ENTREVISTA: Deputado diz que VALE fica de fora do pacote de isenções do governo aprovado na ALEPA.

  E sobre as últimas leis aprovadas no parlamento estadual e sobre a frente parlamentar em defesa das políticas de juventude. O deputado estadual Dirceu Ten Caten, realizou entrevista para falar sobre as propostas que estão sendo realizadas e discutidas na Assembleia Legislativa do Pará, além da polêmica aprovação do governo estadual em isentar de impostos por 30 anos, grandes empresas paraenses, deixando de fora dessa isenção a Vale. As isenções foram aprovadas na época do governador Almir Gabriel e o Estado deixou de arrecadar cerca de R$ 30 bilhões que poderia ser investido na educação, saúde e na melhoria da qualidade de vida da população. Segundo o deputado Dirceu Ten Caten, a renovação dos incentivos fiscais da Vale só será feita agora por lei específica aprovada pelos deputados e uma das exigências é a verticalização do minério.   Dirceu ressalta que um dos projetos mais adiantados é o da Alpa e uma das condicionantes dos deputados paraenses João Chamon, Tião Miranda, e o próprio Dirceu Ten Caten e base aliada é a implantação do projeto Alpa. Apesar das incertezas ele disse que agora o sonho pode se tornar realidade. Confira a entrevista completa abaixo: P: Sobre a lei que estende de 15 para 30 anos os benefícios fiscais para 37 empresas em atuação no Estado, aprovada na AL semana passada, as isenções de empresas seriam ligadas aquelas pessoas que sempre estão apoiando ele em época de campanha. Isso gerou desconfiança em relação a essas isenções? De que forma isso foi enviado? Ainda se pode…

BETO SALAME PROPÕE AUDIÊNCIA PELA ALPA

A discussão sobre a implantação da ALPA, que esteve um tanto adormecida, volta a ganhar relevância nos próximos dias. Uma articulação do deputado federal Beto Salame (PROS) conseguiu fazer aprovar na Comissão da Amazônia, da Câmara Federal, a realização de uma audiência pública, em Marabá, para debater o assunto.  A ALPA é considerada estratégica para o chamado processo de verticalização da produção mineral e, uma vez implantada, vai permitir que Marabá produza ações planos, utilizados em diversos produtos da chamada “linha branca”, como fogões e geladeiras.  Com a ALPA, Marabá e o Pará vão viver a sua “revolução industrial”. Um Polo Metal-Mecânico, reunindo diversas indústrias da cadeia produtiva do aço, será a alavanca que falta para colocar a cidade e a região entre as mais desenvolvidas do País.  A proximidade em relação às jazidas de Canaã e Carajás, a abundância de água e, principalmente, o fato de ser atendida pelos quatro modais de transporte (rodoviário, aéreo, ferroviário e aquaviário), fazem de Marabá o destino ideal para a laminação do aço. O principal entrave para a implantação da ALPA, no que se refere à logística, é mesmo a conclusão da hidrovia Araguaia-Tocantins. Uma vez em operação plena, além de transportar grãos do Centro-Oeste, a hidrovia trará insumos para a ALPA e levará aços planos e produtos industrializados a ser escoados pelos portos de Belém ou Vila do Conde.  Mas, para concluir a hidrovia é preciso fazer a derrocagem do Pedral do Lourenção, fundamental para garantir a navegação permanente na região, obra que vem sofrendo com sucessivos…

MARABÁ: MINISTÉRIO PUBLICO QUER ANULAR DECRETO DE ÁREA PARA CONTRUÇÃO DE QUARTEL DA PM EM MORADA NOVA

  Gestão anterior pagou quinhentos mil reais as o imóvel supostamente desapropriado continua em nome do antigo proprietário A 11ª Promotoria de Justiça de Marabá, por meio do promotor de Justiça Júlio César Sousa Costa, com atribuição na esfera da improbidade administrativa, ajuizou ontem (30), Ação Civil Pública (ACP) que busca declarar nulo decreto de desapropriação por utilidade pública, emitido pela Prefeitura no ano de 2009, cujo objeto era a entrega de um imóvel para construção de um quartel da Polícia Militar, no distrito de Morada Nova, em Marabá, sudeste paraense. O referido quartel começou a ser construído em 2008, em imóvel particular. O proprietário, por sua vez, entrou com Ação de Reintegração de posse contra a empresa “EMTEL LTDA”, que iniciou as obras na referida propriedade, apesar do terreno não pertencer ao estado do Pará. A prefeitura de Marabá, na época dirigida pelo ex-prefeito Maurino Magalhães, emitiu decreto de desapropriação sobre imóvel onde se dava a construção do quartel e pagou ao proprietário o valor de 500.000,00 (quinhentos mil reais) em valores atuais, mas o imóvel supostamente desapropriado continua até esta data em nome do antigo proprietário. Após instaurar Inquérito Civil Público, o Ministério Público conseguiu averiguar, além do fato acima relatado, que o decreto n. 551/2009, foi publicado na data de 23 de dezembro de 2009, quando a prefeitura encontrava-se em recesso; que o referido decreto ainda teve com fundamentação a chamada “defesa do estado”, situação que não ocorreu na ocasião, eis que esta previsão legal é somente admitida quando o país esteja…

Marabá recebe mais médicos do Programa de Valorização à Atenção Básic

Marabá receberá esta semana mais dois médicos do Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab). Os novos profissionais trabalharão na Unidade de Saúde da Família “Carlos Barreto”, em Morada Nova. Assim, o município contará com 19 médicos, sendo oito do Programa Mais Médico 11 do Provab. O Provab é um programa do Governo Federal que oferece qualificação para médicos por, meio de atividades práticas supervisionadas, e promove a ampliação do acesso à saúde para população. Os profissionais passam por um curso de especialização em Saúde da Família para melhorar a qualidade do atendimento na Atenção Básica, onde mais de 80% dos problemas de saúde podem ser resolvidos. A diretora da Atenção Básica do Município, Valdirene Duarte, explicou que os médicos serão deslocados para a USF “Carlos Barreto”, pois lá serão instaladas as Unidades de saúde da família. “Vamos colocar em funcionamento quatro equipes do Saúde da Família”, explicou. Cada equipe do Programa Saúde da Família (PSF) é composta por um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem e um agente comunitário de saúde. “A visita é realizada casa a casa pelo agente de saúde, que identifica as necessidades. A prioridade de atendimento é dos acamados ou com necessidades especiais”, explicou Valdirene Duarte. Ela lembra ainda que “os bairros do outro lado da ponte do Rio Tocantins” eram desassistidos, mas, com os investimentos que tem sido feito pela prefeitura na área de saúde nos Bairros São Félix, Morada Nova, Murumuru e Vila Espírito Santo reduziu a demanda de atendimentos desses pacientes no Hospital Municipal. Atualmente, oito…

HIDROVIA:Novo edital do Pedral sai em agosto

Um novo edital para licitação do derrocamento do Pedral do Lourenço vai ser divulgado até o dia 30 de agosto deste ano. Foi o que garantiu o diretor de Infraestrutura Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Valter Casimiro Silveira, durante reunião com a bancada federal do Pará e com prefeitos e empresários paraenses. Valter informou também que o derrocamento e consequente navegação na Hidrovia do Tocantins entre Marabá e Tucuruí foi novamente incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal. A obra é parte da eclusa de Tucuruí e vai permitir o escoamento de produtos do Centro-Oeste brasileiro pelos portos da região Norte, principalmente pelo Pará. A reunião em Brasília foi mediada pelo ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, que se comprometeu em agilizar uma reunião, ainda esta semana, com o presidente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para tratar do licenciamento ambiental do projeto.   Para Jader Barbalho, a participação da Mineradora Vale no processo de licitação do Pedral do Lourenço ainda não foi esclarecida. “Eu passo a ter dúvidas sobre o real interesse da Vale em todo este processo,” alertou. Durante o debate, o ministro da Pesca, Helder Barbalho, foi informado de que o projeto oferecido pela Mineradora Vale ao governo federal vetava a navegabilidade de determinadas embarcações, sobretudo aquelas que deveriam ser utilizadas pela mineradora ao longo do canal. O diretor do Dnit, Valter Silveira explicou que o projeto apresentado pela Vale – elaborado por uma empresa de consultoria norte americana…

Bairro Nossa Senhora Aparecida ganha cara nova com obras de pavimentação

Nesta quarta-feira (1º) mais duas ruas foram pavimentadas no Bairro Nossa Senhora Aparecida, antigamente conhecido como “Invasão da Coca”, no Núcleo Nova Marabá.

As ruas asfaltadas foram a 26; foi concluída a pavimentação da Rua 23, que começou a receber massa asfáltica na segunda-feira (29); e iniciada a pavimenta da Braga II.

O responsável, pela obra Gebionito Parente Silva, informou que, paralelamente aos serviços de pavimentação, outra equipe está realizando e terraplenagem na Avenida Principal do Bairro Nossa Senhora Aparecida. “Estamos tratando da base e amanhã vamos prepará-la para receber o asfalto”, informou.

Além da Avenida Principal, a previsão é de que a equipe da empresa terceirizada que trabalha no local imprime nesta quinta-feira (2) a Rua 15, ou seja, faça a preparação da via para receber a pavimentação.

Compartilhe:

Prefeito decreta redução da jornada de trabalho em julho

O prefeito João Salame assinou o Decreto 221/2015 estabelecendo que neste mês de julho, a partir de hoje (1º), o horário de trabalho da Administração Pública será de 8 horas às 14 horas, de forma ininterrupta, de segunda a sexta-feira, com exceção dos servidores da Educação, que detêm calendário escolar próprio.

Em sua justificativa o prefeito considera o grande montante de despesas com as quais a prefeitura arca mensalmente com pagamento de horas extras, alimentação, vale-transporte, energia, telefone e transporte, e avalia que a redução na jornada de trabalho reduz, consequentemente, todas essas despesas.

Ainda de acordo com o decreto, nas unidades em que houver necessidade de funcionamento ininterrupto, o horário pode ser estabelecido para duas ou mais turmas, mantida sempre a divisão em dois períodos com intervalo de, no mínimo, uma hora para alimentação e descanso.

O decreto, entretanto, não se aplica aos serviços de emergência, bem como da Limpeza Pública, Postos e Núcleos de Saúde, Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Divisão de Vigilância Sanitária (DVS), ao trabalho executado por servidores em serviço de Urgência, Plantão, ou necessidades indispensáveis ao funcionamento, como os serviços de Saúde, Fiscalização de Trânsito, Vigilância em prédios públicos, Espaço de Acolhimento Provisório (EAP) e outros que, a critério de cada secretaria municipal, em razão de sua natureza, não possam ter suspensas suas atividades durante o período, ficando cada secretaria com a obrigatoriedade de disciplinar o atendimento ao público em escala de trabalho específico. (Ascom)

Compartilhe:

Marieta Severo rebate “pessimista” Faustão e ganha apoio

Atriz foi ao ‘Domingão’ para falar sobre a novela ‘Verdades Secretas’, mas assunto caiu em crise financeira no Brasil
Era para ser uma tarde/noite normal para o Domingão do Faustão.Com o palanque pronto para receber mais uma estrela de novelas globais, Fausto Silva estava com a lona armada para um novo espetáculo emocionante, com direito a arquivo confidencial e “um lado dela que você não conhece”, como ele disse. O problema é que essa “ela” era Marieta Severo.

Conhecida por suas opiniões contundentes, a atriz não se deixou levar por um comentário crítico de Faustão em relação ao atual momento do Brasil. O apresentador dominical o definiu como o País da desesperança, levantando a bola para uma argumentação em direção oposta por parte de Marieta.

“Não acho que nós sejamos o País da desesperança. O Brasil caminhou muito nos últimos anos e reduziu a desigualdade social. Isso me fala muito à alma”, disse ela, que, apesar de concordar com o momento econômico nebuloso, deu ao Brasil o título de “País da inclusão social”.

Na web, internautas, em grande maioria, apoiaram a atitude de Severo, a Fanny de Verdades Secretas, e elogiaram suas palavras.

Compartilhe:

Case de Sucesso:Presidente da Gazin Holding Ministrará Palestra em Marabá

Marabá vai receber mais uma personalidade do mundo empresarial,desta vez é o empresário Mário Gazin. Ele ministrará palestra no auditório da faculdade metropolitana dia 2 de julho. O evento faz parte do ciclo de palestras que a (ACIM) associação comercial e Industrial de Marabá vem promovendo, para atualizar o conhecimento dos microempreendedores, e o setor produtivo em geral. O presidente da entidade faz questão de ressaltar que a vinda do do presidente da GAZIN Holding conta o com o incentivo do empresário Alexandre Zucatelli .Ítalo Ipojucan,afirma que palestra é interessante para motivar os empreendedores, transformar, crise em oportunidade. Ele diz que tem tudo ver com a atual situação econômica de Marabá. Sobre a trajetória de Mário Gazim,ele revela que o empresário venceu as dificuldade,filho de família humilde, e dar a receita de como sair crise, e se transformar em uma pessoa, ou um grupo de sucesso. Hoje  grupo GAZIN tem cinco indústrias de colchão,e treze centros de distribuição. Ítalo Ipojucan relembra que na época que todos reclamavam da crise, Gazin acreditou mudou a historia da família, constituindo- se em grupo robusto, na linha de eletro domestico, e moveis, com 7500 funcionários, e faturamento estimado em mais 3 bilhões de reais em 2014. Esta entre as 256 empresas do pais, eleita pela revista exame a 4ª empresa melhor para se trabalhar no Brasil,e no Paraná onde funciona a sede. O presidente da associação comercial diz que por meio da palestra Case de sucesso, o empresariado vai conhecer a trajetória do Grupo,que se tornou modelo de empreendedorismo,e…

PROTESTO: DEMORA NA TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE DO HOSPITAL MUNICIPAL PARA REGIONAL CAUSA REVOLTA EM MOTO- TAXISTAS

Um grupo de moto- taxistas realizam protesto na tarde na tarde desta terças feira,por meio de passeata motorizada com faixas, e cartazes para alertar as autoridades com relação a dificuldade de se fazer internação de pacientes no hospital regional, devido a regulação funcionar hoje em Belém .Segundo os organizadores o mototaxista Horácio conhecido por amarelinho sofreu acidente com fraturas expostas, e esta internado desde quarta feira no hospital municipal, sem conseguir transferência para setor alta complexidade do hospital do sudeste Geraldo Veloso. Por conta da dificuldade a categoria resolveu realizar o protesto de forma pacifica, com concentração enfrente ao hospital municipal, na tarde desta terça feira 30/6 com saída às 3 horas até local do protesto, enfrente ao hospital regional.

Compartilhe: