CPT lançará o relatório Conflitos no Campo Brasil 2015 em Marabá

Acontecerá hoje, às 14:00hs, na chácara da diocese, o lançamento do caderno de conflitos no campo da CPT referente ao ano de 2015. É a primeira vez que o lançamento ocorrem em Marabá.

 

É a 31ª edição do relatório que reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo brasileiro, neles inclusos indígenas, quilombolas e demais povos tradicionais.

 

Assassinatos em conflitos no campo explodem em 2015

O relatório de 2015 destaca o maior número de assassinatos em conflitos no campo dos últimos 12 anos, 50 assassinatos, 14 a mais que no ano anterior, quando foi registrado o assassinato de 36 pessoas.

 

47 destes assassinatos ocorreram no contexto de conflitos por terra, 1 em conflitos trabalhistas e 2 em conflitos pela água

Compartilhe:

Abril Vermelho:MST interdita estrada entre Canaã e Parauapebas

BR 155 foi bloqueada por periodo e liberada as horas da manha novos bloqueios deverão ocorrer durante o dia pelos movimentos sociais
 

 Integrantes do (MST) Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra fecharam a estrada entre Canaã dos Carajás e Parauapebas. Essa ação do MST está acontecendo em varias partes do Brasil.  O MST também fechou a BR 155 entre Eldorado dos Carajás e Marabá pela manha  e depois liberou a  rodovia . Faz parte da programação do Ato em Memória as vítimas do massacre de Eldorado a interdição  da rodovia 155  por cerca de 19 minutos em protesto contra a impunidade dos acusados  da chacina dos 19 camponeses ,a manifestação é da  juventude  nacional do acampamento Osiel Pereira

Compartilhe:

Licitação do Pedral do Lourenço é homologada

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) homologou o resultado do edital de derrocamento do Pedral do Lourenço, vencido pela DTA Engenharia LTDA em fevereiro deste ano. A proposta empresa foi de R$ 520,6 milhões e representou uma economia de R$ 40 milhões ao Governo Federal, reduzindo em 7,15% a previsão para a execução da obra. O ministro da Secretaria Especial de Portos, Helder Barbalho, que trabalhou junto ao Ministério dos Transportes e o Dnit para a realização da licitação, comemorou o resultado. Helder Barbalho ressaltou que a população paraense passa agora a ter prazos estabelecidos para a execução da obra de retirada das pedras que impedem o transporte na hidrovia Tocantins. O derrocamento consiste em desgastar os pedrais que impedem a navegação de comboios de carga durante os meses de setembro a novembro, período em que o rio fica mais raso. “Vencemos uma etapa. A partir de agora tem início a execução do contrato”, comemorou o ministro Helder. “Desejamos que, o quanto antes, possam ser confeccionados e aprovados os projetos complementares”, disse, cintando, como exemplo, os projetos executivo e o licenciamento ambiental. O importante, segundo o ministro, é que essas ações aconteçam e que a economia do Pará se fortaleça a partir do projeto. PEDRAL No Pedral do Lourenço possui 43 quilômetros de extensão no Rio Tocantins e está localizado entre a Ilha do Bogéa e a cidade de Santa Terezinha do Tauri; O derrocamento viabilizará o tráfego contínuo de embarcações e comboios em 500 quilômetros, de Marabá a Vila do Conde; A plena navegabilidade no Tocantins facilitará o…

MARABÁ: Prefeitura terceiriza atendimento médico no hospital municipal e filas a diminuem nos corredores da unidade avalia diretor do Sinstesp

Demerval Bento diretor do SINTESP sindicato dos trabalhadores da saúde de Marabá e Estadual, reafirma que o sindicato sempre foi contra a terceirização, e o posicionamento sobre o atendimento pelo SUS sempre foi a favor de um sistema livre, e acessível a todos aos usuários.

No entanto após  muita discussão do prefeito João Salame com a câmara municipal, foi aprovado a lei  autorizando a OS Humanitar administrar os serviços dos médicos.

Demerval diz que o SINTESP vai acompanhar o trabalho empresa, e avaliar a qualidade dos serviços. O sindicalista acredita que o proposito da OS, e dar agilidade no atendimento, Se não estiver melhorado isso será avaliado daqui uns dez dias.

Questionado se melhorou agora no inicio, Demerval disse que na visita fez a unidade de saúde foi constatado um menor numero de pessoas nos corredores, nas filas, e na recepção.

Demerval informa que contrato da OS Humanitar é apenas com os médicos que empresa contratar, os demais servidores continuam com os trabalhos efetivos, cumprindo as cargas horarias, com escala normal, sem interferência da nova empresa.

Os médicos estatutários, os concursados ainda permanecem  no município, mais segundo ele são em pequeno numero.

Compartilhe:

A caçada continua nas matas de Rurópolis, policia esta perto dos assaltantes do BASA

O Comando de Operações Especiais (COE), da PM, retornou de mais uma etapa da operação de busca e captura dos bandidos que assaltaram a agência do Banco da Amazônia em Rurópolis.

Durante a caçada, os PMS encontraram mais uma escopeta calibre .12 de repetição, una cartucheira e vários embornais de cartuchos calibre .12. Segundo o comando da PM, os bandidos estão tentando se livrar do peso para terem mais mobilidade, mas estão já debilitados pelo cansaço. Também estão de bermudas, sem camisa e descalços, o que, tecnicamente, pode contribuir para “minar” a resistência do bando. O superintendente da Polícia Civil, delegado Vicente Gomes, também retornou a Itaituba com o grupo de policiais que o acompanhou a Rurópolis. O delegado está otimista quanto a possibilidade de o bando ser capturado em pouco tempo. A polícia confirmou o confronto ocorrido por volta das 23h de ontem, quando a guarnição do GTO de Itaituba, sob o comando do sargento Altamiro, deparou com a quadrilha. Houve troca de tiros, mas o bando conseguiu escapar, deixando uma escopeta para trás.

Compartilhe:

Na Câmara, 72% dos deputados devem votar pelo impeachment

A maior parte dos deputados federais está decidida a votar pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) no plenário da Câmara. Já são 299 parlamentares a favor do impedimento da petista e apenas 123 contra, de acordo com o “placar do impeachment”, publicado diariamente no Estadão. Somando aos favoráveis a quantidade de indecisos (48) e sem resposta (43), a oposição caminha para alcançar sem dificuldades os 342 votos necessários para que a proposta seja aprovada.

Tendo como base os números de segunda-feira (11), o jornal calculou que, dos 106 votos ainda não declarados, aproximadamente 75 serão favoráveis ao afastamento, dando à oposição um total de 367 votos. Ou seja, a estimativa é de que cerca de 72% dos deputados devem votar pelo impedimento de Dilma.

Foram feitos também exercícios para identificar os casos mais favoráveis ao governo e à oposição. Com base em 1.000 simulações, o impeachment teria entre 357 e 375 votos a favor.

Compartilhe:

60 a 7 no PMDB

Até terça-feira, o PMDB contabilizava 26 indecisos entre os 66 deputados da bancada, segundo levantamento de O Globo. Mesmo os peemedebistas mais alinhados ao governo passaram a admitir que, com a decisão do PP, parte desses votos deve se transformar, nos próximos dias, em apoio ao impeachment. Nas contas de um peemedebista dessa ala, os votos pró-impeachment podem chegar a 60. No palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, Michel Temer, passou a virar ponto de encontro de políticos pró-impeachment. No mesmo dia em que o PP decidiu desembarcar do governo, integrantes da legenda participaram de encontro no Jaburu que também contou com a presença de representantes do PR, PSD e do PMDB, partido liderado por Temer. “Muitos deputados estavam lá. Foi feita uma verdadeira romaria. Teve até congestionamento para entrar, uma loucura. Parecia que tinham combinado para fazer um comício lá”, afirmou ao jornal “O Estado de S. Paulo” o deputado José Priante (PMDB-PA) .O parlamentar foi ao local acompanhado do líder do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), que na véspera, logo após a comissão especial da Câmara aprovar o processo de impeachment, já havia se reunido com Temer. Na ocasião, Picciani acertou com o vice de liberar a bancada no dia da votação do processo de afastamento de Dilma, prevista para ocorrer no domingo (17). Rodovias bloqueadas O MST divulgou ontem que planeja bloquear rodovias federais e estaduais em todas as regiões do Brasil no domingo (17). O ato, dizem as lideranças, é um protesto contra a impunidade no assassinato de sem…

