Pará lidera a lista dos estados onde os estudantes mais abandonam o ensino médio

Aulas pouco atrativas, falta de infraestrutura nas escolas ou necessidade de conciliar os estudos com o trabalho são apenas alguns fatores que podem explicar o que leva um adolescente a abandonar a escola. No Brasil, 7,6% dos jovens matriculados no ensino médio desistem das aulas antes de se formarem. O percentual, considerado alto, já foi bem pior – em 2006, por exemplo, 15,3% dos jovens matriculados nesta etapa abandonaram os estudos. O momento em que mais gente sai das escolas é o 1° ano do ensino médio. A explicação, segundo especialistas, é que muitos jovens chegam a um novo ciclo sem o conhecimento básico da etapa anterior. Ao encontrar dificuldades para acompanhar o conteúdo ministrado em aula, acabam deixando as aulas de lado. Longe das escolas, esses meninos e meninas terão muito menos chances no mercado de trabalho e poderão receber salários até 35% menores se comparados aos que conquistaram o diploma do ensino médio. Raio-x dos estados O Pará é quem lidera a lista dos estados com o maior percentual de adolescentes que abandonam o ensino médio. No 1° ano, por exemplo, quase 20% dos adolescentes paraenses deixam a sala de aula. Na outra ponta, aparece o Pernambuco – onde 3,2% dos jovens desistem dos estudos. No gráfico abaixo, você encontra a taxa média de abandono do ensino médio em cada estado. Ela é calculada a partir do índice de desistência do 1° ao 4° ano (no caso de ensino técnico). Na conta, também entra o percentual de jovens que abandonam as salas não-seriadas…

IBGE seleciona jornalistas para vagas temporárias

O IBGE, por meio da Cesgranrio, abriu inscrições para processo seletivo simplificado que prevê, entre outras, 16 vagas temporárias para jornalistas, que trabalharão no Censo Agropecuário 2016.
As vagas são distribuídas em 12 Estados e a inscrição para a seleção custa R$ 120. Para participar, o candidato deve ter curso superior completo em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo.
O salário será de R$ 7.166,00, mais benefícios (auxílio alimentação, auxílio transporte, férias e 13º). O contrato de trabalho é de até 31 meses.

Compartilhe:

Ocupantes permanecem em fazenda na BR-155

Ocupantes permanecem em fazenda na BR-155A operação de reintegração de posse ‘Redenção-Marabá’, coordenada pela Polícia Militar e demais órgãos de segurança pública, avança pela rodovia BR-155. Na manhã de segunda-feira (25), a equipe esteve na fazenda Surubim, no município de Piçarra, para a desocupação de mais de 100 casas à beira da rodovia com integrantes do LCP (Liga dos Camponeses Pobres). No entanto, após a avaliação dos técnicos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC), verificou-se que as casas estão inclusas dentro da ‘faixa de domínio’ da rodovia, ou seja, o espaço de 40 metros entre o centro da pista e a lateral que está fora da propriedade privada.   Polícia Militar, Polícia Civil, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), um Oficial de Justiça e Corpo de Bombeiros Militar chegaram em comboio coordenados pelo coronel da PM Leão Braga. Após a leitura da decisão judicial, os militares fizeram a medição da área ocupada junto aos peritos do CPC.   Com a conclusão de que os moradores ocupavam uma área de faixa de domínio, a polícia negociou os termos de conduta para que não houvesse conflito entre os moradores da área ocupada e a fazenda. ‘Com isso, a responsabilidade passa para o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte). Aproveitamos para conversar sobre os termos de conduta e convivência entre os funcionários da fazenda e os moradores, para que eles possam ter o direito de ir e vir sem sofrer qualquer tipo de agressão ou ameaça’, declarou o coronel…

Não é a maconha! Álcool é a ‘porta de entrada’ das drogas, aponta pesquisa

“A maconha é a porta de entrada das drogas”. Quem nunca ouviu isso? Bem, agora a ciência nos ajuda a acabar com esse mito. O álcool é a primeira substância consumida por pessoas que mais tarde apresentam problemas com o uso de drogas. Esse é o resultado de uma pesquisa publicada neste mês no Journal of School Health, nos Estados Unidos, e que você pode acessar aqui. Pesquisadores da Texas A&M University e da University of Florida avaliaram os padrões de uso de drogas nos Estados Unidos ouvindo 2.835 estudantes. A pesquisa informa ainda que o consumo de álcool entre os jovens, na maioria das vezes, precede do uso de tabaco ou maconha. Há também uma relação entre a idade em que os jovens começam a consumir álcool e a predisposição para o abuso de outras substâncias mais tarde. “Os entrevistados que iniciaram o uso de álcool na sexta série relataram tempo de vida significativamente maior no uso de substâncias ilícitas e também o uso de substâncias ilícitas mais freqüentes do que aquelas que iniciam o uso de álcool na nona série ou mais tarde”. A conclusão é: “Nossos resultados apontam que quanto mais cedo ocorre o contato com álcool, mais provável é que as pessoas se envolvam com o uso de substâncias ilícitas no futuro”. Estudos anteriores já apontavam a total falta de veracidade na frase de que “a maconha é a porta de entrada das drogas”. Mas apontar o álcool como o grande vilão é novo. E esclarecedor também. De Rafael Nardini, via…

