SERÁ QUE SAI?Pedral do Lourenço terá edital lançado até segunda

O Governo Federal, que havia prometido publicar o edital para o derrocamento do Pedral do Lourenço no final do mês passado, confirmou que o documento está em análise na Procuradoria Geral da República (PGR) e deverá ser lançado até a próxima segunda-feira, 19. Aparentemente, o orçamento foi ajustado para despertar interesse nas empresas. O valor aumentou em R$ 90 milhões e deverá fechar com o orçamento de R$ 560 milhões para as obras de derrocamento do Pedral. Da última vez, os empresários da construção civil não se interessaram em participaram do processo, pois avaliaram o valor oferecido, de R$ 470 milhões, baixo para a empreitada. Na última semana, durante a sabatina da Comissão de Infraestrutura do Senado, para avaliar a indicação do novo diretor Administrativo e Financeiro do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Fernando Fortes Melro Filho, o diretor do órgão federal confirmou que o processo já está pronto e se encontra em análise na PGR. “Recebi a informação que o processo está em análise na Procuradoria. Saindo de lá ele vai direto para licitação. O processo já está pronto”, afirmou Melro. Presente à sabatina, o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) disse que os anúncios do Governo em relação ao derrocamento do Pedral já viraram motivo de piada. “Acredito que seja pela enésima vez que trato deste assunto. Peço que o Governo Federal, de uma vez por todas, possa atender o pleito do Estado do Pará e de todos os paraenses”, defendeu o senador. De acordo com Flexa, a crise econômica no país não…

Pacientes pedem na Justiça que USP forneça cápsula de combate ao câncer

Pacientes com câncer brigam na Justiça para que a Universidade de São Paulo (USP) forneça cápsulas de fosfoetanolamina sintética. Segundo usuários, familiares e advogados, a substância experimental produzida no campus de São Carlos (SP) acumula resultados satisfatórios no combate à doença, inclusive com relatos de cura, mas não possui registro junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, por isso, só está sendo entregue por decisão judicial. A droga, cuja cápsula é produzida por menos de R$ 0,10, levou ao surgimento de discussões na internet e um morador de Santa Catarina que a distribuía gratuitamente foi A universidade afirma que não tem capacidade para produzir a substância em larga escala e reforça que a regulamentação é necessária, mesma opinião da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica. A entidade diz que não é contra pesquisas, mas aponta  que, antes de novas substâncias serem oferecidas como medicamentos, devem passar por estudos amplos que comprovem seus benefícios e a eficácia diante do tratamento que já é oferecido. Disputas na Justiça Os estudos com a substância começaram no início dos anos 90, coordenados pelo professor Gilberto Orivaldo Chierice, hoje aposentado, e até 2014 havia a doação de cápsulas no Instituto de Química de São Carlos (IQSC), mas uma portaria mudou o sistema. Substância é produzida no campus I da USP em São Carlos (Foto: Reprodução/EPTV) De acordo com a determinação nº 1389/2014, publicada pela diretoria, a produção e a distribuição de drogas com finalidade medicamentosa só podem ser efetuadas com a apresentação de licenças e registros. Como a fosfoetanolamina…

Chupa que é de uva!!! Galvão zoa Argentina e é rebatido: não tomaram 10 a 1. Hora de ser humilde

Fato incomum, Galvão Bueno foi confrontado em seu programa Bem, Amigos!, do SporTV, após uma opinião. O narrador voltou a tripudiar da derrota argentina para o Equador na estreia da Copa América e ouviu de um dos comentaristas que participavam do programa que o atual momento da seleção pede mais humildade e não rir de resultados dos rivais. “Fico imaginando os tantos programas de rádio e televisão na Argentina, o que os caras tão discutindo terem perdido em casa do Equador por 2 a 0″, disse o narrador global, rindo, na atração desta segunda (12), apresentada de Fortaleza (CE), local da partida desta terça (13) à noite entre Brasil e Venezuela, pela segunda rodadas das Eliminatórias. Contrariado com a provocação feita por Galvão, o jornalista Marco Antônio Rodrigues, um dos convidados do programa, ponderou: “mas eles não estão traumatizados, né? São vice-campeões do mundo, eles não tomaram de 10 a 1. Não foram campeões do mundo por um detalhe”, analisou, referindo-se ao vexame brasileiro na Copa do Mundo, derrotas por 7 a 1 para a Alemanha e de 3 a 0 para Holanda, enquanto os Argentinos fizeram uma equilibrada final contra os alemães, decidida com gol perto do fim da prorrogação. “Ah bom, mas também tem o seguinte: sabe qual a última vez que conquistaram um título na vida? 1993, que foi uma Copa América jogada no Equador. E só foram para aquela final porque infelizmente o Marco Antônio Boiadeiro chutou um pênalti pra fora, senão nem tinham ido pra final. Eles têm 22 anos…

Miele encontrado morto em casa

Morre aos 77 anos o ator, apresentador e produtor musical Luiz Carlos Miele Cartaz do show “Um Brasileiro Chamado Jobim”, de Luiz Carlos Miele e Leny Andrade André Durão/UOL O apresentador, ator e produtor musical Luiz Carlos Miele foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (14) em sua casa em São Conrado, Zona Sul do Rio de Janeiro. A mulher dele foi quem percebeu que ele havia morrido, após tentar acordá-lo. Segundo um funcionário que trabalha na produção de Miele, a família está aguardando a chegada da equipe médica. A causa da morte ainda não foi informada. Artista de múltiplos talentos, trabalhou com música, televisão, humor, teatro, entre outros. Na televisão, um dos seus últimos trabalhos foi em “Geração Brasil”, no papel de Jack Parker, em 2014. No mesmo ano, participou da competição Dança dos Famosos, no “Domingão do Faustão” e da minissérie “A Teia”, no papel do ex-senador Walter Gama. Miele nasceu em 1938 em São Paulo, onde começou a carreira como locutor de rádio. Iniciou a carreira profissional como locutor das rádios Excelsior, Tupi e Nacional. Em 1959, mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro, onde conheceu o compositor Ronaldo Bôscoli, com quem formou a dupla Miele & Bôscoli, responsável pela pela direção e produção de diversos espetáculos. Atuante na bossa nova, foi um dos criadores do modelo de apresentação “banquinho e violão”. Como produtor, trabalhou com artistas como Roberto Carlos, Wilson Simonal, Agnaldo Timóteo e Alcione. Entre 1976 e 1979, apresentou “A Praça da Alegria”, na Rede Globo, substituindo Manuel de Nóbrega, que morreu em…

A ascensão e a queda da construtora CR Almeida

da Exame O empreiteiro paraense Cecílio do Rego Almeida construiu um império a partir do nada. Filho de um carteiro e de uma dona de casa, estudou engenharia e abriu sua construtora, a CR Almeida, no final da década de 50. Nas décadas seguintes, colecionou grandes projetos e certa polêmica. A CR Almeida virou uma das maiores empreiteiras do país ao construir rodovias e ferrovias durante o regime militar. Enquanto isso, nos anos 90 o empreiteiro foi acusado de encomendar grampos ilegais de antigos sócios e, no episódio mais conhecido, da grilagem de uma fazenda no Pará do tamanho da Bélgica e da Holanda juntas. Nas entrevistas que concedia sobre o tema, xingava desde promotores até ministros. Três anos antes de morrer de infarto em 2008, dizia que seu grupo, que incluía a construtora, uma empresa química e concessões rodoviá­rias, valia cerca de 5 bilhões de reais. Sete anos depois, o grupo CR Almeida continua dono de uma construtora e da empresa de concessões rodoviárias EcoRodovias — que juntas faturam 6 bilhões de reais ao ano. Mas os seis herdeiros de Cecílio têm, hoje, um grupo empresarial que vale muito pouco. Em setembro, os herdeiros colocaram o negócio à venda. Até o fim de outubro, data definida para que os interessados façam propostas, saberão se a participação na EcoRodovias e na construtora CR Almeida renderá algum dinheiro. É possível que o dinheiro seja suficiente apenas para pagar as dívidas. O processo de venda da holding Primav, que controla as duas empresas, está sendo coordenado pelos…

Lula diz que ‘pedaladas’ pagaram Bolsa Família e casas

O ex-presidente Lula disse nesta terça-feira, 13, que as “pedaladas fiscais” nas contas públicas cometidas pela presidente Dilma Rousseff em 2014 foram para garantir a continuidade de programas sociais. Lula fez a declaração durante um discurso para pequenos agricultores em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. As informações são d’O Globo.

— Estou vendo a Dilma ser atacada por conta de umas pedaladas. Eu não conheço o processo, mas uma coisa, Patrus, que vocês têm que falar é que talvez a Dilma, em algum momento, tenha deixado de repassar o orçamento para a Caixa (Econômica Federal), porque não tinha dinheiro. E quais eram as coisas que a Dilma tinha que pagar? Ela fez as pedaladas para pagar o Bolsa Família. Ela fez as pedaladas para pagar o Minha Casa, Minha Vida — afirmou Lula, dirigindo-se ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias.

O ex-presidente voltou a criticar a oposição. Lula disse que “eles não se conformam” por ter perdido as eleições pela quarta vez. Continue lendo

Compartilhe:

Novo pedido de impeachment contra Dilma será apresentado na sexta, anuncia líder do PSDB

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), adiantou que um novo pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff será protocolado nesta sexta-feira (16). A medida foi tomada após liminares concedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (13) que suspenderam o andamento dos processos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff com base no rito definido pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha.

O pedido será apresentado em conjunto pelos juristas Hélio Bicudo, Miguel Reale Júnior e Janaina Pascoal. “As oposições aderiram a esses pedidos formulados pelos professores. Preferimos adotar uma postura de cautela, cumprir a decisão do STF e fazer uma única peça”, explicou o líder. Segundo Sampaio, qualquer decisão de Cunha aceitando o pedido apresentado por Hélio Bicudo poderia ser questionado no STF, uma que vez a peça foi posteriormente complementada por Miguel Reale Júnior.

O novo documento é fruto da junção dos aditamentos feitos anteriormente para cumprir a decisão do STF. A novidade no texto será a inclusão da manifestação de técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU) no sentido de que as pedaladas fiscais continuaram a ocorrer em 2015. Continue lendo

Compartilhe:

MARABÁ:Salame entrega nova Creche a comunidade nesta sexta

Prefeitura de Marabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, entrega às 16 horas de sexta-feira (16), mais um Núcleo de Educação Infantil (NEI) para a comunidade. Localizada na Folha 6, a creche “Marluse Ferreira da Silva” tem capacidade para 240 crianças e conta com uma superestrutura para que as mães deixarem seus filhos enquanto estão no trabalho. Além das salas de aula, o Núcleo de Educação tem sala de informática, brinquedoteca, anfiteatro, recreio coberto, refeitório, entre outros ambientes, que permitem a realização de atividades pedagógicas, recreativas, esportivas e de alimentação, além das administrativas e de serviço. De acordo com Heide Castro, secretária-adjunta de Educação, os benefícios sociais da nova creche são diversos. “Os pais e as mães estarão deixando os filhos em um espaço adequado, amplo e acolhedor”, disse, complementando que com certeza o rendimento das crianças e da equipe será melhor. A creche atenderá crianças de 3 a 5 anos, as quais atualmente estão estudando em um prédio alugado pela Semed. “Esse novo espaço com as salas climatizadas, está todo mobilidade para atender as crianças da Folha 6 e adjacências”, informou a secretária adjunta. Orçado em R$ 1.262.755,33, o NEI “Marluse Ferreira da Silva” é um dos cinco com metodologia tradicional de construção, já que a maioria das creches que estão em construção é de metodologia Light Steel Frame (LSF), um sistema construtivo com elementos metálicos para paredes e coberturas, formados por quadros estruturais de perfis leves de aço zincado, fazendo com que a construção seja mais rápida. Outras No último mês de…

Saúde – Iniciativas da Fundação Vale contribuem para o fortalecimento da Atenção Básica no sudeste do Pará

A união de esforços entre a sociedade civil, setores público e privado está promovendo mudanças significativas na saúde de municípios como Canaã dos Carajás, Parauapebas e Curionópolis. A Fundação Vale firmou parcerias com as prefeituras dessas cidades no intuito de contribuir com as equipes da Atenção Básica no aperfeiçoamento da prática clínica, no trabalho de prevenção de doenças e de combate à desnutrição e à mortalidade infantil. Cerca de 150 profissionais da área e da gestão pública já passaram por capacitação este ano.

Desde que o Projeto Ciclo Saúde foi implantado em Canaã dos Carajás, todos os profissionais que atuam nas dez Unidades Básicas passaram por capacitação. Além de promover a qualificação das equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF), o projeto forneceu instrumentos e mobiliários para fins de aperfeiçoamento do diagnóstico, prática clínica e melhoria da qualidade do ambiente de trabalho. Nesta etapa, foram entregues 384 itens, entre instrumentos e móveis. O atendimento no setor de saúde mental também está recebendo investimentos. Os profissionais do Núcleo de Apoio à Família (NASF), da Atenção Básica e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) passaram por capacitações e revisão de processos de trabalho.

Compartilhe: