Conceição do Araguaia: jogador de futebol Jóbson é preso acusado de estuprar 4 garotas

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, 23, em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Conceição do Araguaia, no sudeste paraense, o jogador de futebol Jóbson Leandro Pereira de Oliveira, 28 anos, que está indiciado em inquérito policial sob acusação de estuprar quatro adolescentes que residem no município. Ele foi preso pela equipe de policiais civis de Conceição do Araguaia, comandados pelo delegado Rodrigo da Motta, nesta manhã, em sua chácara, localizada na cidade de Couto Magalhães, oeste do Estado de Tocantins.

A ordem de prisão foi decretada pelo juiz da Comarca de Conceição do Araguaia, Marcos Paulo Sousa Campelo. Um quinto caso de estupro em que o jogador é acusado está sendo investigado na Delegacia. As investigações contaram com atuação dos investigadores Washington José Lima da Silva e Manoel Oliveira da Costa, para elucidação do caso.

Ao ser preso, o jogador recebeu das mãos dos policiais civis o mandado de prisão e não ofereceu resistência. Ele foi conduzido em viatura policial até a Delegacia de Conceição do Araguaia, inicialmente, para prestar depoimento. Em seguida, ficou de ser apresentado ao juiz responsável pelo mandado de prisão. O jogador é paraense, nascido em Conceição do Araguaia, e atualmente está sem clube.

Compartilhe:

SERVIDORES PODEM DECRETAR GREVE NA TERÇA

 

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Marabá, Servimmar, decidiu na tarde desta quarta-feira (22) que se a prefeitura não pagar o Vale Alimentação até a próxima terça-feira, a categoria vai deliberar greve por tempo indeterminado. A informação foi confirmada pelo presidente da instituição, José Edmilson Oliveira na manhã desta quinta-feira em entrevista  ao Zeca News.

Segundo José Edmílson, o problema foi agravado ontem quando os servidores estavam reunidos em frente à prefeitura para cobrar do prefeito interino Luiz Carlos Pies, uma posição em relação ao pagamento do benefício.

 

O caso está sendo analisado pelo Servimmar que deverá procurar orientação de advogado para proceder a acusação formal na justiça. O Ministério Público também deverá ser acionado para analisar a situação, segundo José Edmilson Oliveira.

A prefeitura não vai emitir nota sobre esse episódio, segundo informações da ASCOM para o Zeca News, tudo não passou de um mal entendido, e as declarações do servidor exonerado nas redes sociais, não passam de factoide.

Compartilhe:

As 10 medidas contra a corrupção

O jovem procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa do Ministério Público Federal que atua na Operação Lava Jato, disse hoje aquilo que brada no peito de milhões de brasileiros: “A corrupção é uma assassina sorrateira, invisível e de massa. É um serial killer que se disfarça de buracos em estradas, em falta de medicamentos, em crimes de rua e de pobreza. A corrupção desvia anualmente R$ 200 bilhões dos cofres públicos. Isso poderia triplicar os atuais investimentos em saúde ou em educação”. Um dos idealizadores da campanha anticorrupção, ele discursou na tribuna da Câmara Federal e foi aplaudido de pé, ao defender a aprovação do projeto de lei de iniciativa popular que contém as dez medidas contra a corrupção, com três focos centrais. “O primeiro é criar punição adequada, em termos de pena, fechando as atuais brechas na lei; o segundo foco é prever instrumentos para recuperar recursos desviados; e, por fim, o terceiro foco é criar uma conscientização dos danos que a corrupção causa e desestimulá-la por [meio de] uma mudança cultural”, explicou Dallagnol. Pela proposta, o funcionário público que tiver evolução patrimonial incompatível com a renda será punido, se condenado, com prisão de 3 a 8 anos. A pena será dobrada se os bens estiverem em nome de terceiros. Atualmente, o enriquecimento ilícito é punido pela Lei de Improbidade (8.429/92), que não prevê prisão.  Outra alteração que o projeto propôs cria a figura do “confisco alargado”, pelo qual o condenado por enriquecimento ilícito fica obrigado a devolver aos cofres públicos bens e valores cuja…

Dançarino morto a tiros e pedradas entrou por engano em território do Bonde do Maluco

Guiado pelo GPS, o dançarino e produtor Marcos Venício Santos de Jesus, 32 anos, queria chegar em Vista Alegre. No entanto, acabou parando na Nova Constituinte, em Periperi, território da facção Bonde do Maluco (BDM), local onde foi atacado a tiros e pedradas, na tarde de terça-feira (21). Segundo uma moradora da região, ele procurava sem saber uma pessoa ligada a uma facção rival. Marcos Venício, dançarino da banda Guetto é Guetto, morreu nesta tarde. “Ele estava de moto e visivelmente perdido. Perguntou como fazia para chegar em Vista Alegre, porque tinha que pegar o dinheiro na mão de um tal Jefinho para pagar a banda que produzia, a Hit Hall’s”, disse a mulher, que inicialmente não reconheceu o dançarino. “Eu o via com os dreads, mas como ele estava sem, nem liguei o nome à pessoa. Só alguns minutos depois que o reconheci, quando caído e coberto de sangue”, contou a mulher ao CORREIO. De acordo com a testemunha, por volta das 15h, Marcos Venício entrou na Rua Ana Cristina, que liga a Nova Constituinte a localidade do Congo. Ele queria sair a logo da Nova Constituinte e entrou por conta própria na Rua Ana Cristina, onde parou a moto em frente a um lava-jato. Em seguida, desceu falando no celular, como se estivesse querendo confirmar o endereço com alguém. “Então, entrou em um bêco, onde subiu uma escadaria. Foi quando ele perguntou a um grupo de rapazes sobre um tal de Jefinho e que tinha que pegar uma encomenda na mão dele. Esse Jefinho é do grupo rival. Ele…

Morte de onça em revezamento de tocha é destaque no exterior

Após  abalar todo o Brasil e provocar revoltas nas redes sociais, o caso da onça abatida no Amazonas após participar de uma cerimônia com a tocha olímpica ganhou as páginas dos principais jornais e sites internacionais nesta quarta-feira.

O The Telegraph a BBC , a Reuters e a rede norte-americana CNNnoticiaram o episódio, ocorrido em Manaus. A fêmea Juma participou, presa a uma corrente de ferro, do revezamento da tocha no Centro de Instrução de Guerra da Selva (Cigs), na segunda-feira. Momentos depois, a onça escapou do centro e, apesar de ter sido medicada com tranquilizantes, atacou um militar. O Exército, então, resolveu sacrificar o animal com um tiro de pistola.

“Erramos ao permitir que a Tocha Olímpica, símbolo da paz e da união entre os povos, fosse exibida ao lado de um animal selvagem acorrentado”, admitiu o Comitê Organizador dos Jogos do Rio 2016. Em uma nota divulgada em sua fanpage no Facebook, o comitê também disse que o ocorrido “contraria as crenças e valores” da organização.

Fonte: Terra

Compartilhe:

Avião de Campos: Declarado foragido pela Operação Turbulência, empresário é encontrado morto em motel

  O empresário Paulo César de Barros Morato, que estava sendo investigado pela Operação Turbulência, e foi declarado como foragido pela Polícia Federal nesta última terça (21) foi encontrado morto nesta quarta-feira (22), à noite, num motel localizado na Avenida Perimetral, em Olinda. A delegada Gleide Ângelo e o delegado Jorge Ferreira foram ao local e confirmaram a morte, mas ainda não revelaram se foi suicídio, homicídio ou morte natural. A Polícia Federal cogitou a possibilidade de incluir o nome do empresário Paulo César na lista dos procurados da Interpol. Segundo a PF, ele era suspeito de integrar “uma organização criminosa” que teria desviado R$ 600 milhões, envolvendo pelo menos 18 empresas que seriam de fachada e tinham abastecido campanhas políticas de Pernambuco e do Nordeste. Paulo Morato é supostamente dono da empresa “Câmara & Vasconcelos Locação e Terraplenagem LTDA”. Ele é apontado pelo Ministério Público como um dos que aportou recursos na aquisição da aeronave Cesnna, que transportava o ex-governador Eduardo Campos em 2014, falecido em 13 de agosto daquele ano, num acidente aéreo. Eduardo era candidato a presidente da República. O grupo foi descoberto pela PF a partir das investigações que apuravam quem seria, finalmente, o dono do jato que transportava Eduardo naquele ano. Segundo o assessor de imprensa da Polícia Federal, Giovani Santoro, um agente federal está acompanhando as investigações para observar se a morte tem algo relacionado à Operação Turbulência. Por enquanto, de acordo com ele, o caso será tocado pela Polícia Civil. Segundo informações do Ministério Público Federal, Paulo César…