Goianésia (PA): Após morte do prefeito, vice assume gestão

O vice-prefeito de Goianésia do Pará, Antônio Pego (PSC), conhecido como “Tonhão”, toma posse nesta quarta-feira (27), às 19h30, do cargo de prefeito da cidade do sudeste do estado. Ele assume a administração municipal após o assassinato do então prefeito João Gomes da Silva, 62, conhecido como “Russo”, morto a tiros na noite de domingo (24) quando participava do velório de um amigo da família.

Segundo informações preliminares da polícia, um homem que já estava no local fez os disparos contra o político e fugiu de moto com o apoio de um comparsa que o aguardava na área externa de onde ocorria o velório. A esposa de Russo chegou a ser atingida por um disparo na perna, mas passa bem. (G1/PA)

 

Compartilhe:

MARABÁ: JUIZA SUSPENDE AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO NA ÁREA DA COSIPAR

O comando de Missões Especiais deve fazer a reintegração de três fazendas na região, mas ainda define como vai ser a operação nesses locais com a Vara Agrária de Marabá. E por falar em reintegração de posse, foi suspenso ontem a reintegração da chamada área do trecho seco grande, mais conhecida como bairro Beira Rio. A decisão de suspender ocorreu durante a audiência com a titular da 2.ª Vara Cível, juíza Adriana. Foi fundamental para a decisão da juíza um relatório da PM que mostra a complexidade da situação dos moradores já que existem 800 famílias na área que está penhorada pela Justiça do Trabalho. Uma nova audiência para tratar do tema está marcada para ocorrer na Justiça do Trabalho no dia 23 de fevereiro, onde deve ocorrer uma negociação entre as partes e a empresa Cosipar. Segundo o vereador Antônio Araújo, que participou da audiência com o Coronel Hélio do CPR2 e Leão Braga do CME, foi uma grande vitória para os moradores que estavam apreensivos de serem despejados, e prevaleceu o bom senso da juíza Adriana da 2.ª Vara Cível. Segundo vereador Antônio Ferreira de Araújo, o “Coronel Araújo” (PR), no dia 23 de fevereiro haverá uma audiência pública da Justiça do Trabalho para debater a situação. A propriedade do Grupo Cosipar de 200 mil metros quadrados, está situado dentro da área urbana de Marabá, entre a Folha 8 e a ponte Rodoferroviária sobre o Rio Tocantins. Os moradores denominaram a ocupação de Folha 1. A ocupação da área iniciou em maio de…

Vídeo registra refém usado como escudo após assalto a banco no Pará

Bando fugiu com reféns após assalto ocorrido nesta terça, 26. Três reféns foram liberados. Ninguém foi preso até o momento.
Um vídeo feito em um aparelho de telefone de celular registrou a fuga de bandidos após o assalto a uma agência bancária no município de Nova Esperança do Piriá, no nordeste do Pará, no fim da manhã desta terça-feira (26). Um refém, apontado pela Polícia Civil como o gerente da agência, foi usado como escudo no veículo da fuga. O G1 procurou a assessoria do banco Bradesco, que informou que não irá comentar o assunto.

Segundo a Polícia Civil, o grupo armado invadiu a agência e, durante a fuga, um homem foi baleado em uma troca de tiros entre assaltantes e policiais. Ele foi encaminhado para o município de Castanhal. Além do gerente, dois seguranças da agência também foram levados como reféns. Os três foram liberados durante a fuga.

Policiais militares de cidades vizinhas foram deslocados para o município para ajudar a localizar os bandidos. A Polícia Civil também enviou 25 homens para ajudar nas buscas e nas investigações. Segundo o investigador Eduardo Cobra, o bando teria fugido em direção à cidade de Paragominas, no sudeste paraense. Ninguém foi preso até a noite desta terça.

http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2016/01/video-registra-refem-usado-como-escudo-apos-assalto-banco-no-para.html

Postad

Compartilhe:

Governo lança campanha com foco na saúde da população trans

O Ministério da Saúde lançou hoje (27) campanha informativa com foco na saúde integral, atendimento humanizado e respeito as travestis, mulheres transexuais e homens trans. “Cuidar bem da saúde de cada um faz bem para todos. Faz bem para o Brasil” é o tema do movimento, que pretende informar à sociedade, em especial profissionais de saúde, sobre garantias ao atendimento considerando as especificidades de saúde dessa população. A campanha foi desenvolvida em parceria com o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos e faz alusão ao Dia da Visibilidade Trans, comemorado em 29 de janeiro. Segundo o Ministério da Saúde, serão distribuídas 200 mil cartilhas, que enfatizam o direito de todos à saúde com respeito e sem discriminação. O material também aborda orientações aos profissionais no acolhimento à população trans, entre elas a que travestis e mulheres transexuais têm indicação a exames para prevenção de próstata e homens trans podem necessitar de atendimento ginecológico. O direito ao uso do nome social no SUS, garantido desde 2012 pela Portaria 1.820, do Ministério da Saúde, e os cuidados à saúde, em especial no que se refere ao processo transexualizador, também são temas abordados nos materiais. Até setembro do ano passado havia 1,3 milhão de usuários cadastrados com nome social, o que abrange a população trans e pessoas que utilizam apelidos ou nomes artísticos. Também foi lançado hoje o livro Transexualidade e Travestilidade na Saúde, que apresenta uma coletânea de artigos, com foco no desafio da promoção da equidade em saúde para a população de…

Brasil tem 21 das 50 cidades mais violentas do mundo. Veja a lista

O Brasil é o país com o maior número de cidades entre as mais violentas do mundo em 2015, de acordo com estudo realizado pela ONG mexicana. O levantamento, publicado nesta segunda-feira (25), relacionou 21 cidades brasileiras entre as mais violentas em todo o globo. Das 50 cidades com maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes em 2015, 21 são brasileiras. No primeiro lugar do ranking internacional, que analisa cidades com mais de 300 mil habitantes, está a capital venezuelana Caracas, com índice de 119,87 homicídios dolosos por cada 100 mil pessoas. San Pedro Sula, em Honduras, que ocupava o primeiro lugar por quatro anos seguidos, conseguiu reduzir o número de homicídios e passou para o segundo lugar, com índice de 111,03. San Salvador, capital de El Salvador, ficou em terceiro (108,54), seguido de Acapulco, no México (104,73). Entre elas as cidades brasileiras relacionadas no ranking, a primeira é Fortaleza, em 12º lugar, seguida de Natal, em 13º, Salvador e região metropolitana, em 14º, e João Pessoa (conurbação), em 16º. Em seguida, aparecem Maceió (18º lugar), São Luís (21º), Cuiabá (22º), Manaus (23º) e Belém (26º). Somadas as 50 cidades, a média dos índices de assassinatos dolosos por cada 100 mil habitantes é de 53,08 (41.338 homicídios dolosos entre 77.878.896 hab.). Apenas as primeiras 20 cidades superam essa média. Apesar de o Brasil superar a Venezuela em quantidade de cidades no ranking, o nível de violência no país vizinho é maior. O índice de homicídios no Brasil é de 46,31 por cada 100 mil…

Governo dará salário por microcefalia

Bebês diagnosticados com microcefalia em todo o país vão ter direito a receber um salário mínimo por mês, uma espécie de aposentadoria, desde que pertençam a famílias com renda mensal de até R$ 220 (um quarto do salário mínimo) por pessoa. A medida deve ser anunciada nos próximos dias pelo governo como forma de proteção às famílias pobres com crianças portadoras da má-formação. A reportagem apurou que o Ministério da Saúde já repassou a lista com os municípios onde foram registrados casos de microcefalia para que o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) faça um cruzamento com o cadastro único do governo de benefícios sociais. Em nota, o MDS confirmou que está em diálogo com os técnicos do Ministério da Saúde. O Benefício de Proteção Continuada (BPC), instituído pela Constituição de 1998 e regulamentado pela Lei Orgânica da Assistência Social (Loas), garante 1 salário mínimo mensal a idosos com mais de 65 anos e a pessoas com deficiência que não tenham meios para se sustentar nem podem ser sustentadas pela família, independentemente da idade. Atualmente, 4,2 milhões de pessoas são beneficiadas. O orçamento deste ano, sem incluir os casos de microcefalia, estima pagamentos de R$ 48,3 bilhões. Pais Para o advogado especialista em Direito previdenciário Rômulo Saraiva, além das consequências da microcefalia, para a concessão do benefício deve ser acrescentado o impacto da doença na vida dos pais. “Essas crianças precisam de cuidados especiais e do tempo deles, que, muitas vezes, têm de abdicar do emprego”, afirmou. O último boletim do Ministério da Saúde, com dados…