MARABÁ: SIDERÚRGICA PARALISA ATIVIDADES NO DISTRITO INDUSTRIAL

Por meio de comunicado a siderúrgica IBÉRICA S/A que está em recuperação judicial informa  que a partir  de amanha dia 3 de junho iniciará a paralisação temporária  de suas  atividades industriais o  objetivo é promover uma  ampla reforma de seu único alto-forno atualmente em atividade, o qual  foi  danificado em decorrência do recente incêndio ocorrido nas dependência da companhia. O alto-forno estava em operação ininterrupta desde sua ultima reforma em 2008, tendo produzido até então 469 mil toneladas. Sua  reparação programada estava inicialmente prevista para dezembro de 2015.Esse trabalho será realizado no prazo estimado de 120dias

Compartilhe:

A encíclica de Francisco

Encíclica do Papa deverá se chamar ‘Laudato sii’
Frase de São Francisco significa “Louvado seja” em Latim
A primeira encíclica exclusiva do papa Francisco, que tratará de meio ambiente e desnutrição, deverá ter como título a frase “Laudato sii” (“Louvado seja”, em português).
Segundo “Il Sismografo”, site de notícias religiosas próximo à Santa Sé, a indicação foi dada pelo diretor da Livraria Editora Vaticana (LEV), dom Giuseppe Costa. Tal órgão é o responsável pela publicação dos documentos oficiais da Igreja Católica.
“Laudato sii” é a frase inicial do Cântico das Criaturas, de São Francisco de Assis, tido como o texto mais antigo da literatura italiana. Vale lembrar que o santo patrono dos animais e do meio ambiente serviu de inspiração para Jorge Bergoglio escolher seu nome de Pontífice.
O Papa trabalhou durante meses na encíclica, que deve ser divulgada em junho, e chegou até a pedir ajuda ao teólogo brasileiro Leonardo Boff, que enviara a ele dois pacotes de materiais sobre o seu tema.
Esse será o primeiro documento do tipo – considerado o mais importante texto escrito pelo líder da Igreja Católica – feito inteiramente por Francisco. A encíclica “Lumen Fidei”, publicada em junho de 2013, havia sido iniciada por Bento XVI e foi finalizada pelo argentino. (ANSA)

Compartilhe:

Vadiagem nua e pura

Centenas de mulheres participaram neste sábado (30) da 5ª Marcha das Vadias em São Paulo, reivindicando principalmente a legalização do aborto e o fim do encarceramento feminino. Segundo as manifestantes, é preciso ampliar o debate sobre ser ou não favorável ao aborto, entendendo que a criminalização não impede que as pessoas continuem abortando o que implica no comprometimento da saúde da mulher.
“A Marcha das Vadias luta basicamente contra a criminalização e culpabilização das mulheres pela violência que elas sofrem, em especial, a sexual. Este ano, especificamente, resolvemos pautar a questão da legalização do aborto porque temos um congresso extremamente conservador e que já expressou que isso não vai entrar na pauta. Estamos aqui para dizer que vai”, disse a psicóloga Isabel Bernardes, integrante do movimento.
Depois da concentração no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp) onde confeccionaram cartazes e entoaram cânticos sobre o aborto,  entre eles, um que fazia referência ao Uruguai, com o seguinte refrão: “O Uruguai já legalizou, Brasil, a sua hora chegou”, as manifestantes seguiram em caminhada pela Avenida Paulista e Rua Augusta, com destino à Praça Roosevelt, no centro da cidade. Lá, ao encerrar o ato, elas sentaram em círculo e cada uma deu um depoimento sobre o aborto.
As manifestantes estimaram que o ato reuniu cerca 2 mil pessoas. A Polícia Militar calculou em torno de 100 pessoas.
(Agência Brasil)

Compartilhe:

ADRENALINA E EMOÇÃO NO 2º RALLY RR IMPORTS

Foi um sucesso 2º Rally RR Imports, na Fazenda Sororó promovido pelo Grupo Zucatelli. O evento reuniu cerca de 30 competidores, enfrentando uma trilha de mais de 30 km, recheada de desafios. Alexandre Zucatelli diretor do grupo afirmou que o evento é uma forma de proporcionar adrenalina e emoção aos clientes, além de agradecê-los pela parceria de 30 anos do grupo Zucatelli, que nasceu em Marabá, mas hoje está espalhado em seis Estados do Brasil.

Compartilhe:

MEIO AMBIENTE: PROJETO ENCERRA COM EXPOSIÇÃO E ATIVIDADES ESCOLARES

Com objetivo de trabalhar a sustentabilidade junto aos alunos das escolas da rede municipal, durante toda a semana que passou, a Secretaria Municipal de Educação desenvolveu o projeto “Marabá Sustentável”, realizado por sensibilizadores e professores. Projeto consiste em aplicar atividades, junto a alunos da rede pública, de reciclagem, reutilização de materiais descartáveis e plantio de mudas nos espaços das escolas. “Marabá Sustentável” culminou encerramento neste domingo, 31, na praça Duque de Caxias, com uma exposição dos trabalhos confeccionados pelos alunos durante toda a semana. Vale ressaltar que apenas uma mostra por escolas foi contemplada para esta ação através de sorteio. A área Urbana participou com quinze escolas, e a zona rural, com cinco totalizando 20 escolas. O projeto “Marabá Sustentável contou ainda com a parceria da Semma, que doou mudas, e apoio da RBA e Vale.

Compartilhe:

Prefeitura realiza terraplenagem para o asfaltamento de várias ruas

A Prefeitura de Marabá segue em ritmo acelerado com várias frentes de trabalhos em diversos núcleos da cidade, atendendo antigos anseios da população. São ruas sendo preparadas para receber pavimentação, entre essas a Travessa Manaus, na confluência dos Bairros Bom Planalto, Laranjeiras e Cidade Nova; Avenida Itacaiúnas, nos trechos entre a Avenida Minas Gerais e a Cuiabá, no Bairro Bom Planalto e ruas do Bairro Nossa Senhora Aparecida. Além dessas estava sendo finalizado, na tarde desta segunda-feira (1º), os serviços de terraplenagem em uma das ruas principais da Folha 20, ao lado do Posto do Bolinha, na Nova Marabá. Os trabalhos foram iniciados na Folha 20 na última quarta-feira (27) e os moradores estão muito felizes com o que está sendo feito. Para a dona de casa Edite Freitas Oliveira, 70 anos, que mora há 35 anos naquele local é uma vitória a rua estar sendo preparada para ser asfaltada. “Quase todo ano cortava a rua e a gente tinha de aterrar para poder passar”, lembra a dona de casa, completando que agora esse problema será resolvido. Também satisfeito com o serviço que está sendo realizado é o comerciário Romualdo Lima, 63 anos. “É uma satisfação e isso é um presente para a gente, porque significa conforto, comodidade e, principalmente, a valorização dos nossos imóveis”, disse, completando que o prefeito João Salame está trabalhando da periferia para o centro, ao contrário do que era feito por outros gestores. O encarregado da obra, Eduardo de Souza, explicou que foi feito na via o trabalho de limpeza…

Luciano Hang: o visionário que vence crises

A crise econômica dominou o noticiário durante os cinco meses do ano. Está todo na mídia e nas redes sociais. Mas não passa pela cabeça do vitorioso empresário Luciano Hang, o fundador e presidente da Havan. Iniciou sua trajetória com um só empregado numa lojinha de tecidos com 40m2, na rua Azambuja, e hoje comanda a maior rede de grandes lojias de departamentos do Brasil. Ele acaba de lançar a campanha “menos crise e mais otimismo”. Começou na empresa com saudação aos colaboradores, garantindo que “ninguém será demitido pela crise”. O Brasil regrediu, mas seu grupo cresceu 45% no primeiro quadrimestre. Um fenômeno! A Havan comemora 29 anos agora em junho. Acaba de inaugurar sua 90ª loja. Tem por meta atingir 100 unidades até o fim de 2015. Só em junho devem ser abertas mais cinco lojas: Pato Branco(PR), Barra do Garças(MT), Petrolina(PE), Porto Velho(RO) e Vitória da Conquista(BA). Em Santa Catarina seus planos são de mais 15 lojas para aumentar a presença do grupo no interior do Estado. Luciano Hang construiu em 2014 mais de 365 mil m2, média de mil m2 por dia. Não pára e vive procurando inovações. Montou em Barra Velha o mais moderno Centro de Distribuição da América Latina, com 400 mil m2. Numa só e gigantesca galeria com 10 andares, tecnologia italiana, pequenas caixas são selecionadas na chegada e na saída por automação. Outra, com caixas maiores, tecnologia suiça, realiza tarefa semelhante. Na área de roupas, com tres andares, há 3 milhões de peças, todas embaladas e catalogadas, com…

Conferência do Meio Ambiente‏

Amanhã (2), a parir de 7h30, na Escola Judith Gomes Leitão, na Marabá Pioneira, acontece a recepção, credenciamento e café para cerca de 150 inscritos a 5ª Conferência Municipal de Meio Ambiente; apresentações cívicas e sessão solene de abertura. A programação faz parte da Semana do Meio Ambiente.
Às 9h30 – Palestra sobre o tema “Meio Ambiente e Qualidade de Vida”, proferida pela professora Ana Valéria dos Reis Pinheiro (Unifesspa). Depois acontece a apresentação oral dos trabalhos acadêmicos selecionados, seguido do almoço.
À tarde será reservada às eleições de membros do Comam – Conselho Municipal de Meio Ambiente, com encerramento previsto para as 18 horas.
É intenção de Carlos Brito, no decorrer da 5ª Conferência do Meio Ambiente, lançar o projeto de monitoramento da balneabilidade do Rio Tocantins, com possibilidade de análise da primeira amostra de água coletada no mesmo dia.
Oficinas – No dia 03 de junho acontece à oficina “Desinfeção da água através da energia solar” (SODIS), no Laboratório da Escola de Ensino Médio Geraldo Veloso: 1ª turma – 14h às 16h – 20 inscritos; 2ª turma –16h às 18h – 20 inscritos. Público: comunidade em geral.
Na parte da manhã do dia 03, no Laboratório de Engenharia Ambiental da UEPA, ocorre a oficina “Análise microbiológica e físico-química da água”. Das 8h às 10h 1ª turma, com 10 inscritos; das 10h às 12h – 2ª turma, também com 10 inscritos. Público: Estudantes de nível médio e superior.

Compartilhe:

Morre Ursinato Sumé: um dos pioneiros da rodoviária Pedro Marinho

 faleceu hoje  um dos comerciantes pioneiros do ramo de restaurante  do setor da Rodoviária Pedro Marinho em Marabá Ursinato Sumé Tavares.O jornalista Patrick Roberto residente no mesmo bairro relembrou por meio do facebook que Sumé  era  figura muito querida na Folha 32, e foi muito presente na sua  infância e adolescência. Ele estava internado em hospital em Belém e partiu neste domingo (31/5), às 7h30. Enterro será hoje na capital e missa de sétimo dia em Marabá.
Nossos sentimentos  aos filhos Júnior e Sheilla, esta última advogada militante em Marabá e à viúva, dona Mariazinha.

Compartilhe: