Metropolitano realiza mais de 600 mil atendimentos em 2017

O agente de trânsito Paulo da Silva Rosa completou 40 anos em 2017 em meio a uma tragédia pessoal. Dois dias antes de seu aniversário, no dia 10/12, o servidor público da Prefeitura de Breu Branco (PA), cidade localizada no sudeste do Estado, recebeu uma descarga elétrica que causou queimaduras nele e no filho de três anos. Paulo e o menino brincavam em uma propriedade da família na zona rural do município, quando o servidor público encostou em um fio de alta tensão de uma rede, que se pensava até então estar desativada. Ao ver o pai ser atingido pela descarga, o garoto se abraçou à perna direita de Paulo e também foi eletrocutado. Pai e filho receberam os primeiros atendimentos em Tucuruí  e foram transferidos no dia 22/12, para o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), na região metropolitana de Belém. O centro é referência no tratamento de queimados para a região Norte. O servidor público e o filho foram dois dos 511 pacientes vítimas de queimaduras atendidos no CTQ em 2017. Além do atendimento especializado a queimados, a unidade acumulou 604.961 atendimentos durante o ano, entre cirurgias (10.589), exames (372. 685), internações (8.439), sessões de Fisioterapia (61.455), sessões de Terapia Ocupacional (8.935), atendimentos de Serviço Social (73.714), atendimentos de Psicologia (19.487), além de atendimentos de urgência e emergência e consultas ambulatoriais (49.657). O acidente deixou sequelas com as quais Paulo terá que conviver pelo resto da vida. A principal delas é a…

Pró-Saúde inicia campanha voltada para saúde mental

Com o tema ‘Cuidar de si para cuidar do outro’, a Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar promoverá no mês de janeiro uma extensa programação voltada para a campanha ‘Janeiro Branco’, na Região Metropolitana de Belém. A programação começou já na última sexta-feira, 19/1, com a iniciativa ‘HMUE vai à escola’, que levou à escola Municipal República de Portugal, no bairro da Marambaia, orientações e uma reflexão sobre a importância de cuidar da saúde mental. Os professores da escola, que compreende a educação do ensino fundamental e médio, receberam a equipe de Psicologia, Pedagogia e Serviço Social do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) para uma dinâmica de grupo, que envolveu reflexão sobre a importância do auto cuidado e da resiliência. “Recebemos uma adesão maior do que esperávamos, 18 professores participaram das atividades e elas foram muito bem recebidas. Eles chegaram à conclusão de que precisavam olhar mais para eles para serem bons professores”, afirmou a coordenadora de Projetos Sociais do HMUE, Roberta Cardins. Na quarta-feira, dia 24/1, a programação continua, com o Seminário ‘Cuidar de si para cuidar do outro – Diálogos sobre saúde mental’, realizado por meio dos hospitais, Público Estadual Galileu (HPEG), Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) e Oncológico Infantil Octávio Lobo, geridos pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O seminário é totalmente gratuito e está com as inscrições abertas. A ação acontece no auditório da Devry – Faci, na Travessa Tupinambás,…

Águia encara o Paragominas Parazão 2018

O Águia de Marabá conta com duas novidades no seu elenco para a partida deste sábado contra o Paragominas na Arena Verde, pela segunda rodada do Campeonato Paraense 2018. O goleiro Bernardo e o meia Felipinho estão à disposição do técnico João Galvão.

Bernardo foi regularizado junto ao Boletim Informativo Diário (BID) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e fica à disposição. Já o meia Felipinho, que cumpriu suspensão, também pode ser utilizado pelo treinador.

Para o duelo deste sábado, o treinador manteve mistério quanto a escalação, porém deve entrar em campo com: Gibson; Ari, Andrey, Léo Azevedo e Rafael Vieira; Mael, Juninho, Erick di Maria e Samuel; Joãozinho e Guga.

O Águia divide a liderança do grupo A1 com o Independente e Paysandu, ambos com três pontos. O Azulão enfrenta neste sábado, em jogo que começou as  20 horas (horário local), o Paragominas na Arena Verde.

.
Foto: Zé Wilton/Águia de Marabá

Compartilhe:

Com 364 mil atendimentos em 2017, Hospital Regional de Altamira ganha destaque nacional em saúde e sustentabilidade

Ótimo. Essa é a avaliação do seu Ailson Souza, 59 anos, sobre o atendimento que está recebendo no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, no sudoeste do Pará. O agricultor passou por uma cirurgia na perna direita e agora se recupera em um dos quartos da clínica cirúrgica. Ele se diz satisfeito com o tratamento e o cuidado no hospital e aprova a dedicação que vê da equipe com ele e com os outros usuários. “A avaliação aqui é ótima, muito boa, em relação a mim. Não sei se posso responder pelos outros, mas pelo que a gente vê aqui, o atendimento é realmente ótimo”, conta. Assim como o seu Ailson, outros usuários também aprovaram e aprovam os serviços prestados pelo HRPT. No ano de 2017, quando teve um total 364.498 atendimentos – superando a marca de 358.859 de 2016 -, a unidade alcançou a marca de 99,68% de aprovação, a partir do levantamento que é feito pelo Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que faz pesquisas diárias com os pacientes, através de visitas e questionários, além de ligações aos usuários que já tiveram alta do hospital, para que eles avaliem como foram tratados. Os números reforçam a importância do HRPT para a região de Integração do Xingu, que engloba nove municípios – Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu -, e seus cerca de 600 mil habitantes. A unidade segue como referência em alta e média complexidades e fechou o ano passado com…

Hemopa abre processo seletivo para médicos

A Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) abriu Processo de Seleção Simplificado (PSS) para contratação de servidores temporários. São 4 vagas para médico – 01 das vagas é para profissional especializado em hematologia. Os aprovados atuarão em Belém. As inscrições podem ser feitas de 19 a 26 de janeiro, exclusivamente pelo site da instituição, onde também está disponível o edital.

O PSS será realizado em três etapas distintas e sucessivas: inscrição e avaliação curricular (de caráter habilitatório, classificatório e eliminatório), comprovação e análise documental das informações curriculares (de caráter classificatório e eliminatório) e entrevista (de caráter classificatório e eliminatório)

Compartilhe:

Hemopa abre processo seletivo para médicos

A Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) abriu Processo de Seleção Simplificado (PSS) para contratação de servidores temporários. São 4 vagas para médico – 01 das vagas é para profissional especializado em hematologia. Os aprovados atuarão em Belém. As inscrições podem ser feitas de 19 a 26 de janeiro, exclusivamente pelo site da instituição, onde também está disponível o edital.

O PSS será realizado em três etapas distintas e sucessivas: inscrição e avaliação curricular (de caráter habilitatório, classificatório e eliminatório), comprovação e análise documental das informações curriculares (de caráter classificatório e eliminatório) e entrevista (de caráter classificatório e eliminatório)

Compartilhe:

Pará tem novo limite para enquadramento no Simples em 2018

Este ano, o limite de receitas para enquadramento de empresas contribuintes do Imposto sobre Mercadorias e Serviços (ICMS), no sistema diferenciado do Simples Nacional passou a ser de R$ 3,6 milhões no Pará. Os limites de faturamento para enquadramento no Simples Nacional serão unificados para as Micro Empresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP): R$ 4,8 milhões para os tributos da União e R$ 3,6 milhões para o ICMS e ISS. Já o faturamento do Micro Empreendedor Individual (MEI) passará de R$ 60.000 para R$ 81.000. Somente Estados com participação de até 1% no PIB poderão ter sublimites inferiores, o que não é o caso do Pará. Os valores constam da Resolução nº 135, do Comitê Gestor do Simples Nacional, aprovada no dia 22 de agosto do ano passado, regulamentando os limites anuais de faturamento. No Pará, o sublimite atual, para fins de recolhimento de ICMS  é de R$ 2,52 milhões e passará a ser de R$ 3,6 milhões. Existem, no Pará, 190 mil contribuintes ativos no Simples Nacional, dos quais 147 mil são MEI e 43 mil são micro empresários, ou empresa de pequeno porte, o que representa aproximadamente 90% dos contribuintes ativos do Estado. Optantes A partir de 2018 poderão optar pelo Simples Nacional micro e pequenas cervejarias, micro e pequenas vinícolas, produtores de licores e micro e pequenas destilarias, desde que registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e que obedeçam à regulamentação da Anvisa e da Receita Federal (RFB) quanto à produção e à comercialização de bebidas alcoólicas. A resolução também regulamentou a permissão de prestação de assistência…

Hospital Galileu realiza mais de 130 mil atendimentos e recebe 96% de aprovação dos usuários

Ao quebrar o braço em julho de 2017, o profissional autônomo, José de Ribamar Silva Albuquerque, de 53 anos, morador do município de Castanhal (PA), foi atendido no Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém (PA). José ficou internado na unidade por cerca de uma semana para passar por cirurgia. “É um hospital muito bom, muito bem equipado, com excelentes médicos e enfermeiros, mas depois dessa, espero voltar aqui só para visitar mesmo. Vou ter o máximo cuidado para não quebrar o braço de novo”, afirmou sorrindo, ele que faz parte dos mais de mais de 131 mil atendimentos que a unidade fez em 2017, sendo avaliada positivamente por 96% dos usuários. Os atendimentos realizados pelo Hospital Galileu englobam: 6.724 consultas especializadas, 3.133 cirurgias, 4.191 internações, 65.336 exames, e 52.212 atendimentos da equipe multiprofissional – que inclui 5.991 atendimentos da equipe de serviço social, 5.172 psicologia, 3.874 terapia ocupacional, 1.372 fonoaudiologia e 35.803 fisioterapia. Para o diretor-geral da unidade, Saulo Mengarda, o melhor resultado é ver a satisfação dos pacientes, comprovada pelo índice de satisfação dos usuários de 96% ao longo do ano. “Isso é resultado do trabalho que a gestão da Pró-Saúde vem desenvolvendo no hospital, que é voltado para garantir a qualidade e a segurança do paciente em todas as etapas do tratamento, bem como, do investimento do Governo do Pará para uma saúde de excelência”, afirmou. Diferencial Com 104 leitos, sendo seis da Unidade de Terapia intensiva (UTI), a unidade atende exclusivamente pacientes referenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é gerida pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado…

Metropolitano tem redução no atendimento a vítimas de acidentes de trânsito em 2017

Dois meses antes de completar 17 anos, a estudante H.B.R. sofreu um acidente de motocicleta no bairro de Val-de-Cans, em Belém (PA). Na noite do Círio de Nazaré, em outubro de 2017, a jovem fraturou a bacia, depois que a moto em que ela voltava para casa com um amigo derrapou e ambos caíram no asfalto. Distante dali, no bairro do Barreiro, a diarista Odenise Teixeira Barbosa, recebeu a notícia do acidente da filha por meio de uma sobrinha. Chegou ao local do episódio pouco depois. “Ela estava deitada no chão, com muita dor, dizendo que ia morrer”, contou. Após os primeiros atendimentos no Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, a jovem foi transferida para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), onde recebeu atendimento especializado em trauma e após 16 dias retornou para casa. A adolescente é um dos 4.313 pacientes vítimas de acidentes de trânsito que deram entrada no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência em 2017. Do total, 1.799 atendimentos foram realizados em pacientes vítimas de acidentes de motocicleta. Outros 1.587 pacientes foram vitimados por colisões. A unidade atendeu, ainda, 755 pacientes vítimas de atropelamentos e 172 em decorrência de acidentes de bicicleta. O número total de atendimentos relacionados a pacientes vítimas de acidentes de trânsito em 2017 é 23,62% menor que o registrado no ano anterior. Em 2016, a unidade gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), recebeu 5.467 pacientes vítimas de…

Hospital 5 de Outubro realiza mais de 249 mil atendimentos em 2017

Antes de ganhar seu bebê em 2017, a cabeleireira Dayana Vilas Boas fez o acompanhamento da gestação no Hospital 5 de Outubro (HCO), em Canaã dos Carajás (PA). Ela é uma das 935 pessoas que foram submetidas a procedimentos cirúrgicos na unidade durante o ano. Satisfeita com o atendimento oferecido no HCO, Dayana destacou a atuação dos profissionais da unidade gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. “Tive um problema com minha placenta e a médica ligava para mim, dando toda a atenção necessária”, contou. Além de ter feito o parto no HCO, a cabeleireira faz o acompanhamento pediátrico da criança na unidade. “Não tenho o que reclamar, o atendimento é ótimo”, disse ela. Com a assistência à saúde baseada em princípios como humanização, excelência e segurança do paciente, em 2017, o hospital realizou 249.721 atendimentos, entre cirurgias, exames, internações, atendimentos ambulatoriais e de urgência e emergência. ‘O ano de 2017 foi de muitas conquistas para o hospital. Ampliamos os processos de qualidade, implantamos a governança clínica, o plano terapêutico e as visitas multiprofissionais, fazendo com que a assistência ao paciente melhorasse a cada dia. Também realizamos duas ‘Ações do Bem’ que beneficiaram a comunidade, uma com oferta de serviços de saúde e outra com vacinação gratuita contra a gripe Influenza. Além disso, continuamos a cuidar das grávidas em todas as fases da gestação, com o projeto ‘Amor de Mãe’, e passamos a ofertar a equoterapia a crianças com diagnóstico de TDAH, Autismo e Síndrome de Down’, comentou o diretor-geral da unidade, Bruno Rezende.…