Ideologia na escola

Editorial, Estadão Evidências não faltam de que muitos professores têm transformado as salas de aula em laboratórios de doutrinação ideológica esquerdista, sob o argumento de que é necessário criar “resistência” a uma suposta onda conservadora. E não importa que os alunos em questão mal tenham ingressado na adolescência e estejam pouco ou nada preparados para entender o que é “luta de classes”, “imperialismo estadunidense” e outros tantos chavões que ajudam a transformar o debate político em briga de bar. Interessa apenas que esses estudantes, sujeitos à autoridade inerente ao professor, sejam convertidos em potenciais propagandistas da causa, repercutindo irrefletidamente os slogans mequetrefes ensinados por quem deveria se dedicar a fornecer aos alunos instrumentos necessários para a compreensão do mundo em que vivem. Essa situação preocupante deu margem ao surgimento de movimentos que se dispõem não apenas a denunciar a doutrinação, mas a exigir que o Estado a impeça formalmente, por meio de lei. Uma das primeiras consequências práticas dessa reação é o Projeto de Lei 867/2015, que veda em sala de aula “a prática de doutrinação política e ideológica bem como a veiculação de conteúdos ou a realização de atividades que possam estar em conflito com as convicções religiosas ou morais dos pais ou responsáveis pelos estudantes”. O projeto consubstancia o lobby de um grupo que se intitula “Escola Sem Partido”, cujo objetivo oficial – “sem qualquer espécie de vinculação política, ideológica ou partidária”, como diz seu site na internet – é denunciar a propagação de ideologias em sala de aula. Na prática, porém, a…

FPM inexpressivo: prefeitos reclamam da baixa no repasse

O repasse do FPM referente ao segundo decêndio deste mês será creditado nas contas das prefeituras brasileiras nesta quarta-feira, 20. O montante transferido será de R$ 605 milhões, já descontada a retenção do Fundeb. De acordo com a CNM, se compreendidos os efeitos negativos da inflação, com a desvalorização da moeda, o atual decêndio apresenta um crescimento pífio, de 0,32%.

Compartilhe:

Carteira de poupança do Sicredi cresce 6,4% em junho‏

No acumulado do primeiro semestre, instituição financeira cooperativa registrou incremento de 13,5%, enquanto mercado apresentou retração de 2,8% Na contramão do mercado, a carteira de poupança do Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,2 milhões de associados – registrou, em junho, um incremento de R$ 350 milhões (somando todas aplicações, menos os resgates e mais os rendimentos). O resultado representa um aumento de 6,4% na comparação com o mês anterior, enquanto o sistema financeiro manteve a carteira praticamente estável, com crescimento de apenas 0,06%. A caderneta de poupança segue como o investimento mais popular entre os investidores brasileiros. No entanto, o que tem se observado é que há um movimento maior de retirada do que de aplicação. De acordo com dados do Banco Central do Brasil (BC), em junho, no conjunto de todas as instituições financeiras do País, a poupança fechou o sexto mês seguido com os saques superando o número de depósitos, em R$ 3,718 bilhões. De janeiro a junho de 2016, o volume de saque líquido atingiu R$ 42,6 bilhões, sendo o pior primeiro semestre da série histórica do BC, desde 1995. No acumulado do primeiro semestre de 2016, os números do Sicredi também são positivos. No período, a carteira de poupança do Sicredi apresentou crescimento de 13,5%, com incremento de aproximadamente R$ 700 milhões, enquanto o mercado sofreu retração de 2,8%, com captação líquida negativa na ordem de R$ 42 bilhões, o pior resultado em mais de 20 anos. De junho de 2015 a junho de 2016, o crescimento da…

Enfim, as convenções!

A partir desta quarta (20), os partidos já estão autorizados a realizarem suas convenções municipais, para definir os candidatos a prefeito, vice e vereador. O prazo segue até 5 de agosto, de acordo com o calendário Eleitoral.

Em Marabá, o PMDB dá a largada, e realiza nesta noite de quarta feira 20 julho, reunião com os pré candidatos a vereador na sede do partido na rua 7 de junho na marabá pioneira.

O deputado João Chamon presidente do diretório Municipal da sigla adiantou que vai defender a tese de candidatura própria do partido.Tudo deve ocorrer, quando o prefeito afastado de Marabá João Salame decidir a viabilidade de sua candidatura. Chamon afirma que convenção do PMDB, esta marcada para dia 31 de julho.

Compartilhe:

MARABÁ SEM PREFEITO:LUIS CARLOS PEDE LICENÇA JUÍZA ALDECY NÃO ACEITA ASSUMIR E DIRETOR DO FÓRUM PASSA BOLA AO TJE

O Presidente da Câmara Municipal de Marabá  vereador  Miguel Gomes Filho informou ao Zeca News  que  enviou ofício ao diretor do Forum, juiz Amarildo Mazzuti, comunicando  a transmissão do cargo de prefeito ao  Judiciário, diante da impossibilidade de qualquer vereador substituir  Luiz Carlos Pies da função que pediu licença de 5 dias  para tratamento de  saúde.

A posse de qualquer vereador em substituição,  o tornaria inelegível na eleição municipal.

A juíza Maria Aldeci Pissaloti, que seria a pessoa indicada   na linha sucessória para ocupar o Executivo, titular da vara Agrária, não aceitou assumir a prefeitura de Marabá, diante do pedido de licença do prefeito interino Luiz Carlos Pies.

Certificado da vacância do cargo, o diretor do fórum decidiu encaminhar a questão para o Tribunal de Justiça do Estado decidir quem assume  a prefeitura.

 

 

Compartilhe:

MARABÁ: PREFEITO EM EXERCÍCIO SE LICENCIA DO CARGO POR CINCO DIAS

NOTA OFICIAL
Por motivo de tratamento de saúde, o Prefeito Municipal interino Luiz Carlos Pies licenciou-se cargo durante cinco dias, a partir desta quarta-feira, dia 20 de julho de 2016.
Em ofício, enviado na manhã desta terça-feira (19), ao qual foi anexado atestado médico, o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Gomes Filho, foi comunicado para tomar as devidas providências, devido à vacância do cargo.

Na linha sucessória, o vereador Miguel Gomes Filho é quem deveria ocupar o cargo.

Desincompatibilizado do cargo para disputar reeleição na eleição de outubro, Miguel  está impedido.

O  vereador Miguelito  informou  que vai  comunicar a  à juíza Maria Aldeci  de Sousa Pissolati ocupar o Executivo na manha desta quarta feira.

Compartilhe:

Brasileiro não quer imposto, nem o temporário, diz pesquisa

Pesquisa encomendada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) ao Ipsos Public Affairs mostra que a maioria dos entrevistados prefere que o governo corte gastos em vez de elevar impostos a fim de equilibrar o orçamento público. A pesquisa, que teve respostas estimuladas (em que uma lista é apresentada para que os entrevistados  escolham as alternativas) indica que a rejeição ao aumento de tributos é grande – mesmo que essa alta seja temporária. Questionados a respeito do melhor caminho para equilibrar o orçamento entre duas alternativas – aumentar impostos para arrecadar mais ou cortar gastos para reduzir as despesas – 88% dos entrevistados escolheram a segunda opção. Depois, perguntados se confiavam que um eventual aumento de impostos seria temporário, 84% disseram não confiar nessa possibilidade. A pesquisa “Percepção Sobre as Contas Públicas Brasileiras” entrevistou 1.200 pessoas em todo o país.
Ao serem apresentados a uma lista com 12 opções de redução de gastos, 24% mencionaram como primeira opção congelar os salários dos funcionários do governo federal e 18% reduzir a quantidade de cargos comissionados. A não contratação de novos funcionários pelo governo federal recebeu 11% das respostas. Aumentar a idade mínima para a Previdência Social foi citado como primeira opção por 3% dos entrevistados. Somaram 7% das preferências as opções relacionadas à redução de auxílios sociais, como diminuir o tamanho do Bolsa Família (3%), do programa Minha Casa Minha Vida (2%) e do financiamento estudantil Fies (2%). Publicidade (Valor)

Compartilhe:

STF suspende decisão da Justiça do Rio que bloqueou WhatsApp

Na decisão, de caráter liminar, Lewandowski analisou ação impetrada pelo PPS ministro Ricardo Lewandowski (STF) suspende decisão da 2ª vara criminal de Duque de Caxias (RJ) e manda reestabelecer imediatamente WhatsApp. A decisão de Lewandowski foi tomada a partir de ação do PPS protocolada nesta terça-feira, 19. O aplicativo de mensagens havia sido bloqueado em todo o País após uma decisão da juíza Daniela Barbosa de Souza, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias. Ela alegou que o Facebook, empresa proprietária do WhatsApp, se recusou a fornecer informações para uma investigação na cidade. Ao deferir a liminar, o presidente do STF observou que a Lei 12.965/2014 que instituiu o Marco Civil da Internet dispõe que a disciplina do uso da internet no Brasil tem como um dos princípios a “garantia da liberdade de expressão, comunicação e manifestação de pensamento, nos termos da Constituição Federal”. Além disso, há expressa preocupação com a “preservação da estabilidade, segurança e funcionalidade da rede”. Segundo Lewandowski, é preciso destacar a importância desse tipo de comunicação por mensagens instantâneas até mesmo para intimação de despachos ou decisões judiciais, como já vem sendo feito em alguns casos. O ministro destacou que a própria juíza de Duque de Caxias assinala, na decisão que suspendeu o uso do aplicativo, que ele possui mais de um bilhão de usuários no mundo, e que o Brasil é o segundo país com maior número de usuários.Quanto à possibilidade de a empresa responsável pelo serviço quebrar ou não a criptografia das mensagens, permitindo acesso ao seu conteúdo, o…

Moradores do Geladinho comemoram chegada do asfalto ao balneário

Os moradores da Estrada do Geladinho, no Núcleo São Félix, estão comemorando a chegada do asfalto, após décadas de espera. São 3.100 metros de pavimentação da via que leva a um dos principais balneários do município. Um dos que estão muito contentes com a chegada do asfalto é o pedreiro Claudemir Mendes, 38 anos, que há 30 mora no local. “Aqui era só mato, entrava prefeito, saía prefeito e nada. A gente tinha que ficar com a porta de casa todo tempo fechada”, lembra ele, acrescentando que agora vai colocar uma venda em frente à casa dele. Quem também está feliz é o comerciante Adonias da Cruz, 47 anos, que tem planos de melhorar o estabelecimento comercial dele e vender lanche e refeições. “A gente vendia caldo, mas tivemos de deixar de vender. O poeirão tomava de conta e hoje fomos surpreendidos com essa obra que vai beneficiar a todos”, disse, ressaltando que todos estão muito satisfeitos. Presidente da Associação de Moradores do Geladinho, Valdemir de Souza da Silva também está maravilhado com o “chão preto”. “Esse asfalto é um sonho para nossa comunidade, muitas pessoas não acreditavam e hoje o nosso sonho é concretizado”, comemorou. A pavimentação está sendo feita com CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), tipo de asfalto apropriado tanto ao tráfego de veículos leves quanto ao de veículos pesados. Ou seja, bem mais resistente, que garante manutenção mais barata e maior durabilidade. O recurso para a obra, orçada em R$ 1.944.732,43, é oriundo de emenda parlamentar do então deputado federal Asdrúbal…

Justiça do Rio de Janeiro manda bloquear WhatsApp

Operadoras de telefonia do país já foram notificadas para suspender acesso ao aplicativo A Justiça do Rio de Janeiro mandou que todas as operadores de telefone celular bloquem o aplicativo de mensagens de celular WhatsApp em todo o país, imediatamente. As empresas de telefonia já foram notificadas após o Facebook se recusar a cumprir uma decisão judicial para fornecer informações para uma investigação. A decisão tomada pela juíza Daniela Barbosa Assumpção de Souza, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, manda que as operadoras suspendam o acesso imediatamente. De acordo com a magistrada, o Facebook, que é proprietária do WhatsApp, foi notificado três vezes para interceptar mensagens que seriam usadas em uma investigação policial da 62ª DP (Imbariê), em Caxias, no entando a empresa teria se negado a passar. “A população tem que entender que realmente não é algo que o juiz fixa. Eu uso o WhatsApp, todos nós utilizamos. O que tem que se entender é que hoje o WhatsApp é utilizado por muitas pessoas envolvidas em crimes. Eles — os criminosos — começaram a perceber que como as interceptações telefônicas são feitas nas investigações criminais e como no WhatsApp isso não acontece, então eles passaram a ter no WhatsApp um ‘porto seguro’, onde eles se comunicam livremente. Esse bloqueio é por tempo indeterminado, até que o WhatsApp cumpra efetivamente a decisão judicial”, diz a magistrada em sua decisão. Todas as operadoras telefônicas – TIM, Oi, Vivo, Claro e Nextel – já foram notificadas, por volta das 11h30, sobre a determinação e o app…