Senado discutirá problema de distribuição de energia no Brasil

A falta de linhas de transmissão em Belo Monte é motivo de preocupação do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), que apresentou nesta quarta-feira, 13, requerimento aprovado na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal. A matéria visa a realização de audiência pública para discutir os impactos na indústria nacional em função da paralisação das obras de construção de linhas de transmissão de energia No final do ano passado, a multinacional espanhola Abengoa, que tem projetos para a construção de 13 mil quilômetros de linhas de transmissão de energia no Brasil, comunicou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que terá que interromper as obras no país por motivo da crise financeira que a companhia enfrenta. Uma das líderes no setor de construção, manutenção e operação de linhas de transmissão de energia, a Abengoa solicitou pedido de proteção preliminar contra credores, espécie de recuperação judicial, na Espanha. O pedido foi motivado pela queda no valor das ações da empresa, que no final do ano registraram uma perda de 54%. Além das linhas de Belo Monte, a Abengoa ganhou o leilão para a construção da linha Estreito-Itabirito 2, que passa por Belo Vale, na região Central de Minas. Na última semana, a primeira turbina de Belo Monte, com capacidade de geração de 600 MW, começou a produzir energia para o Sistema Interligado Nacional (SIN). De acordo com os diretores da Norte Energia, os linhões que hoje existem só suportam a geração da primeira turbina e, conforme programação da empresa, a cada dois meses, uma nova turbina será posta em…

MARABÁ: SECRETÁRIOS DE AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE PEDEM EXONERAÇÃO DOS CARGOS

Em caráter irrevogável, e por decisão pessoal, os secretários de Agricultura Jorge Bechara (PV) e Carlos Brito do meio ambiente (PV) protocolaram nesta quarta-feira às 9hs da manhã documento no gabinete do prefeito pedindo exoneração dos cargos a partir de 30 de abril.  O prefeito João Salame fica vontade para decidir quem ocupará as pastas do meio ambiente, e agricultura a partir data  que os secretários deixarem os cargos.

O secretário municipal de Agricultura, Jorge Bichara, apresentou um breve relatório das atividades realizadas pela pasta comandada por ele no período de 2013 a 2016,durante  Fórum sobre Linhas de Financiamento para Agricultura Familiar e Cadastro Ambiental Rural (CAR) que ocorreu ontem na Seagri. Ele  apresentou ações positivas  no setor da mecanização agrícola, piscicultura, aquisição de máquinas e equipamentos, produção de mudas, entre outros projetos na sua gestão na pasta da agricultura.

Compartilhe:

Mega-Sena pode pagar R$ 50 milhões nesta quarta-feira

Com dinheiro, ganhador poderá comprar 41 imóveis de R$ 1,2 milhão cada. Apostas podem ser realizadas até as 19h; aposta mínima custa R$ 3,50.

O sorteio do concurso 1.808 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 50 milhões para quem acertar as seis dezenas nesta quarta-feira (13). O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo (SP).

De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), se um apostador levar o prêmio sozinho e aplicá-lo integralmente na poupança, receberá cerca de R$ 359 mil por mês em rendimentos. Caso prefira, poderá adquirir 41 imóveis no valor de R$ 1,2 milhão cada, ou montar uma frota com mais de 250 carros de luxo.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Fonte: G1

Compartilhe: