Dilma na linha

Radar, Veja
Há algumas semanas, o telefone de Michel Temer tocou no Palácio do Jaburu. Avisado de que era a presidente na linha, o vice, que ainda era o articulador político do governo, pegou o aparelho e foi surpreendido por gritos ininteligíveis. Com sua calma característica, Temer desligou o telefone sem dizer palavra. Dilma voltou a ligar, bem mais calma. Temer explicou: “Desculpe, presidente. Alguém estava gritando muito aí do lado e quase não dava para ouvir o que a senhora dizia”.

Compartilhe:

Todos por um

Painel, Folha de S. Paulo

Na presençaça do vice Michel Temer, os ministros peemedebistas Helder Barbalho (Pesca), Eliseu Padilha (Aviação Civil) e Henrique Alves (Turismo) selaram um pacto de abandonar os postos caso a reforma de Dilma Rousseff não mantenha os três na Esplanada. A saída da trinca significaria o rompimento com os aliados mais próximos do vice, que preside o PMDB, às vésperas do congresso do partido, marcado para novembro, que pode decidir pelo rompimento com o governo.

Compartilhe:

Programa do PMDB surpreende Planalto

O governo se surpreendeu com o tom de ultimato dado pelo programa do PMDB, exibido em rede nacional de rádio e TV, na quinta-feira. No momento em que a presidente Dilma Rousseff negocia a ampliação da influência do PMDB na equipe, o partido diz que o Brasil não aguenta mais o aumento da carga tributária e afirma ser preciso apontar um rumo para o País não ficar “à deriva”. As informações são do Estadão.

A propaganda foi ao ar quase duas horas depois do embarque de Dilma para Nova York, onde ela vai participar da Assembleia Geral da ONU. Em conversas reservadas, dois ministros do PT avaliaram que o vice-­presidente Michel Temer apareceu no programa como uma alternativa para assumir o poder, em caso de impeachment de Dilma.

Sob o mote “É hora de reunificar os sonhos”, a peça teve Temer como personagem central. Na tela, ministros, governadores, senadores e deputados do PMDB se revezaram em críticas ao governo e à falta de “propostas claras”. A gravidade da crise política e econômica foi o pano de fundo. Continue lendo

Compartilhe:

MISSA EM HOMENAGEM VAVILSON SANTOS SERÁ CELEBRADA NESTE SÁBADO PELA MANHA

Morreu na manhã deste sábado às 6h Vavilson Santos, 75, ex-integrante do grupo Brasas 6, uma das primeiras bandas musicais de Marabá. Vavilson Santos, além de músico,era empresário no setor de cozinha industrial, atuou como radialista na Rádio Itacaiúnas no programa Tarde Nordestina,e na Rádio Clube de Marabá em programa matinal.Pernambucano da cidade de Bezerros, veio para participar de um show em 1972 em um clube tradicional na cidade na época a Acrobe e desde então se apaixonou por Marabá e adotou como sua cidade. Segundo o filho Vavilson Junior a causa da morte foi complicações no coração que ele já vinha lutando há muito tempo contra a Hipertensão. A situação se agravou na madrugada de hoje.Ele foi levado ainda com vida para o hospital Climec, não resistiu e faleceu. Velório esta ocorrendo desde as 14 horas no salão paroquial da igreja da Folha 16. Neste sábado  será celebrada a missa as  horas da manha,na Paróquia da F 16 em homenagem ao ex musico do Brasas seis, em seguida o corpo no cortejo,segue para sua ultima morada na F29,no cemitério da Saudade Nova Marabá.

Compartilhe:

Morre mais um integrante dos Brasas 6, primeiro grupo musical de Marabá

Vavison ao lado do amigo Jornalista Hiroshi Morreu na manhã deste sábado às 6h Vavilson Santos, 75, ex-integrante do grupo Brasas 6, uma das primeiras bandas musicais de Marabá. Vavilson Santos, além de músico, atuava no setor de cozinha industrial, atuou como radialista na Rádio Itacaiúnas no programa Tarde Nordestina, passou  um temporada  pela  Radio Clube de Marabá,em programa Matinal.Vavilson tinha uma legião de amigos na cidade, pois gostava de curtir a vida, tocar violão e apreciava a culinária nordestina. Pernambucano da cidade de Bezerros, veio para participar de um show em 1972 em um clube tradicional na cidade na época a Acrobe e desde então se apaixonou por Marabá e adotou como sua cidade. Ele deixa na orfandade os filhos Vavilson Junior, Quitéria e Valdirene e a viúva Marlene Santos com quem se casou e viveu ao seu lado em toda a sua vida. Segundo o filho Vavilson Junior a causa da morte foi complicações no coração que ele já vinha lutando há muito tempo contra a Hipertensão. A situação se agravou na madrugada de hoje. Ele foi levado ainda com vida para o hospital Climec, não resistiu e faleceu. O corpo será velado na Maçonaria da Marabá Pioneira. Do Grupo Brasa 6 ainda estão vivos o músico Bento, o Bentinho, e Divino. Vavilson deixa saudades. Este radialista teve a alegria de trabalhar ao seu lado e deixo aqui um trecho da letra da música que ele gostava muito: Quem me levará, sou eu de Dominguinhos. “Amigos a gente encontra O mundo não é…

Comissão aprova Estatuto da Família excluindo os casais homoafetivos

A Comissão Especial sobre Estatuto da Família aprovou nesta quinta-feira (24), por 17 votos a 5, o parecer do relator, deputado Diego Garcia (PHS-PR). O texto segue agora para o plenário da Câmara, com a polêmica sobre o conceito de família, que restringe as prerrogativas às famílias tradicionais, excluindo do texto os casais homoafetivos.

Durante a sessão, os deputados contrários à proposta, entre eles parlamentares do PT, PcdoB e PTN, tentaram adiar a votação, apresentando uma série de requerimentos. Todos foram derrubados. O deputado José Carlos Bacelar (PTN-BA) alertou que a Constituição não tem qualquer vedação a classificar uniões homoafetivas como família. As informações são da Agência Brasil.

“Na sociedade, temos inúmeros arranjos de união que levam ao conceito de família. O que será de milhares de crianças e adolescentes brasileiros que não terão seus direitos assegurados?”, questionou.

Continue lendo

Compartilhe:

Corinthiano rejeitado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) frustrou uma das maiores torcidas de futebol do Brasil. O órgão ontem (24) o pedio de criação do PNC (Partido Nacional Corinthiano), devido não constar a documentação necessária oficialização da nova legenda. Na mesma sessão também foi rejeitado o pedido de criação do Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social. Na terça (22) o TSE aprovou a criação da Rede, partido da ex-senadora Marina Silva.

Compartilhe:

GÁS DE COZINHA: REUNIÃO VAI DEFINIR POSTOS DE VENDAS AUTORIZADOS PARA A VENDA EM MARABÁ

O Procon Municipal vai realizar nos dias 29, 30 de setembro e 1.º de outubro uma reunião com mais de 40 distribuidores de gás de cozinha em Marabá, que estão regulamentados pela Agência Nacional de Petróleo – ANP. A reunião é para definir a autorização oficial para a revenda do gás de cozinha, que segundo o Procon, não será mais permitida se não houver o selo da ANP.

Segundo Ubiratan Sompré, coordenador do Procon Municipal em Marabá, na ocasião será formatado um Termo de Ajuste de Conduta, TAC, para regulamentar os mais de 40 postos de venda que já existem. O descumprimento pela falta de obediência ao TAC incidirá multa de R$ 5 mil e em caso de reincidência haverá até mesmo o fechamento do estabelecimento.
Ele pede que a população denuncie caso exista algum local de venda de gás de cozinha suspeito ou que esteja com possibilidade de riscos para a vizinhança, podendo até mesmo ser causa de graves acidentes

 

Compartilhe:

BANCÁRIOS: REUNIÃO AMANHÃ VAI DEFINIR SE BANCOS ENTRAM EM GREVE EM OUTUBRO

A MINUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS BANCÁRIOS TEM 190 CLÁUSULAS E OS BANCÁRIOS JÁ TIVERAM QUATRO REUNIÕES MAS NENHUM AVANÇO
Uma reunião nesta sexta-feira (25) vai definir os rumos de uma possível greve dos bancários na região. Uma Assembleia geral vai discutir as pautas de reivindicação dos bancários e a provável greve pode acontecer nos dias 1.º ou 2 de outubro. A informação foi confirmada por Heidyane Moreno, diretora do Sindicato dos Bancários do Sul do Pará.
Entre as reivindicações está o piso do GR, reajuste de 16%, Participação nos Lucros e Resultados, PLR, Ticket Alimentação, Auxílio Creche. A minuta de reivindicações dos bancários tem 190 cláusulas e os bancários já tiveram quatro reuniões mas nenhum avanço, segundo Heidyane.
Outras reivindicações incluem a segurança dos trabalhadores bancários, como mais itens de segurança, blindagem na fachada das agências, entre outras.

 

Compartilhe: