BR-155: Obras de recuperação da Rodovia continuam em andamento

A recuperação asfáltica da rodovia BR-155, obra esperada com muita ansiedade pela população do sul do Pará devido à situação crítica de trafegabilidade, segue em ritmo acelerado.

A Ordem de Serviço para a recuperação asfáltica da BR 155, trecho de 140 quilômetros entre Eldorado dos Carajás e Xinguara, foi autorizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), depois de ampla mobilização da população e entidades que foram a Brasília cobrar a restauração da rodovia.

A empresa responsável pela obra é a JM Construtora. A frente de trabalho está concentrada no trecho que fica entre Xinguara e Sapucaia. Contudo, um dos trechos em pior

estado de conservação e um dos mais críticos, é o que liga o “Gogó da Onça” a Eldorado do Carajás, onde boa parte da camada asfáltica foi retirada e há milhares de crateras.

INSEGURANÇA: Além da precariedade da conservação da pista, que já provocou inúmeros acidentes, a BR-155 praticamente não tem fiscalização.

Ao sair de Redenção, a fiscalização mais próxima fica localizada a 340 quilômetros, já no município de Marabá, onde está situado o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 

A BR-155 foi federalizada em 2010, após ter o antigo trecho de 344 quilômetros da PA-150, entre Marabá e Redenção modificado de PA-150 para BR-155. Mesmo com a rodovia sob responsabilidade do Governo Federal, até então pouca obra de melhoria foi feita.

Compartilhe:

Dono de uma Rede postos de combustíveis é morto a tiros em Rio Maria no Pará

EM DOIS MESES E O SEGUNDO CASO NA MESMA CIDADE HÁ DOIS  MESES O PROPRIETÁRIO DO HIPER POSTO LIDER FOI MORTO A TIROS
O dono de uma rede de postos de combustíveis, Daniel Jacob Thomas Langer, conhecido como Xuxa, foi assassinado por volta das 6 horas da manhã desta quarta-feira (27). O crime aconteceu nas dependências do antigo posto São Miguel Arcanjo, no momento em que Xuxa estava trabalhando na reforma do prédio.

Segundo informações, dois homens em uma moto YBR, chegaram por trás do empresário e sem que ele tivesse chance de reação dispararam por três vezes. Os suspeitos montaram na moto e tomaram rumo ignorado. Xuxa não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

Outro homem, funcionário de Xuxa, que não teve o nome divulgado, também ficou ferido na ação dos bandidos. Ele contou  que o empresário o abraçou tentando se proteger, momento em que os suspeitos dispararam mais uma vez acertando, de raspão, o tórax do funcionário. O estado de saúde dele é estável.

A Polícia Civil, sob o comando do delegado titular, Luiz Antônio, foi até o local para fazer os procedimentos necessários. Segundo ele, testemunhas serão ouvidas para que possa seguir uma linha de investigação.
Segundo informações de pessoas próximas ao empresário, ele teria arrendado o espaço para implantar uma filial de sua rede de postos na cidade de Rio Maria. (Com informações de Beto Siqueira Radialista – De Rio Maria)

Compartilhe:

PALESTINA: VAQUEIRO É MORTO A TIROS PELO PATRÃO NO CURRAL DA FAZENDA

Na tarde desta terça-feira, 26, em Palestina do Pará, na zona rural, em uma fazenda as margens da rodovia Transamazônica.
O proprietário do imóvel rural, de pré-nome Alcidão, de 68 anos, esta sendo acusado de executar com três tiros, o vaqueiro Johab Simão.

Johab Simão
os dois tiveram um bate-boca. Após a contenda, Johab se dirigiu para o curral onde daria prosseguimento ao seu trabalho.Após a discussão Alcidão foi até a sede da fazenda, pegou uma arma, foi ao curral e efetuou os disparos, sem dar oportunidade de defesa para a vítima.
Logo em seguida, Alcidão entrou em um veículo e tomou destino ignorado.
O Instituto Médico Legal (IML) de Marabá foi acionado para fazer os procedimentos, e liberar o corpo para a família

Compartilhe:

Lotes retomados em assentamentos paraenses são destinados a famílias de trabalhadores rurais

O trabalho de revisão ocupacional realizado pelo Incra no Sul do Pará, com sede em Marabá, vem garantindo a destinação de lotes retomados em assentamentos a trabalhadores rurais que aguardam a oportunidade de se tornarem beneficiários da reforma agrária. Apenas no município de Itupiranga, 65 famílias estão sendo beneficiadas com a ação. Desde 2010, a regional da autarquia ajuizou 20 ações de reintegração de posse para reaver áreas ocupadas irregularmente em assentamentos de municípios distintos da região. As ações são resultado da revisão ocupacional realizada pelos servidores do Incra, que vão a campo detectar irregularidades nas ocupações. “É um trabalho minucioso, que precisa ser feito com cuidado. Estamos retirando os lotes daqueles que não precisam para colocar nas mãos dos trabalhadores rurais que realmente vivem da terra”, afirma o superintendente regional do Incra no Sul do Pará, Paulo Garcia. Em Itupiranga, a Justiça Federal reintegrou ao Incra lotes nos assentamentos Buritirana e Cinturão Verde I e II. A autarquia aguarda decisão definitiva quanto à reintegração de posse de outras áreas para destinar mais parcelas a candidatos elegíveis cadastrados no Instituto. Um dos beneficiados é o agricultor Manoel Alves Carvalho, que levará a esposa e o neto para morar em uma parcela do assentamento Cinturão Verde I e II. “Estou muito satisfeito com meu lote, que esperei desde 2010. Quero fazer o curral e o resto da cerca pra trabalhar com gado leiteiro”, planeja. Carvalho ocupará uma área de 33 hectares, já batizada de “Chácara Estrela da Manhã”. Inicialmente, a família terá acesso ao Crédito de…

POPULAÇÃO CARCERÁRIA

Aumenta o número de presidiários no Brasil Mais de 40 mil pessoas entraram na população carcerária brasileira em um ano, segundo dados do Depen O Brasil tem a quarta maior população penitenciária do mundo, com o total de 622.202 de presidiários, atrás dos Estados Unidos (2,2 milhões, ano de referência 2013), China (1,65 milhão, ano de referência 2014) e Rússia (644.237, ano de referência 2015). O número de pessoas privadas de liberdade no país chegou a 622.202 em dezembro de 2014. Em dezembro de 2013, eram 581.507, o que mostra que a população carcerária aumentou 7% em um ano (40.695 detentos a mais). Cerca de 40% dos presos brasileiros são provisórios, ou seja, ainda não foram julgados em primeira instância. Mais da metade da população carcerária é formada por negros, e o tráfico de drogas foi o crime que mais levou os detentos à prisão. Os dados são do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) e foram divulgados nesta segunda-feira,25, pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça. Presos provisórios Em todos os estados brasileiros, há presos aguardando julgamento há mais de 90 dias, prazo tido como o minimamente razoável para que o detento conheça sua sentença. O Espírito Santo tem o maior percentual de presos nessa situação, 97%, e Distrito Federal, o menor, 1%. O diretor-geral do Depen, Renato De Vitto, disse que o crescimento constante da população carcerária no Brasil preocupa e cita que, em 25 anos, o número de pessoas privadas de liberdade saltou de 90 mil para 622 mil. “Dessas…

Antonio Anastasia é eleito relator da comissão do impeachment do Senado

Após polêmica, o senador tucano Antonio Anastasia (MG) foi eleito relator da comissão especial do Senado que vai analisar o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). A confirmação dele veio depois de mais de duas horas de debate.

Anastasia recebeu cinco votos contrários das bancadas do PT, PCdoB e PDT. Votaram favoravelmente os demais 16 membros da comissão. Antes da polêmica, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) foi eleito por aclamação presidente do grupo

Compartilhe:

Policia prende um principais suspeitos do assassinato do prefeito de Goianésia do Pará

Francisco Leite, o “Chicão”, considerado um matador de aluguel de alta periculosidade, foi capturado nesta  segunda feira 25/4  é apontado na  participação direta no assassinato do empresário Eduardo Santos, cujo corpo foi encontrado na fazenda do ex-prefeito Macarrão, e na execução do prefeito de Goianésia do Pará, João  Gomes, o Russo, morto com 6 tiros na cabeça quando participava de um velório.

O pistoleiro Francico Leite da Silva, vulgo “Chicão”, 70 anos, fugitivo do Sistema Penal do Pará, onde cumpria pena de 44 anos de prisão pela morte do marceneiro Silvério Lourencinne, foi recapturado ontem pela manhã após passar um ano e 4 meses foragido da justiça. Uma equipe do Serviço de Inteligência da Polícia Civil paraense, sob o comando do delegado Silvio Maués, estava monitorando o matador de aluguel há mais de duas semana,apontado como autor de mais de 30 execuções. a maioria deles a queima-roupa. Ele também está condenado por outros dois homicídios, sendo uma das condenações oriunda do município de Chapadinha, no Estado do Maranhão.

Compartilhe:

MARABÁ: JUSTIÇA DETERMINA RETIRADA DE SEM TETOS DA ÁREA DA INFRAERO

Famílias que ocupavam área de segurança aeroportuária, por meio de invasão, foram obrigadas a deixar o local após a justiça conceder mandado de reintegração de posse em favor  da Infraero por determinação do juiz Marcelo Honorato da 1ª  Vara Federal de Marabá.

Segundo a justiça o terreno é inadequado para construção de moradia. O delegado da policia federal Alessandro Seiller acompanhou cumprimento de reintegração disse que todos moradores foram notificados, e algumas famílias que ficaram na área foram retiradas de forma pacifica na manha  desta terça feira 26/4.

A operação contou com o apoio da policias federal, militar, e corpo de bombeiros. O delgado da PF informou  que todas as familiais que foram despejadas, tem que entender que a área pertence a união, e a ordem judicial tem ser respeitada.

Ele destaca que não ocorreu resistência por parte dos invasores. Eles já tinham conhecimento da ordem judicial. E a maioria saiu do local na segunda feira. Maquinas pesadas foram utilizadas na destruição das moradias. Famílias que ainda estavam no terreno nesta terça feira conseguiram salvar parte da madeira utiliza na construção dos barracos.

Compartilhe:

MPF insiste em multa de R$ 100 mil por dia contra responsáveis por naufrágio no Pará

Motivo é o descumprimento de decisão judicial que obrigou resgate de navio afundado desde outubro com cerca de 5 mil carcaças de bois O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que determine aplicação de multa contra empresas que descumpriram obrigação judicial de resgatar navio naufragado desde outubro em Barcarena, no nordeste paraense. Apesar de a decisão ter sido publicada em fevereiro, os proprietários do navio Haidar, Husei Sleiman e Tamara Shiping, e a empresa dona da carga de cerca de 5 mil bois, a Minerva S/A, ainda não tomaram as providências determinadas. O pedido do MPF foi feito durante audiência promovida no último dia 19 em Belém pelo juiz federal Arthur Pinheiro Chaves. Além de pedir a aplicação da multa prevista na decisão liminar (urgente) de fevereiro, o procurador da República Daniel Azeredo solicitou que o valor seja aumentado de R$ 10 mil para R$ 100 mil por dia de descumprimento da decisão. Histórico O navio Haidar, de bandeira libanesa, afundou em 6 de outubro de 2015 no porto de Vila do Conde, em Barcarena, no Pará, com uma carga de 5 mil bois vivos. Após realizarem uma série de vistorias e levantamento de dados, no dia 15 daquele mês o MPF, o Ministério Público do Estado do Pará (MP/PA) e a Defensoria Pública do Estado do Pará (DPE/PA) entraram com ação judicial pedindo a paralisação total das atividades no porto até que fossem apresentadas soluções emergenciais para redução dos impactos socioambientais. A Justiça negou o bloqueio do porto. Em dezembro o MPF, o…