MARABÁ: TRAFICANTE É PRESO COM 1 kg 244 GRAMAS DE MACONHA

Na tarde desta quinta feira policia militar prendeu o traficante Rodrigo Pereira Taveira, ele já tem passagem pela policia por trafico, e estava fazendo o transporte da droga da praça da criança na folha 16, para o bairro nossa senhora aparecida( coca) pelo serviço de mototáxi , a policia civil apurou a conduta do moto taxista para saber se ele parceiro do traficante, mais não encontrou elementos  para prende-lo em flagrante . Rodrigo Taveira esta a disposição da justiça, e a pena é cinco a quinze anos.

Compartilhe:

Absolvidos réus acusados de chacina em Marabá Familia de sindicalista vai recorrer da decisão

Os  fazendeiros João Davi e Evandro Marcolino, acusados de serem os mandantes do assassinato do sindicalista José Pinheiro Lima, a esposa dele Cleonice Campos Lima e o filho Samuel Campos Lima, foram inocentados no fórum de Marabá, sudeste paraense, na tarde desta quinta-feira (7).
O crime aconteceu no dia 10 de junho de 2001, no bairro Morada Nova.
Mais de dez pessoas entre testemunhas de defesa e de acusação foram ouvidas durante o julgamento que teve início às dez horas da manhã de hoje.
Dos três acusados apenas dois sentaram no banco dos réus. O terceiro que não compareceu ao local foi Domingos Correia Bibiano. Sete advogados trabalharam na defesa dos réus João Davi de Melo e Evandro Marcolino Caixeta.
O filho do casal, Edinaldo Campos Filho, não acompanhou o julgamento e só chegou ao fórum no momento em que o juiz Murilo Lemos lia a sentença que absolvia os réus.
Indignado ele protestou contra a sentença e foi retirado do plenário pela segurança.
“Quando pedimos ao Ministério Público para não vir ao julgamento, tínhamos a certeza de que eles seriam absolvidos. É um momento de tristeza e indignação para minha família”, disse Edinaldo.
MOTIVAÇÃO
Segundo apontou a investigação, o motivo do triplo assassinato foi devido o sindicalista ter coordenado um grupo de famílias que no ano de 2000, ocupou a Fazenda São Raimundo, de propriedade de João Davi.
No local, o fazendeiro criava gado em parceria com Evandro Marcolino. A fazenda foi classificada pelo Incra como improdutiva e desapropriada.

Compartilhe:

Justiça Federal manda rever critério de compensação pelo impacto de Belo Monte

Atendendo a pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE), referendado ao Ministério Público Federal, a juíza Maria Carolina Valente do Carmo determinou a suspensão de um repasse, que seria feito pela Norte Energia, por decisão tomada em reunião extraordinária do Comitê de Compensação Ambiental, em 31 de julho de 2014. Cerca de R$ 109 milhões de um total de R$ 126,3 milhões, que deveriam ficar em terras paraenses, estavam endereçados ao Parque Nacional Juruena, no Mato Grosso. A verba de compensação ambiental deveria priorizar a região impactada pela hidrelétrica e a bacia hidrográfica do rio Xingu, no Pará. Em vez disso, 70% desses recursos seriam repassados ao Parque Juruena, que fica a 814 quilômetros da área de impacto, quase o equivalente à distância entre Belém e Palmas (Tocantins). A despeito de sucessivos protestos do Governo do Pará, o critério para o repasse foi mantido pelo Comitê, vinculado ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e onde o Pará não tem assento. Restou o caminho judicial. “É um sinal de desprezo ao povo paraense”, reconhece a juíza, ao conceder a tutela de urgência na ação que pediu a suspensão do depósito, que seria feito até o próximo dia 28. A Justiça Federal obrigou que o novo plano para a destinação dos recursos dê prioridade à região impactada pelas obras da usina, no médio curso do rio Xingu, no Pará. A quantia deverá ser depositada em juízo até a decisão final sobre o destino da compensação. Em valores atualizados, os 70% correspondem a R$…

Procurador pede prisão de ministro e secretário da Saúde por canabidiol

Folha de S. Paulo

O Ministério Público Federal pediu a prisão do ministro da Saúde, Marcelo Castro, e do secretário da Saúde do Estado de São Paulo, David Uip, por descumprimento de decisões judiciais que determinavam o fornecimento de canabidiol a duas crianças de Marília (a 435 km de São Paulo).

Outras sete crianças que foram beneficiadas por outras decisões judiciais também estão sem receber o canabidiol. O procurador da República Jefferson Aparecido Dias informou, por meio de assessoria, que também vai pedir a prisão dos responsável pelo descumprimento desses outros casos.

leia mais

Compartilhe:

