30ª EXPOAMA

Feira movimenta renda em todos os públicos, diz Diamantino A 30ª edição da Exposição Agropecuária de Marabá (Expoama), maior feira agropecuária da região Norte, inicia amanhã e segue até o dia 10 de julho. A feira é uma grande oportunidade de negócios e de acordo com o empresário Winston Diamantino, a Exposição irá movimentar o dinheiro dentro da cidade, desde os grandes aos pequenos empresários e comerciantes, beneficiando todos os públicos.       “Isso movimenta muito a cidade. Alguns colocam um carrinho de cachorro quente, outros com stands maiores ou menores. A Expoama é muito boa porque movimenta o dinheiro dentro da cidade em todos os públicos”, pontua o empresário.       Winston enaltece o trabalha do Sindicato dos Produtores Rurais (SPRM) e a Diretoria na pessoa  do Neném  do  Manelão pela organização da 30ª edição da feira, que traz na programação rodeios, shows de alto nível, eventos, palestras e 10 leilões que prometem movimentar cerca de 20 milhões de reais. “A Expoama esse ano está vindo com uma programação excepcional de show, eventos, leilões. A diretoria e o Presidente estão fazendo uma programação espetacular”, elogia.       Os leilões começam sábado e vão até o último domingo encerrando com o leilão do Sindicato. O grupo Revemar irá realizar dois leilões. O primeiro será o leilão de bezerros comercias para convidados na quinta-feira (07) à noite. E o segundo na sexta-feira (08) com o leilão de touros, ao meio dia. Serão leiloados 120 touros, desenvolvidos na produção genética. “A  Revemar produz material…

Açaí com o Diretor promove diálogo entre profissionais‏

O Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, lançou esta semana o programa Açaí com o Diretor. A iniciativa consiste em estabelecer um bate-papo entre colaboradores e a diretoria da unidade para integrar as equipes. Mais de 20 profissionais participaram da primeira edição do programa. Eles foram recebidos pelo diretor geral Valdemir Girato e pelo diretor de Enfermagem, Leisson Pinheiro, nesta terça-feira (28). O auxiliar de Farmácia Edson Pereira Oliveira participou do primeiro encontro. Ele comentou que se sentiu valorizado com a ação. “Trabalhar no hospital se tornou um sonho depois que fui internado na unidade após sofrer um acidente, em 2009. Sai daqui com o desejo de me tornar um funcionário. Já estou aqui há quatro anos e gosto do que faço”, afirmou o colaborador. “A partir desse novo programa, as equipes passam a se conhecer melhor, a se sentir mais próxima da diretoria e a entender a rotina de cada setor. É uma integração”, concluiu Edson. Segundo o diretor Valdemir Girato, a ação acontecerá uma vez ao mês e será estendida a todos os colaboradores da unidade, escolhidos em sorteio a cada edição. “Essa integração é muito importante para o resultado do atendimento ao usuário, não só porque uma equipe passa a entender o papel da outra, mas também porque gera um sentimento de cumplicidade. Na primeira edição do programa, reunimos colaboradores com mais de dez anos na unidade e outros recém-contratados. Isso gerou uma excelente troca de experiência”. O Açaí com o Diretor é desenvolvido em…

Luiz Carlos nomeia dois novos secretários

O prefeito interino Luiz Carlos Pies nomeou, nas últimas 24 horas, novos secretários para duas das mais importantes pastas da Administração Municipal.

Ontem, quarta-feira (29), foi nomeado secretário municipal de Saúde Antônio Clóvis Leite Rego, administrador e ex-superintendente adjunto do Incra Marabá. O então secretário, José Geraldo de Brito, assume a secretaria adjunta.
Nesta quinta-feira (30), o prefeito nomeou Carol Leal Leite como a nova secretária municipal de Educação. Ela é advogada, bacharel em Engenharia Ambiental e já foi coordenadora do Departamento Jurídico Pedagógico da Semed, no início da gestão.

Compartilhe:

Geisy Arruda vai a feira e dá dicas de como substituir o arroz e o feijão

Alta dos preços do prato mais tradicional brasileiro motivou modelo a procurar opções e a pechinchar. Geisy Arruda, como todo brasileiro, foi surpreendida pela alta dos preços do arroz e do feijão, itens que compõem o mais tradicional prato da refeição em nosso país. E o aumento não foi pequeno, não. Nos últimos 12 meses, o preço do feijão carioca já subiu mais de 58%, enquanto o do arroz aumentou 12,42% entre janeiro e abril. “Não dá para ficar sem comer, né? Até esses preços baixarem, vou fazer substituições no meu cardápio e pechinchar muito”, disse Geisy, que agora é blogueira da Classe C e topou ser repórter por um dia do EGO para encontrar substitutos mais baratos para o arroz e o feijão e a pechinchar na feira livre da rua Cayowaa, na Pompeia, Zona Oeste de São Paulo. Para não haver prejuízo na dieta, a nutricionista Chris Castro deu a dica para fazer a substituição ideal. “Como o feijão é uma ótima fonte proteínas, ferro, cálcio, magnésio, zinco, vitaminas (principalmente do complexo B), carboidratos e fibras, o ideal é substituí-lo por outra leguminosa com características nutricionais semelhantes, como a lentilha e o grão-de-bico. No lugar do arroz, uma boa opção é a batata-doce, que é uma ótima fonte de carboidratos com baixo índice glicêmico, além de ser rica em fibras e fonte de vitaminas e minerais,” explicou a nutricionista. Qual não foi a surpresa de Geisy ao se dar conta de que a lentilha e o grão-de-bico, porém, estão mais caros do que o feijão, que custa R$…

MEC divulga hoje o resultado do Fies

Os estudantes pré-selecionados têm prazo de 1º a 7 de julho para concluir a inscrição no Sistema Informatizado do FiesArquivo/Agência Brasil O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (30) o resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Até as 18h de ontem, a poucas horas do fim do prazo, 265.856 estudantes estavam inscritos no programa. O resultado poderá ser consultado na página do Fies. Nesta edição serão ofertados 75 mil financiamentos. Aqueles que não forem selecionados serão automaticamente inscritos na lista de espera. As vagas que não forem ocupadas pelos estudantes selecionados serão ofertadas à lista de espera de 4 de julho a 10 de agosto. O resultado é uma pré-seleção, assegura apenas a expectativa de direito às vagas para as quais se inscreveram no processo seletivo do Fies. A contratação do financiamento fica condicionada à conclusão da inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies) e ao cumprimento das demais regras e procedimentos do programa. Os estudantes pré-selecionados têm o prazo de amanhã (1º) até o dia 7 de julho para concluir a inscrição no SisFies. Após essa etapa, o estudante tem ainda que validar as informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino para a qual foi selecionado e comparecer a um agente financeiro do Fies. Os prazos estão disponíveis no portal do Fies. O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do…

Conselho de Ética abre processo contra Bolsonaro por homenagem a torturador

O Conselho de Ética da Câmara instaurou nesta terça-feira (28) processo por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). A representação do PV acusa Bolsonaro por ter dedicado seu voto a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, reconhecido pela Justiça como torturador durante a ditadura militar. A instauração do processo foi possível porque, com o fim do processo disciplinar contra o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a pauta do colegiado foi destrancada.

Ontem foi realizado o sorteio dos três dos seis deputados do PT e PR para relatar a ação disciplinar. Foram sorteados os deputados Zé Geraldo (PT-PA), Wellington Roberto (PR-PB) e Valmir Prascidelli (PT-SP), que não são do mesmo estado, nem do mesmo partido ou do bloco parlamentar. O presidente do conselho, José Carlos Araújo (PR-BA), conversará com os deputados e escolherá um dos três sorteados. A partir de agora, o processo terá 90 dias úteis para tramitar. O PV pede a cassação do mandato de Bolsonaro. As informações são do Estadão.

Réu por injúria
Na semana passada, a segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu tornar Bolsonaro réu. Na ação em questão, o parlamentar é acusado de injúria e incitação pública ao estupro quando, em 2014, afirmou na tribuna da Câmara que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT-RS) “porque ela não merece”.

Compartilhe:

LANÇADO CONCURSO PARA 815 VAGAS EM HOSPITAIS DA UFPA. SALÁRIO DE R$ 1,8 MIL A R$ 8,8 MIL

Um total de 815 vagas de empregos em nível médio e superior estão disponíveis em concurso público nas áreas administrativas, médica e assistencial com lotação no Complexo Hospitalar Universitário da Universidade Federal do Pará (UFPA), constituído pelos Hospitais Universitários Bettina Ferro de Souza (HUBFS) e João de Barros Barreto (HUJBB). Os editais foram lançados pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), do Ministério da Saúde, no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 27 de junho. Das 815 vagas, 484 são à área assistencial, 234 para médica e 97 vagas à área administrativa, com empregos para o quadro de pessoal da Ebserh regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Os salários vão de R$ 1.863,48 a R$ 8.887,51 As inscrições começaram nesta segunda-feira, 27, e seguem até 14h do dia 1º de agosto de 2016. São feitas pelo site do Instituto AOCP (www.institutoaocp.org.br), executor do concurso. Ou no Posto de Inscrição Presencial, até 1º de agosto, das 8h30 às 12h e das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), na Copy Cyber, na travessa do Chaco, 1957 B, no bairro do Marco, em Belém. Na área administrativa a taxa de inscrição é R$ 60,00 (nível médio) e R$ 80,00 (nível superior); na médica é R$ 120,00 (nível superior), e na assistencial custa R$ 60,00 (nível médio) e R$ 80,00 (nível superior). Salários e carga horária – Na área administrativa a carga horária é de 40 horas semanais, exceto jornalista, que conta com legislação específica de 25 horas no serviço público, e os…

