que Marabá atravessa, lembrando que a dívida chega perto de R$ 192 milhões. Karam expôs, ainda, que surgiram alguns problemas graves para a prefeitura: INSS, e PASEP e caso não fossem resolvidos, o FPM ( Fundo de Participação dos municípios) continuaria bloqueado, inviabilizando qualquer tipo de negociação.  Informou também que a dívida anterior com IPASEMAR e PRECATÓRIOS estão em fase de negociação, o que acarretaria também em bloqueio das contas da prefeitura. Esses problemas travam o município e têm de ser resolvidos. No encontro, o prefeito Tião Miranda confirmou, mais uma vez, que a situação da prefeitura é complexa do ponto de vista financeiro, e que é preciso uma solução para equilibrar as contas e sanear as finanças. “Tenho responsabilidade e compromisso com essa cidade e com seus servidores também”, enfatizou o prefeito. Tião  garantiu que em até 30 dias vai apresentar um cronograma de pagamento dos salários atrasados. Por fim,…

PIB: enquanto a China cresceu um Brasil, perdemos uma Argentina

Entre 2014 e 2016 nosso PIB caiu 7%. Nesses mesmos três anos, o do México subiu 7%; o da Espanha, estropiada pela crise europeia do começo da década, 7,5%; o da China, cuja desaceleração no crescimento foi apontada como o maior freio na nossa economia, 20%. Notem que o PIB da China, já engordado pelos 20% do ultimo triênio, é de US$ 11 trilhões. O do Brasil, agora ainda mais emagrecido, está em US$ 1,9 trilhão. Ou seja: desde o fim de 2014, com a economia global mancando, pessimismo generalizado e o escambau, a China cresceu um Brasil inteiro. E o Brasil perdeu uma Argentina. Nos anos de bonança econômica, nosso PIB em dólar chegou (com uma mãozinha da valorização cambial da nossa moeda) a US$ 2,4 trilhões. A diferença entre isso e os US$ 1,9 trilhão de agora dá praticamente uma Argentina, que tem um PIB de US$ 580 bilhões. Se você acreditou, então, quando disseram que a nossa crise dos últimos três anos só refletia a do resto do mundo, esses são os fatos que quebram o argumento. E esses fatos deixam claro uma suspeita que pairava nos tempos em que o PIB ainda crescia: o de que o país não tinha base para sustentar uma economia robusta. O Brasil seguiu relapso em relação ao seu maior problema, a falta de infraestrutura – aquela que faz com que um fazendeiro do Mato Grosso tenha de gastar 25% de tudo o que ganha com sua soja transportando os grãos – nos EUA, essa fatia…