Ex-ministro Paulo Bernardo é preso em Brasília

O ex-ministro Paulo Bernardo foi preso nesta quinta-feira (23). Paulo Bernardo e a senadora Gleisi Hoffmann foram indiciados em março. O ex-ministro Paulo Bernardo foi preso nesta quinta-feira (23) na 31ª fase da  Operação Lava Jato, em Brasília. Um mandado de busca e apreensão também está sendo cumprido na casa da senadora Gleisi Hoffmann, em Curitiba. Policiais federais também estão na sede do PT no Centro de São Paulo. A Polícia Federal indiciou Gleisi Hoffmann(PT-PR) e o marido dela, o ex-ministro Paulo Bernardo, ao concluir o inquérito sobre as suspeitas de que dinheiro desviado da Petrobras abasteceu em 2010 a campanha ao Senado da parlamentar. A defesa do ex-ministro disse que desconhece as razões da prisão, e que estranha porque Paulo Bernardo sempre se colocou à disposição das autoridades. A PF afirma ter indícios suficientes contra Gleisi e o marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, por suposto envolvimento em crime de corrupção. As conclusões da Polícia Federal foram anexadas ao inquérito 3979, que tramita no Supremo Tribunal Federal , na Operação Lava Jato. A PF entendeu que há indícios suficientes de que a campanha de Glesi recebeu R$ 1 milhão em propina. Um novo delator , Antonio Carlos Pieruccini, informou que transportou o dinheiro, em espécie, de São Paulo para Curitiba em quatro viagens e que entregou a quantia para Ernesto Kugler,  empresário que seria próximo de Gleisi. Segundo a PF, as entregas ocorreram na casa de Kugler e em empresas das quais é sócio. E que o empresário e o então tesoureiro da campanha de Gleisi, Ronaldo da…

MARABÁ :LADRÕES ARROMBAM PRÉDIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

Devido a arrombamento e furto de objetos do prédio em que funciona o Comitê do Bolsa Família, na entrada da Marabá Pioneira, o atendimento aos beneficiários foi suspenso nesta quarta-feira (22). Amanhã, quinta-feira (23), o serviço volta ao normal, uma vez que o sistema operacional em nada foi afetado.
Na ação criminosa contra o patrimônio público, ocorrido na madrugada, foram levados um forno e micro-ondas, uma caixa de som com microfone, um televisor de 20 polegadas, panela de pressão, liquidificador e um notebook.
Ao saber do arrombamento, a coordenadora do comitê, Elane Lima, se dirigiu até a Seccional de Polícia Civil para registrar o Boletim de Ocorrência.
A vigia responsável pelo serviço na noite do arrombamento teria se ausentado sem avisar, alegando problemas de saúde intestinais, o que pode ter facilitado a ação dos criminosos. A polícia está investigando na tentativa de conseguir prender os acusados e recuperar os objetos do furto.
Com os transtornos, todas as pessoas que aguardavam atendimento foram reagendados para amanhã, quinta-feira (23

Compartilhe:

MARABÁ:Paulo dos Correios morre vitima de câncer em Goiânia aos 52 anos

O Prefeito Municipal interino, Luiz Carlos Pies, vem de público se solidarizar com a família do servidor municipal Vicente Paulo de Melo, 52 anos, mais conhecido como Paulo dos Correios, que deixou nosso convívio na terça-feira (22), após ter lutado contra um câncer no fígado nos últimos seis meses. Ele estava internado em hospital de Goiânia (GO) havia 60 dias.
Paulo dos Correios exerceu durante dois anos e dois meses a função de Diretor de Logística na Secretaria Municipal de Educação (Semed), tendo coordenado a construção de escolas, Núcleos de Educação Infantil, climatização de salas de aula e demais obras que resultaram em melhorias para a rede municipal de ensino.
Era mineiro da cidade de Mutum e estava em Marabá havia 40 anos, onde fez uma legião de amigos. Paulo deixa viúva Raianne e órfãos de pai cinco filhos: Lucas, Valquíria, Lorena, Maria Clara e Ana Luiza.
O corpo de Paulo dos Correios está sendo trasladado de Goiânia para Marabá via terrestre e tem chegada prevista para as 8 horas desta quinta-feira (23).
O velório acontece no Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, na Praça do Novo Horizonte; e o sepultamento, às 16 horas no Cemitério Jardim da Saudade, no Núcleo Cidade Nova.

Compartilhe:

ALEPA DEBATE SEGURANÇA NO TRÂNSITO

O grande índice de casos de violência contra agentes de trânsito no Pará, motivou o deputado estadual João Chamon, a propor a realização da Sessão Especial “Segurança no Trânsito e Defesa da Vida – Busca por Políticas Públicas e Valorização dos Agentes de Trânsito”, na Assembleia Legislativa do Estado do Pará, nesta quinta-feira, 23, às 9h, no auditório João Batista.
As reivindicações por mais segurança para a classe de agentes de trânsito, e de mais políticas públicas para a sociedade civil, chegaram ao conhecimento do parlamentar de vários municípios do Estado. De acordo com o departamento de trânsito de Marabá, os números das agressões aos agentes municipais cresceram assustadoramente, e a cada dez abordagens, oito são seguidas de algum tipo de agressão. Ao todo, em 2016, dois agentes de trânsito já foram vítimas fatais destas agressões, um em Ananindeua e outro Abaetetuba.
“Por entender que o assunto precisa ser amplamente debatido por especialistas no assunto e por todas as autoridades responsáveis pela segurança pública no Estado, propus a realização desta Sessão, que terá a grande participação dos agentes de trânsito do Pará, que estão vindo de vários municípios em caravanas. Espero que possamos encerrar este encontro com as melhores soluções para esta tortuosa situação”, afirmou João Chamon.

Compartilhe: