Levantamento de infestação do Aedes aegypti é realizado em Belém e Marabá

Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) realiza até a próxima sexta-feira (12) o primeiro Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2018, em Belém. Aproximadamente 750 agentes de combate a endemias inspecionam 23 mil imóveis da zona urbana e ilhas do município. A capital fechou 2017 com índice de 2,1% de infestação, que segundo a escala do Ministério da Saúde, significa que estado de alerta para surto dessas doenças. O LIRAa é uma pesquisa amostral realizada a cada dois meses determinada pelo Ministério da Saúde para identificar as áreas com maior índice de infestação do mosquito transmissor dos vírus da dengue, da zika e da febre chikungunya. O objetivo é traçar e intensificar estratégias para eliminar os focos do Aedes aegypti. Marabá O Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) também está em andamento em Marabá, sudeste do Estado. Ao todo 119 agentes de endemias trabalham na identificação dos focos do mosquito. Segundo a coordenação da ação, a intenção é que o combate à infestação seja intensificado após o resultado do levantamento. Entre 2016 e 2017 foi registrado um surto na cidade, principalmente, da febre chikungunya. Em janeiro de 2017, o índice de infestação atingiu 22%, o que é três vezes maior que o considerado pelo Ministério da Saúde como situação de alerta. Já o levantamento de dezembro revelou uma queda no índice, pois a taxa ficou em 10% de infestação e em apenas dois bairros. O número ainda está acima do recomendado pelo MS, que aponta índices superiores a 4% como risco…

Apenas 15% dos brasileiros se prepararam para pagar despesas de início de ano

Levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que apenas 15% dos brasileiros dizem ter condições de pagar, com os próprios rendimentos, as despesas de início de ano, como os gastos com material escolare, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). De acordo com a pesquisa, a maioria dos brasileiros não se preparou para os dispêndios de início de ano. Apenas um terço (32%) dos consumidores guardaram parte do décimo terceiro salário para as despesas de janeiro e fevereiro; 27% abriram mão de compras no Natal; e 21% passaram a fazer algum bico para acumular uma renda extra. “O ideal é que todos tenham entrado 2018 com a organização já traçada no final do ano passado. Mas quem ainda não pensou nisso, ainda dá tempo e precisa correr. O primeiro passo é fazer um mapeamento pensando no futuro, mas sempre de olho no retrovisor, pois janeiro é um mês com muito acumulo de gastos, como viagens do período de festas e parcelas remanescentes do Natal”, destacou a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. Segundo a entidade, o brasileiro que parcelou suas compras natalinas vai terminar de pagar as prestações, em média, somente entre os meses de abril e maio, o que sinalizaria um orçamento comprometido por um período considerável do ano. “O ideal é deixar a quantia separada de seus rendimentos mensais. Assim, o consumidor não cai na tentação de gastar o dinheiro com…

Falha humana é a principal linha da investigação sobre morte de Teori Zavascki

Falha humana é a principal linha de investigação sobre a morte do ministro Teori Zavascki, segundo relato parcial sobre as investigações da morte do primeiro relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), apresentado hoje (10) pelo diretor-geral da Polícia Federal (PF), Fernando Segovia, à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia. O ministro morreu na queda de um avião nos arredores de Paraty (RJ) há um ano.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Rubens Maleiner, a principal linha de investigação leva a crer em falha humana nas manobras de aproximação da aeronave da pista de pouso em Paraty. “Esta é a linha principal”, afirmou. Ele disse que todas as perícias indicam não ter havido sabotagem contra a aeronave.
Destroços da aeronave que caiu no mar de Paraty e matou o ministro do STF Teori Zavascki e mais quatro pessoas em 19 de janeiro de 2017Tomaz Silva/Agência Brasil

Compartilhe:

Motoristas de todo o país terão acesso à CNH digital em fevereiro

Para obter a CNH digital, os condutores precisam possuir a versão impressa do documento. Segundo o Ministério das Cidades, no futuro será possível conferir o número de multas, receber avisos de vencimento e informações de campanha de trânsito. Ainda de acordo com o Ministério, a fixação de cobrança para o documento digital ficará a cargo dos Detrans estaduais, que já determinam os valores das taxas da CNH impressa. O documento já foi liberado para motoristas de Goiás, Distrito Federal, Alagoas, Rondônia, Rio Grande do Sul, Acre e Tocantins. Até o final de janeiro, o sistema também será implementado Mato Grosso do Sul e Espírito Santo. A partir do dia 1º de fevereiro, o download do aplicativo estará liberado para os usuários do Android e iOS. Em caso de perda ou roubo do smartphone, o motorista poderá fazer o bloqueio do aplicativo pela internet. Confira o passo-a-passo para solicitar a CNH digital (com informações cedidas pelo Ministério das Cidades): -Baixe o aplicativo da CNH-e na Google Play ou na App Store. -Faça o cadastro no Portal de Serviços do Denatran. -Vá ao Detran de emissão da sua carteira de motorista para confirmar dados e solicitar um certificado digital. Isso é necessário para que eles tenham certeza de que o usuário é mesmo você. -Com o acesso ao Portal de Serviços do Denatran e com os dados confirmados pelo Detran, você pode solicitar um código de ativação para o CNH-e, que será enviado por e-mail. -Agora basta entrar no aplicativo, usar a senha de acesso do portal, e digitar…

Hospital Regional de Altamira cria ferramenta para ampliar segurança do paciente |

Manter as grades da cama levantadas para evitar o risco de queda. O usuário Rosivaldo Batista Pimentel, 19 anos, já tem decorada a orientação, que é dada periodicamente pela técnica de enfermagem do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), Rosângela Souto, durante suas visitas. O paciente, internado desde o dia 12 de dezembro de 2017 na unidade de Altamira, no sudoeste do Pará, sofreu um acidente enquanto trabalhava na roça, e teve seu pé direito atingido por uma lâmina. Enquanto ele se recupera, o cuidado com sua segurança é fundamental, para evitar uma batida no pé machucado, em caso de uma queda, por exemplo. Por isso, Rosivaldo procura cumprir tudo que é passado pela técnica. “Ela vem praticamente todo dia com a gente. Há essa preocupação com a nossa segurança, somos bem orientados. Ela verifica se a grade está levantada, se o acesso está correto, se estou sendo bem atendido aqui. Tudo o que é me passado, procuro cumprir, faço o máximo possível”, ressaltou. A colaboradora faz, diariamente, o monitoramento de como as práticas de segurança do paciente estão funcionando nos setores da unidade. Antigamente, ela visitava cada setor e preenchia um questionário a mão, de acordo com o observado. Mas desde setembro do ano passado, Rosângela leva consigo um tablet e preenche os dados por meio de uma ferramenta digital: o InQuality. “Percebi uma melhora significativa pela praticidade do programa, que aumenta as demandas de busca ativa e diminui o tempo de realização do monitoramento…

Inflação oficial fecha 2017 em 2,95%

Inflação oficial fecha 2017 em 2,95% É a primeira vez que o IPCA fica abaixo do piso da meta da inflação do Banco Central desde que o regime foi implantado no país, em 1999. inflação oficial do Brasil fechou 2017 em 2,95%, abaixo do piso da meta fixada pelo governo, de 3%, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (10). É a primeira vez que isso acontece desde que o regime de metas foi implantado no país, em 1999. Entenda as metas de inflação e seu papel na economia De acordo com a série histórica do IBGE, esse índice é o menor desde 1998, quando chegou a 1,65%. Em 2016, o IPCA havia ficado em 6,29%. Inflação acumulada Em % IPCAMeta central de inflação1998199920002001200220032004200520062007200820092010201120122013201420152016201702,557,51012,515 2002 ● Meta central de inflação: 3,5 Fonte: IBGE e Banco Central / Obs.: As metas de 2003 e 2004 foram alteradas durante o ano O resultado de 2017 foi puxado principalmente pelo aumento de preços de botijão de gás (16%), planos de saúde (13,53%), creche (13,23%), gás encanado (11,04%), taxa de água e esgoto (10,52%), ensino médio particular (10,36%), energia elétrica residencial (10,35%) e gasolina (10,32%). O que explica a forte desaceleração do IPCA em 2017 é o comportamento dos preços de alimentação e bebidas, que têm o maior peso no cálculo do índice. Com o aumento de 30% da safra, os alimentos ficaram 1,87% mais baratos e impediram que a inflação avançasse ainda mais. Com isso, os preços dos alimentos consumidos em casa fecharam o ano…

SECRETÁRIO GARANTE: CARNAVAL EM MARABÁ ESTE ANO SERÁ DIFERENTE

O secretário de cultura José Scherer anunciou que está fechando a programação de carnaval 2018 de Marabá, que será realizado pela Prefeitura de Marabá “com tudo o que for preciso para fazer um carnaval bonito”, garantiu.

A festa principal será realizada na Praça São Félix de Valois e na Orla, com toda estrutura de segurança e saúde. Scherer conta que há alguns anos percebia que a população de Marabá se retirava da cidade para curtir o carnaval em outros municípios, porém este ano será diferente com toda a estrutura para os brincantes.

“Queremos fazer com que o povo dos outros municípios venham para cá. Com certeza vai ser muito bom e diferente. Queremos que a população curta o carnaval aqui”, acrescenta.

“Toda a orla vai viver em função do carnaval nesse período. Vamos trazer banda de fora e vamos aproveitar a oportunidade das bandas locais daqui de Marabá, pois temos que valorizar nossa cultura pra que ela possa crescer e avançar”, finaliza o secretário. (Jéssika Ribeiro / Diário de Carajás)

Compartilhe:

DUPLO HOMICÍDIO: DOIS HOMENS SÃO MORTOS A TIROS NO BAIRRO COCA-COLA

Na noite desta segunda-feira (08) a Divisão de homicídios da 21ª Seccional de Polícia Civil de Marabá registrou o primeiro duplo homicídio no município de Marabá, no Bairro Nossa Sra. Aparecida (Coca-cola).

Daniel Gomes Damascena e Francisco Santos conhecido como “Baixinho”, foram alvejados por 7 disparos de arma de fogo ao saírem de uma residência.

A equipe do Departamento de Homicídios foi acionada por volta das 22h20 para atender a ocorrência e quando chegou ao local constatou as duas vítimas no chão, em frente à residência. Segundo informações, os dois estariam fazendo consumo de bebida alcoólica nas proximidades.

Quando saíram para comprar mais bebida, um homem de capacete saiu de um terreno baldio, já atirando na direção das vítimas e se evadiu correndo do local. As vítimas receberam em torno de 7 disparos de arma de fogo cada.

De acordo com a Polícia Civil, ainda não há informações sobre o histórico das vítimas e os possíveis motivos do crime

Compartilhe:

Hospital Regional de Marabá participa de projeto do Ministério da Saúde

O Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), é um dos 120 hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) participantes do projeto ‘Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil’, promovido pelo órgão com o apoio técnico do Institute for Healthcare Improvement. A iniciativa será realizada em etapas com a supervisão de seis hospitais de excelência: Hospital Moinhos de Vento, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital Beneficência Portuguesa, Hospital do Coração, Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Sírio-Libanês. O Hospital Regional de Marabá será orientado pelo Hospital Moinhos de Vento, do Rio Grande do Sul, e desenvolverá as ações na UTI Adulto, que conta com 20 leitos atualmente. O objetivo é aperfeiçoar o atendimento ao paciente e reduzir os desperdícios e os custos hospitalares, a partir da diminuição de três Infecções Relacionadas à Assistência em Saúde (Iras) em Unidades de Terapia Intensiva: Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAV), Infecção Primária da Corrente Sanguínea (ICVC) e Infecção do Trato Urinário (ITU). Nos primeiros 18 meses, trimestralmente, representantes dos 120 hospitais participarão de um encontro em São Paulo com o Ministério da Saúde e os hospitais padrinhos. Espera-se que, nesse período, as instituições reduzam essas Iras em 30% e, em três anos, em 50%. De acordo com a diretora de Assistência da unidade, Maria do Carmo Freitas, futuramente, os participantes do projeto piloto, que cumprirem os requisitos exigidos, poderão ser multiplicadores da metodologia em suas regiões. ‘Para o Hospital Regional de Marabá é extremamente importante participar dessa iniciativa. Primeiro por…

Parazão 2018 garantido pelo governo

O Banparazão 2018 começa neste sábado, dia 13, com a partida Independente x Paragominas, em Tucuruí (Estádio Navegantão). Ao todo, dez clubes estão na disputa, oito do interior e dois da capital: Águia de Marabá, Bragantino, Cametá, Castanhal, Independente de Tucuruí, Paragominas, Parauapebas, Paysandu, Remo e São Raimundo de Santarém. Hoje, o governador Simão Jatene garantiu o evento, ao celebrar contrato de patrocínio pelo Banpará, ratificado pelo presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, pelo chefe da Casa Civil da Governadoria,  José Megale, secretária de Esporte e Lazer, Renilce Nicodemos, presidente da Rede Cultura de Comunicação, Adelaide Oliveira, o presidente da Federação Paraense de Futebol, Adélson Torres; o presidente do Paysandu, Tony Couceiro; o presidente do Remo, Manoel Ribeiro, e Cláudio Wagner, presidente do Bragantino, há 11 anos sem disputar a primeira divisão do campeonato paraense, e que acaba de conquistar a “segundinha”, que classificou as duas melhores equipes para o Parazão deste ano.

Pelos direitos de transmissão exclusiva do evento, a TV Cultura do Pará vai destinar R$ 2.956.800,00. Desse total, 20% serão utilizados para premiar os melhores do campeonato. Cento e quinze municípios parauaras poderão assistir aos jogos, totalmente em HD.

O Clube do Remo vai levar o dinheiro direto para a Justiça do Trabalho, a fim de ajudar a pagar a dívida trabalhista com ex-jogadores, que em 2015 ultrapassava R$ 10 milhões e hoje já caiu para R$5 milhões.

Compartilhe: