Policial Militar confessa ter matado Servidor Público

O Coronel Sérgio Fialho, comandante do 4º BPM confirmou na tarde de ontem (19) que o soldado Paulo Vieira, da Polícia Militar, se apresentou na segunda-feira dia 18 como executor do servidor Público Adriano no último final de semana na casa de festa O Casarão na Liberdade. Ontem ele foi ouvido pela Delgada Raissa Beleboni.
Segundo o coronel Fialho, após confessar o crime, foi recolhido o armamento do policial e ele se encontra afastado em atividade interna, até que se encerrem as investigações. O inquérito será instaurado pela policia militar e Civil. Em depoimento, Paulo afirmou que o motivo do crime foi banal, no momento de uma discussão.

Compartilhe:

Tiririca faz piada com justificativas de voto dos colegas

“Senhor presidente, pelo meu país, meu voto é sim”. Foi dessa forma, sacando um sorriso no rosto, que o deputado federal Tiririca (PR-SP) contribuiu para a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no último domingo (17).

Mas um vídeo publicado nas redes sociais mostra o deputado, que é também cantor e comediante, “dedicando” seu voto a outras “personalidades”.

“Pela Florentina de Jesus, pelo meu cachorro Lulu, pela minha irmã Duculina, pela minha esposa, minha amante e minha namorada, meu filho que vai nascer em 2020, eu voto sim”, diz

o deputado.

Depois da piada, acompanhada por espectadores em um restaurante, Tiririca diz que, “em um momento daquele num dá pra brincar, sacou?”.

Veja a gravação:

 

 

 

 

Compartilhe:

Aniversário da Cia de Dança Yaguara

Nesta quinta-feira (21), a Cia de Dança Yaguara, patrocinada pela SINOBRAS, comemora 19 anos de atuação. E para marcar a data, no mesmo dia, o grupo dá início ao 5° Festival de Danças Eva Chaves, que segue até o dia 24, no Shopping Marabá.

O Festival, realizado em homenagem a Eva Chaves, uma apaixonada pela cultura, em especial a dança, que acompanhou a Cia nos seus primeiros 15 anos de existência, tem o objetivo de incentivar novos talentos na modalidade e o surgimento de novas Cias e grupos municipais e regionais.

Os estilos que serão apresentados no evento são: Dança Popular (folclóricas, regionais, nacionais e internacionais, danças de salão, dança do ventre, danças étnicas e flamenco); Estilo Livre Adulto (stiletto, axé, jazz unificado, swingueira e dança gospel); Danças Urbanas (hip hop, breaking, freestyle, locking e street dance); Ballet (clássico livre, moderno, contemporâneo e neoclássico); e Estilo Livre Baby, Infantil e Juvenil (todas as modalidades). As categorias dividem-se em: Baby (de 04 a 08 anos); Infantil (de 09 a 11 anos); Juvenil (de 12 a 15 anos); e Adulto, a partir de 16 anos.

 

Compartilhe:

Helder Barbalho ficou entregar carta de demissão esta semana

ministro Helder Barbalho (Portos) esteve nesta segunda-feira no Palácio do Planalto para entregar a carta de demissão a Dilma Rousseff.

Segundo assessores palacianos, o ministro, da cota peemedebista, não foi recebido pela presidente, que estava em reunião.

Barbalho deve entregar a carta ainda nesta segunda. Segundo aliados partidários, não pretende desistir da demissãonem mediante apelos de Dilma.No entanto no Site Bacana a informação é que o ministro Helder Barbalho negou que tenha procurado Dilma – como noticiou Veja – para entregar uma carta de renúncia; – A única certeza que tenho agora é que no final do expediente  tenho uma prova do meu curso de inglês e acho que não vou me dar bem porque não  estudei nadica, disse HB

Compartilhe:

Empresa de especialidades médicas otimiza atendimento

Diante da dificuldade para conseguir médicos de algumas especialidades na região, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) contratou, com o aval do Conselho Municipal de Saúde, os serviços da empresa Humanitar, de São Paulo, visando suprir algumas necessidades da saúde pública em Marabá. Os profissionais atuam no Hospital Municipal (HMM), Materno Infantil (HMI), Crismu – Centro de Referência Integrado à Saúde da Mulher e UBS (Unidades Básicas de Saúde). Segundo Maurícia Macedo, coordenadora do Departamento de Média e Alta Complexidade, desde 4 de abril, uma equipe médica da empresa está no HMM, respondendo pelo atendimento da porta de entrada, pronto socorro, sala de estabilização de pacientes, visitas nas enfermarias e, nos próximos meses, mutirões de cirurgias eletivas (aquelas que não são de emergência); e no HMI na parte de obstetrícia. Também pela Humanitar, a partir de 21 de abril haverá ortopedia, cirurgia geral e pediatria, em regime de plantão presencial, dentro do Hospital Municipal. No dia 16 deste mês, na UBS Enfermeira Zezinha, na Folha 23, haverá atendimento de uma gastropediátrica; na mesma data, consultas com endocrinologista na UBS Liberdade. Desde 1º de abril, a Humanitar assumiu o serviço de obstetrícia no HMI. Desde 6 de abril, três ginecologistas da empresa estão escalados para o Crismu, totalizando agora cinco profissionais do gênero. E, ainda no Crismu, a partir desta segunda-feira (18), há três médicos ultrassonografistas. Melhorias aos profissionais Atendendo a reivindicação dos servidores, agora há no HMM mantém mais dois repousos, totalizando três: um para equipe técnica, outro para o pessoal da recepção e outro…

Impeachment passo a passo

Agora que a Câmara dos Deputados aprovou a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma (PT), começam os cálculos do trâmite no Senado, que recebeu ontem (18) o processo por crime de responsabilidade. Após a leitura em plenário, é criada a comissão de 21 senadores, observando a proporcionalidade, com presidente e relator, que fará um parecer favorável ou contrário.

Passo a passo II
Se aprovado no plenário, será instaurado o processo e a presidente será notificada e afastada por até 180 dias. Ela poderá se defender e a comissão continuará a funcionar. A seguir, a fase de produção de provas. Um novo parecer da comissão deverá analisar a procedência ou a improcedência da acusação. De novo, esse parecer tem que ser aprovado por maioria simples;

Passo a passo III
Se aprovado, considera-se procedente a acusação e inicia a fase de julgamento, que é comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal. Para que a presidente perca o cargo, o impeachment tem que ser aprovado por dois terços dos senadores, ou seja, 54 dos 81.

Compartilhe:

Marabá: Eduardo Chuquia Morre aos de 99 anos

Sessões de terça-feira e quarta-feira (19 e 20) foram canceladas pelo falecimento de ex-presidente do Legislativo A Câmara Municipal de Marabá amanheceu de luto nesta terça-feira, dia 19 de abril, pelo falecimento de Eduardo Chuquia, ex-vereador e ex-presidente, que atuou nesta casa durante três décadas (1960-1980). Ele tinha 99 anos de idade e faleceu em casa, sereno e ao lado da filha de criação, Francivalda Rodrigues, que morava com ele há mais de 30 anos. O falecimento, segundo Francivalda, aconteceu por volta de 23h30 desta segunda-feira, 18. Seu corpo será velado em dois locais distintos. Primeiro será levado no início da tarde desta terça-feira, 19, para a igreja de Nossa Senhora da Conceição, na Praça do Novo Horizonte, onde permanecerá até o final do dia. Em seguida, será trazido para o Plenário da Câmara Municipal, onde ficará até as 10 horas da manhã desta quarta-feira, 20. Por conta disso, a sessão desta quarta-feira, dia 20, também foi cancelada. Após homenagens póstumas, o corpo será levado para o Cemitério São Miguel, na Marabá Pioneira, onde será enterrado no jazigo de sua família. Eduardo Chuquia nasceu em Marabá no dia 25 de julho de 1916. Era filho de Miguel e Salma Chuquia, com quem morou até a década de 1970, na Marabá Pioneira. Estreou como vereador em 1963, atuando por seis mandatos, sendo presidente do Legislativo em dois períodos distintos: entre 1973 e 1976 e depois entre 1979 e 1982. Chegou a ser prefeito interino por oito dias, em 1982. Paralelamente, ele atuava como gerente das Lojas Pernambucanas,…

POLICIA DIVULGA RETRATO FALA DOS AUTORES DA MORTE DO AUXILIAR DE NECROPSIA

A Polícia Civil divulgou o retrato falado através das imagens de segurança, de um dos autores pela morte do auxiliar de necropsia, Vinicius Farias, 21 anos, ocorrido durante um assalto no último domingo (17), no Bairro Novo Horizonte, em Marabá – Pará.
A vítima foi assassinada após ter travado luta corporal com um dos assaltantes, que arrastou Vinicius para o outro lado da pista, desferindo – lhe três tiros.
Ajude a Polícia a localizar os autores do crime, Denuncie, Anonimato Garantido!
Disque Denúncia Sudeste do Pará 
 (94) 3312-3350/ (94) 3346-2250
Whatsapp: (94) 98198-3350
ASCOM/Disque Denúncia Sudeste do Pará

Compartilhe:

IMPEACHMENT: Asdrúbal acredita que votação foi coerente

Com 367 votos a favor e 137 contra, a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff passou na Câmara de Deputados na noite deste domingo (17) e segue para o Senado. Em entrevista a Rádio Clube na manhã desta segunda-feira, Asdrúbal Bentes, que já foi deputado federal, contou que a votação foi coerente e a decisão representa o povo. “Nas suas votações os deputados devem expressar o que a vontade popular do seu estado quer. E hoje o que o povo está querendo é o impeachment. Foi uma votação coerente, mas foi apenas pela admissibilidade”, disse Asdrúbal. A sessão que apreciou a admissibilidade do impeachment aconteceu na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), com a presença de 511 votantes. A bancada paraense, composta por 17 parlamentares, somaram 10 votos a favor, 06 contra o impeachment e uma abstenção, ado Deputado Federal representante do município de Marabá, Beto Salame (PP), o qual não foi bem recebida pela população do município. Durante os 10 segundos que cada Deputado teve permissão para justificativa do voto, Beto Salame discursou alegando respeitar a posição do seu partido dizendo“Todos do Pará sabem da minha lealdade e da minha posição contrária ao Impeachment, no entanto, em respeito à posição do PP, eu me abstenho”, pronunciou o Deputado. Os demais deputados Paraenses que votaram a favor foram Arnaldo Jordy (PPS), Delegado Éder Mauro (PSD), Francisco Chapadinha (PTN), Hélio Leite (DEM), Joaquim Passarinho (PSD), José Priante (PMDB), José Bengston (PTB), Julia Marinho (PSC), Nilson Pinto (PSDB) e Wladimir Costa (Solidariedade). Votaram contra…