Aspirina pode regenerar dente após cárie, dizem cientistas britânicos

Pesquisadores da Universidade Queen’s, em Belfast, usaram o produto para estimular células-tronco nos dentes, o que aumentou o potencial de regeneração. Eles acreditam que o tratamento com aspirina pode resultar em menos cáries e obturações no futuro. Na Irlanda do Norte, 72% dos adolescentes de 15 anos tinham cáries em 2016, de acordo com um estudo da Associação Odontológica Britânica. Nossos dentes têm capacidade limitada de regeneração. Produzem uma camada fina de dentina, logo abaixo do esmalte, se a polpa dental é exposta, mas não conseguem consertar uma grande cavidade. É por isso que dentistas usam obturações, que podem necessitar de substituição várias vezes durante a vida do dente. Mas Ikhlas El Karim, professora da Faculdade de Medicina da Queen’s University, cujas pesquisas giram em torno do uso de células-tronco, diz ter descoberto que a aspirina “turbina” essas células no processo de regeneração. “Temos a esperança de desenvolver um tratamento que dê aos dentes a capacidade de fazer esses reparos. Mas isso será gradual, não é imediatamente que não precisaremos mais de obturações”, explica a cientista. Depois de analisar dados de pesquisas anteriores, a equipe da Queen’s University usou aspirina líquida sobre células-tronco em uma placa de Petri e diz ter encontrado “evidências materiais e genéticas de que isso produziu dentina”. Mas, segundo Ikhlas, o próximo passo é descobrir um método para aplicar a aspirina no dente de forma adequada. “Precisamos colocar o produto (no dente cariado) de forma que possa ser liberado durante um longo período de tempo. Se simplesmente colocarmos aspirina em uma…

Cosanpa anuncia plano de ação para por fim ao racionamento em Marabá

O presidente da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Cláudio Conde, concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (15), no auditório da Associação Comercial de Marabá, onde detalhou o plano de ação elaborado pela equipe de engenharia do órgão para solucionar o problema de racionamento de água no município, causado pela forte estiagem que afeta a região sudeste do estado. Segundo Conde, o monitoramento hidrológico feito diariamente pela Agência Nacional de Águas aponta que o nível do rio Tocantins vem baixando a uma média de dois centímetros a cada dia, o que tem inviabilizado o pleno funcionamento do sistema de captação existente na Estação de Tratamento de Água de Marabá. “Essa já é considerada uma das piores estiagens pelas quais o rio Tocantins já passou, e preocupa ainda mais pelo fato de que há seis grandes hidrelétricas no seu percurso. A solução a ser adotada deverá servir não apenas para sanar a questão em caráter emergencial, mas também para prevenir situações semelhantes no futuro”, completou. O presidente da Cosanpa informou que será montada uma estrutura para captação de água bruta à margem do rio Tocantins, com o apoio de duas bombas anfíbias instaladas sobre uma balsa, para garantir o abastecimento da Estação de Tratamento de Água da Nova Marabá. Os equipamentos já estão sendo transportados de balsa para o município e serão montados e postos em funcionamento em um prazo máximo de 15 dias. “Para montar essa estrutura de captação, vamos construir uma plataforma de concreto em uma das margens do Tocantins e instalar as…

Oncológico Infantil orienta estudantes sobre diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil no ‘Setembro Dourado’

A comunidade da escola municipal Palmira Gabriel, no bairro da Pedreira, em Belém (PA), receberá uma equipe do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo para orientações da campanha “Setembro Dourado”, que alerta a população sobre os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil e a importância do diagnóstico precoce. A atividade acontece na segunda-feira, 18/9, a partir das 9h. Além da escola no bairro da Pedreira, o cronograma de atividades do Hospital Oncológico no ‘Setembro Dourado’, prevê rodas de conversa nas escolas municipal Antônio Carvalho, no bairro da Cremação, no dia 20/9; Santa Emília no Umarizal no dia 21/9; Escola Estadual Barão do Rio Branco, em Nazaré, no dia 22/9, e Escola Estadual Preventório Santa Terezinha, no Souza, no dia 28/9. Pais e responsáveis pelos alunos, além da equipe técnico-pedagógica participarão de uma roda de conversa para esclarecer quanto aos sinais da doença e como o diagnóstico precoce aumenta em 80% a chance de cura do câncer infantojuvenil. As rodas de conversa são uma parceria entre o Hospital Oncológico e as secretarias de Educação do município de Belém e do Estado. Será distribuído material educativo com orientações sobre o câncer e como proceder em caso de diagnóstico positivo. A equipe também esclarecerá sobre o funcionamento do Hospital Oncológico Infantil. Atualmente a unidade, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), atende a cerca de 700 pacientes. Em outubro, o Oncológico Infantil completará dois anos de funcionamento e já é reconhecido nacionalmente como…

Hospital Regional de Marabá orienta sobre como evitar sepse

O Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), promove neste mês uma programação especial para alertar colaboradores e usuários sobre cuidados que podem ajudar a prevenir a sepse, infecção generalizada que mata mais que o câncer e o infarto agudo do miocárdio. Estima-se que, no Brasil, 400 mil novos casos são identificados anualmente. Destes, 50% das vítimas vão a óbito. A doença ocorre quando um microrganismo, como vírus, bactéria ou fungo, entra na corrente sanguínea e atinge o sistema imunológico do indivíduo, provocando sintomas como temperatura acima de 38ºC ou inferior a 35ºC, respiração muito rápida, calafrios e confusão mental. O resultado pode ser a falência de um ou mais órgãos. De acordo com a supervisora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do hospital, Daiane Freitas, qualquer infecção pode ser porta de entrada para a sepse, desde um dente infeccionado a uma pneumonia mal curada, porém, por conta da baixa imunidade, idosos, crianças, usuários de álcool e drogas, pacientes internados e portadores de doenças crônicas, como diabetes e insuficiência cardíaca, estão mais suscetíveis ao problema. ‘A sepse é vista pela maioria das pessoas como uma doença que acomete somente pacientes internados, mas não é. Qualquer infecção não tratada ou mal tratada pode levar a uma sepse. Então, muitas vezes, o paciente já é admitido nas unidades de saúde com a doença. Para prevenir ou reduzir o risco de apresentar a forma mais grave do problema, é importante higienizar sempre as mãos, ter uma alimentação saudável e usar…

SAÚDE: DIA D DA VACINAÇÃO TERÁ PONTOS EXTRAS PARA ATENDIMENTO À POPULAÇÃO

A Campanha de Multivacinação iniciada em todo o Brasil na segunda-feira, 11 de setembro, e que se estenderá ao próximo dia 22, tem como principal objetivo resgatar não vacinados ou completar o esquema de vacinação, atualizando a caderneta de crianças e adolescentes menores de 15 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias), conforme estabelece o Calendário Nacional de Imunizações.

Neste sábado, 16, acontece o chamado “Dia D”, quando a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disponibiliza à população todas as vacinas oferecidas pelo SUS nos centros de saúde urbanos e da zona rural, além de alguns pontos extras. A vacinação acontece das 8h às 17 horas.

Segundo a coordenadora de Imunização, Crissiana Dias, independentemente do público alvo, pessoas de outras faixas etárias poderão vacinar-se, desde que apresentem a carteirinha para atualizar naquilo que está faltando.

Além dos centros de saúde oficiais e postos de saúde da zona rural, veja alguns pontos extras que também estarão vacinando no sábado:

– Escola Joel Pereira Cunha

– Escola Gaspar Viana

– Escola Plínio Pinheiro

– Sindicato dos Metalúrgicos

– Associação de Moradores da Folha 29

– Escola José Flávio (bairro Araguaia)

– Escola Cristo Rei

– Escola Maurino Magalhães

– Escola Cora-Coralina

– Escola Raimundo de Souza Ramos e

– Igreja dos Capuchinhos.

Compartilhe:

PRESIDENTE ESTADUAL DA COSANPA EM MARABÁ

O Presidente da Companhia de Saneamento do Pará, ( Cláudio Conti)na tarde desta quinta-feira foi Sabatinado na sala de comissões de Câmara de Vereadores de Marabá.

Os vereadores fizeram as perguntas que o povo de Marabá faz todo dia nas redes sociais e no cotidiano Marabaense, a reunião teve como dinâmica uma apresentação dos investimentos feitos pela empresa na cidade e o plano para acabar com o Racionamento de água na cidade.
Nós encaminhamentos a Direção da Cosanpa Prometeu em 15 dias o fim do Racionamento, um plano de captação de água através de Balsa que evitaria futuro racionamentos em anos de estiagem longa.

Compartilhe:

Pará tem 1 milhão de doses para atualizar vacinação de crianças e adolescentes

Neste sábado (16), postos de saúde de todo país estarão de portas abertas, disponibilizando 21 vacinas contra doenças que ainda não estão eliminadas e, portanto, representam riscos para quem não estiver imunizado. O Pará recebeu 1 milhão de doses de vacinas para colocar em dia a situação vacinal de crianças e adolescentes do estado. Desse total, 574,6 mil são doses extras destinadas para a campanha de Multivacinação 2017, que acontece até a próxima sexta-feira (22). Neste ano, a campanha convoca mais de 47 milhões de crianças menores de cinco anos, crianças de nove anos e também adolescentes de 10 a 15 anos incompletos, para atualizarem o calendário vacinal. Segundo o Ministério da Saúde, mais da metade (53%) desse público já deveria estar com o seu calendário de vacinação completo e alerta sobre os riscos da baixa cobertura vacinal. O ministro da Saúde Ricardo Barros enfatiza que só com a conscientização da importância das vacinas a população brasileira estará protegida de uma série de doenças que são facilmente preveníeis apenas com a vacinação. “Este sábado é uma excelente oportunidade para incluir, no programa da família, a ida aos postos de saúde e verificar a situação das carteiras de vacinação de crianças e adolescentes”, diz. A ação envolverá 36 mil postos fixos de vacinação e 350 mil profissionais de saúde. Além do envio de 143,9 milhões de doses de vacina de rotina, o Ministério da Saúde ainda distribuiu aos postos de saúde 14,8 milhões de doses extras de 15 vacinas para a campanha. A campanha publicitária deste…

Justiça determina paralisação de projeto de mineração da Vale no sudeste do Pará

Desembargador teme que estado tenha tragédia semelhante a Mariana. Empresa diz que irá recorrer da decisão. Justiça Federal determinou a suspensão das atividades de mineração do empreendimento Onça Puma, realizado pela Vale em Ourilândia do Norte, sudeste do Pará, até que a empresa comprove a implantação de um projeto de gestão econômica e ambiental para compensar as comunidades indígenas afetada pela atividade. A Vale informou em nota que irá respeitar a decisão, mas recorrerá da sentença. O julgamento da ação foi na quarta-feira (13). A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) entendeu que o empreendimento funciona sem que tenham sido atendidos os pré-requisitos determinados no processo de licenciamento, causando impactos para comunidades Xikrin e Kayapó que vivem na proximidade da bacia do rio Catete e do iragapé Carapanã, conforme atestou a Funai em relatórios. Por conta disso, além da paralização, a justiça determinou o pagamento de um salário mínimo por cada membro da aldeia, e fixou uma multa diária de R$ 100 mil para a Vale em caso de descumprimento. “Até o presente momento, a Vale S/A não apresentou os planos e programas preventivos mitigadores e compensatórios para as comunidades indígenas afetadas. Não podemos permitir que a tragédia ambiental ocorrida em Mariana se repita aqui”, disse o desembargador Souza Prudente, relator do processo. Entenda o caso O projeto de Mineração Onça Puma, que é da Vale, teve obteve licença prévia para funcionamento em agosto de 2004. O empreendimento tem como objetivo explorar as serras do Onça e do Puma perto das…

Michel Temer e Helder Barbalho assinam ordem para ponte sobre rio Araguaia

O presidente da República Michel Temer esteve, no início da tarde desta quinta-feira (14), no município de São Geraldo do Araguaia, sul do Pará, juntamente com ministros como Helder Barbalho (Integração Nacional), e assinou a ordem de serviço da construção da ponte sobre o Rio Araguaia, que irá ligar os municípios de Xambioá, no Tocantins, e São Geraldo do Araguaia, no Pará, na BR-153. O projeto deve beneficiar cerca de 40 mil pessoas dos dois Estados.
Na manhã de hoje, foi feita a inauguração em território tocantinense, às margens do Araguaia no município de Xambioá.
A ponte era aguardada pelos habitantes da região há mais de 30 anos e, agora, com a autorização, tem previsão de ser concluída em três anos.
A ponte terá 1,7 mil metros e ligará os municípios pela BR-153 (conhecida como rodovia Transbrasiliana, com investimentos da ordem de R$ 132 milhões. A rodovia é estratégica para os produtores da região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).
A expectativa é de que a obra melhore a logística e a infraestrutura da rodovia.
“Estamos atendendo a uma antiga demanda popular e do setor produtivo, fundamental para o progresso econômico desta fronteira agrícola do País”, escreveu o presidente da República no Twitter pessoal.

Compartilhe:

Pró-Saúde e Sociedade Brasileira de Neurocirurgia promovem ação de sensibilização para redução de traumas

Estudantes da escola pública Jonathas Pontes Athias e colaboradores do Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), foram orientados, nesta semana, sobre hábitos que podem ser fatais: uso de celular ao volante, mergulho em águas rasas e más posturas. A ação fez parte da campanha ”Neuro em Ação”, promovida pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN), com o apoio da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, gestora do HRSP, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Com o tema ”Use a cabeça, proteja seu corpo”, a iniciativa tem o objetivo de conscientizar a população sobre a prevenção de traumas medulares e, assim, contribuir para a melhoria da qualidade de vida na região. De acordo com o neurocirurgião Sandro Cavalcante, que é membro da SBN e atua no Hospital Regional de Marabá, os hábitos destacados na campanha são as principais causas de traumatismo raquimedular. Somente um deles, por exemplo, é responsável pela morte de mais de 1,3 milhão de pessoas no mundo a cada ano. É o caso do uso de celular ao volante, que aumenta em 400% o risco de acidentes e é considerado seis vezes mais perigoso que a combinação álcool e direção. ”Há pesquisas que apontam que algumas pessoas, ao utilizarem o celular, apresentam um ritmo cerebral diferente, como se estivessem tendo uma convulsão, ou seja, naquele momento, elas não têm domínio sobre si. No caso do carro, é como se elas deixassem de ser motoristas e se tornassem passageiros, ou…