Lâmpadas incandescentes não poderão ser vendidas no Brasil a partir da próxima quinta

A partir da próxima quinta-feira (30), as lâmpadas incandescentes não poderão mais ser vendidas no Brasil. De acordo com a Agência Brasil, fabricantes, atacadistas e varejistas serão fiscalizados a partir da data. Os estabelecimentos, importadores e fabricantes serão fiscalizados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), e poderão ser multados caso não sigam a nova legislação.

 

Para o diretor técnico da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux ), Isac Roizenblatt, vale a pena aproveitar a proibição para investir em lâmpadas mais modernas, como as fluorescentes ou as de LED. “O que custa pesado para os consumidores não é o preço da lâmpada de fato, é o preço da energia ao longo do tempo. Então, esse investimento retorna rapidamente”, explica.

 

Enquanto uma lâmpada incandescente de 60 watts custava em média R$ 2,90, uma equivalente de LED custa em torno de R$ 8,90. Segundo ele, a melhor opção é usar as lâmpadas LED, que são mais eficientes e não contêm metais pesados.

Compartilhe:

Assentados recebem benfeitorias acordadas com mineradora‏

Famílias de trabalhadores rurais assentados pelo Incra receberam, na última quinta-feira (23), uma série de benfeitorias no Projeto de Assentamento União Américo Santana, no município de Canaã dos Carajás (PA). As obras de infraestrutura social são frutos de um acordo estabelecido entre o Incra, a mineradora Vale S/A e os assentados do referido projeto. Ocorre que estes trabalhadores são oriundos de uma área de 31 hectares, correspondente à Vila Mozartinópolis, a qual restou onerada por servidão minerária, conforme o Artigo 27 do Decreto-Lei 227/67. Ou seja, a área passou a ser objeto da mineração e as famílias foram removidas para outra área, cedida pela mineradora. A empresa então, cedeu o imóvel denominado Fazenda Recreio, com o tamanho de 1.685 hectares, portanto, bem superior ao que possuíam anteriormente. Nesta área, o Incra criou em 2014, o Projeto de Assentamento União Américo Santana e cadastrou as 50 famílias da Vila Mozartinópolis na relação de beneficiários. Desta maneira, as famílias passaram a fazer parte do Programa Nacional de Reforma Agrária, tendo direito a todos os benefícios e créditos disponíveis pelo Governo Federal, tais como Crédito Apoio, Pronaf e Assistência Técnica, Social e Ambiental. A mineradora construiu 50 unidades habitacionais, perfurou 50 poços semiartesianos para os domicílios, fez a abertura e construção de 17 km de estradas vicinais e a implantação e distribuição da rede de energia elétrica. Procedeu ainda à reforma e ampliação do Centro Comunitário, construiu o Complexo Escolar e o Posto de Saúde da Vila Ouro Verde, vizinha ao assentamento. Tudo ocorreu sob minuciosa supervisão do…

Cooperativismo: sinônimo de desenvolvimento sustentável

    Márcio Lopes de Freitas Presidente do Sistema OCB foto Alexandre Alves   O movimento cooperativista é feito por pessoas que trabalham umas pelas outras e, como resultado, tem ampliado sua visão acerca das questões sociais, levando em conta as mudanças do mercado e da sociedade. Fez isso, unicamente para se transformar em um modelo que combina empreendedorismo e inovação em benefício das comunidades e, também, para gerar desenvolvimento socioeconômico contínuo. É por este motivo que a palavra sustentabilidade é tão utilizada no universo cooperativista. Afinal, nosso movimento se preocupa com as condições do planeta que vamos deixar para os nossos filhos e netos.   E se um mundo melhor e mais sustentável é o objetivo de todos, é preciso ampliar o debate sobre como potencializar os resultados dos cooperados, sem que isso resulte na degradação de recursos naturais, por exemplo. E neste quesito, as cooperativas brasileiras têm feito sua lição de casa e dado exemplo ao país, já que estão sempre atentas às inovações, que pautam suas iniciativas em busca de um mundo mais equilibrado.   Para se ter uma ideia, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou recentemente uma nova agenda para a superação das crises ambientais e sociais do planeta, com forte amparo em 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS. E as cooperativas ao redor do país já sinalizaram a incorporação desses objetivos em seu jeito de produzir ou de prestar seus serviços valorizando sempre suas três dimensões: econômica, social e ambiental.   A Aliança Cooperativa Internacional (ACI), importante organismo de representação…