MARABÁ: ACIDENTE COM VITIMA FATAL NA RODOVIA TRANSAMAZÔNICA

MOTORISTA DE CAMINHÃO BOIADEIRO PASSA POR CIMA DA MOTOCICLISTA NA BR 230 A VITIMA  MORREU NO LOCAL  DO ACIDENTE  ELA TRABALHAVA NA JJ AGROPECUÁRIA
Nesta quarta feira 11/5 por volta das 21.30hs, motorista de caminhão boiadeiro passou por cima de uma  mulher, que pilotava uma moto Bis na BR-230, no trecho da via que fica enfrente ao posto Montana . A vitima identificada é Kalina Lemos Tortola de 36, anos residente no Bairro Laranjeiras. A vitima teve a cabeça esmagada pelos rodados do caminhão, após o capacete se partir ao meio. O motorista não foi identificado, e fugiu do local do acidente. Os peritos do instituto médico legal já removeram o corpo para procedimentos.

Compartilhe:

70% dos brasileiros são favoráveis a novas eleições presidenciais, segundo pesquisa

Pedro de Carvalho, Veja
Apesar do momento político conturbado, o brasileiro parece ter canalizado suas incertezas no desejo por novas eleições presidenciais.

Segundo pesquisa realizada pela Ipsos, 7 em cada 10 brasileiros desejam um novo processo eleitoral. Além disso, 57% dos entrevistados são a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff — apesar da leve queda do índice em relação à março, quando a favorabilidade do processo era de 61%.

Ao contrário do que se imagina, os jovens, com idade entre 16 e 24 anos, são ainda mais favoráveis ao afastamento de Dilma (76%).

Com a possível troca de presidentes, o maior receio dos entrevistados é que nada mude (14%), seguido pela preocupação com o cenário econômico (12%) e com o aumento da corrupção (11%).

Compartilhe:

72 presentes, até agora

Neste momento, 72 senadores registraram presença no plenário.
Até a hora da votação, esse número deve chegar a 77.
Atualizando a lista dos ausentes certos: Eduardo Braga, Delcídio do Amaral e Jader Barbalho.
 o senador Jader Barbalho informou por meio de comunicado que não estará no Senado Federal para a votação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma em razão de se encontrar em São Paulo – há cerca de um mês e meio – no Hospital Sírio Libanês, para tratamento de radioterapia de um Adenoma de Hipófise (que já estava comprimindo meu nervo ótico) e que, por recomendação médica, não pode ser interrompido por um dia sequer. Confio em Deus e espero ter rápida recuperação… para voltar as minhas atividades de homem público.

Compartilhe:

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O CONCURSO DA ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS

Estão abertas as inscrições para o Concurso de Admissão 2016 aos Cursos de Formação de Sargentos 2017-18, das Áreas Combatente/Logística-Técnica/Aviação, Música e Saúde da Escola de Sargentos das Armas (EsSA). Neste ano, a cidade de Marabá será, pela primeira vez, uma das sedes de realização das provas do Exame Intelectual do certame, que acontecem no dia 9 de outubro. Para acessar o Edital e se inscrever, os interessados devem entrar no endereço eletrônico www.esa.ensino.eb.br, clicar no link “Concurso de Admissão – Curso de Formação de Sargentos” e seguir as instruções da página. Iniciadas no dia 9 de maio último, as inscrições seguem até o dia 4 de julho de 2016 e podem ser feitas por candidatos de ambos o sexos. Para o público feminino, estão abertas as áreas de Saúde, Música, Material Bélico, Manutenção de Comunicações e Intendência. Entre os requisitos exigidos, estão algumas condições como ser brasileiro(a) nato(a) ou naturalizado(a) e possuir, no mínimo, 17 (dezessete) e, no máximo, 24 (vinte e quatro) anos de idade, referenciados a 31 de dezembro do ano da matrícula. A Escola A Escola de Sargentos das Armas é o estabelecimento de ensino do Exército Brasileiro destinado à formação do Sargento de carreira nas Armas Combatentes (Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações); Logítica-Técnica (Material Bélico-Manutenção de Armamento, Material Bélico-Mecânico Operador, Material Bélico-Manutenção de Viatura Auto, Manutenção de Comunicações, Topografia e Intendência); Aviação (Aviação-Mecânica); Música; e Saúde. Para esse fim, seleciona anualmente jovens de todas as partes do Brasil, através de concurso público, oferecendo-lhes formação destinada a aprimorar-lhes o caráter…

Pró-Saúde é destaque em ranking de excelência da revista Exame

Ranking publicado pela revista Exame, uma das mais importantes do País, mostra que dois hospitais administrados pela Pró-Saúde estão entre os dez que atendem ao Sistema Único de Saúde (SUS) se destacando pelo elevado padrão de atendimento à população brasileira. Das unidades administradas pela Pró-Saúde, são destacadas na lista da revista Exame o Hospital Regional do Baixo Amazonas, que fica em Santarém; e o Hospital Regional Público da Transamazônica, localizado em Altamira — ambos municípios do Estado do Pará, situados na Amazônia Legal. A revista afirma que os dez hospitais se destacam das outras 2.977 unidades que atendem ao SUS pelo elevado padrão de atendimento à população, conforme certificação chancelada pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), entidade que, há duas décadas, verifica a qualidade em todas as áreas de atividade dos hospitais. Antes de obter a certificação, a revista lembra que a ONA realiza visitas nos hospitais e avaliam mais de 1,7 mil itens. Maria Carolina Morenos, superintendente da ONA, disse à Exame que, além da “valorização do próprio funcionário do hospital, quando o local conquista o selo, os pacientes conseguem sentir na prática a qualidade dos serviços”. À revista, a superintendente afirmou ainda que dificilmente “um paciente vai sofrer um acidente adverso dentro de uma unidade acreditada”. “O hospital que atinge o nível máximo de excelência é uma unidade que se preocupa com a segurança do paciente”, observou Maria Carolina. Parceria Para o diretor de Operações da Pró-Saúde, Jocelmo Pablo Mews, as certificações de qualidade mostram que o Brasil está, aos poucos, descobrindo a…

ASSASSINO DIZ QUE RECEBEU MIL REAIS PARA MATAR PROFESSORA EM ANANINDEUA

O jovem de 19 anos que foi preso suspeito de matar uma mulher na terça-feira (10) em Ananindeua, na Grande Belém, afirmou em depoimento à Polícia Civil que foi contratado para executar a vítima. O suspeito não tinha passagem pela polícia e vai responder por homicídio qualificado.

Segundo a Polícia, o supeito apresentou várias versões em depoimento, até confessar o crime. “Ele chegou a confessar que havia recebido R$ 1000 de uma pessoa que o contratou para executar a professora”, relata o delegado Jacob Cunha Filho. As investigações continuam para tentar identificar o suposto mandante do crime.

Denise Silva Santos tinha 34 anos e atuava como professora em uma creche de Ananindeua. Ela teve a motocicleta roubada durante a ação e foi baleada no pescoço. A vítima chegou a ser encaminhada para o Hospital Metropolitadno, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

A auxiliar administrativa Luzia Costa era vizinha e amiga da vítima, e presenciou a ação do assaltante. “Quando ele abordou, não apresentou a arma no nomento. Só pediu a moto e, como ela disse ‘não vou te dar’ e acelerou, ele puxou a arma e atirou”, conta Luzia. “Para a gente é uma tristeza isso aí. Nós estamos muito abatidos com esa situação que está acontecendo aqui dentro do 40 Horas”, lamentou.

Compartilhe:

Senado vota hoje afastamento da presidenta Dilma Rousseff

O plenário do Senado Federal vota hoje (11) o relatório da Comissão Especial do Impeachment sobre a admissibilidade do processo contra a presidenta Dilma Rousseff. O parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) é favorável à continuidade do processo por considerar que há indícios de que Dilma praticou crime de responsabilidade. A sessão está prevista para começar às 9h. Sessão dividida Até o encerramento da sessão dessa terça-feira (9), 67 senadores tinham se inscrito para falar. Eles terão direito a 15 minutos de discurso cada. A sessão será dividida em três blocos: de 9h às 12h, de 13h às 18h e de 19h em diante. Após a discussão dos senadores, o relator falará também por 15 minutos e depois o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que faz a defesa de Dilma, por mais 15 minutos. A defesa será a última a falar. Orientação de bancada Os líderes partidários não farão o tradicional encaminhamento de votações por se tratar de um julgamento, e não da aprovação de propostas. Votação Os senadores votarão no painel eletrônico do Senado e não vão justificar o voto, nem falarão antes de votar. Cada senador pode votar sim, não ou se abster. Após a conclusão da votação, o painel será aberto e o resultado anunciado. Afastamento Se os senadores decidirem pela continuidade do processo de impeachment da presidenta, Dilma Rousseff deverá ser afastada por 180 dias. O quórum mínimo para votação é de 41 dos 81 senadores (maioria absoluta). Para que o parecer seja aprovado, é necessário o voto da maioria simples dos senadores…