MARABÁ:POLICIA RECUPERA MOTOS ROUBADAS DO PÁTIO DO DMTU

QUATRO FORAM PRESOS NA AÇÃO POLICIAL ACUSADOS FURTAR CERCA DE 7 MOTOS  Jocenilson Silva novo diretor do DMTU já reforçou a segurança no local e abriu sindicância para apurar se tem envolvimento de servidor público.   Na noite deste domingo quatro jovens foram presos acusados de furtarem motocicletas do pátio do departamento municipal de trânsito de marabá, localizado na folha 17 na nova Marabá. Na manhã desta segunda-feira o pai de um dos jovens presos na ação foi prestar depoimento na vigésima primeira seccional de polícia civil. Antônio Pereira falou com a imprensa e disse que seu filho estava negociando uma motocicleta em troca de um computador. Ele é pai de Alisson Teixeira dos Santos, o jovem é um dos quatro rapazes presos na noite deste domingo acusados de praticarem o furto no pátio do departamento de trânsito de Marabá. Antônio estava tentado recuperar a motocicleta de seu filho, que foi apreendida durante a ação policial. Além de Alisson, a polícia prendeu em flagrante Claudivan Pascoal Moreira da Silva, Claudecir Moreira da silva e Wanderson da Silva Ferreira. No pátio do DMTU estão armazenadas mais de 600 motocicletas e cerca de 350 de automóveis na noite deste domingo os quatro jovens foram presos acusados de estarem furtando os veículos do local   Ainda de acordo com o agente Farias do DMTU, o mato e a falta de iluminação no local facilita a ação de criminosos dentro da área é possível constatar, e ver os caminhos abertos no matagal usados pelos criminosos para furtar peças e…

Mesmo endividado, trabalhador vai sacar FGTS para investir, diz pesquisa

O saque de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será liberado a partir de março. Porém, o dinheiro que antes estava fora dos planos agora já tem destino certo para uma parcela dos brasileiros. O governo espera que os R$ 30 bilhões aos quais terão acesso 10,1 milhões de trabalhadores sejam usados principalmente para pagar dívidas. No entanto, parte desse público pretende investir o dinheiro, mesmo com as contas no vermelho. Foi o que mostrou uma pesquisa do aplicativo de controle financeiro Guiabolso. Das 1,4 mil pessoas consultadas, 44,8% investiriam o valor sacado e 33,6% colocariam o orçamento em dia. Mesmo entre os endividados, aplicar o dinheiro foi a resposta de 43,8% dos participantes, contra 37% que vão priorizar o pagamento desses débitos. A estudante Vanessa Garcia, 27 anos, vai usar o valor a ser resgatado para cobrir o saldo negativo da conta bancária – ela teve de recorrer ao crédito pré-aprovado após perder o emprego. No entanto, ela diz que também pretende poupar para terminar os estudos. “Assim que voltar a trabalhar, devo investir no Tesouro Direto”, diz. “Criar uma reserva financeira é importante, e as pessoas estão cada vez mais conscientes disso”, diz o presidente do Guiabolso, Thiago Alvarez. Mas ele alerta que não faz sentido investir quando se tem dívidas caras. Alvarez aconselha a quitar o que está pendente e evitar novos endividamentos do tipo “bola de neve”. “Pela conveniência, as pessoas acabam entrando no cheque especial ou no rotativo do cartão e só depois percebem que…

A VIOLÊNCIA NO PARÁ, NAS PÁGINAS DE “O ESTADO DE SÃO PAULO”, EDIÇÃO DE HOJE

Vinte e sete pessoas foram assassinadas em 24 horas em 16 bairros de Belém, no Pará, entre a manhã de sexta-feira e o sábado. As mortes aconteceram depois que o policial militar Rafael da Silva Costa, de 29 anos, integrante da Ronda Tática Metropolitana (Rotam), foi morto com um tiro na cabeça durante confronto com assaltantes em fuga, no bairro de Cabanagem, ainda na manhã de sexta. A matança deixou moradores em pânico. De acordo com o governo do Estado, há suspeita de atuação de grupos de extermínio. Uma das vítimas, de acordo com o site G1, era um feirante que foi executado na Rua da Olaria, no bairro do Guamá. Segundo testemunhas, ele foi atingido por vários tiros disparados do interior de um carro em movimento. Uma outra vítima foi encontrada a menos de 20 metros de distância. Um outro rapaz, identificado como Flávio Oliveira Maciel, de 23 anos, foi executado na porta da casa dos pais, enquanto conversava com amigos. Uma mãe contou, também ao site G1, que o filho, de 21 anos, foi morto em um bar, por homens encapuzados que chegaram atirando e atingiram cinco pessoas. O governador, Simão Jatene (PSDB) admitiu, em nota oficial, que há “indícios de execução e relação com a morte do soldado Rafael Costa” e afirmou que o Estado “não tolera situações como as ocorridas”, acrescentando que os homicídios estariam “muito além da média”. De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública, Jeannot Jansen, as corregedorias das Polícias Civil e Militar vão se empenhar…

O antes e o agora no Hospital Municipal de Marabá

Juiz bloqueia fundos e reforma hospital O juiz federal do Trabalho Jônatas Andrade, que é santareno e atua em Marabá, onde é titular da 2ª Vara do Trabalho, bloqueou R$5 milhões de fundos específicos da Secretaria de Saúde, que estavam sem aplicação, e destinou o dinheiro à reforma do Hospital Municipal de Marabá e do Hospital Materno Infantil, que estavam em condições deploráveis. Em caráter emergencial, sob administração judicial, ele mesmo providenciou a aquisição de medicamentos, equipamentos e suprimentos, pagou salários que estavam atrasados desde novembro e está reformando os dois hospitais. As obras, que começaram logo depois do Natal, devem ficar prontas já no final deste mês de janeiro. A corajosa decisão – no bojo de ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho, com pedido de tutela de urgência -, assim como as medidas implementadas, não têm precedentes no Pará e o magistrado vem sendo abençoado publicamente por mães de pacientes, com manifestações de admiração e gratidão pelo ato, que consideram de bravura e competência e que salvará muitas vidas. A saúde é um grande problema que o prefeito Tião Miranda terá que enfrentar em Marabá. Só a folha é de R$8,5 milhões. Há muito a ser feito, a diligência é apenas paliativa e a solução permanente é proporcionar um bom ambiente de trabalho mediante planos de segurança e saúde laborais, o que deverá ser imposto via sentença. As obras no Hospital Municipal de Marabá e Hospital Materno Infantil – que incluem substituição de parte do telhado, rede elétrica, pintura geral e…

Governo quer tolerância zero a crimes

A situação é gravíssima. Nas últimas 24h, foram registrados 27 homicídios em 16 bairros da Região Metropolitana de Belém. Alguns têm indícios de execução e podem ter relação com a morte do soldado da Rotam Rafael da Silva Costa, na manhã do dia 20, a exemplo da carnificina após a execução do Cabo Pet, que ensejou inclusive a CPI das Milícias, na Alepa. O governador do Estado, Simão Jatene, convocou hoje todos os gestores da área de segurança do Estado – inclusive as corregedorias da Polícia Civil e Polícia Militar – e determinou rigorosa apuração dos fatos e identificação dos responsáveis, a fim de que sejam punidos. E asseverou já estar tomando outras providências para garantir a segurança da população, que serão divulgadas oportunamente.

Compartilhe:

MARABÁ:SECRETÁRIO DE AGRICULTURA SE REUNIRÁ COM PRODUTORES RURAIS NESTA TERÇA FEIRA 24/01

O  Secretário  de agricultura Geovani Queiroz convida todos os produtores para uma reunião na terça-feira 24/01 as 9:00 da manhã  que será realizada na sede do sindicato dos produtores rurais no Parque José Diamantino. Giovanni Queiroz tomou posse no inicio de 2107  como secretário de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca,  no lugar de Hildegardo Nunes, que irá ocupar uma cadeira de deputado na Assembleia Legislativa do Pará

Compartilhe:

Com discurso de Madonna e personalidades, milhares protestam contra Trump em Washington

Do UOL, em São Paulo 21/01/201713h58 > Atualizada 21/01/201720h17   Marcha das Mulheres reúne milhares em Washington em protesto contra Trump Milhares se reúnem para a Marcha das Mulheres, em protesto contra Donald Trump, em Washington VEJA MAIS > Imagem: REUTERS/Lucas Jackson Milhares de pessoas, em sua maioria mulheres, participaram neste sábado (21) da Marcha das Mulheres, em Washington, em protesto contra o presidente americano, Donald Trump. Segundo os organizadores, cerca de 500 mil pessoas, de todo o o país, compareceram. O protesto começou pela manhã, enquanto Trump participava, ao lado de sua família e do vice-presidente Mike Pence, de uma cerimônia religiosa na Catedral Nacional de Washington, que tradicionalmente fecha os eventos de posse do novo presidente. Nas ruas, milhares de pessoas se juntaram a personalidades, como as cantoras Madonna e Alicia Keys, as atrizes Scarlett Johansson, Ashley Judd e America Ferrero, e o cineasta Michael Moore, além de outros ativistas, que discursaram contra o presidente e pediram mais respeito às mulheres, imigrantes, muçulmanos, gays, deficientes físicos e minorias. Theo Wargo/Getty Images/AFP Scarlett Johansson foi uma das personalidades que discursou em Washington Enquanto isso, cerca de 300 “marchas irmãs” ocorrem em outras cidades dos Estados Unidos, como Nova York –onde o protesto será finalizado na Trump Tower, antiga residência principal do presidente–, Boston, Los Angeles e Seattle. Manifestantes também tomaram as ruas para Marchas das Mulheres ao redor do mundo, como em Londres, Berlim, Paris, Roma, Viena, Genebra e Amsterdã, Tóquio e Seul, entre outras cidades. Na sexta-feira (20), dia da posse de Trump, também houve protestos em Washington, com mais de 200 manifestantes presos após…

Trump assume presidência e diz que “carnificina americana termina agora

O empresário Donald Trump se tornou efetivamente nesta sexta-feira (20) o 45º presidente da história dos Estados Unidos depois de fazer o juramento no Capitólio, o Congresso norte-americano, em Washington. Logo após fazer o juramento, Trump iniciou seu discurso de posse. Apesar de agradecer Barack Obama no início da fala, dizendo que o presidente e a ex-primeira-dama Michelle Obama foram “magníficos”, ele fez um discurso duro, dizendo que transferia o poder “de Washington para vocês”, se dirigindo à população presente à cerimônia de posse. “Nós, cidadãos da América, estamos agora unidos em um grande esforço nacional para reconstruir o nosso país e restaurar a promessa para todos o nosso povo. Juntos vamos determinar o curso da América e de todo o mundo por muitos muitos anos. O establishment protegeu a si próprio, mas não os cidadãos de nosso país. As vitórias deles não foram vitórias do país. Esse dia marca a data em que o povo se tornou soberano desta nação novamente”, afirmou Trump no começo da fala. Patrick Semansky/AP 20.jan.2017 – O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, faz seu primeiro discurso depois de ter tomado posse nesta sexta-feira (20), no Capitólio, em Washington DC “20 de janeiro de 2017 será lembrado como o dia em que as pessoas se tornaram as governantes outra vez. Os homens e mulheres esquecidos do nosso país não serão mais esquecidos. Todos estão escutando vocês agora.” “O crime, as gangues e as drogas roubaram muitas vidas. Essa carnificina americana termina agora”, disse, depois de enfatizar que há muitas…

Câmara aprova projeto que tipifica condutas criminosas contra cães e gatos

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara aprovou projeto que tipifica condutas criminosas contra cães e gatos (PL 1417/15). A proposta, do deputado Goulart (PSD-SP), estabelece pena de reclusão de dois a quatro anos para quem matar os animais, mas ressalva que não configura crime a prática de eutanásia se realizada sem dor ou sofrimento e com o animal em situação irreversível. O relator na comissão, deputado Daniel Coelho (PSDB-PE), apenas retirou do texto original a previsão de que, se o crime for cometido sob o domínio de violenta emoção, o juiz possa reduzir a pena do agressor de um sexto a um terço. “Não nos ocorre nenhuma situação em que um estado de violenta emoção poderia induzir uma pessoa a matar ou maltratar um animal, justificando assim uma redução da pena”, explicou o parlamentar. Coelho manteve, no entanto, a previsão de que, se o crime for por motivo de relevante valor social ou moral, a pena possa ser reduzida de um sexto a um terço. O projeto prevê que ainda pena de reclusão de dois a cinco anos se o crime for cometido com emprego de veneno, fogo, asfixia, espancamento, arrastamento, tortura ou outro meio cruel. A omissão de socorro a cão ou gato em grave e iminente perigo ou a falta de comunicação do fato a autoridades públicas são crimes previstos no projeto com pena de detenção, de um a dois anos. A proposição estabelece ainda pena de detenção de um a três anos nos casos de abandono. (Agência Câmara…