CNA decide apoiar o impeachment de Dilma

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) divulgou nesta quarta-feira (6) um comunicado em que anuncia formalmente apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, cujo processo de impedimento terá andamento na Comissão Especial na Câmara, com o relatório favorável do deputado Jovair Arantes (PTB-GO). Segundo a CNA, que é presidida pela ministra da Agricultura, Kátia Abreu (licenciada da função), o governo está desconectado da realidade e a petista, “sem autoridade” para comandar o país (AQUI a íntegra do texto). “O governo da presidente Dilma Rousseff dá seguidas mostras de não reconhecer nem compreender a verdadeira natureza dos problemas que afligem o País, nem revela disposição de enfrentá-los. Diante de tudo isso fica cada vez mais claro que a presidente da República não tem mais a autoridade política para liderar o processo de reformas nem a capacidade de voltar a unir os brasileiros”, diz a entidade. As informações são do Congresso em Foco. Na verdade, o próprio texto explicita que a decisão da CNA é uma reação às recentes manifestações de movimentos sociais no sentido de invadir propriedades rurais – formada por grandes pecuaristas e latifundiários, a Confederação mobiliza mais de 70 deputados no Congresso, o que preocupa o governo na hora da votação do impeachment em plenário. “Como resposta à crise política, o governo federal mobiliza para sua defesa apenas organizações radicais e minoritárias da sociedade, aprofundando divisões e separando as pessoas. Em recente ato político realizado no Palácio do Planalto, diante da presidente da República, um dirigente da Contag [Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura]…

MARABÁ:NOVO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO VAI MANTER QUADRO FUNCIONAL DA SEMEDE

UESLEI NASCIMENTO VAI DAR CONTINUIDADE A REFORMA E CLIMATIZAÇÃO DAS ESCOLAS Ueslei Nascimento que ocupava a diretoria de ensino para o campo, Foi nomeado no final da tarde desta quarta feira o6/4, pelo prefeito João Salame, o novo secretário de Educação de Marabá, em substituição ao professor Pedro Sousa, que se desincompatibilizou da função para concorrer cargo eletivo. Ueslei disse que fica feliz em ocupar uma das mais importantes secretárias da prefeitura, e vai dar continuidade o trabalho que professor Pedro  Sousa vinha desenvolvendo. Ele afirma que por já fazer parte do processo, não terá dificuldade para manter o quadro funcional da pasta, e dará prosseguimento nas ações que contempla reforma, construção de escolas, e climatização. O novo secretário diz que  meta é garantir a qualidade, e bom andamento da educação em Marabá. Questionado por  Zeca News, Sobre a polêmica paralisação no inicio deste ano, uma vez que (SINTEP) sindicato dos trabalhadores da educação marcou assembleia dia 11 de abril, para debater relatório das contas da educação, e o plano de carreira e salários. Wesley nascimento informou que faz parte da comissão instituída pelo prefeito para buscar uma solução para impasse junto aos professores. Ele garante que dialogo avançou muito, e a comissão já esta finalizando os trabalhos do relatório final, para apresentar a categoria. Ueslei acredita que todas as demandas estão praticamente resolvidas. Sobre piso da categoria ele informa, que desde mês  março  foi nivelado pra todos os docentes piso nacional. No entanto a hora atividade, é uma das pautas que ainda esta sendo discutida pelo…

DIA DO JORNALISTA!

E hoje, nos enfeitamos todos, pra comemorar o “Dia do Jornalista”! Afinal, sem eles, não teríamos informações no rádio, televisão, jornais impressos e blogs. Eles não só transformam fatos em notícias, mas acontecimentos em História. Dados das Nações Unidas mostram que um jornalista é assassinado a cada semana no mundo. Segundo a Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ), 109 profissionais foram assassinados em 30 países no ano passado. No Brasil, houve duas mortes e outros 135 casos de violências, que vão desde agressões físicas a cerceamento da liberdade de imprensa por meio de ações judiciais. O Pará foi o Estado com o maior número de casos: 13 registros. O relatório 2015 da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) revela que os repórteres cinematográficos e fotográficos foram as vítimas mais frequentes em razão do exercício profissional do jornalismo. Contra os jornalistas que trabalham na mídia digital (portais/sites/blogs) foram registradas 23 (16,79%) ocorrências, incluindo um assassinato. Os ataques contra jornalistas tiveram como principais autores os policiais militares, especialmente em manifestações de rua: 28 (20,44%), das 137 agressões. Seguranças privados foram os agressores em 4 ocorrências (2,92%). Em segundo lugar, aparecem os políticos, seus assessores e parentes, com 21 (15,33%) agressões contra jornalistas. A Constituição Federal do Brasil assegura a livre manifestação do pensamento e garante a todos o acesso à informação, mas o cenário de violência contra jornalistas decorrente do exercício da profissão é ainda mais grave do que vem sendo divulgado. E a maioria dos casos segue sem esclarecimento ou punição. Além da ameaça direta, o jornalista muitas…

Mega-Sena, concurso 1.806: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 40 milhões

Quina teve 86 apostas ganhadoras, e cada uma levou R$ 37.310,94.

Ninguém acertou as seis dezenas do sorteio do concurso 1.806 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (6) em São Domingos (SC).

Veja as dezenas sorteadas: 11 – 20 – 35 – 42 – 55 – 58.

A quina teve 86 apostas ganhadoras e cada uma levou R$ 37.310,94. A quadra teve 5.407 apostas ganhadoras, e cada uma levou R$ 908,24.

O próximo sorteio será realizado no sábado (9), e estimativa para o prêmio do concurso 1.807 é de R$ 40 milhões, segundo a Caixa Econômica Federal.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada.

Para a aposta simples, com seis dezenas (e preço de R$ 3,50), a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Para uma aposta com o limite máximo de 15 dezenas (e preço de R$ 17.517,50), a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003.

Fonte: G1
 

Compartilhe: