MARABÁ: MTE interdita empresa que faz coleta de lixo bueiras ficam entupidas provocando alagamentos com a água da Chuva nesta terça a situação se agravou

Auditores do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) suspenderam a coleta de lixo no município de Marabá. Após ficalização na empresa contratada pela prefeitura da cidade para realizar a coleta do lixo, eles constataram que os caminhões que são utilizados para o recolhimento e transporte do lixo oferecem risco aos trabalhadores.
De acordo com os auditores, os funcionários que realizavam as coletas do lixo nos caminhões não possuiam as condições mínimas de segurança, principalmente quando o veículo entra em movimento, criando a possibilidade de um trabalhador cair para fora do caminhão.
Segundo a prefeitura de Marabá, a empresa responsável pela coleta de lixo encontra-se com dificuldades porque alguns caminhões utilizados para a coleta estavam com problemas mecânicos e por isso o recolhimento do lixo não estava sendo realizado regularmente. Por isso, os auditores só liberarão o retorno da coleta de lixo após a regularização dos caminhões.

Enquanto a empresa limpus não normaliza a situação dos caminhões na justiça, o lixo se acumula nas Ruas de Marabá, e os urubus passaram a fazer parte da paisagem Urbana.

Outro fator complicador da vida dos moradores, e o entupimento das bueiras, devido a falta de limpeza nas ruas, o lixo vai parar nos canais e provoca alagamentos,  após a chuva desta terça feira 15 novembro, feriado da proclamação da republica, ocorreu muitos alagamentos nos principais núcleos da cidade, nas rua Tocantins no bairro Novo Horizonte, e 31 de Março na Laranjeiras ,e outros locais críticos onde as bueiras não dão vazão a água da chuva.

Compartilhe:

DIA MUNDIAL DO DIABETESDiabetes: Campanha incentiva diagnóstico precoce

A Federação Internacional do Diabetes faz um alerta: um em cada dois adultos com a doença não está diagnosticado      No Dia Mundial do Diabetes, lembrado nesta segunda-feira, 14, a Federação Internacional do Diabetes faz um alerta: um em cada dois adultos com a doença não está diagnosticado e, portanto, não tem ciência de sua condição e não toma os devidos cuidados. O tema da campanha este ano é De olho no diabetes, com foco em promover a importância do rastreamento e garantir o diagnóstico precoce, o tratamento e a redução do risco de complicações mais sérias – sobretudo em casos de diabetes tipo 2. Dados da entidade mostram que a doença segue crescendo em todo o mundo: ao todo, 415 milhões de adultos viviam com diabetes em 2015. A previsão é de que esse número chegue a 642 milhões em 2040 – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta. “Muitas pessoas vivem com diabetes tipo 2 por muito tempo sem que tenham ciência de sua condição. Quando recebem o diagnóstico, as complicações provocadas pela doença podem já estar presentes”, destaca a federação. Os números mostram ainda que até 70% dos casos de diabetes tipo 2 podem ser prevenidos por meio da adoção de hábitos mais saudáveis. A quantia deve representar cerca de 160 milhões de pacientes até 2040. “Diante de índices crescentes de subnutrição e de baixa atividade física entre crianças de diversos países, o diabetes tipo 2 na infância tem potencial para se tornar um problema de…

Quadrilha vazou gabarito e ditou questões do Enem Ministro diz que prova não será cancelada e que candidatos envolvidos serão excluídos

Um grupo de Minas que vazou o gabarito de provas de Ciências Humanas e Ciências da Natureza do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) foi descoberto em investigações conjuntas feitas pela Polícia Federal e pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). A ação, divulgada neste domingo (13) pelo Fantástico, da TV Globo, mostra a quadrilha informando as respostas para candidatos, por ponto eletrônico. Todo o gabarito foi ditado em menos de sete minutos.   O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que as fraudes descobertas não colocam em risco o Enem. — O calendário está mantido. As [descobertas de] fraudes são resultado de uma ação de inteligência articulada entre PF e Inep. Os responsáveis serão punidos e os candidatos envolvidos na ação fraudulenta, excluídos. De acordo com o delegado que conduziu as investigações, Marcelo Freitas, a quadrilha teria uma atuação em três Estados. Duas pessoas foram presas. O pagamento pelo gabarito variava entre R$ 40 mil e R$ 50 mil. De acordo com a denúncia, um dos candidatos dispostos a fraudar o Enem foi Antônio Rodrigues, ex-secretário municipal de Alto Santo (CE), que disputava uma vaga de Medicina.   Trata-se do segundo vazamento divulgado somente no exame deste ano. Semana passada, foram identificadas fraudes no Amapá e no Ceará. Na operação, 14 pessoas foram presas. Com um dos candidatos foram encontrados o tema e o texto da redação pronto para ser transcrito. Esse mesmo candidato recebeu o gabarito por celular. A exemplo da fraude divulgada nesta semana, o candidato utilizou um ponto eletrônico.…

Saiba como tirar a melhor foto possível da superlua com seu celular A primeira foi em 16 de outubro e a terceira será em 14 de dezembro.

O ano de 2016 está sendo palco de três superluas, que ocorrem quando a Lua cheia coincide com o período de maior proximidade com a Terra, o chamado perigeu. Por isso ela aparecerá maior do que estamos acostumados. A primeira foi em 16 de outubro e a terceira será em 14 de dezembro.   Mas a segunda superlua, que acontece na noite desta segunda-feira (14), é especial porque será a maior dos últimos 68 anos. Isso porque o nosso satélite natural estará a apenas 356,5 mil quilômetros da Terra. A última vez que ele ficou mais perto do que isso foi em 1948, quando a distância do perigeu foi de 356,4 mil quilômetros.   Fotógrafos recomendam um equipamento profissional para registrar a superlua, como uma luneta e uma câmera com ajustes manuais e boa lente com zoom ótico. Mas se a única câmera disponível é a do seu smartphone, é possível fazer fotos com boa qualidade. Vai depender, claro, do modelo –a tendência é que quanto mais recente e caro o celular, melhor seja a câmera.   Veja abaixo algumas dicas para tirar as melhores fotos possíveis com seu smartphone, explorando os recursos que ele oferece e contando com a ajuda de alguns acessórios. Utilize todo o zoom da câmera Todas as câmeras de celulares têm o recurso de zoom, que permite aproximar o objeto da foto. Na maioria dos casos, o zoom é acionado no app de câmera com o gesto de pinça entre os dedos indicador e polegar no meio da tela. Em alguns casos, é…

Sobrinha-neta de Sarney é encontrada morta no MA Mariana Costa chegou a ser levada a um hospital particular, mas não resistiu

A sobrinha-neta do ex-presidente da República José Sarney (PMDB) Mariana Costa foi encontrada em seu apartamento em São Luís com sinais de asfixia na noite deste domingo (13). Segundo informações preliminares da polícia, ela teria sido achada pelas filhas de 11 e 9 anos em sua cama. Mariana chegou a ser levada a um hospital particular da capital maranhense, mas não resistiu aos ferimentos. O principal suspeito de ter cometido o crime é o cunhado dela, o empresário Lucas Leite Porto, casado com a irmã da vítima.

 

De acordo com a perícia da Polícia Civil, o empresário foi ao prédio para deixar a própria Mariana e as duas filhas após participarem de um culto. Porém, ele subiu uma segunda vez ao apartamento da cunhada e, após descer em definitivo, efetuou longas ligações no hall do edifício.

 

Segundo a polícia, as câmeras do Condomínio Garvey Park foram fundamentais para efetuar a prisão — Porto foi atuado em flagrante. Após prestar depoimento, ele foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

 

Ainda de acordo com a polícia, Porto tinha marcas de arranhões no corpo e no rosto. As câmeras do prédio o mostraram saindo correndo pelas escadas do prédio.

 

Além de sobrinha-neta de Sarney, Mariana era casada com Marcos Renato, empresário do ramo de laticínios no Maranhão. Porto é filho dos donos do grupo Planta Engenharia.

Informações R7Notícias

Compartilhe:

ESCANDALO NO BOLSA FAMÍLIA : MPF IDENTIFICA MAIS DE 912 MIL BENEFICIÁRIOS SUSPEITOS NO PARÁ. FRAUDE ENVOLVE A CIFRA DE R$ 3,32 MILHÕES

O Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendações a todas as prefeituras do Pará para que realizem visitas domiciliares a 23.833 beneficiários do programa Bolsa Família suspeitos de não cumprir os requisitos econômicos estabelecidos pelo governo federal para recebimento do benefício. Segundo o Raio-X Bolsa Família, projeto de iniciativa do MPF, de 2013 a maio de 2016 os pagamentos a perfis suspeitos de irregularidades totalizam R$ 95,9 milhões no Estado. No Brasil todo, o projeto coordenado pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF identificou mais de 912 mil beneficiários suspeitos de irregularidades em 4.703 municípios, o que pode ter causado prejuízos aos cofres públicos de mais de R$ 3,32 bilhões. O diagnóstico sobre o maior programa de transferência de renda do governo federal, assim como as ações propostas e os resultados alcançados estão disponíveis no site www.raioxbolsafamilia.mpf.mp.br, divulgado nesta sexta-feira, 11 de novembro. Nele, o cidadão poderá acessar a versão interativa* da ferramenta de inteligência desenvolvida pelo MPF e filtrar os dados selecionando a(s) unidade(s) da federação e município(s) que desejar. As recomendações foram expedidas em todo o país no período de julho a setembro deste ano, com prazo de 60 a 120 dias para que os gestores municipais informassem o número de irregularidades confirmadas e de benefícios cancelados. As respostas às recomendações ainda estão sendo recebidas e processadas pelo MPF. Os casos suspeitos foram identificados por meio de ferramenta de inteligência desenvolvida pelo Ministério Público Federal a partir do cruzamento de dados públicos fornecidos pelo próprio Governo Federal, pelo Tribunal Superior Eleitoral…

Das 100 piores cidades, 41 estão no Pará

De todo Brasil, o município paraense de Vitória do Xingu é o segundo pior para se viver (Foto: Reprodução) De todo Brasil, o município paraense de Vitória do Xingu é o segundo pior para se viver (Foto: Reprodução) Acaba de ser publicado mais um estudo que atesta algo lamentável, mas que todo paraense sente na própria pele, dia após dia: o Estado oferece péssima qualidade de vida aos seus habitantes. Pesquisa do Observatório das Metrópoles, coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), relacionou as 100 melhores e as 100 piores cidades brasileiras para se viver. O resultado é triste para o Pará. Dos 5 piores municípios do Brasil, 3 estão no Estado: Vitória do Xingu, Pacajá e Marituba. Considerando todos os municípios do País, os pesquisadores elaboraram a lista, analisando 5 fatores fundamentais para a qualidade de vida dos moradores: mobilidade urbana, serviços coletivos urbanos, infraestrutura, condições ambientais e condições habitacionais. Como o Governo do Pará sempre figura entre os que menos investem nesses itens, não é de se estranhar que o Estado seja o pior entre os piores. Dos 100 piores municípios nacionais, o Pará tem nada menos do que 41 cidades na relação. Ou seja, quase metade. O ranking foi montado a partir de pontuação dada pelos pesquisadores. Quando mais próximo de 1,0, melhor é a condição de bem-estar do lugar. A nível de comparação, o melhor município do Brasil é Buritizal, no norte de São Paulo, que recebeu índice de 0,951. Vitória do Xingu, o pior do Pará – e…

Cevital mostra a Temer projeto para Marabá

Executivos da multinacional Cevital apresentaram ao presidente Michel Temer o projeto de implantação da siderúrgica em Marabá, que envolve transferência de tecnologia e investimento na ordem de R$ 4,5 bilhões. Em março deste ano, o Pará firmou protocolo de intenções com a Vale, no qual a empresa se comprometeu a fornecer minério de ferro a preços competitivos.

O governo do Pará está empenhado em viabilizar a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Marabá e analisa incentivos fiscais, licenciamentos ambientais e a situação judicial das áreas disponíveis para o empreendimento. O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Adnan Demachki, entende que o papel do Estado é criar condições físicas, jurídicas e de logística para que haja atratividade da região para disputar o mercado internacional com as siderúrgicas chinesas.

A Alpa destinará a produção de trilhos para a América Latina, além de outros produtos derivados do aço, que serão enviados aos mercados europeu e africano por meio de unidades do grupo na Itália e na Argélia. O projeto prevê a geração de 20 mil empregos durante a construção da fábrica. Quando pronta e funcionando, seriam 2,6 mil empregos diretos e milhares de empregos indiretos na região de Marabá.

Compartilhe:

Barreira e STF confirma prisão em segunda instância

BarreiraO Senado aprovou na semana passada, em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição que estabelece cláusula de barreira para as legendas que irão disputar as próximas eleições de 2018. De acordo com o texto, os partidos terão de obter, no mínimo, 2% dos votos válidos para a Câmara dos Deputados, em 14 unidades da Federação, para ter representatividade no Congresso e acesso ao fundo partidário e ao programa eleitoral de rádio e TV.

 

O STF confirmou, na tarde de ontem (11), que réus condenados após a segunda instância poderão ser presos, mesmo que caibam recursos aos tribunais superiores.

A decisão foi tomada por meio do plenário virtual, uma espécie de votação eletrônica. O placar foi de seis votos a favor e quatro contra. A ministra Rosa Weber não se pronunciou.

Compartilhe:

preso custa 13 vezes mais do que um estudante no Brasil Afirma presidente do CNJ

13 vezes mais
A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Cármen Lúcia, afirmou quinta (10) que um preso custa 13 vezes mais do que um estudante no Brasil. A declaração, repercutida pela imprensa nacional, foi feita durante o 4º Encontro do Pacto Integrador de Segurança Pública Interestadual e da 64ª Reunião do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (Consesp), em Goiânia (GO).

13 vezes mais II
“Um preso no Brasil custa R$ 2,4 mil por mês e um estudante do ensino médio custa R$ 2,2 mil por ano. Alguma coisa está errada na nossa Pátria amada. Darcy Ribeiro fez em 1982 uma conferência dizendo que, se os governadores não construíssem escolas, em 20 anos faltaria dinheiro para construir presídios. O fato se cumpriu”, afirmou Cármen Lúcia.

Compartilhe: