Morre o Professor de Sociologia Marcos Marcelo

Será sepultado hoje as 16h no cemitério da Nova Marabá o corpo do professor Marcos Marcelo, 44 anos. O velório está ocorrendo na rua Silvino Santis bairro Santa Rosa. Marcos estava internado no hospital Regional há vários dias após uma cirurgia de vesícula ele teve seu quadro agravado e ontem, por volta das 11h da manhã, não resistiu e faleceu.
O professor atuou na escola Alvorada, na rede estadual de ensino e trabalhou nas lojas Leolar por cerca de dez anos.
A família Paixão convida parentes e amigos para o sepultamento as 16h no cemitério da Saudade, Nova Marabá.
Marcos Marcelo era cunhado do professor Wilson Paixão, da Lemar.

Compartilhe:

Com um a menos, Paysandu vence Remo nos pênaltis e leva 1º turno 7 DE MARÇO DE 2016 Antes de iniciar a partida, jogadores de Remo e Paysandu subiram ao gramado do Mangueirão com camisas que pediam a doação de sangue aos hemocentros do estado. Em campo, metaforicamente, foi bem o que aconteceu. Os atletas encarnaram espíritos guerreiros e travaram uma luta incessante pela vitória, tendo a chuva com mais um adversário. Melhor para os bicolores, que, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, venceram por 4 a 1 nos pênaltis e comemoraram o título da Taça Cidade de Belém, o primeiro turno do Campeonato Paraense. Com isso, o Paysandu já está garantido na Taça Açaí, a grande final do estadual. Isso se o Papão não for conquistar também o segundo turno, que começa oficialmente no próximo sábado, dia 12. O Paysandu recebe o São Francisco em casa, no Estádio da Curuzu. O Remo volta a jogar apenas no domingo, contra o Paragominas, na Arena Verde. Pelo Parazão, o Paysandu volta a campo no sábado (12) para enfrentar o São Francisco na Curuzu e o Remo enfrenta o Paragominas, no domingo (13), na Arena Verde. FICHA TÉCNICA PAYSANDU: Emerson; Roniery, Fernando Lombardi, Pablo e Raí; Ricardo Capanema; Augusto Recife, Marcelo Costa (Bruno Veiga) e Raphael Luz; Fabinho Alves (Marcão) e  Betinho (Leandro Cearense). Técnico: Dado Cavalcanti REMO: Fernando Henrique; Murilo (João Vitor), Henrique, Ítalo e Levy; Alisson, Michel, Yuri (Léo Paraíba), Eduardo Ramos e Marco Goiano (Whelton); Ciro Técnico: Leston Junior Paysandu 1…

MARABÁ

BATE PAPO EMPREENDEDOR: Delegado da policia federal ministrar palestra sobre operação LAVA JATO para jovens empresários
Nesta quinta-feira, dia 10/03, as 18: 30hs, no Auditório da ACIM, o ( CONJOVE)  Conselho de Jovens Empresários de Marabá, realizará mais uma edição do Bate Papo Empreendedor.O convidado da primeira edição de 2016, é Delegado da Polícia Federal em Marabá, Antônio Carlos Cunha Sá, Chefe da Delegacia de Polícia Federal em Marabá. Ele faz parte grupo de Delegados da Polícia Federal responsáveis pelas investigações do núcleo político da operação “LAVA JATO”, em andamento no Supremo Tribunal Federal. Ele vai falar sobre a atuação em Marabá e Região, das principais operações, Lava Jato, segurança pública, entre outros assuntos. Caetano Cândido dos Reis Neto, Presidente conjove, afirma que o Bate Papo Empreendedor, tem o objetivo de capacitar os jovens empresários com a participação dos Associados e Diretores da ACIM e convidados de diversos setores do mundo empresarial.

Compartilhe:

Com Mangueirão reduzido, Paysandu e Remo decidem turno do Paraense

As duas maiores forças do futebol do Norte do Brasil decidem neste domingo o primeiro turno do Campeonato Paraense. Paysandu e Remo se encontram no Mangueirão, que foi cercado de certa polêmica durante a semana. Devido as obras do BRT na Avenida Augusto Montenegro, os orgãos de segurança diminuíram a capacidade do estádio para 25 mil pessoas e anteciparam a partida para começar às 15h. Do lado bicolor, o treinador Dado Calvacanti fez mistério para definir a equipe, que ainda nao sabe o que é derrota na competição. O Papão tem quatro desfalques, mas deve manter a mesma forma que vinha atuando. O meia Marcelo Costa, que em 2014 no Joinville colocou Eduardo Ramos no banco de reservas, ganhaa primeira oportunidade de começar uma partida como titular. Já do lado azulino, Leston Júnior ganhou os retornos do volante Chicão e do atacante Silvio, que estavam lesionados e ficarão como opções no banco. O zagueiro Henrique, que deve ficar com a vaga de Max, lesionado, e o atacante Potita, último contratado do clube para a temporada, devem ser as novidades no time, em relação a última partida contra o Independente, pela semifinal. Caso a partida termine empatada, a decisão da Taça Cidade de Belém será nos pênaltis. Joelson Nazareno Ferreira Cardoso será o árbitro, tendo com auxiliares Luís Diego Nascimento Lopes e Lúcio Ipojucan Ribeiro da Silva de Mattos, todos paraenses. A partida começará às 15h deste domingo, com o Globoesporte.com acompanhando tudo em Tempo Real, com vídeos dos gols. Paysandu: o time que deve começar…

Condução coercitiva de Lula não é ‘antecipação de culpa’, diz Sérgio Moro

Após forte repercussão da 24ª fase da Lava Jato, juiz divulgou nota Neste sábado (5),  juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelas ações da Operação Lava Jato na primeira instância, divulgou nota sobre as ações de sexta-feira (4), nas quais o ex-presidente Lula foi alvo de um mandado de condução coercitiva. Moro destaca que as medidas de busca e apreensão e condução coercitiva de Lula “não significam antecipação de culpa”. O juiz afirma ainda que foram tomados cuidados para preservar a imagem de Lula. “Lamenta-se que as diligências tenham levado a pontuais confrontos em manifestação políticas inflamadas, com agressões a inocentes, exatamente o que se pretendia evitar. “Lamenta-se que as diligências tenham levado a pontuais confrontos em manifestação políticas inflamadas”, disse Moro O juiz repudiou “atos de violência de qualquer natureza, origem e direcionamento, bem como a incitação à prática de violência, ofensas ou ameaças a quem quer que seja, a investigados, a partidos políticos, a instituições constituídas ou a qualquer pessoa”. Confira a íntegra da nota: Nota oficial da 13ª Vara Federal de Curitiba A pedido do Ministério Público Federal, este juiz autorizou a realização de buscas e apreensões e condução coercitiva do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva para prestar depoimento. Como consignado na decisão, essas medidas investigatórias visam apenas o esclarecimento da verdade e não significam antecipação de culpa do ex-Presidente. Cuidados foram tomados para preservar, durante a diligência, a imagem do ex-Presidente. Lamenta-se que as diligências tenham levado a pontuais confrontos em manifestação políticas inflamadas, com agressões a inocentes, exatamente…

Sob o olhar do Jurista

Bandeira de Mello: “Lula vai ganhar a próxima eleição” Para jurista, condução coercitiva de ex-presidente foi absurda e ilegal Jornal do Brasil  Thomas  Badofszky * O jurista Celso Antônio Bandeira de Mello, em entrevista exclusiva ao Jornal do Brasil, criticou a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, realizada na última sexta-feira (4), pela 24ª fase da Operação Lava Jato. Para ele, o mandado foi absurdo, ilegal, e correspondeu a uma tentativa de ferir a imagem de Lula. No entanto, o episódio o fortalece, garante o jurista. “O tiro saiu pela culatra. Quiseram humilhar o Lula e não conseguiram. Ele vai percorrer o país, intensificar a militância política, e ganhar a próxima eleição. Ou eles conseguem impedi-lo de se candidatar ou ele ganha a eleição”, afirma Bandeira de Mello. Ele aponta a ilegalidade na condução coercitiva do ex-presidente: “Você levar uma pessoa sob condução forçada, que não se recusou a depor, é uma injuridicidade. As pessoas responsáveis por isso mereceriam uma punição exemplar, ser excluídos da magistratura”, cobra. Bandeira de Mello vê condução coercitiva de Lula como ilegal Para o jurista, “Lula sempre foi condescendente com os adversários”, nunca retaliando ninguém. “Acho que se ele continuar leniente em relação aos adversários ele vai se dar mal. Ele deve tomar as atitudes que já deveria ter tomado há muito tempo”. Bandeira de Mello criticou ainda a imprensa brasileira, monopolizada em sua opinião: “Não há liberdade de imprensa. Não existe liberdade de imprensa se quatro ou cinco empresas dominam a informação pública. Não há uma expressão…

Quase 16 milhões de meninas entre 6 e 11 anos nunca irão à escola, diz Unesco

Quase 16 milhões de meninas entre 6 e 11 anos nunca irão à escola, de acordo com levantamento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O número é duas vezes maior que o de meninos. Entre eles, no mundo, 8 milhões nunca frequentarão as salas de aula. Os números estão no Atlas de Desigualdade de Gênero na Educação, disponível na internet, divulgado pela Unesco em razão do Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. De acordo com a Unesco, as meninas são as primeiras a ter negado o direito à educação. A desigualdade segue principalmente nos Estados Árabes, na África Subsaariana e na Ásia Meridional e Ocidental. Na África Subsaariana, 9,5 milhões de meninas nunca entrarão em uma sala de aula. No caso dos meninos, serão 5 milhões. Na Ásia, 80% das meninas que estão atualmente fora da escola nunca receberão educação formal, o que equivale a 4 milhões. Entre os meninos, menos de 1 milhão nunca receberá educação formal, o que equivale a 16% daqueles que estão hoje fora da escola. Em relação aos Estados Árabes, a Unesco diz que as meninas são a maioria das milhões de crianças fora da escola, mas não é possível precisar quantas, devido aos conflitos na região, que dificultam a elaboração de estatísticas exatas. O Brasil aparece no Atlas como um país sem dados estatísticos específicos sobre gênero na educação básica. As informações são do Instituto de Estatística da Unesco. Anualmente o instituto faz um levantamento do número de crianças fora…