Redenção: Corpo do prefeito Vanderlei Coimbra foi enterrado na manhã deste sexta-feira, 01

O corpo do prefeito de Redenção, Vanderlei Coimbra Noleto foi enterrado na manhã desta sexta-feira (1), em Redenção. Ele e mais duas pessoas morreram em um acidente da PA-287 na última quarta-feira (30). Devido a morte do prefeito, a festa de fim de ano da cidade foi cancelada.

Vanderlei Coimbra Noleto estava com mais duas pessoas no carro. Segundo a Polícia Militar, o acidente ocorreu por volta de 19h, quando o veículo de Vanderlei se envolveu em uma colisão frontal com uma carreta que tentava uma ultrapassagem na rodovia.

O delegado superintendente da Policia Civil do Araguaia Paraense, Antônio Miranda informou que segundo a perícia, o carro em que o prefeito estava invadiu a contra mão na PA-287 e bateu de frente com uma carreta. O caminhão tinha placa do estado do Mato Grosso e transportava milho, o motorista sumiu após o acidente

Compartilhe:

Mega Sena

02  18  31  42  51  56
Quatro apostas acertaram a sena
Agora o engraçado
A Caixa anunciou R$280 milhões de prêmio.
A Caixa nunca erra: errou por quase R$40 milhões, a menos.
Cada vez essa coisa fica mais esquisita.

Compartilhe:

2016-Boa tarde Feliz ano novo!

Tenham todos, mas todos mesmos, um 2016 cheio de esperanças ,e alegrias. Vamos destruir todos os sentimentos derrotistas e acreditar Creiamos em nossos instintos, .capacidades, valores éticos e culturais, por fim, naquilo que aprendemos ao longo do tempo e todo santo dia. Sejamos ante  de mais nada econômicos da crítica, fartos na esperança, generosos do perdão.

Compartilhe:

Prefeito de Redenção morre em acidente de carro

O prefeito do município de Redenção, Vanderlei Coimbra, morreu em um acidente de carro, no município de Conceição do Araguaia, no sudeste paraense, na noite desta quarta-feira (30). Outras duas pessoas que estavam com ele dentro do carro também morreram.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o acidente aconteceu por volta das 19h, na rodovia PA-287, quando o carro em que o prefeito estava colidiu de frente com um veículo de grande porte.

Além do prefeito de Redenção, outras duas pessoas – cujas identidades ainda não confirmadas – também faleceram. (Foto: Via Whatsapp)

PERFIL

Vanderlei Coimbra Noleto tinha 32 anos de idade e foi eleito prefeito nas eleições de 2012 pelo Partido Republicano Progressista (PRP) com 25.033 votos, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Vanderlei era natural do município de Conceição do Araguaia e já havia exercido o cargo público de vereador. Também era casado e pai de três filhos, um deles com apenas um mês de vida.

Vanderlei Coimbra Noleto tinha 32 anos de idade e foi eleito prefeito nas eleições de 2012 pelo Partido Republicano Progressista (PRP) com 25.033 votos, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Vanderlei era natural do município de Conceição do Araguaia e já havia exercido o cargo público de vereador. Também era casado e pai de três filhos, um deles com apenas um mês de vida.

Compartilhe:

Dilma vai mudar a economia em 2016

Dilma Rousseff teria dado ouvido às ruas que exigiram no último dia 16 de dezembro, nas manifestações contra o impeachment, a redução dos juros e uma agenda desenvolvimentista. Além disso, o governo federal se comprometeria a enterrar a ideia de reforma previdenciária e trabalhista — como reivindicam as centrais sindicais. “Surge a esperança de alterações positivas na política econômica do Brasil”, comemorou esta terça-feira (29), via Twitter, o senador Roberto Requião (PMDB-PR), um dos principais críticos da atual política econômica do governo federal.

A presidente Dilma Rousseff (PT) promoverá mudanças radicais nos rumos da economia brasileira já no início de 2016. A informação é de uma fonte do do Palácio do Planalto.

Dentre as mudanças planejadas estão a utilização de parte das reservas — cerca de US$ 100 bilhões — para vitaminar a economia interna, enfrentar a crise, retomar o crescimento e a geração de empregos.

O país possui hoje quase US$ 400 bilhões em reservas cambiais. (mais…)

Compartilhe:

Obama copia Dilma e “pedala” com 75% de reprovação. Sem impeachment

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assim como sua homóloga brasileira Dilma Rousseff, tem reprovação batendo na casa dos 75% entre os norte-americanos. Entretanto, lá, diferente daqui, não há pedido de impeachment nem tentativa de golpe.

As semelhanças entre Dilma e Obama não sustam por aí. O presidente estadunidense, para utilizar a ginástica golpista dos coxinhas, também “pedalou” gostou em 2015: o limite autorizado para a dívida pública dos Estados Unidos é de US$ 18,112 trilhões, mas, em outubro passado, o montante já chegava a US$ 18,165 trilhões.

Os coxinhas brasileiros partiram para cima de Dilma primeiro porque são machistas (não admitem ser governador por uma mulher). Segundo, devido à tradição golpista da burguesia nacional.

A seguir, leia matéria na Agência Brasil sobre a reprovação de Obama nas pesquisas:
(mais…)

Compartilhe:

Delator aponta propina para Aécio de R$ 300 mil. Vai dar na Globo?

Apontado como entregador de dinheiro do doleiro Alberto Youssef, Carlos Alexandre de Souza Rocha disse em delação premiada homologada pelo STF na Operação Lava Jato ter levado a quantia no segundo semestre de 2013 a um diretor da UTC no Rio de Janeiro chamado Miranda, que lhe disse que o montante teria como destino o senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG), que foi derrotado na disputa presidencial do ano passado; segundo Rocha, Miranda “estava bastante ansioso” pelos R$ 300 mil, o que lhe causou estranheza; o diretor contou que “não aguentava mais a pessoa” lhe “cobrando tanto”; Rocha teria perguntado quem era e Miranda respondeu Aécio Neves, de acordo com o delator; por meio de sua assessoria, o tucano chamou de “absurda” a citação de Rocha; anteriormente, Aécio já havia sido citado pelo próprio Youssef como responsável por um mensalão em Furnas.

Compartilhe:

Proposta que cria idade mínima de 65 anos para aposentadoria divide as centrais sindicais

proposta de implantação da idade mínima de 65 anos para a aposentadoria por tempo de contribuição para homens e mulheres não foi bem recebida entre as centrais sindicais. Força e UGT (União Geral dos Trabalhadores) são contra. A CUT (Central Única dos Trabalhadores) quer discutir a proposta para chegar a uma alternativa. O governo quer a idade mínima para reduzir os gastos públicos com os benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O ministro Nelson Barbosa, da Fazenda, conversou com investidores nacionais e internacionais e prometeu apresentar um projeto de mudanças nas regras de aposentadoria ainda em 2016. O ministro do Planejamento, Valdir Simão, ex-presidente do INSS, também destacou como prioridade mudanças na aposentadoria. Atualmente, o trabalhador brasileiro atinge o tempo mínimo exigido para se aposentar aos 53 anos de idade, em média. Para a mulher é preciso ter 30 anos de contribuição e para o homem 35 anos. Porém, segundo o argumento do governo, a expectativa de vida está aumentando muito rápido e o tempo contribuído não corresponde ao tempo de gozo do benefício. A expectativa de vida de brasileiro está em 75,2 anos, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Leia mais notícias de Economia Para parte das centrais sindicais, no entanto, o desequilíbrio nas contas da Previdência é usado como desculpa pelo governo para retirar direitos trabalhistas. “Causou-nos estranheza o anúncio do governo sobre a idade mínima, apenas para mostrar ao mercado que realmente vai buscar o equilíbrio fiscal. Repudiamos essas reformas feitas na calada da noite”,…

Ipea: Situação de extrema pobreza teve redução de 63% nos últimos 10 anos

taxa de pobreza extrema na última década teve redução de 63%. A conclusão é do estudo “Pnad 2014 – Breves análises”, uma nota técnica feita com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), lançado nesta quarta-feira (30) pela Diretoria de Estudos e Políticas Sociais do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea). De acordo com o estudo, 2,48% da população estava em situação de extrema pobreza em 2014, índice 63% menor que em 2004. De 2013 a 2014, a taxa de pobreza extrema caiu 29,8%, “uma redução importante”, ressalta o texto, que associa a queda à manutenção do aumento da renda e redução das desigualdades, bem como o aumento da escolaridade e das condições gerais de vida do brasileiro e a diminuição das brechas que separam negros de brancos, mulheres de homens e trabalhadores rurais de urbanos. “A preços de junho de 2011, a média (da renda domiciliar per capita) passou de R$ 549,83/mês em 2004 para R$ 861,23/mês em 2014 (a deflação é feita pelo INPC, ajustado de acordo com o Texto para Discussão 897). O crescimento real foi de 56,6%, 4,6% ao ano. Levando os valores para preços de dezembro de 2011, pode-se usar o fator de Paridade do Poder de Compra para consumo privado, calculado pelo Banco Mundial, para converter os valores de reais para dólares internacionais. Multiplicando o valor mensal obtido por 12, e dividindo por 365, tem-se que a renda média passou de US$ 11,13/dia para US$ 17,44/dia”, aponta o relatório. No primeiro texto da pesquisa, “Desigualdade e Pobreza”, os dados…